FIBOPs 27-07-10

508 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
508
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
78
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

FIBOPs 27-07-10

  1. 1. Painel: Inovações Tecnológicas – As mais avançadas soluções pró-sustentabilidade As OIS e as consequências de seu crescimento Prof. Moysés Simantob FGV 27.07.10 São Paulo
  2. 2. AS ORGANIZAÇÕES SÃO UM LÓCUS INTERESSANTE PARA SE PRESENCIAR PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS...
  3. 3. Biococo
  4. 4. Produtos Verdes São produtos que cumprem com sua responsabilidade pela preservação do meio ambiente, por meio de critérios: Para a Philips, os produtos aprovados em pelo menos duas Green Focal Areas e que mostram um desempenho satisfatório quanto à duração de seu ciclo de vida são considerados Green Products.
  5. 5. Goóc, usa pneus usados para fabricar calçados e bolsas: Goóc, cria produtos a partir de material reciclável em especial as sandálias de pneus. No Brasil são consumidos mais de 30 milhões de pneus por ano e, em média, cada brasileiro consome um pneu a cada cinco anos, o que gera um grande acúmulo desse material inutilizado no ambiente. A Goóc quer garantir que o Brasil seja referência na produção de calçados de pneu reciclado, pretende reciclar 40 milhões de pneus até a Copa de 2014, no Brasil. Eles devem ser suficientes para a produção de 210 milhões de pares de sandálias. Fonte: IG
  6. 6. Reciclagem de coco descartado nas praias: A empresa Biococo foi implantada na Incubalix, primeira incubadora de econegócios do país, sediada no aterro Marca Ambiental. Atualmente processa 60 toneladas, por mês, descartadas no aterro sanitário pela prefeitura do Espírito Santo. O reaproveitamento começa com o processo de desfiagem e secagem. Depois, as fibras são trançadas e recebem látex, transformando-se em biomanta, que pode ser utilizada principalmente na recuperação de áreas degradadas. Fonte: Faça Diferente
  7. 7. Jeans Ecológico: O jeans Kuyichi é feito na Holanda, com algodão natural plantado e produzido com técnicas artesanais por índios do Peru, sem a adição de agrotóxicos nem de fibras sintéticas. O tingimento é feito com coloração natural e as lavagens das calças não usam produtos químicos, o que possibilita que a água seja reutilizada. O design é outra inovação, antenado sempre com as últimas tendências da moda para sair do estereótipo de ecologicamente correto, mas esteticamente feio. Fonte: Terra
  8. 8. Grameen Danone Jardins Verticais Wal-Mart
  9. 9. Um caso modelo: Nossa promessa é eliminar qualquer impacto negativo de nossa empresa no meio ambiente até 2010  Eliminar toda a forma de desperdício  Eliminar substâncias tóxicas  Usar energias renováveis  Redesenhar processos e produtos para fechar o “ciclo vida”  Transportar pessoas e produtos de maneira eficiente para reduzir o desperdício e emissões  Sensibilizar os Stakeholders (partes interessadas)  Criar um novo modelo de negócios
  10. 10. Brasileiros querem mais opções de produtos verdes
  11. 11. Etanol à base de casca de fruta e jornal
  12. 12. MAIS DE 7 MIL JOVENS, A MAIORIA DE BAIXA RENDA, ESTÃO NESTE MOMENTO NA FRENTE DA TELA DE UM COMPUTADOR EM MINAS. EM VEZ DE GASTAR TEMPO EM JOGOS OU EM SITES DE RELACIONAMENTO, GANHAM DINHEIRO COM A INTERNET, PLUGADOS NO TECNOLOGIA,EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO APLICADOS (TEIA). CALCULA-SE QUE O TEIA JÁ TENHA GERADO R$ 2 BILHÕES EM NEGÓCIOS. VÃO DESDE SITES QUE INCENTIVAM PEQUENOS PRODUTORES A VENDER OS TRADICIONAIS QUEIJOS DE MINAS POR SEDEX ATRAVÉS DO SITE. ALAN FERREIRA, DE SALINAS, ARRANJOU UM MODO DE OFERECER PARA FORA DO MUNICÍPIO OS MÓVEIS EM MADEIRA DE DEMOLIÇÃO, POR MEIO DO VENDE MÓVEIS. JÁ SOLANGE MOREIRA, DE BH, CRIOU PARA A MÃE, CLÉLIA MOREIRA, DE 66, UMA PÁGINA NA INTERNET PARA REVENDER COSMÉTICOS DA NATURA. “ O TEIA É A MENINA DOS OLHOS DE ALBERTO DUQUE PORTUGAL, SECRETÁRIO DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR (SECTES). ELE CONTA QUE, EM 2007, RECEBEU A ENCOMENDA DE MASSIFICAR O USO DA INTERNET EM MINAS, AGREGANDO VALOR AO PRODUTO CRIADO. COMO JÁ TINHA CONHECIMENTO DO MODELO DO INSTITUTO PEABYRUS, QUE INTERLIGA CIENTISTAS E PESQUISADORES DE TODO O PAÍS, DECIDIU CAPACITAR CONTINUAMENTE UMA EQUIPE DE OPERADORES DA INFRAESTRUTURA WEB 2.0. “NOVOS RAFAÉIS, JOÕES E SOLANGES VÃO SENDO CRIADOS NO TEIA, QUE JÁ É PRATICAMENTE AUTOSSUSTENTÁVEL. À MEDIDA QUE SE ABRE UMA JANELA, AS PESSOAS MOSTRAM SUA CARA PARA O MUNDO”.
  13. 13. Projetos de inovação terão aportes de R$ 100 milhões Manufatura Reversa Produtos revertidos em matérias-primas para reinserção nos processos produtivos
  14. 14. O GoodGuide traz informações sobre os impactos dos produtos e companhias que até então não eram conhecidas pelo público. Com a proliferação das campanhas de marketing verde freqüentemente ilusórias e o aumento de consumidores confusos sobre o que comprar, o time do GoodGuide deu início à construção de uma ferramenta para ajudar as pessoas a tomarem decisões melhores e mais fundamentadas.
  15. 15. Então, as Organizações Inovadoras Sustentáveis
  16. 16. precisam ser criadas com uma nova proposta de valor, com base em novos paradigmas e adaptadas aos contextos atuais
  17. 17. Acontece que hoje ainda não é possível que um produto cumpra critérios de sustentabilidade em todo o seu ciclo de vida, ou seja, da extração da matéria prima ao seu descarte final, tendo em vista o estado atual de desenvolvimento tecnológico e econômico. Por isso, as empresas buscam identificar um elemento de sustentabilidade, que seja devidamente comprovado, para se recomendar o uso de uma determinada alternativa de produto. Como?
  18. 18. dando visibilidade para ao menos um critério ambiental do Ciclo de Vida do Produto menos impactante ao meio ambiente Extração de matéria-prima Produção Disposição Distribuição reciclagem Utilização http://www.mel.nist.gov/programs/slim.htm reuso
  19. 19. MAS, “A EXPANSÃO DESSAS CORPORAÇÕES GLOBAIS APARENTEMENTE SEM LIMITE, LADO A LADO COM AS INFRA- ESTRUTURAS GLOBAIS DE FINANÇAS, DISTRIBUIÇÃO, ABASTECIMENTO E COMUNICAÇÃO, QUE, POR SUA VEZ, ELAS CRIAM...VEM AFETANDO A VIDA DE PRATICAMENTE TODAS AS OUTRAS ESPÉCIES QUE EXISTEM NO PLANETA. HISTORICAMENTE, NENHUMA PESSOA, TRIBO OU MESMO NAÇÃO PÔDE ALTERAR O CLIMA GLOBAL, DESTRUIR MILHARES DE ESPÉCIES OU MODIFICAR O EQUILÍBRIO QUÍMICO DA ATMOSFERA...E DIVIDIR O MUNDO ENTRE AQUELES QUE SE BENEFICIAM DA NOVA ECONOMIA GLOBAL E AQUELES QUE FICAM À MARGEM DELA. EM SUMA, O ADVENTO DAS INSTITUIÇÕES GLOBAIS REPRESENTA UMA MUDANÇA DRÁSTICA NAS CONDIÇÕES PARA A VIDA NO PLANETA.” ARIE DE GEUS –THE LIVING COMPANY SENGE, SCHARMER, JAWORSKI E FLOWERS - PRESENÇA
  20. 20. assim, planejar a inovação é planejar o (seu) processo de aprendizagem (e de sua empresa)...
  21. 21. inovação não é ciência ou tecnologia (apenas) Prof. Silvio Meira
  22. 22. • ...innovation is impossible if you think about it from a technology approach... {and} 4/5 of innovations originate from customers{!...} » Langdon Morris, co-autor de 4th Generation R&D: Managing Knowledge, Technology and Innovation
  23. 23. inovação é sociedade & economiaProf. Silvio Meira
  24. 24. Interessante saber... Sanford, Linda. 2006. Building an Innovation Company for the 21st Century. MIT-IBM Innovation
  25. 25. mas o novo modelo tem vantagens: ele “cria furos” no funil da inovação Other firm´s market Our new Licence, spin market out, divest Internal technology base Internal/external Our current venture handling market External technology insourcing Henry Chesbrough, 2004 External technology base
  26. 26. lembrando que é tempo de...
  27. 27. Colaboração
  28. 28. O médico do futuro www.simulconsult.com
  29. 29. SAC por SMS Serviço gratuito tem como objetivo esclarecer dúvidas, sugestões e críticas para o consumidor em qualquer momento. Fonte: http://www.proxxima.com.br
  30. 30. O My Starbucks Ideas é um projeto interativo da Starbucks que pede a ajuda dos clientes para definir o futuro da empresa. A empresa obteve mais de Através do site, qualquer um pode sugerir idéias, votar nas 70 mil sugestões melhores e discutir com outros consumidores as melhores de como melhorar. propostas. As idéias são organizadas em categorias, ranqueadas através da votação popular e acumulam pontos. Os comentários de cada proposta também são abertos, e muitas contam com uma participação massiva do público. A Starbucks colocou uma equipe chamada “Idea Partners” para se dedicar a análise das idéias. São funcionários de diversas áreas da empresa, incluindo Brad Stevens, vice- presidente de marketing, que decidem, comentam e respondem individualmente cada proposta no blog do projeto. Fonte: brainstorm9
  31. 31. Vender o peixe antes de sair do mar
  32. 32. www.moysessimantob.com.br
  33. 33. www.twitter.com/moyses_simantob
  34. 34. Quando perguntamos às pessoas onde elas vêem uma nova consciência e espiritualidade em ação, muitos citam os jovens e suas redes de mudança no nível comunitário.
  35. 35. “O garoto que domou o vento”.
  36. 36. GEN Y prefere trabalhar em escritórios modernos e sustentáveis. http://www.fastcompany.com/1649921/gen-y-wants-sustainability-front-and-center-in-the-workplace
  37. 37. Pilha recarrega com “chacoalhão” Robô “come e excreta” para gerar energia Ambientalista cruza o Pacífico em barco feito com 12.500 garrafas pet
  38. 38. se podemos repensar processos empresariais, por que não repensar rotinas vivenciais?!
  39. 39. Se for assim, o comportamento das pessoas pode (até) mudar.
  40. 40. FUN THEORY
  41. 41. qual o desafio para a organização? I NO VA ÇÃO
  42. 42. Não se trata de inovar por inovar... Uma organização inovadora sustentável é a que contribui para alcançar um desenvolvimento socialmente includente, tecnologicamente prudente e economicamente eficiente Autor: Maurice Strong - Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro em 1992.
  43. 43. Oportunidade de Negócio na Base da Pirâmide Prahalad e Hart argumentam que para fazer negócios com 4 bilhões de pessoas pobres do mundo, que representam 2/3 da população mundial, com receita abaixo de US$ 1500/ano, serão necessárias inovações radicais em tecnologia e no modelo de negócios das empresas.
  44. 44. O crescimento mundial da Indústria de Pagamentos Móveis vai tornar os serviços cada vez mais acessíveis Segundo Gartner, o número de usuários mundiais cresceu mais de 70% de 2008 para 2009. Para 2012 a previsão é superar os 190 milhões de usuários de pagamentos móveis. Como?  Pequenos varejistas certificados atuarão como agências bancárias;  Depósitos via lojas;  Tranferência de dinheiro via lojas;  Enviar dinheiro por SMS para quem não é registrado no sistema;  Pagamento de contas, taxis… The Economist, The power of mobile money, 2009
  45. 45. Acesso Econômico Possível! • M-Payment pode alcançar clientes que não têm acesso às contas bancárias e aos cartões de crédito; – o rendimento de famílias quenianas que utilizam o M-Payment aumentou de 5-30%.
  46. 46. App Store Apple “uma fábrica de nanopagamentos” O sucesso da App Store, da Apple, provou que as pessoas estão dispostas a Fonte: http://latam.apple.com/pr/articulo/?id=1624&r=br pagar pequenas quantias por bens digitais ou serviços na Web. Em 26 de julho de 2010, até ontem, a Apple® anunciou que seus consumidores fizeram mais de 5 bilhões de downloads de aplicativos, por preços entre U$ 0,99 e 4,99. A previsão é que em 2015 serão 25 bi apps baixados. Juniper Research,2010
  47. 47. “CONSEGUIRÃO AS INSTITUIÇÕES VIVAS A APRENDER UM CAMPO MAIS VASTO, CAPAZ DE ORIENTÁ-LAS RUMO AO QUE É SAUDÁVEL PARA O TODO? QUE COMPREENSÕES E CAPACIDADES ISSO EXIGIRÁ DAS PESSOAS, INDIVIDUAL E COLETIVAMENTE? ” ARIE DE GEUS –THE LIVING COMPANY SENGE, SCHARMER, JAWORSKI E FLOWERS - PRESENÇA
  48. 48. Os próprios autores respondem: “…podemos vê-las como consequência de uma forma de vida que, como qualquer outra, tem potencial para crescer, aprender e evoluir.” Arie de Geus –The Living Company Senge, Scharmer, Jaworski e Flowers - Presença  quando este potencial habilitador será ativado?
  49. 49. Tudo isso pra quê?
  50. 50. Não podemos ficar tão... ...distantes Folha de S. Paulo 24 de abril de 2009
  51. 51. O que os líderes empresariais já fazem e devem continuar a fazer? O que os líderes empresariais ainda não estão enxergando e precisam perceber? O que os líderes empresariais devem parar de fazer ?
  52. 52. O nosso desafio? Reconectar à condição humana. Aprender a enfrentar a incerteza. Refletir sobre se tornar cidadão. pela reflexão e pela prática discursiva como temos feito e continuaremos a fazer…
  53. 53. Moysés Simantob moyses.simantob@simantob.com.br http://twitter.com/moyses_simantob http://www.moysessimantob.com.br Tel: (11) 3297-0550 (11) 3256-5977

×