Apresentação do procc by Michel e Rogério

1.108 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.108
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
914
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação do procc by Michel e Rogério

  1. 1. PROCC Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação Universidade Federal de Sergipe
  2. 2. Informações Básicas • Início em agosto de 2010 com o Mestrado • 3 Linhas de Pesquisa & Desenvolvimento – Computação Inteligente – Engenharia de Software e Sistemas de Informação – Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos
  3. 3. Informações Básicas • 20 professores doutores • 22 mestres graduados • 60 mestrandos atuais • 1 pós-doutorando • Vagas anuais: – 30 a 35 vagas nacionais – 6 vagas para países da OEA
  4. 4. Colaborações Acadêmicas • Internacionais – Argentina, Colômbia, Chile, Espanha, França, Holanda, Marrocos, Noruega, Panamá, Peru, Portugal, Reino Unido, República Checa • Nacionais – Nordeste: UFPE, UFCG, UFBA – Norte: UFAM – Sudeste: UFU, UFSCar, IME, USP, Unicamp
  5. 5. Formação dos Docentes • Diversificada • Excelentes universidades do Brasil – Unicamp, USP, UFPE, UFCG, UFPA, UFES, UFBA • Excelentes universidades do Exterior – Espanha: Universitat de València – França: Université Paris Sud XI, Université Paris VI e Université Montpellier – Holanda: Delft University of Technology – Noruega: Universitetet i Tromsø – Portugal: Universidade de Aveiro
  6. 6. Grupos de Pesquisa • GPES – Engenharia de Software • GPRCom – Redes de Computadores • Pii – Pesquisa em Inteligência e Imagens • GEPIED – Informática na Educação • GEPIS – Informática em Saúde
  7. 7. Linhas de Pesquisa Computação Inteligente (CI) Engenharia de Software (ES) Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos(RS) Todas elas estão alinhadas com os grandes desafios da pesquisa em computação para o decênio 2006-2016, estabelecido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC)
  8. 8. Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos (RS) – compreende as abstrações e técnicas para projeto de Sistemas Distribuídos e avaliação de desempenho de Redes de Computadores. O foco dos trabalhos nessa linha de pesquisa é a investigação e uso de técnicas modernas para o desenvolvimento de sistemas móveis e ubíquos com objetivo de se alcançar níveis satisfatórios de eficiência, facilidade de expansão e interoperabilidade entre os sistemas projetados. Mais especificamente, os temas de pesquisa envolvem: engenharia de sistemas para Web, modelagem e avaliação de desempenho de redes de computadores e computação ubíqua para o desenvolvimento de aplicações, assim como estratégias de projeto, uso e otimização de recursos em sistemas embarcados, com uso em ambientes distribuídos e conectados em rede. No âmbito dos sistemas computacionais e das telecomunicações, incluindo as tecnologias para as redes convergentes, essa linha de pesquisa propõe a modelagem e análise de soluções relacionadas ao desempenho dos sistemas, visando o estudo do impacto das proposições abrangendo novas arquiteturas, algoritmos e protocolos de comunicação, entre outras.
  9. 9. Tópicos de Pesquisa em RS • Internet (e Web) das Coisas • Redes definidas por Software • Redes de Sensores sem Fio • Avaliação de Desempenho • Virtualização de Redes • Middleware • Computação Afetiva • Computação Ubíqua • Computação Paralela • Computação em Nuvem • Serviços e Aplicações Distribuídas • Sistemas Embarcados
  10. 10. Computação Inteligente (CI) – aborda a solução de problemas complexos para os quais não existem soluções analíticas nem algoritmos eficientes. Alguns métodos e técnicas investigados possuem inspiração em sistemas biológicos, simulando artificialmente o comportamento inteligente natural. Dentre as principais aplicações da computação inteligente se destacam a análise de documentos manuscritos, agentes inteligentes, sistemas de locomoção de robôs, sistemas de biometria, sistemas de recomendação, sistemas tutores inteligentes e a mineração de dados. Devido ao escopo abrangente de seu domínio, essa linha de pesquisa é naturalmente interdisciplinar, permitindo o envolvimento de práticas oriundas de diversas disciplinas, tais como: ciência da computação, engenharias, neurociência, estatística, biologia, psicologia, dentre outras.
  11. 11. Tópicos de Pesquisa em CI • Robótica Móvel • Visão Computacional • Computação Afetiva • Reconhecimento de Fala • Redes Neuronais (ou Neurais) • Reconhecimento de Padrões • Processamento Digital de Imagens • Arquiteturas Avançadas de Computadores • Sistemas Embarcados • Algoritmos de Compressão • Reconhecimento de Padrões • Biometria Computacional
  12. 12. Engenharia de Software (ES) – compreende a investigação de processos, metodologias, técnicas e ferramentas para o desenvolvimento de aplicações em diversas áreas do conhecimento. Em especial, aplicações móveis, ubíquas e que possam ser executadas via Internet. Características das aplicações como eficiência, corretude, reusabilidade, facilidade de expansão e interoperabilidade serão investigadas. Mais especificamente, os temas de pesquisa envolvem, dentre outros, metodologias de desenvolvimento de software (com possível integração com abordagens existentes), métodos formais no desenvolvimento de software, engenharia de requisitos, desenvolvimento de software orientado a componentes e orientado a serviços, planejamento e gerenciamento de projetos de software, qualidade de software, teste de software e projeto e evolução de softwares orientados a objetos e a aspectos. O último tema inclui a modelagem, arquitetura, refatorações e padrões, desenvolvimento dirigido por modelos (MDA), reuso de software, desenvolvimento de linhas de produtos (ou famílias) de software. Adicionalmente, a linha de pesquisa compreende ainda o desenvolvimento de aplicações diversas nos domínios de sistemas de produção, logísticos, governamentais, ambientais, educacionais, da saúde, de entretenimento, sem, no entanto, limitar-se a estes.
  13. 13. Tópicos de Pesquisa em ES • Sistemas de Informação e Planejamento Estratégico de TIC • Sistemas para a Web Social e Semântica, Telemedicina e e-Health • Linhas de Produto de Software e ES Experimental • ES para Inteligência Aplicada aos Negócios e Mineração de Repositórios de Software • Engenharia de Requisitos • Refatoração de Software • Qualidade de Software • Métodos Formais • Arquitetura de Software • Arquiteturas Orientadas a Serviços • Gestão e Planejamento de Projetos • Modelagem de Processos e Projeto de Software • Desenvolvimento de Software Dirigido por Modelos; Orientado a Objetos e a Aspectos
  14. 14. Futuro do Programa • Submissão do Projeto de Doutorado • Atração de Prof. Visitantes Estrangeiros – Reforçando o quarto pilar da IES: internacionalização • Colaborações Nacionais – Órgãos Governamentais – Empresas • Maior Repercussão Regional – Pensar Global e Agir Local
  15. 15. Obrigado pela Atenção! http://www.posgraduacao.ufs.br/procc www.facebook.com/proccufs br.linkedin.com/in/proccufs @PROCC_UFS

×