Diga não ao bullyng

236 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
236
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diga não ao bullyng

  1. 1. DIGA NÃO AO BULLYNG   Bullying é um termo que compreende tudo que há em atitudes verbais, repetidas e intencionais que causam as pessoas que a sofrem dor e angústia. Existem muitas pessoas que ainda não sabem do que trata a prática de Bullying, mas ela vem crescendo no mundo inteiro. São simples atos que fazem muito mal as pessoas como, por exemplo: Zoar, Ofender, Agredir, Bater, Isolar, Colocar Apelidos, Ignorar, Discriminar, Humilhar, Aterrorizar e etc. Na maioria das vezes ocorrem sempre nas escolas, pois um quer ser melhor que o outro.
  2. 2. <ul><li>Na prática de Bullying encontram-se três respectivos personagens: Alvo, o qual sofre a ação, o Autor que pratica a ação e as Testemunhas que não sofrem e nem praticam mais vivem no ambiente onde isso ocorre freqüentemente. Para conseguir combater o Bullying nas escolas é necessária a cooperação de todos: professores, funcionários, pais e principalmente os alunos, pois são eles que mais praticam esta ação. O primeiro passo é realizar um questionário entre os alunos e se for constada a existência do Bullying é necessário fazer um grupo de trabalho, os quais irão se reunir e passar sugestões para colocarem nos cartazes que serão colados nas escolas e ver se isso dará certo. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Para evitar o bullying os pais têem um papel muito importnte, devendo estar atentos a sinais que possam denunciar esta prática, sendo o seu educando o vitima ou o agressor. Por isso deverá estar atento aos seguintes sinais: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>-se o seu filho tem alguma característica na sua personalidade ou na sua fisionomia que o coloca na situação de ser “alvo fácil”, procure um psicólogo. </li></ul><ul><li>-esteja atento, observe o seu filho a brincar com os outros colegas, solicite aos professores o parecer deles não se torne hiper-protector, mas vigie com atenção </li></ul><ul><li>-não se esqueça que o seu filho pode precisar de ajuda </li></ul><ul><li>-se o seu filho é muito agressivo, esteja atento, ele pode ser autor de Bullying a não ter consciência do sofrimento que provoca nos outras crianças. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  4. 4. QUAIS OS TIPOS DE BULLYING? <ul><li>Verbal: chamar nomes, ser sarc á stico, lan ç ar cal ú nias ou gozar com alguma caracter í stica particular do outro ( “ gordo ” , “ caixa de ó culos ” , … ) </li></ul><ul><li>F í sico: puxar, pontapear, bater, beliscar ou outro tipo de violência f í sica </li></ul><ul><li>Emocional: excluir, atormentar, amea ç ar, manipular, amedrontar, chantagear, ridicularizar, ignorar </li></ul><ul><li>Racista: toda a ofensa que resulte da cor da pele, de diferen ç as culturais, é tnicas ou religiosas </li></ul><ul><li>Cyberbullying: utilizar tecnologias de informa ç ão e comunica ç ão (internet ou telem ó vel) para hostilizar, deliberada e repetidamente, uma pessoa, com o intuito de a magoar </li></ul>
  5. 5. BULLYING
  6. 6. DUPLA :KALLYNE E FERNANDA <ul><li>Diga não ao bullying! </li></ul>

×