Colégio Estadual São Jorge  GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO METRO  I - 19 RELAÇÕES  ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS Semana do ...
Relações Ecológicas Desarmônicas. <ul><li>As relações ecológicas são aquelas que se manifestam em diferentes populações de...
... as relações interespecíficas desarmônicas ocorrem quando há canibalismo, por exemplo, como é o caso da aranha viúva-ne...
Amensalismo ou antibiose <ul><li>O amensalismo ou antibiose consiste numa relação desarmônica em que indivíduos de uma pop...
Sinfilia ou esclavagismo <ul><li>A sinfilia é a interação desarmônica na qual uma espécie captura e faz uso do trabalho, d...
Predatismo <ul><li>Predatismo ou  predação  é uma relação desarmônica em que um animal captura e mata um indivíduo de outr...
<ul><li>O predador pode atacar e devorar também plantas, como acontece com o gafanhoto, que, em bandos, devora rapidamente...
Algumas espécies desenvolveram adaptações para se defenderem ao predatismo: <ul><li>Mimetismo  é uma forma de adaptação qu...
Camuflagem <ul><li>Camuflagem  é uma forma de adaptação morfológica pela qual uma espécie procura confundir suas vítimas o...
Aposematismo <ul><li>Aposematismo  trata-se de espécies que exibem cores de advertência, cores vivas e marcantes para afas...
<ul><li>Herbivoria </li></ul><ul><li>Herbivoria  é uma relação desarmônica entre um consumidor primário e um produtor. Oco...
Parasitismo <ul><li>Parasitismo  é uma relação desarmônica entre seres de espécies diferentes, em que um deles, vive no co...
<ul><li>Os exemplos mais comuns de ectoparasitas são os  piolhos , os  carrapatos , o cravo da pele, o bicho-de-pé e o bic...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS

19.925 visualizações

Publicada em

Na semana do Meio Ambiente, o Cológio Estadual São Jorge prestigia o tema com o Seminário de Ecologia com as turmas do 1º ano do Ensino Médio

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.925
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS

  1. 1. Colégio Estadual São Jorge GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO METRO I - 19 RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS Semana do Meio Ambiente Alunos : Odilon e Alessandra Flatane Profª Kátia Cavalcanti BIOLOGIA – 1º Ensino Médio – turma 1003
  2. 2. Relações Ecológicas Desarmônicas. <ul><li>As relações ecológicas são aquelas que se manifestam em diferentes populações de um ecossistema que pode ocorrer em indivíduos de uma mesma espécie ou não. Quando esta relação acontece em indivíduos da mesma espécie denomina-se relação específica e quando ocorre em indivíduos de espécies diferentes dá-se o nome de relação interespecífica. </li></ul>
  3. 3. ... as relações interespecíficas desarmônicas ocorrem quando há canibalismo, por exemplo, como é o caso da aranha viúva-negra e do louva-deus, comensalismo quando uma espécie utiliza outra como moradia como é o caso de orquídeas e bromélias.
  4. 4. Amensalismo ou antibiose <ul><li>O amensalismo ou antibiose consiste numa relação desarmônica em que indivíduos de uma população secretam ou expelem substâncias que inibem ou impedem o desenvolvimento de indivíduos de populações de outras espécies. </li></ul><ul><li>É o caso bem conhecido dos antibióticos , que, produzidos por fungos , impedem a multiplicação das bactérias . Esses antibióticos são largamente utilizados pela medicina , no combate às infecções bacterianas. O mais antigo antibiótico que se conhece é a penicilina , substância produzida pelo fungo Penicillium notatum , que foi descoberta por acaso pelo cientista Alexander Fleming em 1928 , quando realizava pesquisas com bactérias. Ele observou que os esporos do fungo haviam caído na preparação e estavam impedindo o desenvolvimento das bactérias. </li></ul>
  5. 5. Sinfilia ou esclavagismo <ul><li>A sinfilia é a interação desarmônica na qual uma espécie captura e faz uso do trabalho, das atividades e até dos alimentos de outra espécie. Um exemplo é a relação entre formigas e os pulgões. Os pulgões são parasitas de certos vegetais, e se alimentam da seiva elaborada que retiram dos vasos liberinos das plantas. A seiva elaborada é rica em açúcares e pobre em aminoácidos . Por absorverem muito açúcar, os pulgões eliminam o seu excesso pelo ânus . Esse açúcar eliminado é aproveitado pelas formigas, que chegam a acariciar com suas antenas o abdômen dos pulgões, fazendo-os eliminar mais açúcar. As formigas transportam os pulgões para os seus formigueiros e os colocam sobre raízes delicadas, para que delas retirem a seiva elaborada. Muitas vezes as formigas cuidam da prole dos pulgões para que no futuro, escravizando-os, obtenham açúcar. Quando se leva em consideração o fato das formigas protegerem os pulgões das joaninhas, a interação é harmônica, sendo um tipo de protocooperação </li></ul>
  6. 6. Predatismo <ul><li>Predatismo ou predação é uma relação desarmônica em que um animal captura e mata um indivíduo de outra espécie, para alimentar-se. </li></ul><ul><li>Todos os carnívoros são animais predadores. É o que acontece com o leão , o lobo , o tigre , a onça , que caçam veados , zebras e tantos outros animais. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>O predador pode atacar e devorar também plantas, como acontece com o gafanhoto, que, em bandos, devora rapidamente toda uma plantação. Nos casos em que a espécie predada é vegetal, costuma-se dar ao predatismo o nome de herbivorismo. </li></ul><ul><li>Raros são os casos em que o predador é uma planta. As plantas carnívoras, no entanto, são excelentes exemplos, pois aprisionam e digerem principalmente insetos. </li></ul>
  8. 8. Algumas espécies desenvolveram adaptações para se defenderem ao predatismo: <ul><li>Mimetismo é uma forma de adaptação que muitas espécies se tornam semelhantes a outras, disso obtendo algumas vantagens. Ex.: a cobra falsa-coral é confundida com a coral-verdadeira, muito temida, e, graças a isso, não é importunada pela maioria das outras espécies. </li></ul>Um dos anéis miméticos mais conhecidos, entre espécies de borboleta .
  9. 9. Camuflagem <ul><li>Camuflagem é uma forma de adaptação morfológica pela qual uma espécie procura confundir suas vítimas ou seus agressores revelando cor(es) e/ou forma(s) semelhante(s) a coisas do ambiente. Ex.: o louva-a-deus, que é um poderoso predador, se assemelha a folhas; o bicho-pau assemelha-se a galhos, confundindo seus predadores. </li></ul>Rã camuflada entre ervilha-d'água
  10. 10. Aposematismo <ul><li>Aposematismo trata-se de espécies que exibem cores de advertência, cores vivas e marcantes para afastar seus possíveis predadores, que já a reconhecem pelo gosto desagradável ou pelos venenos que possui. Ex.: muitas rãs apresentam cores vivas que indicam veneno ou gosto ruim. </li></ul>Cobra-coral
  11. 11. <ul><li>Herbivoria </li></ul><ul><li>Herbivoria é uma relação desarmônica entre um consumidor primário e um produtor. Ocorre quando esse consumidor primário, herbívoro, alimenta-se do produtor ( Planta ). Pode-se dar como exemplo qualquer consumidor primário que come a planta. </li></ul>
  12. 12. Parasitismo <ul><li>Parasitismo é uma relação desarmônica entre seres de espécies diferentes, em que um deles, vive no corpo do outro, do qual retira alimentos. Quando um organismo, o parasita, se associa a outro, o hospedeiro, causando-lhe prejuízos por se alimentar à sua custa, ocorre parasitismo. </li></ul><ul><li>Embora os parasitas possam causar a morte dos hospedeiros, de modo geral trazem-lhe apenas prejuízos. </li></ul><ul><li>Quanto à localização no corpo do hospedeiro, os parasitas podem ser classificados em ectoparasitas (externos) e endoparasitas (internos). </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Os exemplos mais comuns de ectoparasitas são os piolhos , os carrapatos , o cravo da pele, o bicho-de-pé e o bicho da sarna , além de outros. Como exemplos de endoparasitas, há o plasmódio e o tripanossomo, protozoários causadores, respectivamente, da malária e da doença de Chagas . São exemplos, também, os vírus , causadores de várias doenças, desde a gripe até a febre amarela e a AIDS . </li></ul>

×