Revista Despertai AGO 2011

5.048 visualizações

Publicada em

Despertai AGO 2011

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.048
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista Despertai AGO 2011

  1. 1. !"#2 AGOSTO DE 2011 ´ Como aMUSICA ˆafeta voce?
  2. 2. Como a ´ MUSICA ˆ afeta voce?!"#2 ´TIRAGEM MEDIA 39.913.000 ´ ´ 3 O encanto da musica 4 Como uma musica se torna um sucesso? ´PUBLICADA EM 83 IDIOMAS 6 Escolha bem suas musicas10 Os Jovens Perguntam 21 Observando o Mundo O que preciso saber sobre ´ 22 O Conceito da Bıblia redes sociais? — Parte 2 Deus apoia as guerras atuais?14 As viagens de Ibn Battuta ˆ 24 Cancer de mama17 Teve um Projeto? — perspectivas e tratamentos ´ A gordura dos mamıferos ´ marinhos 29 Sabedoria que faz bem para a saude ˜ ´18 Os nazistas nao conseguiram 30 Para Considerar em Famılia ´ ˆ me mudar 32 A Bıblia — voce conhece sua mensagem?
  3. 3. ´O encanto da musica ˆ Avancos na ´ ¸ ˜ ONSEGUE imaginar como seria em Genesis 4:21. Segundo ela, um gravac¸ ao de audioCsuaves cancoes de ninar. Sem as ro- ¸ ´ o mundo˜ sem a musica? Sem as homem chamado Jubal foi “o funda- dor de todos os que manejam a har- ˆ ´ ´manticas serenatas de amor. Sem as ´ pa e o pıfaro”. Muitos seculos mais ˜ anos 1880animadas musicas populares. Sem as tarde, o Rei Salomao de Israel mos- ´emocionantes sinfonias. E sem os mo- ˆ trou muito interesse na musica e con- ´tivadores canticos de louvor. Para a seguiu a melhor madeira disponıvel ˜ ´maioria das pessoas, um mundo assim ´ para a fabricacao de harpas e de ou- ¸ Disco de fonografoseria monotono e sem graca. ¸ tros instrumentos de cordas. — 1 Reis ´ 10:11, 12. anos 1890 A musica mexe praticamente com ´todos os sentimentos humanos. Ela Naturalmente, para escutar musi- ´ ˆpode acalmar, empolgar, alegrar e ins- ´ ´ ca instrumental naquela epoca, vocepirar. Tambem e capaz de nos deixar precisaria saber ´ tocar um instrumen- Fio de aco ¸ ´ ˜ ´euforicos ou nos fazer chorar. Nao ha ´ ˜ to ou ouvir alguem tocando. Hoje em ´ ˜ ˆduvida de que ela toca o coracao. Mas ¸ dia, por` em, ´ milhoes de pessoas tem anos 1940 ´por que a´ musica tem tanto poder? A ´ acesso a m˜usica com um simples to-resposta e simples: ela e um belo pre- que de botao ou ´ um clique de mouse.sente de Deus. (Tiago 1:17) E, como Todo tipo de musica pode ser grava- ´ Fita magneticaqualquer presente ´ de Deus, ela deve da ou baixada da internet e tocada emser valorizada. Alem disso, deve ser aparelhos que cabem no bolso. Uma anos 1960 ´ ´sadia e estar disponıvel a pessoas de pesquisa feita em 2009 num paıs oci-todas as idades. dental constatou que jovens de 8 a ´ ´ ´ 18 anos gastam mais de duas horas A historia da musica e muito anti- ´ Fita cassetega. Por exemplo, descobertas arqueo- por ˜ dia ouvindo musica e outras gra- ´ ´ ´ vacoes de audio. ¸logicas mostram que, seculos antes de ˆ anos 1980nossa Era Comum, tribos africanas Essa tendencia, comum em mui-tocavam tambores, buzinas e sinos. tas partes do ´mundo, ajuda a explicarOs antigos chineses tocavam um tipo ˜ por que a musica e todo tipo de tec- Compact disc (CD)de gaita e´ flauta de Pa. Os povos do nologia relacionada se tornaram im-Egito, da India, de Israel e da Mesopo- ˆ portantes produtos comerciais.´ Nin- ´ ´ anos 1990tamiaˆ tocavam harpa. Talvez uma das ´ ´ guem pode negar que a musica e uma ´refer´encias historicas mais especıficas industria bem lucrativa. Mas o que ` ´ ´a musica seja a encontrada na Bıblia faz uma musica virar um sucesso? Arquivos digitais (MP3, AAC, WAV, etc.) ´ Musica on-line ´ ´ DOWNLOAD: Muitos usuarios STREAMING: Refere-se a mu- ˜ compram todo arquivo que bai- sicas em formato digital que sao ˆ xam da internet. Outros tem as- executadas imediatamente sem sinaturas — muitas vezes em a necessidade de armazenar os ´ conjunto com planos de celular arquivos. A maioria das musicas ou com outros produtos — que pode ser ouvida gratuitamente, ´ ´ permitem baixar e tocar musi- embora certos conteudos este- ´ ´ cas apenas durante o perıodo jam disponıveis apenas para as- especificado no contrato. sinantes. Despertai! agosto de 2011 3
  4. 4. 1 5 3 2 4 Como uma ´ musica se torna gravadora costuma ser longa e penosa”. — Veja ´ ¸ ´ ´ o quadro “Mudancas na industria da musica”, um sucesso?˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙ na pagina 6. ´ Letra e musica Os compositores (1) procuram criar letras ´ ´ ´ ˆ ˜ INDUSTRIA da musica e muito dinami- que tocam o coracao das pessoas — seus so- ¸ A ´ ca, instavel e extremamente competitiva. Os gostos musicais mudam, as pessoas cansam ¸ ˜ nhos, aspiracoes e sentimentos mais profun- dos. Qual o tema mais comum nas musicas? ´ ´ ˆ ˆ das musicas de sucesso e novas tendencias e Se voce disse amor, acertou. Os compositores ´ tecnologias tomam o lugar das antigas. Os em- tambem tentam compor melodias com um re- ´ ˜ ˜ ˜ presarios “estao sempre procurando um novo frao que capta a atencao do ouvinte e fica na ¸ ´ mente dele. som”, diz Kelli S. Burns, especialista em mıdia ´ ˜ social. Mas transformar esse “som” numa mu- Depois, o compositor faz uma gravacao pi- ¸ ˜ ´ ´ ´ sica de sucesso nao e facil. De acordo com um loto, ou demo, da musica. Se os executivos de ´ livro sobre o assunto, “muitos jovens sonham uma gravadora acham que a musica vai ser ren- ´ ´ em se tornar astros da musica, . . . mas a traje- tavel, eles oferecem ao artista um contrato de ´ ˜ ˆ toria entre esse sonho e o contrato com uma gravacao (2). Mas se eles tem algum receio em ¸ !"#26 ˜ ˜ ´ Esta publicac¸ ao nao e vendida. Ela faz parte de uma obra ´ ´ educativa bıblica, mundial, mantida por donativos. A menos ˜ ´ ˜ ESTA REVISTA E PUBLICADA visando o esclarecimento de toda a que haja outra indicac¸ ao, os textos bıblicos citados sao da ´ ˜ famılia. Mostra-nos como enfrentar os problemas atuais. Veicula as Traducao do Novo Mundo das Escrituras Sagradas com ¸ˆ ´ ˜ Referencias. notıcias, fala sobre pessoas de muitas terras, examina a religiao e a ˆ ´ ´ ciencia. Mas faz mais do que isso. Ela sonda abaixo da superfıcie e Despertai! e publicada e impressa mensalmente pela ´ ˜ ´ ´ aponta o verdadeiro significado por tras dos eventos correntes; todavia, Associac¸ ao Torre de Vigia de Bıblias e Tratados. Sede e gra- ´ ˜ fica: Rodovia SP-141, km 43, Cesario Lange, SP, 18285-000. permanece sempre politicamente neutra e nao exalta raca alguma como ¸ ´ ´ ´ Diretor responsavel: Augusto dos Santos Machado Filho. superior a outra. Importantıssimo e que esta revista gera confianca na ¸ ´ ´ promessa do Criador de estabelecer um novo mundo pacıfico e seguro, Revista registrada sob o numero de ordem 511. 5 2011 ´ Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania. Todos prestes a substituir o atual mundo perverso e anarquico. os direitos reservados. Impressa no Brasil. 4 Despertai! agosto de 2011 Vol. 92, No. 8 Monthly PORTUGUESE (Brazilian Edition)
  5. 5. 6 7 ˜ ˜relacao ao cantor (talvez por nao ser muito co- ¸ baixo e teclado. Depois, vocais principais, vo- ´nhecido), pode ser que comprem a musica para cais de apoio, solos instrumentais e efeitos so- ˜que um artista mais conhecido a interprete. noros especiais sao acrescentados e mixados ´ ´ para se gravar um master digital (4). No estudio Para supervisionar o processo de grava- Marketing ˜cao (3), as gravadoras geralmente contratam ¸ Para divulgar seus produtos, as gravadoras ´um produtor experiente. Ele escolhe o estilo costumam produzir videoclipes (5). Esses vı- ´ ˜ ˆda musica e aprova a gravacao final. Ele tam- ¸ deos de tres a cinco minutos podem transmitir ´ ´ ˜bem contrata e supervisiona um estudio, arran- um pouco da emocao de shows ao vivo e proje- ´ ´ ¸ ´jadores, copistas, musicos, vocalistas de apoio, tar artistas na mıdia. Alem disso, os videoclipes ˜ ´engenheiros de gravacao e os equipamentos ne- ¸ por si sos podem gerar muito lucro para a gra- ´cessarios para que o produto final seja profis- vadora.sional e tenha apelo comercial. ´ ˜ As vendas de albuns sao maiores nos lugares ˜ ´ A maioria das gravacoes e feita em etapas, ¸ onde os artistas fazem shows ao vivo (6). Por ˆgeralmente comecando com bateria, guitarra, ¸ isso, eles costumam fazer shows ou turnes para ˆ ˆ ˜ ´ ´ ˆ ˜ ´ Idiomas: africaner, albanes, alemao,67 amarico, arabe, armenio, Gostaria de ter mais informacoes ou um curso bıblico domiciliar ` ¸ ´ ´ ˆ ˆ gratuito? Escreva as Testemunhas de Jeova, usando o endereco apropriado. Para uma lista ¸bislama, bulgaro, canares, cebuano, chicheva, chines (simplificado), chi- ´ ˆ ´ completa dos enderecos das sedes, veja www.watchtower.org/address. Africa do Sul: Private ¸nes (tradicional)7 (audio apenas em mandarim), chitonga, chona, cibem- ˆ ˆ Bag X2067, Krugersdorp, 1740. Alemanha: 65617 Selters. Angola: Caixa Postal 6877, Luanda Sul. Argentina: ´ba, cingales, coreano,67 croata, dinamarques,7 eslovaco, esloveno, es- Casilla 83 (Suc´ 27B), C1427WAB Cdad. Aut. de Buenos Aires. Belgica: rue d’Argile-Potaardestraat 60, B-1950 ˆ ˆ ´ ´panhol,67 estoniano, eve, fijiano, finlandes,7 frances,687 georgiano, Kraainem. Bolıvia: Casilla 6397, Santa Cruz. Brasil: CP 92, Tatuı, SP, 18270-970. Canada: PO Box 4100, ˆ ´ Georgetown, ON L7G 4Y4. Costa do Marfim: 06 BP 393, Abidjan 06. Espanha: Apartado 132, 28850 Torrejon ´grego, guzerate, hebraico, hiligaino, hindi, holandes,67 hungaro, ibo, ilo- ´ ´ ˆ ˆ ˆ de Ardoz (Madrid). Estados Unidos da America: 25 Columbia Heights, Brooklyn, NY 11201-2483. Franca: ¸cano, indonesio, ingles,67 ioruba, islandes, italiano,67 japones,67 kirun- ˜ ˜ ˆ ˆ BP 625, F-27406 Louviers Cedex. Gana: PO Box GP 760, Accra. Gra-Bretanha: The Ridgeway, London NW7di, letao, lingala, lituano, macedonio, malaiala, malgaxe, maltes, mian- ´ 1RN. ˜ Holanda: Noordbargerstraat 77, NL-7812 AA Emmen. Italia: Via della Bufalotta 1281, I-00138 Rome ´ RM. ˆ ˆ ˆmar, noruegues,67 polones,67 portugues,687 punjabi, quiniaruanda, Japao: 4-7-1 Nakashinden, Ebina City, Kanagawa-Pref, 243-0496. Malaui: PO Box 30749, Lilongwe 3. Maurıcio: ´ ´quirguiz, rarotongano, romeno, russo,67 samoano, sepedi, servio, seso- Rue Baissac, Petit Verger, Pointe aux Sables. Mocambique: PO Box 2600, 1100 Maputo. Nigeria: PMB 1090, ˆ ¸ ´ ˆ ˆ Benin City 300001, Edo State. Nova Caledonia: BP 1741, 98874 Pont des Francais. Paraguai: Casilla 482,to, silozi, suaıli, sueco,7 tagalo,7 tai, tamil, tcheco,7 tok pisin, tonganes, ´ ˆtsonga, tsuana, turco, ucraniano, urdu, vietnamita, xosa e zulu. 1209 Asuncion. Portugal: Apartado 91, P-2766-955 Estoril. Quenia: PO Box 21290, Nairobi 00505. Senegal: ˆ ´ ´ ´ BP 29896, 14523 Dakar. Timor Leste: Box 248, Dili. Zambia: PO Box 33459, 10101 Lusaka. Zimbabue: 6 Tambem disponıvel em CD. Private Bag WG-5001, Westgate. ´ ´ 8 Tambem disponıvel em MP3 CD-ROM. ´ ´ ´ 7 Audio tambem disponıvel no site www.jw.org. Despertai! agosto de 2011 5
  6. 6. ´divulgar um novo album. A maioria dos ´ artis- ´ ´ ´ Mudancas na industria da musica ¸tas tambem tem um site (7) com fotos, vıdeos, ´blog pessoal, amostras de musicas e programa- A internet, programas de computador e equi- ˜ ´ ˜ ˜ ´cao de shows, alem de links para fa-clubes e, o pamentos de gravacao a precos acessıveis ¸ ¸ ¸ ´ ˆ ´ ˜ ´ tem contribuıdo para uma revolucao na indus-mais importante, para lojas virtuais de musica. ´ ´ ¸ ´ ´ tria da musica. Hoje em dia, musicos conse- Quem˜ decide se uma musica ˆ sera um suces- ´ ´ guem gravar em casa musica de qualidadeso ou nao? Basicamente, e voce: o ouvinte. O ´ ´ ´ profissional e disponibiliza-la a pessoas doque influencia sua escolha de musicas? E ape- mundo todo. Segundo a revista The Economist,nas ˆ a melodia e ´o artista, ou os valores que ´ ´ ˆ “varios grandes nomes da musica dispensa-voce preza tambem tem um papel nisso? Es- ram por completo as gravadoras”. ˜ ´sas perguntas sao importantes, pois a musica ˆ ´pode exercer forte influencia em nos. Isso noslembra do importante conselho dado pelo nos- ˆ ´ Como voce pode seguir esse conselho sabio ˜ ` ´ ˆso Criador: “Mais do que qualquer outra coi- ˜ em relacao a musica? E se voce tem filhos, ¸sa a ser guardada, resguarda teu coracao, pois ¸ ´ como pode cumprir sua responsabilidade de ˆdele procedem as fontes da vida.” — Proverbios protege-los de danos espirituais, mentais e4:23. emocionais? ´ ˜ “As musicas que meus pais ouvem sao muito chatas”, Escolha´ bem reclama Jordan, de 17 anos.1 ´ ˜ “As musicas que meu filho ouve sao deprimentes suas musicas ´ ˜ e cheias de odio”, lamenta sua mae, Denise. ´ OR QUE a musica costuma gerar conflitos entre P ´ pais e filhos adolescentes? Um motivo e que o gos- ` to musical da pessoa pode mudar a medida que fica ´ ´ ´ mais velha. Outro e que a propria musica muda. As- sim, o que faz sucesso hoje talvez esteja fora de moda ˜ amanha. ´ Qualquer que seja o caso, a musica nos influencia. ´ Ja percebeu como ela afeta seus sentimentos? Quan- ´ do o Rei Saul do Israel antigo se sentia aflito, a musi- ca suave o acalmava. (1 Samuel 16:23) De certa for- ´ ˜ ma, as musicas sao como as pessoas com quem nos ´ associamos. Algumas despertam em nos sentimentos positivos, como alegria e amor. Outras desenterram ´ ´ sentimentos negativos, como raiva e odio. — Prover- bios 13:20. ´ ˆ Visto que a musica exerce forte influencia, pais e ˆ filhos precisam escolher bem o que ouvem. Se voce tem filhos, mostra interesse sincero pelo gosto musi- ˆ ˜ cal deles? Voce impoe regras sobre esse assunto? 1 Alguns nomes foram mudados.
  7. 7. ˜ ´ Isso nao significa simplesmente proibir cer- equilıbrio, a pessoa pode acabar ficando intro- ´ ´ ´ ´ vertida e egoısta. (Proverbios 18:1) Para Felipe, tos albuns ou estilos musicais, mas tambem ´ ´ que hoje tem 20 anos, ouvir musica era uma ajudar os filhos a encontrar alternativas aceita- veis. O livro On Becoming Teenwise (Aprenden- oportunidade de ter um tempo para si mesmo. ˆ ˜ ˜ do a Lidar com Adolescentes) diz: “Voce nao Ele conta: “Mas minha mae ficava preocupada pode apenas tirar de uma pessoa algo que ela ´ achando que eu estava me isolando.” gosta muito e deixar um vazio. E preciso achar O que pode ajudar jovens como Felipe e seus ˜ ´ algo novo para preencher esse vazio ou entao pais a transformar um ponto de discordia em ´ ´ ela vai voltar para seus velhos habitos.” um ponto em comum? Como todos nos po- ´ demos escolher bem as musicas que ouvimos? ´ ´ ˜ Muitos descobriram que os princıpios da Bıblia ˜ Alguns estilos musicais sao ˜ sao de ajuda. Que acha de considerar as seguin- conhecidos por sua depravac¸ ao tes perguntas com seus filhos? ´ ˘ Que mensagem a musica transmite? “A for-˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙˙ ˜ ˆ nicacao e a impureza de toda sorte, ou a ganan- ¸ ˜ cia, nao sejam nem mesmo mencionadas entre ´ ´ Outro ponto para pensar: quanto tempo vos.” (Efesios 5:3) A letra de muitas musicas ´ ´ ´ ´ ´ seus filhos gastam ouvindo musica? Sera que e inofensiva. Ja a de outras, de modo sutil ou ´ ´ esse tempo interfere no dever de casa, nas ativi- explıcito, aprova e ate incentiva comportamen- ´ ´ dades espirituais, nas responsabilidades domes- tos que violam valores morais, como os princı- ´ ticas e em outros assuntos mais importantes? pios da Bıblia. Alguns estilos musicais sao co- ˜ ´ ´ ˜ ´ ˆ Como diz a Bıblia, “para tudo ha um tempo de- nhecidos por sua depravacao, odio e violencia. terminado”. — Eclesiastes 3:1. ˜ ¸ ` ´ ˆ “Algumas letras de rap sao chocantes, as vezes ´ ` Outro problema e a tendencia de se isolar. agressivas, cheias de misoginia (odio as mulhe- ´ ´ Sem duvida, todos nos precisamos de privaci- res) e obscenidades”, comenta a autora Karen ´ dade e de tranquilidade para meditar. Isso e im- Sternheimer. As letras de heavy metal em ge- ˜ ˆ ´ portante para nao nos tornarmos pessoas su- ral incluem violencia e ocultismo. Ate mesmo ˜ ´ perficiais. (Salmo 1:2, 3) Mas, se nao houver a musica pop pode incentivar comportamento ´ ˜ ˆ Por que fiz mudancas temunhas de Jeova. Entao peguei uma lista telefo- ¸ ´ nica, liguei para as Testemunhas de Jeova e come- ˆ ´ “Tudo que lembro de minha adolescencia se re- cei a estudar a Bıblia com elas. ´ ˆ ´ sume em alcool, drogas e violencia”, conta Ashley, “Abandonei meus habitos ruins e me livrei de ´ ` ´ de 24 anos, “e a musica que estimulava isso era tudo relacionado as musicas que costumava ouvir. ´ o heavy metal e o rap. As letras cheias de sacrilegio Mas, quando joguei meus CDs no lixo, fiquei ali pa- ´ ˜ e odio, acompanhadas da batida forte e constante, rado olhando para eles. Foi de partir o coracao. En- ¸ ´ ˜ ´ ˜ ´ me davam uma sensacao de poder. A musica tam- ¸ tao lembrei que aquelas musicas e os meus vıcios ´ ´ bem acabou me aproximando mais de amigos que estavam acabando comigo. Daı virei as costas e fui usavam drogas. Cantores de rap e bandas de heavy embora. ˜ ´ ´ metal eram nossa inspiracao e nossos herois. ¸ “Hoje, anos depois, ainda me sinto atraıdo ˜ ´ “Mas nao demorou muito para eu perder o con- ao heavy metal e ao rap. Por isso, evito essas musi- trole de minha vida. Aos 17 anos, quase morri de cas como se fossem drogas. Agora eu aprecio mui- overdose. Quando acordei, orei a Deus pedindo aju- tos outros estilos musicais, incluindo baladas, soft ´ ´ da. Lembrei que certa vez um garoto tinha me dito rock e um pouco de musica classica. Mas o melhor ´ ´ ` ´ que o nome de Deus e Jeova, e associei isso as Tes- de tudo e que hoje consigo controlar minha vida.” Despertai! agosto de 2011 7
  8. 8. Existe uma amplaˆ variedade de ´ musicas que voce pode ouvir ´ ˜ questionavel. Assim, para tomar boas decisoes ´ na escolha de musicas, use sua “faculdade de ´ ˜ raciocınio”. (Romanos 12:1) Nao se deixe levar apenas ´pelo bom som ou pela popularidade de uma musica. ´ ˘ Como a musica afeta meus sentimentos? ˜ “Resguarda teu coracao,´ pois dele procedem ¸ as fontes da vida.” (Proverbios 4:23) Sua esco- ´ lha ˆde musica faz mais do que revelar o que ˜ ´ voce tem na mente e no coracao. Ela ´tambem ¸ ´ pode influencia-los. “Certos tipos de musica me deixavam irritado e agressivo”, conta Jordan, ´ ´ ja mencionado. Pergunte-se: ‘Como as musi- cas que escuto afetam meus pensamentos e hu- mor? Depois de ouvi-las, me sinto relaxado e ´ revigorado ou tenso e aborrecido? Sera que in- citam pensamentos indecentes?’ (Colossenses ´ 3:5) Se uma musica estimula sentimentos inde- ´ ´ sejaveis ou pensamentos ˜ improprios, seria bom ´ elimina-la da sua colecao. ´ (Mateus 5:28, 29) ¸ Hannah, de 17 anos, diz: “Ja notei ˜ os danos que ´ a musica ruim pode causar, e nao quero isso para mim.” ´ ´ ˘ Sera que a musica vai influenciar meus valo- ´ ´ res? “Odiai o que e mau e amai o que e bom”, ´ ˜ ´ ´ diz Amos 5:15. Nao e facil fazer isso hoje em dia, porque estamos vendo o cumprimento de ´ uma profecia bıblica que diz que os seres hu- manos de modo geral seriam “amantes de si mesmos, amantes do dinheiro, pretensiosos, so- berbos, blasfemadores, desobedientes aos pais, ˜ ˜ ingratos, desleais, sem afeicao natural, nao dis- ¸ ´ postos a acordos, caluniadores, sem autodomı- ` nio, ferozes, sem amor a bondade, . . . mais ˜Mantenha padroes elevados amantes de prazeres do que amantes de Deus”. ´ ´ ´ ´ (2 Timoteo 3:1-4) Daı, o versıculo 5 diz: “E des-ao escolher suas musicas tes afasta-te.”
  9. 9. Dicas para os pais ˆ ´ Voce fica preocupado com as musicas que ˆ ´ seu filho escuta? Como voce pode ajuda-lo sem provocar uma guerra? Veja as suges- ˜ toes abaixo: Informe-se Faca uma pesquisa antes de ¸ ´ falar com seu filho. Ouca as musicas, preste ¸ ˜ ´ atencao na letra e analise o encarte do al- ¸ bum, ou acesse o site da banda e veja seus ´ videoclipes. Pergunte-se: ‘Ha motivo para eu ˆ me preocupar ou estou sendo implicante?’ O que voce faz para se afastar desse tipo de ´ ˜ ´ ´ A Bıblia diz: “O homem sabio pensa antes depessoas? E claro que nao basta apenas ficar ˆ ´ falar; por isso o que ele diz convence mais.”longe delas. Voce tambem precisa rejeitar qual- ´ — Proverbios 16:23, Bıblia na Linguagem de ´quer produto que reflita a conduta ruim´ des- ´ Hoje.sas pessoas. (Efesios 4:25, 29, 31) Mas ser´ a que ´isso vai limitar demais sua escolha de musica? Tenha discernimento A musica pode reve- ´ ˜ lar como e o mundo e o coracao de seu filho. ¸De forma alguma! ´ Com jeito, tente ajuda-lo a expressar seus ˆ Amplie seus horizontes sentimentos. Pergunte a ele: “O que voce ´ ´ Em muitas famılias, pais e filhos adolescen- gosta nesta musica? A letra fala de algum ˆ ˆ ´ ´tes gostam de conhecer as preferencias musi- problema que voce esta tendo?” Daı, ouca ¸ ˜ ´cais uns dos outros. Lena comenta: “Minha fi- com atencao a resposta. Proverbios 20:5 diz: ¸ ´ ˜lha de 13 anos me mostrou as musicas favoritas “Os pensamentos de uma pessoa sao como ´ ´ ´dela, e agora eu tambem gosto delas.” Heather, agua em poco fundo, mas quem e inteligen- ¸ ´ ´de 16 anos, e seus pais gostam das mesmas mu- te sabe como tira-los para fora.” — BLH. ˜ ´sicas e costumam trocar CDs. Seja construtivo O ponto nao e apenas ˜ ´ No mundo todo, milhoes de Testemunhas fazer seu filho jogar fora um CD com musi- ´ ´ ´ ca questionavel. Seu objetivo e treinar asde Jeova de todas as idades e culturas ouvem ´ “faculdades perceptivas [dele] . . . para dis-uma ampla variedade de musicas, incluindo as ´ tinguir tanto o certo como o errado”, paramelodias do cancioneiro Cantemos a Jeova, que ´ ´ ´ que ele consiga tomar decisoes sabias por si ˜ ´fortalecem nossa fe.1 Isso tambem´ e verdade ˜ ´ mesmo. (Hebreus 5:14) Entao, ensine-o a fa-onde essas melodias diferem da musica tıpica ` ˜ zer pesquisas e a raciocinar a base de prin-da regiao. ´ ´ ´ ˜ ˆ ´ cıpios bıblicos — algo que sera de valor pelo Nao importa se voce e ´ um pai ou um filho, ˆ ´ resto da vida. Assim, voce o ajudara a racio-quando for comprar um album ou baixar uma ´ cinar melhor e a desenvolver a sabedoriamusica, pergunte-se: ‘Quem ˜ me deu a capacida- ˜ ´ divina, habilidades que sao muito mais valio- ´de de´ apreciar a musica? Nao foi meu Criador, ˜ sas do que todo o ouro do mundo. — Prover-Jeova Deus? Entao, como posso mostrar ´ a ele bios 2:10-14; 3:13, 14.que eu realmente dou valor a isso? Sera que ˜ ´ ´ ˜ ´ Seja firme, mas compreensivo e bondosonao e por levar a serio seus padroes do que e ˜ ´ ‘Revista-se das ternas afeicoes de compai- ¸certo e errado ou do que ´ e bom e ruim?’ Pensar ˜ ˆ xao, benignidade, humildade mental, bran-nessas perguntas ajudara voce a escolher˜ bem ´ dura e longanimidade.’ (Colossenses 3:12) ˜suas musicas, alegrando assim seu coracao e o ´ ¸ Ao raciocinar com seu filho, nao seja intole-de seu Criador. — Proverbios 27:11. rante nem implicante. Lembre-se de que ˆ ´ ´ ´ voce tambem ja foi adolescente. 1 Disponıveis para download sem custo no site www.jw.org. Despertai! agosto de 2011 9
  10. 10. OS JOVENS O que preciso saber sobre PERGUNTAM redes sociais? Parte 2 Numere os itens abaixo na ordem de im- ˆ ˆ portancia para voce. minha privacidade meu tempo ˜ minha reputacao ¸ minhas amizadesQUE item ficou emde sua vida, bemnaˆ sua lis- ta? Esse aspecto ˆ primeiro lugar como osoutros tres, pode estar em perigo se voce usa re-des sociais. ´ ´ ˆ Sera que e mesmo uma boa ideia voce terconta numa rede social? Se ainda mora´ com ˜seus pais, essa decisao cabe a eles.1 (Proverbios6:20) Assim como praticamente qualquer ou- ˆ ˆ sentiria se, por ser imprudente, voce acabassetro uso da internet, as redes sociais tem o seu ´ ˆ com seu carro num acidente?lado positivo — mas tambem tem o seu lado ne- ˜ ˆgativo. Se seus pais nao querem que voce tenha ˆ ˜ ˜ O mesmo pode acontecer com sua reputa-uma conta, voce deve obedecer a decisao deles. cao numa rede social. Uma jovem chamada ¸ ´— Efesios 6:1. ˆ Mas se eles deixam voce usar uma rede so- ´ ´ Um proverbio bıblico diz: “Secial, como pode evitar os perigos? O artigo de tiver de escolher entre uma boa“Os Jovens Perguntam” ´ da Despertai! de julho ˜ reputacao e muito dinheiro, ¸ ˜de 2011 analisou duas areas importantes: sua escolha uma boa reputacao.” ¸privacidade e seu tempo. Neste artigo, veremos ´ — Proverbios 22:1, Today’s English Version ˜outros dois aspectos: sua reputacao e suas ami- ¸zades. ´ Carol comenta: “Uma foto ou um comentario ˜ postado sem pensar direito pode acabar com SUA REPUTACAO ¸ ˜ ˜ sua reputacao.” Por exemplo, veja como sua re- ¸ Proteger sua reputacao significa tomar cui- ˜ ¸ ´ ˜dado para nao dar a outras pessoas motivos va- putacao pode ser afetada por . . . ¸ ˆ ´lidos para pensarem mal de voce. Para ilustrar: ˘ Suas fotos. O apostolo Pedro escreveu: ˆ ˆ ˆimagine que voce tem um carro zero-quilome- “Que os outros sempre vejam voce se compor- ˜ ˆ tando bem.” (1 Pedro 2:12, Contemporary En-tro, sem nenhum arranhao ou amassado. Voce ˆ ˜ ˆ glish Version) O que voce tem a dizer sobre asnao gostaria de mante-lo desse jeito? Como se ´ ˜ fotos` que ja viu em sites de redes sociais? 1 Despertai! nao ˜ apoia nem condena nenhuma rede social ´ “As vezes, pessoas que eu respeito postam fotosespecıfica. Os cristaos devem ter certeza de que seu uso da in- ˜ ´ ´ ´ ˆternet nao viola os princıpios da Bıblia. — 1 Timoteo 1:5, 19. onde parecem estar bebadas.” — Ana, 19 anos.10 Despertai! agosto de 2011
  11. 11. “Conheco meninas que fazem poses sensuais. ¸ Assim como um carro podeNa rede social, elas parecem totalmente diferen- ser arruinado se for dirigido ˆ ˆ ˜ com imprudencia, voce podetes do que sao na vida real.” — Carol, 19 anos. ˜ arruinar sua reputacao se ˆ ´ ´ ¸ O que voce pensaria de alguem que coloca postar comentarios e fotos ´uma foto numa rede social em que (1) esta indecentes na internetusando roupas provocantes ou (2) parece estar ˆbebado?1 ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝2 ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ ´ ´ ˘ Seus coment arios. Efesios 4:29 diz: ˜“Nao saia da vossa boca nenhuma palavra per- ´ ´vertida [“palavras sujas”, Bıblia Facil de Ler].”Algumas pessoas perceberam que palavrasgrosseiras, fofocas e assuntos imorais acabamse infiltrando nas conversas em sites de redessociais. ˜ ˜ ´ “As pessoas se sentem menos inibidas numa outros, quer sejam cristaos, quer nao. O apos- ˜ ˜ tolo Paulo escreveu: “De modo algum damosrede social. As palavras digitadas nao soam tao ˆ ˜ qualquer causa para tropeco.” Em outras pala- ¸ofensivas como as faladas. Mesmo que voce nao ˜ ˜ vras, nao devemos dar motivo para que os ou-use palavroes, suas palavras podem ser mais in- ´ ´ tros falem mal de nossas crencas. — 2 Corıntios ¸sinuantes, atrevidas ou ate sujas.” — Danielle,19 anos. 6:3; 1 Pedro 3:16. ˜ ˆ Na sua opiniao, por que as pessoas ficam O que voce pode fazermais desinibidas na frente do computador? ˆ Se seus pais deixam voce usar uma rede so- ˆ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ cial, de uma olhada nas fotos que postou e˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ pergunte-se: ‘O que essas fotos dizem a meu ´ ´ ˆ respeito? E essa a imagem que ´eu quero que Sera que voce deveria mesmo se preocupar os outros tenham de mim? Sera que eu fica- ´ ˜com as fotos e os comentarios que posta? Cla- ria envergonhado se meus pais, um anciao cris-ro que sim! “Na escola, isso tem sido um as- ˜ ´ tao ou um possıvel empregador vissem essas fo- ` ´sunto muito discutido”, disse Jane, de 19 anos. tos?’ Se sua resposta a ultima pergunta for sim,“Disseram que os empregadores costumam en- faca mudancas. Foi isso que ˜Kate, de 21 anos, ¸ ¸ ´ ˜trar´ na pagina dos candidatos para avaliar seu fez. Ela comenta: “Um anciao cristao conver-carater.” ´ sou comigo sobre a foto do meu Perfil, e sou E isso que o Dr. B. J. Fogg faz antes de con- grata por isso. ˜Percebi que ele queria proteger ´tratar alguem, segundo seu livro Facebook for minha reputacao.” ¸Parents (Facebook para os Pais). Ele conta: ˜ ´ Outra coisa: leia com atencao os comenta- ¸“Para mim, isso faz parte do processo seletivo. ˆ ´ rios que voce postou — bem como os comenta-Quando acesso o Perfil de um candidato e vejo ´ ˜ ˜ ´ rios que outros postaram em sua pagina. Naocoisas que nao prestam, isso me causa uma ma tolere “conversa tola” nem “piadas obscenas”. ˜ ˜ ´ `impressao. Nao vou contratar essa pessoa. Por (Efesios´ 5:3, 4) “As pessoas as vezes postam ˆ ˜ ˜que? Porque eu trabalho apenas com pessoas ˆ ´ comentarios com palavroes ou expressoes deque tem bom criterio.” ˜ duplo sentido”, diz Jane. “Mesmo nao tendo ˆ ´ ˜ ˆ Se voce e cristao, existe outro fator ainda sido voce quem disse˜ algo, essas palavras passa- ˜ ´ ˜ ˆmais importante a ser levado em conta: o efeito ´ rao uma ma impressao de voce, porque estao na ´que suas fotos e comentarios podem ter sobre sua pagina.” Despertai! agosto de 2011 11
  12. 12. ´ ˆ Quando se trata de fotos e comentarios que Voce daria carona a um ´ ˆ desconhecido ˜so porquevoce posta, que limites pode estabelecer para ˜ ele pede? Entao, por queproteger sua reputacao? ¸ aceitaria como amigo ´˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ on-line alguem que ˜˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ nao conhece?˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ SUAS AMIZADES ˆ ˆ Se voce tivesse um carro zero-quilometro,deixaria qualquer um entrar nele? Caso seus ˆpais deixem voce ter uma conta numa rede so- ˆ ˜cial, voce se confronta com uma decisao pare- ˜ ´cida em relacao a quem convidara — ou aceita- ¸ ´ra — como amigo. Assim, seja criterioso nessesentido. ˜ ´ eu o tiro de minha ‘lista de amigos’ e nao acei- “Algumas pessoas so querem saber de fazer to futuros pedidos dele.” Outros criaram limi-mais amizades: quanto mais amigos, melhor. tes parecidos. ´ ˜ ´Elas chegam ate a adicionar pessoas que nem co- “Nao aceito qualquer um como amigo. Isso enhecem de verdade.” — Nayisha, 16 anos. perigoso.” — Erin, 21 anos. ˆ “Uma rede social permite que voce reencon- “Alguns ex-colegas de escola me convidaram ` ´tre pessoas do seu passado. Mas as vezes e me- para fazer parte da lista de amigos deles. Mas eulhor que essas pessoas continuem no seu passa- tinha feito de tudo para evitar esse tipo de amiza-do.” — Ellen, 25 anos. de na escola; por que agora ia querer ser amigo ˆ deles?” — Alex, 21 anos. O que voce pode fazer ˜ ˜ Sugestao: verifique e edite. Verifique sua Escreva abaixo quais serao suas regras para ´ aceitar amigos.lista de amigos e faca ajustes quando necessa- ¸rio. Ao fazer isso, pergunte-se: ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ ´ 1. ‘Ate que ponto conheco essa pessoa fora ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ¸da internet?’ ´ ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ 2. ‘Que fotos e comentarios ela costuma pos-tar?’ ´ ´ ´ ˆ 3. ‘Sera que ela e uma boa influencia para Outros artigos da serie “Os Jovens Perguntam” ˜ ´ estao disponıveis no sitemim?’ www.watchtower.org/ypt “Costumo revisar minha ‘lista de amigos’ todo ˆ ´ ˜mes. Se encontro alguem que nao gosto muito ou QUE TAL PERGUNTAR A SEUS PAIS? ˜nao conheco bem, eu tiro essa pessoa da lista.” ¸— Ivana, 17 anos. Analise com seus pais este e o outro ˜ artigo de “Os Jovens Perguntam” publi- Sugestao: crie regras para aceitar ami-gos. Estabeleca limites para determinar quem ¸ cado na Despertai! de julho de 2011. ˆ ´ ´ Conversem sobre como seu uso da in-voce convidara ou aceitara como amigo, as- ´ ´ ternet esta afetando (1) sua privacidade,sim como faz na vida real. (1 Corıntios 15:33) ˜Por exemplo, uma jovem chamada Leanne diz: (2) seu tempo, (3) sua reputacao e ¸ ˜ (4) suas amizades.“Criei a seguinte regra: se eu nao conheco uma ¸ ˜ ´pessoa, nao vou adiciona-la como amigo. Se ˜ ´ ´vejo algo que nao gosto na pagina de alguem,12 Despertai! agosto de 2011
  13. 13. UMA NOTA PARA OS PAIS ´ ´ ´ Pode ate ser que seu filho se para incutir ‘sabedoria pra- que e colocado na internet ´ `entenda mais de internet, mas tica e raciocınio’ com respeito a fica registrado permanente- ´ ´ ˆ ´ ´ ´e voce quem tem mais criterio. ´ seguranca on-line. — Proverbios ¸ mente. “E difıcil para os jovens ´(Proverbios 1:4; 2:1-6) E como 3:21. entender o conceito de perma- ˆ ´disse Parry Aftab, especialista TEMPO. Usar redes sociais nencia do conteudo on-line, ´em seguranca na internet: “Os¸ pode viciar. “Apenas poucos mas e essencial que eles co-filhos sabem mais sobre tecno- ´ mecem a aprender isso”, escre- dias apos ter criado uma conta,logia. Os pais sabem mais so- ˜ veu a Dra. Gwenn Schurgin eu nao conseguia mais pararbre a vida.” de acessar o site”, diz Rick, de O’Keeffe no livro CyberSafe (Se- Recentemente, as redes 23 anos. “Passava horas vendo guranca na Internet). Ela acres- ¸ ˆ ´ centa: “Uma dica que se podesociais tem ganhado populari- fotos e comentarios.” ´ ˆ dar aos jovens sobre comporta-dade. Sera que seu filho ado- O que voce pode fazer. Leia ´lescente tem maturidade sufi- e converse com seu filho so- mento na internet e a seguinte: ˜ ˆciente para se tornar um bre o artigo “Os Jovens Per- nao diga na internet o que voce ´ ˜ ˜usuario? Essa decisao cabe a guntam . . . Sou viciado em nao diria fora dela.” ˆ ˆvoce. Fazer parte de uma rede aparelhos eletronicos?”, na AMIZADES. “Muitos adoles-social tem os seus riscos, as- Despertai! de janeiro de 2011. centes querem ser vistos comosim como dirigir um carro, ter ˆ ˜ populares”, diz Tanya, de ´ De atencao especial ao quadro ¸ ˜ ˜uma conta bancaria ou usar “Eu era viciada em redes so- 23 anos, “entao eles estao ˜ ´ ´um cartao de credito. Quais ciais”, na pagina 26. Ajude seu mais dispostos a aceitar pes- ˜ ´sao alguns deles? filho adolescente a se tornar soas estranhas ou sem escru- ´ pulos como ‘amigos’ ”. PRIVACIDADE. Muitos jovens “moderado nos habitos” e res- ˜ peitar um limite de tempo para ˆnao entendem os perigos de ´ O que voce pode fazer. ˜ usar a internet. (1 Timoteo 3:2)colocar informacoes demais na ¸ Ajude seu filho a criar regrasinternet. Dizer onde moram, a Ajude-o a se lembrar que existe para aceitar amigos. Por exem- vida fora da internet! ˜escola onde estudam e quando ˜ plo, Alicia, de 22 anos, nao cos- ˜ ´estao em casa ou fora poderia REPUTACAO. Um proverbio ¸ tuma adicionar amigos de ami- ´ `comprometer a seguranca de ¸ bıblico diz: “A crianca mostra o ¸ gos a sua lista. Ela conta: “Se ´ ´ ´ ˜ ´ ˜sua famılia. que e pelo que faz.” (Proverbios eu nao conheco alguem ou nao ¸ ˆ ´ ˜ ˜ O que voce pode fazer. Quan- 20:11, Bıblia na Linguagem de o vi pessoalmente, entao nao ´ ´do seu filho era mais novo, Hoje) Com certeza, isso tam- vou adiciona-lo so porque te- ˆ ´voce o ensinou a olhar para os bem se aplica ao que ela faz na mos amigos em comum.”dois lados antes de atravessar internet. Assim, visto que as re- Tim e Julia se cadastraram ´ ˜ ´ ´a rua. Agora que ele esta mais des sociais sao uma area publi- numa rede social para monito-velho, ensine como usar a inter- ca, o que seu filho posta pode rar as coisas que sua filha e os ˜ ˜ ´ afetar nao apenas a reputacaonet com seguranca. Leia sobre ˜ ¸ ´ ¸ amigos dela postam. “Nos exi- ´a questao da privacidade no ar- dele, mas a de toda a famılia. gimos que ela nos incluısse na ˆtigo “Os Jovens Perguntam” do O que voce pode fazer. Os sua lista de amigos”, conta Ju- ˆ ´ ´mes passado. Veja tambem a adolescentes precisam enten- lia. “Quando ela esta se comu- ´ ´Despertai! de outubro de 2008, der que as coisas que eles nicando com alguem, e como ´ ´paginas 3-9. Daı converse so- postam na internet refletem se essa pessoa estivesse aqui ˜ ´ ´bre essas informacoes com ¸ neles mesmos. Eles tambem em casa. Nos queremos saber ˜seu filho adolescente. Esforce- precisam entender que tudo quem sao seus amigos.” Despertai! agosto de 2011 13
  14. 14. ´ lhor como era a vida e a cultura no seculo 14, principalmente no mundo muculmano da Ida- ¸ ´ de Media. ˜ Peregrinacao a Meca ¸ ˆ Ibn Battuta saiu de Tanger para visitar os lo- ˜ cais sagrados e realizar o hajj, ou peregrinacao ¸ muculmana a Meca, algo que deve ser feito por ¸ ˜ todo muculmano adulto que tem condicoes fi- ¸ ¸ ´ nanceiras e fısicas para fazer a viagem. Meca ˆ ˆ fica cerca de 4.800 quilometros ao leste de Tan- ˜ ´ Ilustracao do seculo 13, de al-Wasiti, ¸ ˆ mostrando peregrinos islamicos ´ num hajj na Idade Media Scala/White Images/Art Resource, NY ger. Como a maioria dos peregrinos, Ibn Battu- ta acompanhava caravanas, que o ajudaram a chegar ao seu destino com mais seguranca. ¸ ´ Visto que seu pai era um cadi, ou juiz lo-As viagens de ˜ ´ cal, Ibn Battuta recebeu uma educacao de cadi, ˆ ¸ a melhor que Tanger podia oferecer. Ao sabe- rem disso, as pessoas que o acompanhavam pe-Ibn Battuta diram que ele atuasse como juiz para resolver qualquer disputa que surgisse no caminho. Para Alexandria, Cairo e Alto Nilo´ ´ A caravana seguiu a costa do Norte da Africa ate o Egito. Ali, Ibn Battuta viu o famoso farol de Alexandria — uma maravilha do mundo an- ˆ ´ ´ M 1325, um jovem partiu de Tanger, Marro- tigo —, que naquela epoca ja estava parcialmen-E cos, na primeira de muitas viagens que olevariam a algumas das partes mais distantes ´ te em ruınas. Ele descreveu o Cairo da seguinte ´ maneira: “Vasto na quantidade de predios, ini- ´ ´do mundo conhecido na epoca, incluindo Chi- ´ gualavel em beleza e esplendor, o ponto de en- ´ ´ ´ ´na, India, Indonesia, Mali, Persia, Russia, Sı- contro de viajantes e o lugar por onde passam ˆ ´ ´ria, Tanzania, Turquia e todos os paıses arabes. pessoas simples e poderosas, cujo fluxo con- ´ ˜ ´ `Esse homem era Abu Abdallah ibn Battuta, que tınuo de multidoes e semelhante as ondas do ˆ ˜viajou mais de 120 mil quilometros — uma faca- ¸ mar.” Ele tinha grande admiracao pelos barcos, ¸ ´nha inigualavel antes do surgimento do trem a jardins, bazares, estabelecimentos religiosos evapor. costumes dessa grande cidade. No Egito acon- ´ ´ Ibn Battuta e chamado de o viajante do isla- teceu algo que se repetiria varias vezes durante ´ suas viagens: ele procurou e ganhou o apoio demismo e o maior viajante dos tempos pre-mo- ´ ˜ ´ clerigos, eruditos e outras pessoas influentes.dernos. Suas anotacoes, registradas em sua ulti- ¸ ´ma viagem de volta para casa depois de quase Do Cairo ele subiu o Nilo ate o Alto Egi- ˜30 anos de expedicoes, ajudam a entender me- ¸ to e, durante o trajeto, usufruiu da hospitalida-14 Despertai! agosto de 2011

×