Slide KáTia Neuzi

600 visualizações

Publicada em

Trabalho a ser apresentado para a Profa. Regina Trilhotero.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
600
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide KáTia Neuzi

  1. 1. CENTRO DE CIÊNCIAS JÚRIDICAS, ECONÔMICAS E SOCIAIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO “EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA” - EAD * Kátia Cunha Salies Neuzi Inácia da Luz TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * Acadêmicas do Curso de Administração
  2. 2. O que é EAD? organização de ensino-aprendizagem individualizada sem o contato formal de professor e aluno metodologias, objetivos e sistemas de avaliação definidos recursos tecnológicos: redes baseadas no computador; sistemas de teleconferência ou videoconferência; áudio; vídeo; telefone; material impresso. democratização da educação EAD. http://pt.wikipedia.org/wiki/Educa%C3%A7%C3%A3o_a_dist %C3%A2ncia
  3. 3. Histórico origem: Europa, 1850 forma de ensino por correspondência incorporação de novas tecnologias de informação, como satélites e computadores Open University do Reino Unido é a mais famosa: 28 de graduação, 19 de mestrado e 16 de doutorado
  4. 4. Brasil educar e alcançar todo o povo brasileiro, disperso num território continental primeiro veículo: década de 20, Rio de Janeiro, Rádio Sociedade SENAC “Universidade no AR”; MEB (Movimento de Educação de Base) ; Projeto Minerva; IUB (Instituto Universal Brasileiro) ;CETEB em Brasília; FEPLAM no Rio Grande do Sul 2004 e 2005 aumentou 32%, 215 cursos (MEC) ABRAED (Anuário Brasileiro Estatístico de Educação Aberta e à distância) : 2005 1,2 milhão de alunos
  5. 5. Mundo Mega universidades (+10000 alunos) Universidad Nacional de Educación a Distancia, Espanha (110 mil alunos); ); Centre Nationale de Enseignement a Distance, França (184 mil alunos); China TV University System, China (530 mil alunos Indira Ghandi National Open University, India (242 mil alunos); Universitas Terbuka, Indonésia (353 mil alunos);
  6. 6. Korea National Open University, Coréia (196 mil alunos), University of South Africa, África do Sul (130 mil alunos) Sukhothai Thamnathirat Open University, Tailândia (300 mil alunos) e Anadolu University, Turquia (567 mil alunos). disseminando independente do grau de desenvolvimento dos países.
  7. 7. PROFESSOR facilitador animador da interação orientador acadêmico dinamizador da interação coletiva
  8. 8. Aluno incapacitados por deficiências físicas e mentais moram em lugares isolados trabalhadores sem horário disponível. Adaptado à presença virtual do professor apreciam o feedback fornecido à distância As crianças, pela especificidade de suas necessidades de desenvolvimento e socialização, não podem prescindir do contato físico.
  9. 9. ALUNO X PROFESSOR aspecto afetivo > aluno x aluno aspecto do conteúdo > aluno x professor sucesso depende da interação c/ professor
  10. 10. EAD versus Presencial ou EAD e Presencial? flexibilidade: momentos de sala de aula e os de aprendizagem virtual de forma integrada. aulas presenciais > professor em sala de aula: apoio de monitoria + recursos tecnológicos de hardware e software. aulas virtuais > internet: disponibilizadas pela WEB desenvolvimento da “inteligência coletiva” ambientes coletivos de aprendizagem interagir = problematizar comunicação é multidimensional
  11. 11. e-learnig ensino = auxílio da tecnologia + educação à distância difusão do conhecimento disponível a qualquer tempo e hora e em qualquer lugar. LMS’s (Learning Management System) > sistemas de gestão de ensino e aprendizagem na web Síncrono > professor + aluno em aula ao mesmo tempo. EX: Chat, Vídeo Conferência Assíncrono > professor + alunos não estão em aula ao mesmo tempo. EX: e-mail, fórum
  12. 12. [...] cada pessoa busca as informações que lhe são pertinentes, internaliza-as, apropria- se delas e as transformas em novas representações, ao mesmo tempo em que se transforma e volta a agir no grupo transformado e transformando o grupo. (ALMEIDA, 2002, p.2)
  13. 13. ALMEIDA, M. E. B. Incorporação da tecnologia de informação na escola: vencendo desafios, articulando saberes, tecendo a rede. In Moraes, M. C. (org.). Educação à distância: fundamentos e práticas. Campinas, SP: NIED/Unicamp, 2002. COSTA, I. T.; FAGUNDES, L. C.; NEVADO, R. A. "Projeto TecLec- Modelo de uma Nova Metodologia em EAD incorporando os Recursos da Telemática. In: Informática na Educação- Teoria e Prática. Porto Alegre, 1998. v.1, n.1., p.83-100. Disponível em: <http://solucoes.webaula.com.br/noticia.aspx? sm=noticias&codnoticia=1199 - 36k> Acesso em 02 abr. 2009. Disponível em: <http://www.elearningbrasil.com.br/imprensa/clipping.asp?id=1791> Acesso em: 02 abr. 2009. Disponível em:<http:// www.eca.usp.br/prof/moran/textosead.htm > Acesso em: 01 abr. 2009. Disponível em:<http://penta.ufrgs.br/edu/edu1.html> Acesso em: 01 abr. 2009. Disponível em:<http://www2.abed.org.br/> Acesso em: 01 abr. 2009.
  14. 14. GARCIA, W. E. "Educação à distância : desafios na virada do século : notas para debate". Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro, v. 26, n. 142, p. jul.-ago.-set. 1998. GUMPERZ, J. Convenções de contextualização. In: RIBEIRO, Branca T.; GARCEZ, Pedro (org). Sociolingüística Interacional: Antropologia, Lingüística e Sociologia em Análise do Discurso. Porto Alegre: AGE, 1998. p. 98-119 KARWOSKI, A. M. Interação em aulas de leitura: o discurso polifônico do professor. Revista Ciências Humanas, Taubaté, v. 8, n. 1, 2002. Disponível em: <http://www.unitau.br/prppg/publica/humanas/download/interacaoemaula s-N1-2002.pdf>. Acesso em: 7 jul. 2005. LEFFA, Vilson J. Interação virtual versus interação face a face:o jogo de presenças e ausências. Trabalho apresentado. In: Congresso Internacional de Linguagem e Interação. São Leopoldo: Unisinos, agosto de 2005. LÉVY, Pierre. A conexão planetária : o mercado, o ciberespaço, a consciência. São Paulo: Editora 34, 2001 MARÍN IBANEZ, R. La educación del siglo XXI: Hacia un sistema tecnológico multimedia. Las universidades a distancia. Educación XXI, Madrid, Universidad Nacional de Educación à distância, 1998.
  15. 15. PALLOFF, Rena M.; PRATT, Keith. Construindo comunidades de aprendizagem no ciberespaço: estratégias eficientes para a sala de aula on-line. Tradução Vinícius Figueira. Porto Alegre: Artmed, 2002. THURMOND, V. A., & WAMBACH, K. (2004). Towards an understanding of interactions in distance education.Online Journal of Nursing Informatics, 2(2). Available online at: Disponível em: <http://www.eaaknowledge.com/ojni/ni/8_2/articles_features.htm> Acesso em: 01 abr. 2009.

×