Teste 2

1.820 visualizações

Publicada em

teste, teste, teste, teste, teste, teste, teste, teste, teste, teste, teste, teste, teste,teste, teste, teste, teste.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.820
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teste 2

  1. 1. Universidade do Contestado – UnC Campus Mafra/ Rio Negrinho/ Papanduva Tecnologia em Processos Gerenciais Orientadora: Claudia Aparecida Marques Nassif Ribas Acadêmica: Ketlin Alice Hinke
  2. 2. A viabilidade da implantação de uma loja de som e acessórios automotivos na cidade de Rio Negrinho/SC. Tema
  3. 3. Problema: Em um município como Rio Negrinho, onde há poucas empresas que prestam produtos e serviços na área de som e acessórios automotivos,faz com que vários munícipes necessitam se deslocar a outras cidades para a busca do serviço, deixando de gerar empregos e impostos para o município, assim sendo, torna-se interessante a análise e fundamentação de um projeto que visa saber qual a viabilidade da implantação de uma loja de som e acessórios automotivos na cidade de Rio Negrinho/SC?
  4. 4. Justificativa: - Fonte de renda própria - Valorização de mercado local - Comprometimento do acadêmico com a Universidade - Geração de empregos - Geração de impostos
  5. 5. Objetivo geral: Verificar a viabilidade da implantação de uma loja de som e acessórios automotivos. Objetivos específicos:   - Estudar a teoria referente ao assunto. - Identificar o perfil do público alvo - Verificar as expectativas do mercado sobre o novo empreendimento. - Elaborar plano de negócios.
  6. 6. Fundamentação teórica: EMPREENDEDORISMO. CONTABILIDADE CUSTOS MARKETING GESTÃO DE PESSOAS PLANO DE NEGÓCIOS RAMO DE ATIVIDADE
  7. 7. Metodologia - PESQUISA BIBLIOGRÁFICA - PESQUISA DE CAMPO - PESQUISA DE OBSERVAÇÃO - INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS - ANÁLISE DOS DADOS
  8. 8. Metodologia PESQUISA BIBLIOGRÁFICA Buscar uma análise através de dados comprovados e teorias já estudadas a pesquisa através de livros, revistas, sites traz teorias que auxiliam na busca de resultados verídicos e concretos. PESQUISA DE CAMPO A pesquisa de campo e de população é necessária para se obter informações sobre o público alvo que o seu projeto estará focando. O mesmo é feito através uma amostra populacional o qual será através de julgamento, onde haverá direcionamento de público a ser pesquisado.
  9. 9. Amostra N= tamanho da população Eo= erro amostral tolerável no= primeira aproximação para o tamanho da amostra n= tamanho da amostra no= = 1 = 1 = 100 pessoas (Eo)² (0,10)² n== N.no = 10.230. 100 = 99,03 N+no 10.230 +100 Fonte: DETRAN - RN, coleta de informação dia: 27/08/2009
  10. 10. Metodologia PESQUISA DE OBSERVAÇÃO Com uma analise do ambiente a ser implantado o projeto, verificar-se-á quais serão os subsídios a serem utilizados para a implantação e desenvolvimento do presente projeto. Sendo assim o plano de negócios será elaborado conforme as necessidades do projeto com os recursos disponíveis para implementação do mesmo. INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS A coleta de dados será feita através de questionário, onde serão aplicadas análises quantitativa e qualitativa do mesmo, buscando através de questões gerais quais são as expectativas do cliente perante o novo empreendimento, os produtos a serem dispostos e a maneira mais adequada de ambiente e atendimento ao serviço que se destina.
  11. 11. Para o cliente efetuar a sua escolha de local de compras, os pesquisados mencionaram que o mais importante seria o preço dos produtos, agregando a marca e qualidade dos mesmos, assim sendo, as promoções são interessantes para que o mesmo procure a empresa, não importando muito a localização da mesma. Gráfico 7. Escolha do Ambiente de Compras Fonte: Pesquisa de Campo, Acadêmica, 2009 Análise dos dados
  12. 12. Gráfico 9. Aquisição de Produto Fonte: Pesquisa de Campo, Acadêmica, 2009 Em questão de escolha por qualidade ou preço, os pesquisados informaram que para a aquisição de produtos é feita mais pela sua marca/qualidade, que representou 69% das respostas, ficando então que apenas 31% dos pesquisados a relação com o preço, deixando de lado a marca/qualidade aplicada ao produto. Análise dos dados
  13. 13. Gráfico 10. Produtos mais Procurados Fonte: Pesquisa de Campo, Acadêmica, 2009 Os produtos mais procurados são os aparelhos de som/dvd, a aplicação de película e aplicação de acessórios para som. Tais produtos representam 84% das buscas por produtos, gerando a maior parte das vendas a serem efetuadas. A customização de veículos com acessórios representaria 7% e a instalação de alarmes 9%. Análise dos dados
  14. 14. Gráfico 11. Valor a ser Gasto com Customização Fonte: Pesquisa de Campo, Acadêmica, 2009 Dos analisados,40 % informaram que gastariam entre R$ 50,01 a R$ 100,00, 28% responderam ter a disponibilidade de gastar de R$ 100,00 a R$ 150,00 ao mês em customização veicular. Efetuando a soma das pessoas que estaria dispostas a gastarem mais de R$ 100,00 ao mês, se obtém 48% dos pesquisados, isso representa praticamente a metade da população em foco, assim sendo em um contexto de 19.000 veículos isso representa que 9.120 clientes estariam dispostos a gastar mais de R$ 100,00 ao mês, gerando uma estimativa de receita de R$ 91.200,00. Análise dos dados
  15. 15. Gráfico 14. Meio de Informação Fonte: Pesquisa de Campo, Acadêmica, 2009 Os meios de comunicação e de divulgação os quais os pesquisados possuem mais acesso são: panfletos, internet, jornal e rádio, não tendo tanta ênfase em listas telefônicas e outdoors. Análise dos dados
  16. 16. Gráfico 15. Freqüentaria a Empresa Fonte: Pesquisa de Campo, Acadêmica, 2009 Com a finalização da pesquisa, quando questionados se os pesquisados freqüentariam a empresa 12% responderam que sim, e 42% que provavelmente sim, contando com a participação total destes clientes na empresa e que eles representam 54% da amostra, pode-se calcular que de 19.000 prospects , 10.260 pessoas freqüentariam a empresa. Sendo assim podemos contar ainda com a participação dos que ficaram indecisos sob freqüentar o local e, caso a empresa consiga superar as expectativa e cativar através de campanhas de marketing e promoções, buscar os clientes que responderam que certamente não freqüentaria e que provavelmente não freqüentariam, os tais que representam 13% dos pesquisados. Análise dos dados
  17. 17. Descrição da Empresa MISSÃO Dispor dos melhores e mais modernos produtos do setor de customização automotiva, sendo referência na prestação de serviços de qualidade e com eficiência. VISÃO Tornar-se referência no planalto norte catarinense no mercado de customização de veículos, prestando serviço com qualidade, responsabilidade ambiental e seguridade. Análise Ambiental Oportunidades - Crescimento das vendas de veículos - Política monetária - Leis e baixas de IPI - Facilidades para micro empresas. - Região com deficiência de atendimentos nesta área de serviços e produtos. Plano de Negócios Ameaças - Leis. - Sazonalidade na busca por esses produtos. - Cultura - Aspecto financeiro. - Concorrência - Público específico
  18. 18. Concorrência Pontos fortes - Localização. - Ambiente interno - Atendimento - Variedade de produtos - Divulgação - Profissionais qualificados. Plano de Negócios Pontos fracos - Dificuldades na aprovação de crédito. - Formas de pagamento diminuídas
  19. 19. ESTRATÉGIAS - Infra estrutura diferenciada - Mão de obra especializada - Estoque - Qualidade de atendimento - Parceria com empresas PLANO DE MARKETING Para ir à busca de seus clientes, a empresa tem como objetivo investir uma quantidade mensal aos planos de marketing, com divulgação focada em notas de jornais, panfletos, email marketing, rádio. ESTRATÉGIAS DE VENDA - Custo/benefício - Assistência técnica do produto <ul><li>DIFERENCIAL COMPETITIVO DOS SERVIÇOS E PRODUTOS </li></ul><ul><li>- Marca/qualidade </li></ul><ul><ul><ul><li>Preço </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mão de obra especializada </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Diversidade de produtos. </li></ul></ul></ul><ul><li>- Atendimento </li></ul>Plano de Negócios
  20. 20. CLIENTE O público alvo da empresa são pessoas que possuem veículo. Com uma pesquisa de campo direcionada a esse perfil, se verificou que a maioria dos clientes ficaram entre homens até 32 anos, trabalhadores da indústria na grande maioria. Concluintes do ensino médio ou nível superior, dispostos entre solteiros e casados. O principal interessado e principal interesse da empresa, o mesmo busca saber o valor de mercado para poder sair e buscar o valor mais competitivo e que ofereça mais recursos para a aquisição dos produtos. O cliente bem informado sabe quais são os seus potenciais de negociação, podendo vir a questionar a prática de alguns valores. Assim sendo a empresa precisa estar atenta para que não acabe por perder estes clientes que podem ser grandes potenciais para a empresa. Plano de Negócios PLANO DE COMUNICAÇÃO Os meios de comunicação a serem utilizados pela empresa serão através de folders, jornais, comunicação direta, e-mail marketing, entre outras. Tais formas de divulgação serão feitas na cidade e região para atingir o público que realmente se destina. Quadro 3. Custo Divulgação Fonte: Orçamento de Mercado, O Acadêmico, 2009 Quadro 4. Custo Divulgação Mensal Fonte: Orçamento de Mercado, O Acadêmico, 2009 Campanhas de Marketing E-mail Marketing R$ 300.00 Panfletagem R$ 300.00 Rádio R$ 150.00 Moto Divulgação R$ 150.00 Total R$ 900,00 Campanhas de Marketing E-mail Marketing R$ 300.00 Panfletagem R$ 100.00 Rádio R$ 100.00 Moto Divulgação R$ 100.00 Total R$ 600,00
  21. 21. Plano de Negócios PLANO DE COMUNICAÇÃO Os meios de comunicação a serem utilizados pela empresa serão através de folders, jornais, comunicação direta, e-mail marketing, entre outras. Tais formas de divulgação serão feitas na cidade e região para atingir o público que realmente se destina. Figura 1. Logotipo Fonte: O Acadêmico, 2009.
  22. 22. Plano de Negócios CAMPANHA DE DIVULGAÇÃO
  23. 23. PLANO OPERACIONAL Figura 2. Organograma da Empresa Fonte: O Acadêmico, 2009 ESTRUTURA FUNCIONAL
  24. 24. Os gastos iniciais com a mesma serão de R$ 22.913,40. Além das despesas de abertura e valores de investimento inicial, a empresa terá um investimento de R$ 60.627,00 com o estoque inicial para vendas em um mês. O estoque inicial conta com o volume de vendas estimado para o mês, tal estimativa foi embasada os principais produtos buscados através da pesquisa de campo. Para a aplicação do preço de vendas, está conforme apêndice C. Plano de Financeiro Quadro 5. Investimento Inicial Fonte: O Acadêmico, 2009 PRODUTO (=) CUSTO   TOTAL/PROD. DVD 8.320,00 PELÍCULA 960,00 PEDALEIRA 2.600,00 VOLANTES 2.400,00 MP3 PLAYERS 4.900,00 SUB-WOOFERS 840,00 MÓDULOS 3.500,00 CORNETAS 196,00 AUTO-FALANTES 3.552,00 NEON 224,00 LAMPADAS 240,00 ANTENAS 320,00 AMPLIFICADORES 1.360,00 EQUALIZADORES 856,00 MIXXERS 392,00 DRIVERS 273,00 TWETTER 420,00 WOOFERS 1.120,00 BATERIAS PARA SOM 3.800,00 ALARMES 2.520,00 CALHAS 960,00 BUZINAS 136,00 MANÓPLAS 600,00 MOLAS 4.320,00 PONTEIRAS 448,00 SUSPENSÃO A AR 6.000,00 TRAVAS ELÉTRICAS 210,00 VIDROS ELÉTRICOS 4.000,00 CAIXAS ARMAZENADORAS DE ACESSÓRIOS 960,00 GPS 2.520,00 XENON – KITS 1.680,00 TOTAL 60.627,00
  25. 25. Os custos fixos da empresa e despesas pela mesma ficarão em R$ 5.790,04 DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS Plano de Financeiro Quadro 7. Custo Fixo Fonte: Acadêmico, 2009. Quadro 6. Demonstrativo de Resultado Fonte: O Acadêmico, 2009 DRE ROB R$ 74.787,30 (-)DROB R$ 2.243,62 (=) ROL R$ 72.543,68 (-) CMV R$ 60.627,00 (=) LOB R$ 11.916,68 (-) DOP R$ 5.790,04 DESPESA COM ENCARGOS R$ 489,98 DESPESA SALÁRIOS R$ 3.800,00 DESP. DEPRECIAÇÃO R$ 300,06 DESPESAS DIVERSAS R$ 1.200,00 RESULTADO LÍQUIDO R$ 6.126,64 CUSTO FIXO SALARIO R$ 800.00 INSS Pró-labore R$ 330.00 FGTS R$ 64.00 Pro-labore R$ 3,000.00 Provisões 13º e Férias R$ 95.98 CONTADOR R$ 150.00 AGUA R$ 50.00 LUZ R$ 100.00 FONE R$ 100.00 CAMPANHAS DE MARKETING R$ 600.00 DEPRECIAÇÃO R$ 300.06 OUTROS R$ 200.00 TOTAL CUSTO FIXO R$ 5,790.04
  26. 26. FLUXO DE CAIXA PONTO DE EQUILÍBRIO (PE) PROJEÇÃO FINANCEIRA Com uma projeção e crescimento econômico de 4% para o ano de 2009, tem-se como projeção de vendas de 2010 conforme os dados que seguem na tabela abaixo. Para o valor de aumento do preço de venda, custos fixos, custo de mercadoria foi utilizado uma taxa de aumento de 10%, comumente praticado ao início de todos os anos na região do planalto norte catarinense. Observa-se que o valor do saldo do mês com lucro acumulado chega ao final do mês de dezembro de 2010 com o valor de R$ 184.761,14. Plano de Financeiro Quadro 9. Fluxo de Caixa Fonte: O Acadêmico, 2009 Quadro 10. Ponto de Equilíbrio Fonte: O Acadêmico, 2009 Ponto de equilíbrio ( Pe = CF / Im ) ( Valor R$ ) R$ 5969.11 Receita operacional bruta ( RO ) R$ 74787.30 Custo fixo ( CF ) R$ 5790.04 Custo variável ( CV ) R$ 2243.62 Margem de Contribuição ( MC = RO - CV ) R$ 72543.681 Índice Margem Contribuição ( Im = MC / RO ) 0.97 MESES 1º Mês ENTRADAS R$ 74,787.30 Outras saídas R$ 62,870.62 CUSTO FIXO R$ 5,790.04 SALDO parcial R$ 6,126.64 SALDO MÊS R$ 669.56
  27. 27. ÍNDICES ECONÔMICO-FINANCEIROS Plano de Financeiro Quadro 12. Índice de Rentabilidade Fonte: O Acadêmico, 2009 Quadro 13. Índice de Lucratividade Fonte: O Acadêmico, 2009 Tabela 11. Prazo de Retorno do Investimento Fonte: O Acadêmico, 2009 ANÁLISE DO INVESTIMENTO Rentabilidade ( % ) ( RL / I x 100 ) 6.86 Resultado líquido ( RL ) R$ 6126.64 Investimento total ( I ) R$ 89,330.44 Lucratividade ( % ) ( RL / RLV x 100 ) 1220.69 Receita líquida de vendas ( RLV ) R$ 6126.64 Resultado líquido ( RL ) R$ 74787.30 Prazo de retorno do investimento ( meses ) 14.58 Investimento total ( I ) R$ 89,330.44 Resultado líquido ( RL ) R$ 6126.64
  28. 28. CONCLUSÃO GERAL O presente projeto auxiliou a utilização das informações repassadas durante o curso de Tecnologia em Processos Gerenciais, tornando o mesmo como uma forma de aplicação de conhecimentos acumulados. Com o intuito de descobrir a viabilidade da implantação de uma loja de acessórios e som automotivo, pode-se informar que o mesmo é viável, pois o retorno do investimento é no período de quinze meses, com a grande probabilidade de crescimento de mercado para o ramo escolhido. Através da pesquisa de campo pode-se traçar o perfil do público alvo, onde a grande maioria ficou entre homens, até 32 anos, trabalhadores da indústria entre solteiros e casados, com renda entre R$ 1.000,01 e R$ 1.250,00, com nível de escolaridade entre ensino médio ou superior. Tais dados foram muito contributivos durante a elaboração do plano de negócios e financeiro. Com a mesma pesquisa, foi possível também identificar qual a demanda para o empreendimento conforme gráfico e comentários que informam quais as pessoas que estariam freqüentando a empresa e com relação ao valor a ser gasto pelas mesmas na empresa, além de coletar a expectativa do cliente perante o novo negócio, tais como: mão de obra especializada, valores acessíveis, variedade de produtos, bom atendimento, dentre outros, pode-se verificar ainda qual será o seu gasto mensal com a empresa e ainda como a empresa pode estar agindo para encontrar novos clientes e partir em busca de prospects, tanto como parcerias de empresas como pessoas físicas. Durante a elaboração do plano de negócios o acadêmico se deparou com grandes dúvidas e esquecimentos sobre os assuntos abordados em sala de aula, o que o forçou ir a busca de atualização para que pudesse dar continuidade as atividades do projeto, gerando a superação pessoal e a satisfação de concluir o presente projeto conforme requisito da Universidade dentro dos prazos estipulados, mesmo quando as dificuldade de saúde veio a flora. As medidas de ação traçadas para através do plano de negócios são pontos importantes para que o empreendimento obtenha sucesso, assim sendo o projeto serve como base para que investidores possam ter uma nova fonte de informação sob o assunto referido. Sendo assim, através deste o acadêmico pode aplicar todos os conhecimentos adquiridos durante o curso, verificando que o mesmo foi de grande valia para a obtenção de conhecimento e cultura.
  29. 29. Referências: BERNARDES, Cyro ; MARCONDES, Reynaldo C. Criando Empresas para o Sucesso : Empreendedorismo na Prática , São Paulo: Saraiva, 2004 BUCHMANN, Daniel. A importância da lucratividade. Disponível em http://www.administradores.com.br/artigos/a_importancia_da_lucratividade/21381/ acesso em 26/10/2009 Conceito e definição . Disponível em: http://pesquisabibliografica.vilabol.uol.com.br/conceito.html acesso em 26/08/2009. COSTA, Eliezer Arantes da. Gestão Estratégica da Empresa que temos para a Empresa que queremos . 2 ED. SÃO PAULO: SARAIVA, 2007. DEGEN, Ronald J. ; MELLO, Alvaro A. A. colab. O Empreendedor : Fundamentos da Iniciativa Empresarial , São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2004 DRUCKER, Peter F.; MALFERRARI, Carlos J., trad.. Inovação e Espírito Empreendedor (entrepreneurship) : Prática e Princípios, São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003 FABIO. Conceito a Contabilidade . Disponível no site http://br.geocities.com/fabiocontabilidade/nocao.html. Acesso em 05/11/2008 GESBANHA. Diaponível em http://www.gesbanha.pt/contab/conthis/cont_his.htm acesso em 20/11/2008 IBGE, publicação 14/08/2009 MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos , São Paulo: Atlas, 1987 MATTOS, José Geraldo. Custo de Produção . Disponível no site http://www.gea.org.br/scf/aspectosteoricos.html. Acesso em 05/11/2008 PINHEIRO, Paulo R. ; SANTOS, José Luiz dos ; SCHMIDT, Paulo. Gestão estratégica de custos Gestão de custos , São Paulo: Atlas, 2006 SEBRAE SC, ICMS/SC Disponível em http://www.sebrae-sc.com.br/Leis/produto.asp?vcdtexto=66&^^ Acesso em 10/11/2009 SEBRAE SP. O que é empreendedorismo? Disponível em http://www.sebraesp.com.br/faq/criacao_empresa/criacao_empresa/empreendedorismo acesso em 20/08/2009 ZANLUCA, Júlio César. História da Contabilidade . Disponível em http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/historia.htm acesso em 05/11/2008 GASPARIN, Mirian. Mercado de customização de veículos está em alta. Disponível em http://jornale.com.br/mirian/?p=1199 acesso em 01/11/2009.

×