Gênero Dramático 8º ano

883 visualizações

Publicada em

Produção Textual - 8º Ano. E.M. Antônio Vaz da Silva

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
883
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gênero Dramático 8º ano

  1. 1. GÊNERO DRAMÁTICO
  2. 2. Teatro Grego: Tragédia e Comédia
  3. 3. O teatro grego surgiu a partir da evolução das artes e cerimônias gregas como a festa em homenagem ao deus Dionísio (deus do vinho e das festas). Com o tempo, esta festa começou a ganhar uma certa organização, sendo representada para diversas pessoas. Durante o período clássico da história da Grécia (século V a.C.) foram estabelecidos os estilos mais conhecidos de teatro: a tragédia e a comédia. Ésquilo, Eurípedes e Sófocles são os dramaturgos de maior importância desta época. Os atores representavam usando máscaras e túnicas de acordo com o personagem.
  4. 4. Teatro de Esculápio
  5. 5. Édipo Rei É uma tragédia grega escrita por Sófocles em 427 a.C. O enredo conta a história de um homem que tem seu destino traçado pelos deuses. Devido a esta maldição, ele mata o pai e se casa com a mãe.
  6. 6. Ato III - Cena II Édipo age: amaldiçoa o ser imundo e que a maldição caia sobre ele, Édipo, caso seja o assassino...e, a conselho de seu cunhado Creonte, manda chamar o adivinho Tirésias. Este diz saber quem é o assassino de Laio, jamais, porém, o dirá. Édipo irritado acusa Tirésias de trair a cidade. O adivinho cego revela então a verdade: Édipo é não só o assassino de Laio, mas também o esposo da própria mãe!
  7. 7. Medéia Tragédia grega de Eurípides, datada de 431 a.C, Medéia narra o drama de uma mulher que deixou tudo para trás, sua pátria e família, para seguir ao lado de um grande amor, até ser traída por ele. Injustiçada e furiosa, a feiticeira não poupa esforços para vingar-se do marido. Mata os filhos que teve com ele e lança sobre o esposo uma terrível maldição.
  8. 8. Teatro Elisabetano
  9. 9. William Shakespeare
  10. 10. HAMLET A peça, conta a história de do Príncipe Hamlet de Dinamarca, filho do recentemente morto Rei Hamlet e sobrinho do Rei Cláudio, irmão e sucessor de seu pai. Após a morte do Rei Hamlet, Cláudio casa-se apressadamente com a então viúva Gertrudes, mãe do príncipe.. Hamlet descobre que seu pai foi executando pelo seu tio Cláudio, que o envenenou e casou-se com a Rainha para tomar o trono. A partir daí o príncipe busca a vingança.
  11. 11. Cena IV Terraço Entram Hamlet, Horácio e Marcelo HAMLET- O ar corta a pele. Está fazendo muito frio. HORÁCIO – Ar cortante e gelado. HAMLET – Que horas são? HORÁCIO – Acho que é quase meia-noite. MARCELO – Não, já soou meia-noite. HORÁCIO – É verdade? Não escutei. Então está chegando a hora em que o fantasma costuma passear. (Fanfarra de trombetas e salva de artilharia fora de cena.)
  12. 12. • Ser ou não ser... Eis a questão. Ato III, cena I • Há mais coisas entre o céu e a terra, Horácio, do que sonha a nossa vã filosofia".Ato I - Cena V • "Nada em si é bom ou mau; tudo depende daquilo que pensamos." Cena II, Ato II (Hamlet) • "Há algo de podre no reino da Dinamarca." Ato I, Cena IV • "Tem cuidado em não entrar em uma briga, mas uma vez nela, faze tudo para que teu adversário sinta temor" Cena III, Ato I (Polônio) • "...porque a roupa revela o homem...." Cena III, Ato I (Polônio)
  13. 13. Romeu e Julieta Esta tragédia shakespeariana, elaborada entre 1591 e 1595, conta a história de dois jovens de famílias rivais que se apaixonam. Ao viver um amor proibido e impossível de ser concretizado, Romeu e Julieta têm um triste final.
  14. 14. Nelson Rodrigues É considerado um dos maiores dramaturgos brasileiros. Suas obras são polêmicas e retratam a realidade da vida, a família, sua organização, conflitos e todos os problemas envolvidos nessa temática. E os problemas apresentados por Nelson relacionado a ela na maioria das vezes é de origem sexual, apresentando incestos, infidelidade, insatisfação, entre outros. Usou uma linguagem simples e inovou os textos teatrais, por isso é considerado um renovador do teatro brasileiro. Nelson Rodrigues morreu no Rio de Janeiro, em 1980, aos 68 anos. Além dos romances, contos e crônicas, deixou como legado 17 peças.
  15. 15. ARIANO SUASSUNA Ariano Suassuna nasceu em João Pessoa, na Paraíba, em 1927, porém passou a maior parte de sua vida em Recife, Pernambuco, onde faleceu em 23 de julho de 2014. Foi um dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta brasileiro. O autor é um dos grandes nomes da cultura nordestina. Exaltado principalmente pela atuação no teatro brasileiro, também foi professor e advogado. Ariano Suassuna é conhecido principalmente por suas peças e pela militância em relação à defesa da arte popular brasileira.
  16. 16. Sua primeira peça foi “Um Mulher Vestida de Sol”, em 1948. Entre as mais conhecidas da carreira do escritor estão “Auto da compadecida”, de 1957, e “O Santo e a Porca”, de 1964. O dramaturgo pode ser considerado um dos escritores do movimento modernista. Mas a obra de Suassuna reúne elementos de diferentes movimentos, como o simbolismo, o barroco e a literatura de cordel, tão presente no nordeste. Ariano Suassuna também fez parte da Academia Brasileira de Letras, onde ocupava a cadeira número 32.
  17. 17. Ariano foi o idealizador do Movimento Armorial, que tem como objetivo criar uma arte a partir de elementos da cultura popular do Nordeste Brasileiro. Tal movimento procura orientar para esse fim todas as formas de expressões artísticas: música, dança, literatura, artes plásticas, teatro, cinema, arquitetura, entre outras expressões. A produção de Ariano Suassuna tem como característica a improvisação e o texto popular. O escritor coloca muitos elementos da cultura nordestina em suas peças.
  18. 18. Principais Obras Uma mulher vestida de sol Escrita para um concurso promovido pelo Teatro do Estudante de Pernambuco, em 1947, a peça marca a estreia de Suassuna _ além de ter conquistado o primeiro lugar no prêmio. Segundo o próprio escritor, essa foi sua primeira tentativa de recriar o romanceiro popular nordestino. O amor proibido entre dois jovens sertanejos envolve elementos trágicos, como honra familiar e incesto, mas também faz uso do humor, apontando o teor cômico que seguiria presente em outros trabalhos do autor.
  19. 19. O Santo e a porca Lançada em 1957, a peça O Santo e a Porca representa a manifestação da cultura nordestina. O tema gira em torno da avareza, pois o impasse se dá quando o protagonista pensa que irá perder todo o dinheiro que guardava numa porca de madeira. Apesar de ser uma comédia, o texto promove uma reflexão sobre a relação do ser humano com o mundo físico (representado pela porca) e o espiritual (representado por Santo Antônio). A peça foi adaptada para a televisão na série Brava Gente, exibia pela Rede Globo em 2000.
  20. 20. Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta Narrativa publicada em 1971, é inspirada em um episódio ocorrido no sertão nordestino do século 19, onde um grupo tentou fazer ressurgir o rei Dom Sebastião. Trata-se de mais uma história baseada na cultura popular sertaneja, trabalhando a influência do mundo europeu no nordeste sob o ponto de vista de um prisioneiro que se declara descendente de monarcas. O livro foi adaptado para televisão, na minissérie exibida pela Rede Globo em 2007.
  21. 21. Auto da Compadecida Encenada pela primeira vez em 1955, um ano depois de escrita, a peça projetou Suassuna como dramaturgo. Ainda nos anos 1960, o crítico teatral Sábato Magaldi considerou este como "o texto mais popular do moderno teatro brasileiro".
  22. 22. A peça parte da estrutura de um auto, gênero que alia elementos cômicos e intenção moralizadora, para trabalhar de modo original elementos da literatura de cordel, da linguagem oral e da tradição religiosa do Nordeste do Brasil. A obra é encenada em três atos e conta a história do povo do sertão nordestino, suas crenças, seus costumes e suas dificuldades.
  23. 23. Os personagens principais são João Grilo e Chicó. A peça foi adaptada para o cinema pela primeira vez em chegou ao cinema em 1969, e inspirou o filme “Os Trapalhões no Auto da Compadecida” (1987). Em1999, Guel Arraes adaptou a trama para a televisão, em uma minissérie da Rede Globo, que depois foi exibida nos cinemas, com o nome de “O auto da compadecida”, no ano 2000.

×