Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010

1.925 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.925
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010

  1. 1. Colégio Pitágoras Uruana, ______ de ___________________ de 2010 1º Ano E.M Aluno (a): _______________________________________Colégio Avaliação de História SistemaPitágoras Positivo PII – 2º Bimestre Valor: 50 1. O século XVIII, no Brasil, é marcado pela atividade mineradora na região das Minas Gerais.A análise da formação social das Minas nos leva a afirmar que, EXCETO: ( ) A na região das Minas Gerais a riqueza se distribui de forma harmoniosa, criando uma sociedade mais igualitária, sem grandes desníveis sociais; ( ) B com o desenvolvimento da atividade extrativa, cresce a camada de homens livres e pobres, vivendo de ocupações incertas e, muitas vezes, no crime e na violência; ( ) C as Minas do século XVIII foram uma capitania pobre, se considerarmos o pequeno número de senhores de lavras opulentos e a extensão da pobreza; ( ) D os vadios e desocupados, destituídos de trabalho, constituíam motivo de preocupação para os governadores, principalmente quando o ouro começou a escassear; ( ) E os escravos constituíam a força de trabalho das Minas, extraindo ouro dos córregos ou do seio da terra, em condições de exploração e miséria. 2. O açúcar e o ouro, cada qual em sua época de predomínio, garantiram para Portugal a posse e a ocupação de vasto território, alimentaram sonhos e cobiças, estimularam o povoamento e o fluxo expressivo de negros escravos, subsidiaram e induziram atividades intermediárias; foram fatores decisivos para o relativo progresso material e certa opulência barroca, além de contribuírem para o razoável florescimento das artes e das letras do período colonial.Apesar desta ação comum ou semelhante, a economia aurífera colonial avançou em direção própria e se diferenciou das demais atividades, principalmente porque: ( ) A não teve efeito multiplicador no desenvolvimento de atividades econômicas secundárias junto às minas e nas pradarias do Rio Grande; ( ) B interiorizou a formação de um mercado consumidor e propiciou surto urbano considerável; ( ) C o ouro brasileiro, sendo dependente do mercado externo, não resistiu à influência exercida pela prata das minas de Potosí; ( ) D representou forte obstáculo às relações favoráveis à Metrópole e não educou o colonizado para a luta contra a opressão do colonizador; ( ) E as bandeiras não foram além dos limites territoriais estabelecidos em
  2. 2. Tordesilhas, apesar dos conflitos com os jesuítas e da ação cruel contra os indígenas do sertão sul-americano.3. Assinale uma afirmativa errada, nas abaixo relacionadas, sobre a mineração colonial:( ) A - esgotaram-se rapidamente as possibilidades econômicas das grandes jazidasbrasileiras do período colonial porque a mineração era superficial;( ) B - “faiscadores” eram os mineradores independentes;( ) C - a “Real Extração” foi a implantação do monopólio da exploração diamantinapelo governo português;( ) D - a quintação do ouro era feita nas lavras, de maneira rudimentar, e consistia naseparação do ouro do cascalho;( ) E - a sociedade das regiões mineradoras era mais permeável e democrática do que ada região do açúcar.4. O Barroco foi uma das maiores manifestações artísticas e culturais ocorridas noBrasil Colônia, durante o período da exploração aurífera. É correto afirmar que,nesse período:( ) A a cidade de Mariana, sede do governo português, representou o maior conjunto arquitetônico barroco nacional;( )B o Barroco, no Brasil, não apresentou características nacionais, limitando-se a uma simples cópia do Barroco europeu;( )C a cidade de Ouro Preto, centro político e econômico da região aurífera, não foi beneficiada arquitetonicamente pelo estilo barroco;( )D a grande riqueza propiciada pelo ouro permitiu que artistas se dedicassem à construção e criação de obras que expressavam os sentimentos nacionais;( )E a Capitania de São Paulo, apesar de não ter participado do processo de exploração aurífera, foi o principal centro de expressão do Barroco no país.5. A crise da economia mineira e a nova conjuntura internacional, na segundametade do século XVIII, refletiram no Brasil, contribuindo para:( ) A o retorno da monocultura da cana-de-açúcar, aproveitando-se da capacidade ociosa dos engenhos nordestinos;( ) B o desenvolvimento de manufaturas de tecido de algodão, estimulado pela política reformista do Marquês de Pombal;( ) C a diversificação econômica, entrando na pauta de exportação da colônia produtos como algodão, tabaco, cacau, couro;( ) D a emergência da monocultura do café, produto de fácil cultivo e de aceitação crescente nos mercados exteriores;( ) E o aparecimento de centros econômicos na região amazônica, devido à exportação da borracha para as nações industrializadas.
  3. 3. 6. A economia mineradora no século XVIII, no Brasil, foi responsável em grandeparte:( ) A pela aceleração do processo de interiorização, ao mesmo tempo que determinou um alargamento territorial;( ) B pela consolidação do governo central sediado em Salvador (1763);( ) C pela diminuição do fluxo de imigrantes portugueses que deixaram a metrópole no século XVII;( ) D pelo desenvolvimento de uma civilização rica em Minas Gerais, graças à grande circulação do ouro;( ) E pelo revigoramento do Nordeste açucareiro, que passou a ser financiado pelas Capitanias Meridionais.7. Se bem que a base da economia mineira também seja o trabalho escravo, porsua organização geral ela se diferencia amplamente da economia açucareira. (Celso Furtado, Formação econômica do Brasil)Areferida diferenciação se expressa:( ) A na relação com a terra que, por ser abundante no Nordeste, não se constituía fator de diferenciação social;( )B na imposição de controle rígido das exportações de açúcar, medida não tomada em relação ao ouro;( )C na pequena lucratividade da economia açucareira e na rapidez com que os senhores de engenho se desinteressaram pela mesma;( )D no isolamento da região mineradora, que não mantinha relações comerciais com o resto da Colônia, tal como ocorria no Nordeste;( )E na existência de possibilidades de ascensão social na região das minas, uma vez que o investimento inicial não era, necessariamente, elevado.8. O mapa registra a expansão territorial da Região Centro-Sul, no PeríodoColonial, como resultado das atividades de:( )A cultivo e torrefação do café;( )B produção e comercialização do açúcar;( )C mineração de ouro e diamantes e da pecuária;( )D mineração do sal e lavoura algodoeira;( )E combate aos quilombos e aos invasores estrangeiros.9. O movimento em favor da emancipação política no Brasil, em 1822, ocorreu,fundamentalmente, devido:( ) A às manifestações da Igreja em prol da Independência;
  4. 4. ( )B à volta de D. João VI para Portugal;( )C aos ideais de emancipação da revolução do Porto;( )D às tentativas de recolonização por parte de Portugal;( )E à influência dos comerciantes de escravos.10. Para reconhecer a independência do Brasil, o governo inglês exigiu:( ) A o pagamento de dois milhões de libras esterlinas;( ) B a renovação do Tratado de Comércio de 1810;( ) C a promessa de não se atacar em colônias inglesas;( ) D a abolição da escravidão;( ) E a permissão de implantação de empresas multinacionais de exploração de petróleo.11. Os homens que realizaram a independência brasileira eram liberais, do ponto devista econômico e político, mas não sob o aspecto social.Assinale a alternativa que justifique a frase acima:1- Falavam na liberdade de comércio, na existência de três poderes, em Constituição, mas não em libertação dos escravos e promoção social das massas marginalizadas.2- O rompimento com a Metrópole permitiu a legislação favorável à distribuição de terras, entretanto, manipulada pela aristocracia rural.4- Apesar do rompimento político-administrativo, a exploração dos escravos não foi reconhecida como crime contra a pessoa.8- O rompimento administrativo com Portugal não evitou a vinda de imigrantes que passaram a dominar o trabalho assalariado.Soma: ________12. A vinda da Família Real ao Brasil está diretamente ligada ao seguinte episódio:( ) A a adesão portuguesa ao Bloqueio Continental decretado por Napoleão;( ) B o desafio de Portugal ao decreto napoleônico do Bloqueio Continental e sua aliança com a Inglaterra;( ) C a habilidade diplomática de D. João que fez aliança com a França e Inglaterra para sair da Europa em guerra;( ) D o apoio português às tropas franco-hispânicas para evitar as guerras de independência na América;( ) E a articulação entre os fazendeiros de café do Vale do Paraíba e as Cortes portuguesas para a independência do Brasil.13. A aventura da colonização empreendida pela Coroa de Portugal, nas terras daAmérica, entre os séculos XVI e XVIII, expressou-se na constituição de diversasregiões coloniais. Sobre essas regiões coloniais, estão corretas as seguintesafirmativas, com exceção de:( ) A No vale do Rio Amazonas, a partir do século XVII, ordens missionárias exploraram as “drogas do sertão”, utilizando o trabalho de indígenas locais.( ) B No vale do Rio São Francisco, a partir do final do século XVI, ocorreu a expansão de fazendas de criação de gado, voltadas para o abastecimento dos engenhos de açúcar do litoral.( ) C Na Capitania de São Vicente, em especial por iniciativa dos habitantes da vila

×