POSICIONAMENTO DE MARKETING - FOCO NOS “TWEENS”

1.887 visualizações

Publicada em

Justificativa:

A marca Sá, da empresa Cativa Têxtil, atua no segmento infantil e pré-adolescente, mesmo segmento em que a Cativa Infantil atua. De acordo com diagnóstico realizado, foi detectado que ambas as marcas, por atuarem no mesmo nicho de mercado, tanto em relação à distribuição, quanto ao perfil de comunicação - direcionada às crianças - acabam sendo concorrentes entre si.
Diante deste cenário foi percebida uma oportunidade de mercado, que consiste em focar a marca em um público específico, inexplorado pela empresa em relação à comunicação: os pré-adolescentes. Em nenhuma das marcas do portifólio da empresa foram encontradas ações de comunicação, interação ou relacionamento, focadas neste segmento de mercado.
Por este motivo, o presente projeto foi elaborado com o objetivo de reposicionar a marca Sá, que passaria a atuar para o seguimento pré-adolescente, com o objetivo de agregar valor à marca, além de oferecer diferencial competitivo para a empresa Cativa Têxtil.
De acordo com análises realizadas sobre o perfil dos consumidores pré-adolescentes, com idade entre 9 e 12 anos, também classificados de tweens, identificou-se características específicas em relação às preferências de consumo e comportamento deste público.
Nesta fase da vida, a dos tweens, os adultos praticamente já perderam o controle sobre a compra dos seus filhos, mas continuam querendo influenciá-los. Por isso, é uma etapa de muitos conflitos entre pais e filhos consumidores. As crianças começam a dar muito mais valor à marcas, ícones e produtos que transmitam sua personalidade. Afirma Rosseti (2004) que os adolescentes já não estão padronizados como antes, e isso acarretou em uma mudança comportamental e adaptação do mercado de confecções aos hábitos dos tweens.
De acordo com este diagnóstico, foi detectada a necessidade de propor mais interatividade entre consumidor e marca. O papel do produto e as diversas mídias de comunicação e interação devem suprir as necessidades desse consumidor, uma vez que os pais não são mais referências únicas nesta fase da vida, quando a rejeição à infância dá seus primeiros sinais e a criança não quer ser mais tratada como tal.
Os tweens de hoje são uma geração verdadeiramente conectada, pois já nasceram na era da Internet – meados da década de 90 – e movimentam consideráveis fortunas em todo o mundo. Os das classes AB teclam habilmente em seus laptops, usam celulares, falam com os amigos pelo MSN Messenger e escutam a música que baixaram pela Internet em seus MP3 players.
Com o fortalecimento do conceito através da comunicação focada nas necessidades e perfil deste segmento, pretende-se agregar valor à marca e oferecer aos consumidores produtos que transmitam informação de moda, adequada com seus anseios, com o objetivo de manter e conquistar novos clientes.

Publicada em: Design
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.887
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

POSICIONAMENTO DE MARKETING - FOCO NOS “TWEENS”

  1. 1. MARCA SÁ REPOSICIONAMENTO NO MERCADO COM FOCO NO PÚBLICO “TWEEN”
  2. 2. Objetivo geral <ul><li>Traçar um plano de marketing com objetivo de reposicionar a marca Sá, da empresa Cativa Têxtil, para o público tween, e diferenciá-la da marca Cativa Infantil, da mesma empresa, cujo nicho de mercado é o mesmo. </li></ul>
  3. 3. Objetivos Específicos <ul><li>Conhecer a marca Sá para traçar estratégias que estejam de acordo com os objetivos da empresa; </li></ul><ul><li>(estilo,público-alvo,mercado e concorrentes) </li></ul><ul><li>Definir pontos fortes e fracos do atual plano de marketing da marca Sá, para identificar oportunidades ainda não exploradas e diminuir e/ou eliminar fraquezas; </li></ul><ul><li>Levantar quais as necessidades para a implementação das novas estratégias e analisar a viabilidade do projeto; </li></ul><ul><li>Apontar ferramentas que se adaptam a este plano, incluindo propostas inéditas. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Elaborar planejamento anual de comunicação de marketing o para o ano de 2010; </li></ul><ul><li>Agregar valor à marca Sá, e diferenciá-la em identidade e comunicação da marca Cativa Infantil; </li></ul><ul><li>Aumentar o relacionamento da Sá com a consumidora final; </li></ul><ul><li>Abrir novos mercados através do foco da marca no público tweens . </li></ul>Objetivos Específicos
  5. 5. Justificativa <ul><li>A marca Sá, atua no segmento infantil e pré-adolescente, mesmo segmento em que a Cativa Infantil; </li></ul><ul><li>Ambas as marcas, por atuarem no mesmo mercado, tanto em relação à distribuição quanto em perfil de comunicação - que é focada nas crianças –são concorrentes entre si; </li></ul><ul><li>Percepção de uma oportunidade de mercado, inexplorada pela empresa em relação à comunicação: os pré-adolescentes . </li></ul>
  6. 6. Fig. n 1 :Coleção Sá Fonte: Site cativa.com.br Fig n 2 Coleção Cativa Infantil Fonte: Site cativa.com.br
  7. 7. <ul><li>Perfil dos consumidores pré-adolescentes, atualmente identificado como “ tweens” possui características específicas em relação às preferências de consumo e comportamento; </li></ul><ul><li>Necessidade de propor mais interatividade entre consumidor e marca. (tecnologia) </li></ul>Justificativa
  8. 8. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA História da Roupa e Moda Infantil <ul><li>As crianças e adolescentes, assim como os adultos, no decorrer da história, também sofreram influências e transformações em suas vestimentas, conforme os acontecimentos e movimentos de cada época; </li></ul><ul><li>A inserção dos conceitos de moda e a evolução dos estudos sobre pedagogia infantil também tiveram forte influência na maneira de vestir as crianças; </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Existem poucos relatos sobre as vestimentas das crianças ou adolescentes em literaturas; </li></ul><ul><li>É possível observar em pinturas e desenhos da época, a simplicidade da vestimenta das crianças durante os séculos passados (usavam túnicas simples ); </li></ul><ul><li>O conceito de moda começa a se tornar mais presente e as modificações mais constantes, as crianças passaram a se vestir como adultos; </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA História da Roupa e Moda Infantil
  10. 10. <ul><li>Vestidos desconfortáveis, com golas franzidas, anquinhas e mangas cheias de ornamentações. </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA História da Roupa e Moda Infantil Fig n 3: 1782 – as crianças Graham, de Willian Garth Fonte: Moutinho, 2000 .
  11. 11. <ul><li>Este cenário começou a mudar no final do século XVIII, devidos às idéias revolucionárias do filósofo, sociólogo e pedagogo Jean-Jacques Rosseau; </li></ul><ul><li>A infância era um estado natural e com características próprias, por isso a criança não deveria ser encarada como um adulto imperfeito e em tamanho reduzido; </li></ul><ul><li>Do século XX em diante, a roupa infantil começou a evoluir no sentido de deixar a criança confortável, e levar em consideração para criação estética, referências de seu universo; </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA História da Roupa e Moda Infantil
  12. 12. <ul><li>Com a evolução dos estudos sobre o desenvolvimento das crianças e suas fases de crescimento, a moda começou a se apropriar destes conhecimentos para desenvolver roupas que não encantassem somente as mães, mas também os usuários, crianças e adolescentes; </li></ul><ul><li>Atualmente as coleções focadas para este nicho de mercado são desenhadas de acordo com o estilo do consumidor, atendendo a expectativa e necessidades específicas. </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA História da Roupa e Moda Infantil
  13. 13. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA História da Roupa e Moda Infantil Fig n 4: Painel de imagens referenciais Público Tweens Fonte: Site globo.com
  14. 14. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Segmentação de Mercado <ul><li>Uma empresa não pode atualmente querer atender aos gostos de todos os clientes num mercado amplo como o da moda; </li></ul><ul><li>Necessário que as empresas dentro do universo amplo da moda, segmentem seu mercado de atuação, foquem seus produtos assim como comunicação para um publico específico; </li></ul>
  15. 15. <ul><li>As principais variáveis da segmentação: </li></ul><ul><li>Geográfica: divisão do mercado em diferentes unidades geográficas, como nações, estados, regiões ou cidades; </li></ul><ul><li>Demográfic a: o mercado é dividido em grupos de variáveis básicas como idade, tamanho da família, ciclo de vida da família, sexo, renda, ocupação, grau de instrução, religião entre outros; </li></ul><ul><li>Psicográfica: utiliza a psicologia e a demografia para atender os consumidores, os compradores são divididos em diferentes grupos com base no estilo de vida, na personalidade e nos valores; </li></ul><ul><li>Comportamental: os consumidores são divididos em grupo conforme seus conhecimentos, atitudes, uso e repostas a um produto. </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Segmentação de Mercado
  16. 16. <ul><li>O marketing de segmento permite que a empresa: </li></ul><ul><li>Crie um produto ou serviço mais adequado; </li></ul><ul><li>Estabeleça um preço apropriado; </li></ul><ul><li>Escolha canais de distribuição e meios de comunicação mais eficientes; </li></ul><ul><li>Enfrente menor concorrência em um segmento específico. </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Segmentação de Mercado
  17. 17. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Identificando os Tweens <ul><li>A palavra tween vem da junção de between e teen , que significam respectivamente “entre” e adolescente; </li></ul><ul><li>O termo tween define consumidores que estão entre a infância e a adolescência, em uma fase fortemente presente por mudanças e transições, tanto físicas quanto comportamentais; </li></ul><ul><li>17 milhões de crianças e pré-adolescentes entre 8 e 14 anos no Brasil (Dados IBGE 2006) </li></ul>
  18. 18. <ul><li>A geração de tweens torna-se um ícone da conectividade: usam celulares, acessam a internet desde cedo, participam de chats e conectam-se ao MSN, enviam e-mails e baixam músicas para seu MP3 Player . </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Identificando os Tweens Fig n 5: comportamento t weens Fonte: Site globo.com
  19. 19. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Mercado e Comportamento Tween <ul><li>É perceptível a partir desta fase de transição que a comunicação já não é percebida da mesma forma de quando eram crianças; </li></ul><ul><li>As necessidades e anseios de uma criança divergem ao esperado pelos tweens , que nesta fase procuram distanciarem-se da fase infantil que viveram; </li></ul><ul><li>Nascidos em um ambiente tomado pela tecnologia , esse grupo reconhece facilmente os acontecimentos globais, acompanham as mudanças e tem acesso as mesmas informações de um adulto . </li></ul>
  20. 20. <ul><li>É da televisão basicamente que vem o apelo extra familiar mais marcante: 80% se dizem influenciados por artistas, esportistas e famosos em geral. </li></ul><ul><li>Toda essa quantidade de mudanças deve ser acompanhada pelo mercado, pois qualquer falha provocada pela marca, dificilmente será perdoada ou esquecida pelo grupo. </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Mercado e Comportamento Tween
  21. 21. Fig n 6 Consumo tweens Fonte: Site Nytimes.com FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Mercado e Comportamento tween
  22. 22. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Consumismo Tween <ul><li>A exposição excessiva a televisão e a outros meios de comunicação influenciam diretamente no modo de consumo; </li></ul><ul><li>A mudança do comportamento desta faixa etária entre 8 e 14 anos demonstra notável preferência por roupas da moda a brinquedos; </li></ul><ul><li>Nesta idade já reconhecem marcas e começam a opinar e até mesmo escolher suas próprias roupas. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Inseguros e ao mesmo tempo decididos. Esta inconstância e a mudança rápida no comportamento é o que torna ainda mais difícil compreender este grupo. </li></ul>FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Consumismo Tween Fig n 7 Consumo tweens Fonte: Site Nytimes.com
  24. 24. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Ferramenta do marketing para T weens <ul><li>Quando não confiam em uma marca, os adolescentes não compram. Se uma marca deixa de atender a suas expectativas, eles a abandonam ; </li></ul><ul><li>Para atuar firmemente, empresários precisam investir fortemente em pesquisas e acompanhamento de suas demandas. O compromisso com o consumidor, apesar da pouca responsabilidade que a idade lhe dá, é um fator essencial; </li></ul><ul><li>A forma a ser transmitida a mensagem também torna-se decisiva. Tornar o acesso fácil e viável ao seu consumidor através da escolha dos melhores meios de comunicação ou integrá-los pode encurtar o caminho para o sucesso; </li></ul>
  25. 25. METODOLOGIA <ul><li>Caracterização do projeto </li></ul><ul><li>Pesquisa aplicada </li></ul><ul><li>Fundamentação teórica do projeto Lakatos (2001). </li></ul><ul><li>Técnica de coletas de dados e formas de análise dos dados </li></ul><ul><li>Visita técnica </li></ul><ul><li>Análise SWOT </li></ul><ul><li>Questionário </li></ul><ul><li>Entrevista </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Estrutura Analítica </li></ul>METODOLOGIA Quadro nº. 1 – Planejamento da coleta de dados Fonte : Kotler e Armstrong (1993). Metodologia de pesquisa Formas de contato Plano de amostragem Instrumentos de pesquisa Questionário não participativo Disponibilizado no site da marca. Gráficos Interpretações Gerais das respostas Questionário Entrevista Jornalística Envio de perguntas por e-mail e contato telefônico Análise e interpretação das repostas Roteiro de perguntas
  27. 27. Fig n 8 Questionário
  28. 28. Resultados das Pesquisas de Campo <ul><li>Questionário para o público cadastrado no mailing da marca Sá. </li></ul><ul><li>102 retornos / 1º a 20 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>Pergunta 1 : Informação sobre o conhecimento da marca Sá pelas pessoas cadastradas na base: </li></ul>
  29. 29. Resultados das Pesquisas de Campo <ul><li>Pergunta 2: Média de idade dos clientes da marca Sá. </li></ul>
  30. 30. <ul><li>Pergunta 3: Questionamento de quem é o decisor na hora da compra de roupas </li></ul>Resultados das pesquisas de campo
  31. 31. Resultados das pesquisas de campo Pergunta 4: Levantamento de informação sobre o que chama mais atenção nas roupas em que compra .
  32. 32. <ul><li>Pergunta 5: A respeito de quais os ídolos de preferência do público </li></ul>Resultados das pesquisas de campo
  33. 33. <ul><li>Pergunta 6: Informação sobre qual tipo de revista nacional o público costuma ler. </li></ul>Resultados das Pesquisas de Campo Fig n 8 Revista Atrevidinha Fonte: site atrevidinha.com.br
  34. 34. <ul><li>Pergunta 7 : Levantamento de informação sobre o que o público mais gosta no site atual da Sá. </li></ul>Resultados das Pesquisas de Campo
  35. 35. <ul><li>Pergunta 8 : A respeito do que gostariam que tivesse no site da Sá. </li></ul>Resultados das Pesquisas de Campo
  36. 36. <ul><li>Entrevista com Arnaldo Rabelo </li></ul><ul><li>Consultor de Marketing e professor de pós-graduação, especializado em Marketing Infantil e Estratégias de Marketing, Arnaldo Rabelo é autor do Livro “Marketing Infantil - como conquistar a criança como consumidora”. Referência nacional no que diz respeito à comunicação e marketing para os tweens </li></ul>Resultados das Pesquisas de Campo Fig. nº 9: Capa do livro “Marketing Infantil”
  37. 37. <ul><li>Marketing infantil, de modo geral, tem pouquíssima literatura no Brasil. Só agora as empresas brasileiras começaram a perceber a importância da criança no processo de consumo; </li></ul><ul><li>Várias pesquisas realizadas na última década confirmaram que o mercado que depende da criança como influenciadora ou decisora da compra é muito grande; </li></ul><ul><li>“ Os tweens , ou pré-adolescentes, são um segmento do público infantil, um dos mais importantes devido ao grande poder de consumo e pela pouca oferta de produtos e marcas adequadas”. </li></ul>Resultados das Pesquisas de Campo
  38. 38. <ul><li>As empresas devem buscar utilizar diferentes ferramentas de forma integrada para conquistar e fidelizar os clientes tweens; </li></ul><ul><li>Pink e o lilás são cores de grande apelo na moda, assim como detalhes com brilho. </li></ul>Resultados das Pesquisas de Campo
  39. 39. OBJETO DE ESTUDO slide show
  40. 40.
  41. 41. DIAGNÓSTICO E ANÁLISES <ul><li>Identificação do Macro e Micro Tendências </li></ul><ul><li>Uso de mídias sociais na Internet para se comunicar com os se divertir e se informar. Entende-se por &quot;mídia social&quot; as tecnologias que permitem a interação entre usuários ou a formação de comunidades online , como redes sociais, blogs, comunicadores instantâneos; </li></ul><ul><li>Escapismo digital; </li></ul><ul><li>Convergência: várias tecnologias em um mesmo aparelho aliado a uma estética e design agradável; </li></ul><ul><li>A mídia, seja em livros, revistas, cartazes ou na TV e agora até mesmo em jornais, tem um imenso impacto sobre a juventude, especialmente sobre as meninas e jovens. </li></ul>
  42. 42. <ul><li>Tamanho e Potencial do Mercado </li></ul><ul><li>Movimentou cerca de 50 bilhões de reais no Brasil em 2006. Cerca de 50 milhões de crianças no Brasil, das quais 17 milhões são tweens , deduz-se que os pré-adolescentes movimentem pelo menos 17 bilhões de reais por ano no Brasil; </li></ul><ul><li>Média vendas Marca Sá: 90mil peças por coleção. </li></ul><ul><li>Abrangência de Mercado </li></ul><ul><li>Mercado Nacional: Brasil </li></ul>DIAGNÓSTICO E ANÁLISES
  43. 43. DIAGNÓSTICO E ANÁLISES <ul><li>Fatores Críticos de Sucesso </li></ul><ul><li>Construir formas cada vez mais eficientes de relacionamento com o público, para que seja possível acompanhar a evolução, retração ou novos entrantes no mercado. </li></ul>
  44. 44. <ul><li>Oportunidades </li></ul><ul><li>Público Tweens </li></ul><ul><li>Vocação e tradição do setor têxtil e de confecção no Estado </li></ul><ul><li>Ameaças </li></ul><ul><li>Concorrência de duas marcas internas </li></ul><ul><li>Concorrência desleal </li></ul><ul><li>Grandes conglomerados comprando diversas marcas de moda e a entrada de grupos internacionais no mercado nacional </li></ul><ul><li>Crise mundial </li></ul>DIAGNÓSTICO E ANÁLISES
  45. 45. <ul><li>Pontos Fortes </li></ul><ul><li>Forte parque industrial </li></ul><ul><li>Grande controle de sua produção </li></ul><ul><li>Maquinários modernos </li></ul><ul><li>Forte controle de vendas </li></ul><ul><li>Estrutura de TI e modelo de gestão eficiente. </li></ul><ul><li>Pontos Fracos </li></ul><ul><li>Não possui um grande conhecimento e relacionamento em relação ao público final </li></ul><ul><li>Ausência de estratégia de marketing diferenciada em relação a marca Sá </li></ul>DIAGNÓSTICO E ANÁLISES
  46. 46. <ul><li>Responsabilidade Social </li></ul><ul><li>Selo Cativa Eco (ETA E ETE Parque Beneficiamento Têxtil Apiúna) </li></ul><ul><li>Troféu Fritz Muller, concedido pela Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma) </li></ul><ul><li>Idéia de responsabilidade social incorporada aos negócios é relativamente recente. (missão) </li></ul>DIAGNÓSTICO E ANÁLISES
  47. 47. <ul><li>Atual: variações de tops e bottons como , blusas, saias, jaquetas e vestidos com tecidos e formas conforme tendências de moda , com linguagens infantis. </li></ul>ESTRATÉGIAS Mix de Produtos e Serviços
  48. 48. <ul><li>Reposicionar e amadurecê-la, uma vez que os tweens sofrem influência dos adolescentes e negam qualquer forma de lembrança da infância; </li></ul><ul><li>Personagem da marca Sá amadureça e vire uma adolescente, bem atualizada, conectada com mundo e com as diversas mídias e tecnologia; </li></ul><ul><li>Estampas, cores e demais detalhes possuam referenciais aos ícones atuais para este público, como por exemplo, os grupos musicais, não deixando de explorar a personagem, mas sim a tornando mais amadurecida. </li></ul>ESTRATÉGIAS Mix de Produtos e Serviços
  49. 49. <ul><li>Complementar o Mix </li></ul><ul><li>Maquiagem da Sá </li></ul><ul><li>Acessórios </li></ul><ul><li>Calçados </li></ul><ul><li>Óculos de Sol </li></ul><ul><li>Material escolar </li></ul><ul><li>Jogos para meninas </li></ul><ul><li>Roupa de cama e banho </li></ul>ESTRATÉGIAS Mix de Produtos e Serviços
  50. 50. <ul><li>O preço deve informar ao mercado o posicionamento de valor pretendido pela empresa para seu produto e marca, ou seja, um produto bem desenhado e comercializado pode determinar um preço superior e obter alto lucro, afirma Kotler ( 2006) </li></ul><ul><li>Proposta é agregar valor, através de uma maior identificação por parte do público tweens com a marca Sá e a diferenciação da marca Cativa infantil, aumento do mix de produtos e interatividade com a marca, o preço dos produtos deveram sofrer alterações </li></ul><ul><li>Para coleção de lançamento a sugestão é que se alterem valores na grandeza de 10%, para que os atuais compradores não sintam muita diferença </li></ul>ESTRATÉGIAS Preço
  51. 51. <ul><li>Valor médio atual das peças da marca Sá: R$ 15,00 </li></ul><ul><li>Quantidade média de peças vendidas por coleção: 90.326 peças </li></ul><ul><li>Receita média bruta mensal: R$ 1.354,890,00 milhões. </li></ul><ul><li>Com aumento de 10% nos preços, a média ficará: R$ 16,50 </li></ul><ul><li>Mantendo a mesma demanda de venda a projeção de receita é: </li></ul><ul><li>R$ 1.490,379, 00 </li></ul>ESTRATÉGIAS Preço
  52. 52. <ul><li>Valor que será investido nas reformulações sugeridas neste projeto será a diferença de receita gerada pelo aumento dos valores das peças, (R$ 135.490,00 por coleção) </li></ul><ul><li>Deverá ser integramente investido nas ações de comunicação. </li></ul><ul><li>Verba total anual projetada, sendo que são quatro coleções por ano, é R$ 541.960,00 </li></ul>ESTRATÉGIAS Preço
  53. 53. <ul><li>Equipe de 69 representantes, além de 44 prepostos, contando com uma equipe total de 113 vendedores, atuando nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste. </li></ul><ul><li>Prospecção de novos clientes por segmento para a marca Sá (lojas especializadas no segmento tween e pré-adolescente – maior feedback ) </li></ul><ul><li>Implantação de showrooms em cidades-chave: atendimento personalizado, envolvimento emocional com a marca,desconto comprador-venda realizada no local, treinamentos, e coquetéis de lançamento para lojistas. </li></ul>ESTRATÉGIAS Canais de Distribuição
  54. 54. ESTRATÉGIAS Promoção de vend a Período Objetivo Público Técnica promocional Meta Dez 2009 Promoção de lançamento do novo perfil da marca Represe-ntantes Convenção de vendas com entrega de materiais de apoio a venda. Munir de informações os vendedores para que possuam argumentação de vendas adequadas. Fev 2010 Lojista Mala direta impressa. Brindes Solicitações de visitas para os representantes Mar 2010 Público final Brindes para clientes finais (porta celular com a cara da nova Sá) Comunicar e causar desejo pela marca
  55. 55. ESTRATÉGIAS Promoção de vend a Período Objetivo Público Técnica promocional Meta Abril 2010 Aumentar a comunicação com publico final. Lojista Material de PDV, com o novo estilo da marca Aumento da procura e compra dos produtos da marca Sá e destaque Maio a Setembro 2010 diálogo entre marca e consumidor final Público final Sorteio de Kit de produtos da Sá que será promovido no site, Dobrar o número de clientes cadastrados na base Outubro 2010 Conhecer o cliente e aumentar o relacionamento Público Final Concurso, objetivo premiar o cliente que montar uma boneca (recursos do site) Aumentar a procura dos produtos Novembro/Dezembro 2010 Aumentar interação através da inclusão de uma nova mídia Público Final Envio de mensagem para celular com dicas de moda e notícias Aumentar a procura dos produtos e da interação do cliente com a marca
  56. 56. <ul><li>Modificar as estratégias de comunicação de acordo com o objetivo de reposicionar a marca no mercado; </li></ul><ul><li>Aumentar a troca de informações potencializando a interatividade entre marca e público-alvo; Ex:Orkut,Blog da Sá,Twitter; </li></ul><ul><li>Focar maior parte da comunicação em meios digitais; </li></ul>ESTRATÉGIAS Comunicação
  57. 57. ESTRATÉGIAS Comunicação Site atual Site Milk Rocks Nova Linguagem com Elementos mais Atuais
  58. 58. ESTRATÉGIAS Comunicação Exemplo de Linguagem de site voltado aos tweens
  59. 59. <ul><li>Proposta de Interação do Novo Site da Marca Sá </li></ul><ul><li>Atualização semanal de notícias; </li></ul><ul><li>Notícias e dicas semanais; </li></ul><ul><li>Envio de newsletters quinzenais; </li></ul><ul><li>Músicas; </li></ul><ul><li>Onde encontrar; </li></ul><ul><li>Lançamento virtual da coleção; </li></ul><ul><li>Jogos; </li></ul>ESTRATÉGIAS Comunicação
  60. 60. <ul><li>Exemplo de jogo virtual para montar a roupa </li></ul>ESTRATÉGIAS Comunicação
  61. 61. <ul><li>Exemplo de papel de parede para celular </li></ul>ESTRATÉGIAS Comunicação
  62. 62. <ul><li>Calendário de veiculação de comunicação no ano de 2010 </li></ul>ESTRATÉGIAS Comunicação Período Objetivo Veículo Forma de Interação Fevereiro 2010 Comunicar ao cliente final a mudança do site E-mail marketing Envio de e-mail Março a Dezembro 2010 Divulgar novo perfil da Sá Revista especializada Anúncio Janeiro a Dezembro de 2010 Manter o nome da marca em voga na Mídia Jornais, revistas, sites Mídia espontânea – Acessoria de Imprensa
  63. 63. <ul><li>Quatro estágios no relacionamento com o cliente </li></ul><ul><li>Conscientização: ações informativas (site, orkut, blog, mala direta) </li></ul><ul><li>Consideração: persuadir e criar preferência (material PDV) </li></ul><ul><li>Conversão: fixar a marca (anúncios, newsletter,acessoria imprensa) </li></ul><ul><li>Pós-venda: fidelizar (concurso no site – tag acesso ao jogo) </li></ul>ESTRATÉGIAS Relacionamento com o cliente
  64. 64. <ul><li>Marca direcionada para os tweens: moderna, conectada e dinâmica. </li></ul>ESTRATÉGIAS Posicionamento da marca
  65. 65. <ul><li>A logística será mantida, pois mostra-se eficiente e adequada. (CD,representantes,distruibuição,entregas,estoque zero) </li></ul>ESTRATÉGIAS Logística
  66. 66. <ul><li>Melhor percepção do desempenho do produto </li></ul><ul><li>Maior fidelidade </li></ul><ul><li>Menor vulnerabilidade as ações de marketing da concorrência </li></ul><ul><li>Maiores margens </li></ul><ul><li>Menos sensibilidade do consumidor aos aumentos de preço </li></ul><ul><li>Maior cooperação e suporte </li></ul><ul><li>Mais eficácia das comunicações de marketing </li></ul><ul><li>Maior cooperação e suporte comercial </li></ul><ul><li>Possíveis oportunidades de licenciamentos </li></ul><ul><li>Oportunidades adicionais de extensão de marca. </li></ul>ESTRATÉGIAS Novas Oportunidades de Negócio de Mercado
  67. 67. <ul><li>Estimativa de verba para as ações de marketing </li></ul><ul><li>Showroom: R$300.000,00 (10 por ano) </li></ul><ul><li>Promoções:R$138.000,00 </li></ul><ul><li>Interatividade: R$30.000,00 (site, SMS, jogos) </li></ul><ul><li>Comunicação: R$60.000.00 </li></ul><ul><li>Consutoria: R$13.960,00 </li></ul><ul><li>Total de gasto projetado: R$541.960,00 </li></ul>ANÁLISE E AVALIAÇÃO DA VIABILIDADE DAS ESTRATÉGIAS
  68. 68. <ul><li>O desafio das estratégias do projeto é garantir que o público-alvo tenha o tipo correto de experiência com produtos, serviços e de marketing com o planejamento integrado, a fim de criar as estruturas desejadas de conhecimento da marca reposicionada; </li></ul><ul><li>Ações de marketing tornam-se indispensáveis para a viabilidade deste projeto; </li></ul><ul><li>Acompanhamento de mercado e feedback são necessários para corresponder expectativas deste público em constante mudança; </li></ul>CONSIDERAÇÕES FINAIS

×