Processo de desenvolvimento XP
Especificação de Requisitos
João Pessoa, 12 de maio
Aluno:
• Kyllder Medeiros.
Aluno de Engenharia
de Computação.
kyllder01@gmail.com
Kyllder Medeiros
O que é o XP?
• Metodologia de desenvolvimento de software,
nascida nos Estados Unidos ao final da década
de 90. Que tinha...
Um pouco mais de historia...
• O eXtreme Programming é um
modelo de desenvolvimento de
software, criado em 1996, por
Kent ...
Devido a grande necessidade de utilização de
métodos ágeis para desenvolvimento de
software, não só pela indústria mais ta...
Sim, mas como a coisa é feita?
• A “coisa” é feita de forma simples, usando
sempre um pequeno conjunto de valores e
prátic...
Sim beleza, mas quais são esses
valores?
• Existem por padrão cinco valores nesse
modelo de desenvolvimento, sendo eles:
•...
Tá ai gostei, e quais as práticas?
• As práticas são as “regras” do processo que
devem ser seguidas, sendo algumas elas:
•...
Práticas
• Refatoração.
• Programação em pares.
• Propriedade coletiva.
• Semana de 40 horas.
• Cliente junto aos desenvol...
Trocando em miúdos :
Comunicação:
Coragem:
• “A única
constante em
um projeto de
software é a
mudança.”.
Feedback:
“Quanto mais cedo
descobrimos um
problema, menos
prejuízos ele pode
causar.”
Respeito:
“Dá sustentação a
todos os demais
valores.”
Simplicidade:
Planejamento:
“O que vamos fazer
hoje a noite,
cérebro?”
Fases pequenas:
• Conforme as interações
são concluídas, o
cliente recebe
pequenas
versões/releases do
sistema, visando co...
Metaforas:
• "A metáfora é uma das
mais poderosas formas
de comunicação, pelo
seu poder de quebrar
resistências, com
histó...
Design Simples:
• “Quanto mais simples,
mais barato e de
melhor manutenção.”
Testes:
• “Melhor maneira de
descobrir se algo está
errado em tempo
hábil.”
Refatoração:
• “Sempre que preciso,
refazer o código.”
Propriedade Coletiva:
• “Um por todos e todos
por um!”
Semana de 40 Horas:
• “Na hora de trabalhar,
trabalhar, na hora de
descansar, descansar.”
Cliente junto aos desenvolvedores:
• “a união faz açúcar!
Não espera...tenho quase
certeza que era algo
assim...”
Gráficos++
Nem tudo são flores:
• “Problemas tendem a
acontecer em grandes
grupos, a refatoração
pode aumentar os
custos e o tempo do...
Duvidas?
Bibliografia:
• https://wiki.cercomp.ufg.br/@api/deki/files/261/=xp.pdf
• http://pt.slideshare.net/adorepump/gerenciamento...
E xtreme programming
E xtreme programming
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

E xtreme programming

202 visualizações

Publicada em

Exercício de sala realizado na matéria de Especificações e requisitos.

Publicada em: Dispositivos e hardware
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

E xtreme programming

  1. 1. Processo de desenvolvimento XP Especificação de Requisitos João Pessoa, 12 de maio
  2. 2. Aluno: • Kyllder Medeiros. Aluno de Engenharia de Computação. kyllder01@gmail.com Kyllder Medeiros
  3. 3. O que é o XP? • Metodologia de desenvolvimento de software, nascida nos Estados Unidos ao final da década de 90. Que tinha como objetivo criar sistemas de melhor qualidade, produzidos em menos tempo e de forma mais econômica que o habitual.
  4. 4. Um pouco mais de historia... • O eXtreme Programming é um modelo de desenvolvimento de software, criado em 1996, por Kent Bech, no departamento de computação da montadora de carros Daimler Crysler. Ele pode ser aplicado a projetos de alto risco e com requisitos dinâmicos. O XP é um conjunto bem definido de regras, que vem ganhando um grande numero de adeptos por oferecer condições para que os desenvolvedores respondam com eficiência a mudanças no projeto.
  5. 5. Devido a grande necessidade de utilização de métodos ágeis para desenvolvimento de software, não só pela indústria mais também pelo meio acadêmico e nas comunidades de programadores.
  6. 6. Sim, mas como a coisa é feita? • A “coisa” é feita de forma simples, usando sempre um pequeno conjunto de valores e práticas. Sempre mantendo o respeito e a união, mas nem por isso deixando a liberdade de lado.
  7. 7. Sim beleza, mas quais são esses valores? • Existem por padrão cinco valores nesse modelo de desenvolvimento, sendo eles: • Comunicação. • Coragem. • Feedback. • Respeito. • Simplicidade.
  8. 8. Tá ai gostei, e quais as práticas? • As práticas são as “regras” do processo que devem ser seguidas, sendo algumas elas: • Planejamento. • Fases pequenas. • Metáforas. • Design simples. • Testes.
  9. 9. Práticas • Refatoração. • Programação em pares. • Propriedade coletiva. • Semana de 40 horas. • Cliente junto aos desenvolvedores.
  10. 10. Trocando em miúdos :
  11. 11. Comunicação:
  12. 12. Coragem: • “A única constante em um projeto de software é a mudança.”.
  13. 13. Feedback: “Quanto mais cedo descobrimos um problema, menos prejuízos ele pode causar.”
  14. 14. Respeito: “Dá sustentação a todos os demais valores.”
  15. 15. Simplicidade:
  16. 16. Planejamento: “O que vamos fazer hoje a noite, cérebro?”
  17. 17. Fases pequenas: • Conforme as interações são concluídas, o cliente recebe pequenas versões/releases do sistema, visando com que seja colocado em prática e validado aquilo que está sendo implementado.
  18. 18. Metaforas: • "A metáfora é uma das mais poderosas formas de comunicação, pelo seu poder de quebrar resistências, com histórias que levam as mensagens que você quer comunicar."
  19. 19. Design Simples: • “Quanto mais simples, mais barato e de melhor manutenção.”
  20. 20. Testes: • “Melhor maneira de descobrir se algo está errado em tempo hábil.”
  21. 21. Refatoração: • “Sempre que preciso, refazer o código.”
  22. 22. Propriedade Coletiva: • “Um por todos e todos por um!”
  23. 23. Semana de 40 Horas: • “Na hora de trabalhar, trabalhar, na hora de descansar, descansar.”
  24. 24. Cliente junto aos desenvolvedores: • “a união faz açúcar! Não espera...tenho quase certeza que era algo assim...”
  25. 25. Gráficos++
  26. 26. Nem tudo são flores: • “Problemas tendem a acontecer em grandes grupos, a refatoração pode aumentar os custos e o tempo do projeto e por ai vai...”
  27. 27. Duvidas?
  28. 28. Bibliografia: • https://wiki.cercomp.ufg.br/@api/deki/files/261/=xp.pdf • http://pt.slideshare.net/adorepump/gerenciamento-de-projeto-para- desenvolvimento-de-sistema-presentation • http://hp.br.inter.net/jrotta/docs/omanifestoagil.pdf

×