Projeto interdisciplinar pronto

17.316 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
116
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto interdisciplinar pronto

  1. 1. Projeto Interdisciplinar:Papel da Escola na Sociedade da Informação Disciplina: Fundamentos da Alfabetização
  2. 2. GRUPO:Eliza Lombardi CarneiroKarina Cançado ValérioKatiana Souza ReisMaria Fernanda Teixeira HerigPROFESSORA:Mônica Machado Guimarães de Magalhães
  3. 3.  As entrevistas foram feitas com uma professora do Maternal e outra do Pré-II em uma escola particular situada no bairro Recreio dos Bandeirantes.
  4. 4. Preencham o quadro a seguir de modo que ele apresente como os conhecimentos lingüísticos devem ser trabalhados:Visão do(s) Professor(es)da Educação Infantil: A linguagem oral: Segundo a professora, é a base da comunicação humana. É a via de expressão que dá acesso a comunicação com outros seres humanos. A educação infantil é a porta de entrada para o momento de expressão oral, que está ligada a liberdade, a oportunidade e a experiência que se fazem necessário a nessa etapa da vida. Grafismo e linguagem escrita: De acordo com a professora, as duas caminham juntas e precisam ser trabalhadas, desenvolvidas e respeitadas para que o sujeito se aproprie deste código humano de comunicação. Expressão plástica: Segundo a professora, a educação infantil precisa ter um olhar atento para a expressão plástica, como um braço pertencente ao todo, que traz um olhar diferenciado e ao mesmo tempo único, necessário para o desenvolvimento humano. Expressão sonora e corporal: De acordo com a professora, a expressão sonora e corporal fazem parte desse todo que precisa ser visto pela educação infantil para que o sujeito esteja inteiro e único na subjetividade.
  5. 5. Visão do(s) Professor(es) da Classe deAlfabetização: A linguagem oral: Segundo a professora, os alunos de hoje estão mais evoluídos na linguagem oral, o universo é maior do que o de antigamente. Ela acha isso está “prejudicando” um pouco a linguagem oral culta das crianças, principalmente com o uso da internet e a televisão. Hoje elas falam mais palavras. Grafismo e linguagem escrita: O desenho da turma da professora no início do ano são garatujas, em seguida eles começaram com círculos, foram para a figura humana mas no último a figura humana já era completa com olhos, dedos nas mãos, nariz,etc. Alcançaram a maturidade da escrita em 1 ano. O grafismo é mais próximo da letra escrita, é mais bem elaborado. Expressão plástica: De acordo com a professora deveria ser mais trabalhado na educação infantil, ela acha que a expressão plástica não anda junto com a oral como deveria ser. Tem evolução mas não é muito trabalhado na escola. Expressão sonora e corporal: Segundo a professora é apenas trabalhado na escola a expressão sonora, a corporal apenas é feita em épocas de festividades da escola, ou seja algumas vezes por ano. A expressão sonora faz parte da grade curricular, ela acha que a corporal não é tão bem desenvolvida pela escola pelo simples fato do teatro ,por exemplo , não fazer parte das aulas da instituição. Apenas uma vez por semana elas tem aula de psicomotricidade.
  6. 6. Considerações do grupo: O que foi percebido pelo grupo é que a professora da Educação Infantil tem consciência da importância dessa etapa para a construção da criança enquanto aprendiz e cidadão. Tanto a linguagem oral como a escrita é apresentada com cuidado e com a grandeza que essa etapa representa no processo de vida/aprendizagem da criança. A expressão plástica trabalha a criação e a flexibilização dos pensamentos e ampliação dos questionamentos, assim como as respostas decorrentes dos estímulos sonoros e corporais também acrescentam ao processo. A professora da Classe de Alfabetização percebe a diferença dos alunos de hoje e os de algum tempo atrás e associa essa alteração da linguagem oral a perda que a internet e a televisão produzem no vocabulário das crianças. O grafismo teve um caminho fluente em que , desde garatujas até desenhos de figura humana, tiveram suas etapas construídas naturalmente. A professora percebe a importância da expressão plástica e faz uma ressalva que deveria ser mais presente na Educação Infantil, assim como os trabalhos de expressão sonora e corporais que deveriam ter uma frequência maior. Percebemos que embora esta professora tenha noção das necessidades de recursos a serem estimulados nesse momento, ela vê recursos como internet e televisão como obstáculos o que faz com que ela não os utilize como desafios ou ganhos.
  7. 7. Aproveitem a entrevista para descobrir como o tema “O Papel da Escola na Sociedade da Informação” está sendo trabalhado nessas séries iniciais. Procurem descobrir:• A ESCOLA POSSUI ALGUM PROJETO QUE DISCUTA ESTE TEMA? Segundo a professora é trabalhado em sala de aula alguns temas, mas que não fazem partede nenhum projeto desenvolvido pela escola. Apenas ela faz uma conversa informal com os alunosquando, por exemplo, tem alguma enchente na cidade, e ela os conscientiza sobre não jogar lixo nochão.• JÁ HOUVE A UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS? E AS ANALÓGICAS? (É IMPORTANTE DISTINGUIR UMA DA OUTRA). Uma característica importante para compreender a diferença entre os meios analógicos e os meiosdigitais é o formato de armazenamento dos dados gerados pelas duas tecnologias. No meio analógico asinformações são armazenadas em um suporte físico e registradas em correspondência com o real. Um exemplomais popular desse processo são as câmeras fotográficas analógicas, nas quais necessitam de um filme para oregistro da informação em exposição – a cena fotografada. Nesse processo, é possível visualizar, ao direcionarmoso negativo do filme à luz, a imagem registrada, armazenada. São exemplos de tecnologias analógicas omimeógrafo, a máquina de datilografia, o vídeo cassete, o vinil, a fita cassete, o cinema, o telefone fixo, olivro, etc. Já na tecnologia digital os dados são transformados em sinais binários (bits), ou seja, a informação égravada em seqüências de 0 ou 1, os quais representam os pulsos elétricos armazenados e não a imagemcorrespondente no real. Digitalizar um dado consiste, pois, transformá-lo em números. O digital, portanto, nãoencontra nenhuma correspondência análoga com o conteúdo da informação armazenada e, por isso, necessitasempre de um suporte eletroeletrônico para ser visualizado. As memórias dos computadores são um exemplo dememórias digitais e, para acessá-las e visualizarmos as informações registradas precisamos de um processador –o computador. O CD, DVD, o pen-drive, entre outras são exemplos de memórias digitais. (veja Fonte: Bibliografia)
  8. 8. Segundo a professora é utilizado na escola tela interativa, data show e computadores como tecnologia digital. A tecnologia analógica foi apenas apresentado os alunos o telefone fixo para que eles pudesses saber a diferenciação das tecnologias juntamente com os discos de vinil, para informar a eles que hoje existe o cd e o dvd. E claro o uso de livros. Isso foi feito uma aula expositiva com eles materiais para as crianças distinguirem a tecnologia “nova” da “velha”.• COMO É A PRÁTICA COTIDIANA DE DISCUSSÃO E COMO É A REAL UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA? Segundo a professora, na escola há pouca prática dessa discussão do uso detecnologia, apenas tiveram essa aula expositiva de diferenciação e de novos conhecimentossobre a tecnologia digital e a analógica. De acordo com a professora há aulas esporádicasde informática, se contar não dá 5 aulas ao ano. Ela acha que deveria ser mais incentivadoesse tipo de aula para as crianças.
  9. 9.  AS CRIANÇAS PARTICIPAM ATIVAMENTE DO PROCESSO OU SÃO ESPECTADORAS? De acordo com a professora quando há aulas de informática as crianças são sempreativas. Apenas no momento em que a professora de informática explica a atividadeelas são espectadoras. E segundo ela, hoje as crianças são mais ativas pelo simplesfato de terem acesso em casa computadores, pela vivência da tecnologia do mundoatual.
  10. 10. ABORDAGEM SOBRE AS LINGUAGENS E SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO: Como dito anteriormente, a comunicação oral é um facilitador da interação do sujeito com o mundo social, mas não só esta como todas as linguagens devem ser trabalhadas e exploradas no cotidiano de sala de aula, seja na educação infantil ou na alfabetização, pois contribuem para o pleno desenvolvimento da criança, que no início de sua vida comunica-se primeiro pelo choro, depois pelo balbuciar de palavras juntamente com gestos, até que consegue organizar palavras e frases, dando sentido aos seus pensamentos e desejo de comunicação. Discordando da professora de Alfabetização, a utilização de tecnologias como internet e televisão são facilitadores do desenvolvimento oral da criança, uma vez que enriquece e aprimora o vocabulário infantil. Negar o acesso a tais tecnologias na escola é tirar oportunidades de enriquecimento cultural, vocabular e certamente cognitivo. O objetivo tanto da educação infantil quanto da classe de alfabetização é a ampliação e desenvolvimento da linguagem , primeiro oral e depois escrita. A discussão da norma culta visa ensinar a fala correta, e direcionar o erro para o acerto, através de estratégias como a leitura de diferentes gêneros literários e músicas,. Assim, a criança se apropria da gramática de forma, prazerosa, lúdica , internalizando regras gramaticais que deverão ser estudadas e compreendidas numa fase escolar posterior.
  11. 11. E como nós utilizamos as linguagens que desenvolvemos nas Classes de Alfabetização ?Pensando no “Papel da Escola na Sociedade de Informação” e no trabalho dosprofessores com o “Ensino da Língua Portuguesa” na Cidade do Rio de Janeiro, emturmas de 1º ano, poderíamos pensar em comunicação, socialização, em fazer parte domundo e trocar e contribuir com esse pertencimento. Quando uma criança na Classede Alfabetização começa a ler, a descobrir palavras e a ter sua autonomia paraidentificar registros escritos, ela está ganhando muito mais do que a leitura. Quandouma criança reconhece uma palavra e a identifica como sendo "casa" porexemplo, muito mais do que "casa" se faz presente para ela. Por uma associaçãosemântica ela lembra de variadas casas e se for estimulada adequadamente estapalavra a remete a moradias e moradores. A escola é o segundo grupo social que a criança experiência vindo depois dafamília, seu primeiro grupo social. A escola tem um papel enorme para a criança. Elaamplia sua socialização. As linguagens desenvolvidas na Classe deAlfabetização, sejam elas orais, escritas ou corporais instrumentalizam a criança nessa expansão.A Classe de Alfabetização, como toda e qualquer etapa do processo deaprender, habilita o discente a transformar informação em conhecimento com prazer.
  12. 12. Bibliografia: http://nerildafranco.blogspot.com/2011/06/tecnolo gia-analogica-e-digital_16.html

×