A Trindade

716 visualizações

Publicada em

Aula 05 da classe de Doutrinas da Graça da Escola Bíblica Dominical da IPBA (Campo Grande, MS)

Referências:
LIMA, Leandro Antônio de. As grandes doutrinas da graça. São Paulo: Agathos, 2013.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
716
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Trindade

  1. 1. A U L A 0 5E S C O L A B Í B L I C A D O M I N I C A L I P B A A Trindade 08 de novembro de 2015 Doutrinas da Graça
  2. 2. Adoration of the Trinity (also known as Landauer Altarpiece; German: Allerheiligenbild or Landauer Altar), 1511.
  3. 3. Plano de Aula 1. Introdução 2. Trindade na História 3. Trindade na Bíblia 4. Trindade na Teologia 5. Trindade na Prática
  4. 4. Introdução
  5. 5. Porque uma aula sobre Trindade? ● Uma das doutrinas mais importantes do Cristianismo ● Pouca consideração dos evangélicos ● Confusão no entendimento correto ● Dificuldades com a prática no nosso serviço e relacionamento com Deus e com o próximo a partir da Trindade
  6. 6. Deus tri-pessoal ● A doutrina da Trindade é a mais misteriosa da bíblia ● Deus quis se revelar a partir da trindade ● A trindade é um elemento essencial para a nossa espiritualidade ● A nossa dificuldade em ver Deus como uma pessoa
  7. 7. Deus tri-pessoal Panteísmo Deísmo
  8. 8. Deus é pessoal
  9. 9. "[Sem a trindade] "... não pode haver religião no real sentido da palavra, nem oração, nem comunhão pessoal, nem entrega confiante, nem confiante esperança" Louis Berkhof, Teologia Sistemática, p. 86
  10. 10. Deus tri-pessoal ● A tri-pessoalidade de Deus distingue o Cristianismo de qualquer outra religião ● Como trabalhamos nossa confiança com essa doutrina? ● Porque três pessoas e não um?
  11. 11. Trindade na História
  12. 12. A Trindade na História ● Concílio de Niceia (325 d.C.) ● Uma série de controvérsias e teorias heréticas ● Uma necessidade de afirmação bíblica Judaísmo Gnosticismo Platonismo Heresias nos primeiros concílios
  13. 13. A Trindade na História Atanásio de Alexandria
  14. 14. "Uma é a pessoa do Pai, outra a do Filho, outra a do Espírito Santo; mas uma só é a divindade do Pai e do Filho e do Espírito Santo, igual à glória, coeterna a majestade; qual o Pai, tal o Filho, tal também o Espírito Santo; (..) Eterno o Pai, eterno o Filho, eterno o Espírito Santo; contudo, não são três eternos, mas um único eterno; (...) Assim, o Pai é Deus, o Filho é Deus, o Espírito Santo é Deus; todavia não há três Deuses, porém um único Deus." Atanásio de Alexandria, Credo de Atanásio
  15. 15. A Trindade na História Pai Filho Espírito Santo Espira Gera É gerado É espirado
  16. 16. A Trindade na História ● Devemos tomar cuidado com as "comparações" ou "ilustrações" da trindade
  17. 17. ""Pense no tempo. Passado é tempo? É. Presente é tempo? É. Futuro é tempo? É. O futuro é o passado? Não. O passado é o presente? Não. O presente é o futuro? Não. Mas o tempo é o tempo, só tem um tempo (...) é um exemplo limitado, não dá pra expressar a totalidade da pessoa d'Ele." Adauto Lourenço, Conhecendo Deus pra adorá-lo.
  18. 18. Trindade na Bíblia
  19. 19. A Trindade na Bíblia ● A igreja teve que reconhecer e defender a trindade exatamente para poder conciliar os elementos bíblicos ● Evidências ○ Antigo Testamento ○ Novo Testamento
  20. 20. A Trindade na Bíblia ● Antigo Testamento ○ Unicidade de Deus (Dt 6.4) ○ O nome de Deus (Gn 1.1) ○ A comunicação de Deus (Gn 1.26) ○ Repetição na Benção Araônica (Nm 6.24-26) ○ Anjo do Senhor (Nm 20.16) ○ Aparições de Deus (Dt 34.10)
  21. 21. A Trindade na Bíblia ● Novo Testamento ○ Batismo de Jesus (Mt 3.16-17) ○ Fórmula Batismal (Mt 28.19) ○ Benção Apostólica (2 Co 13.13) ○ Obra da Salvação (1 Pe 1.1-2) ○ Capacitação da Igreja (1 Cor 12.4-6) ○ Ensino de Cristo (Jo 1.30, 38; Jo 17)
  22. 22. ""Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um." 1 Jo 5.7
  23. 23. Trindade na Teologia
  24. 24. ""Certamente aqui, como soa com os mistérios da Escritura, deve-se filosofar com sobriedade e grande moderação, tomando também muito cuidado para que nem o pensamento nem a língua avancem além dos fins que são traçados para o Verbo de Deus. De fato, de que modo a mente humana, quanto à sua medida, definiria a imensa essência de Deus se nem pode estatuir ao certo qual seja o copro do Sol, ao qual, no entanto vê cotidianamente com os olhos? Ou melhor, de que modo, por si só, penetrará no exame da substância de Deus aquele que minimamente alcança a sua própria? Portanto, deixemos livre para Deus o conhecimento de si. João Calvino, A Instituição da Religião Cristã, Tomo I, XIII, 21
  25. 25. A Trindade na Teologia ● Algo que ultrapassa o nosso entendimento ● A consideração de Calvino: Tome cuidado e lembre quem você é.
  26. 26. A Trindade na Teologia ● Consideração: Há somente um Deus em essência, mas que este Deus subsiste em três pessoas distintas. Essência Subsistência Uma mesma natureza. Absoluta, completa, perfeita. Um único Deus. Uma única substância. Distinto de três formas de manifestações. Ele é três sem deixar de ser um.
  27. 27. A Trindade na Teologia ● A Trindade Ontológica (Essência) ○ Existe absoluta igualdade de essência ○ Não existe subordinação ○ Existem características próprias de cada pessoa ■ Paternidade - Pai (o único que gera) ■ Filiação - Filho (gerado) ■ Processão - Espírito Santo (procede, soprado, espirado)
  28. 28. A Trindade na Teologia ● A Trindade Econômica (Trabalho) ○ Como a trindade age/trabalha ○ Há uma ordem como Deus trabalha ○ O Filho se "subordina" ao pai e o Espírito se "subordina" ao filho em função, não em essência ○ Criação: Pai (o que cria, o que gera); Filho (a palavra de Deus); Espírito Santo (o ponto de contato com a matéria) => Gn 1.1; Jo 1.1 ○ Redenção: Pai (Nos elege); Filho (Mediador pelo seu sangue); Espírito Santo (Santificar, separar) => 1 Pe 1.2
  29. 29. Trindade na Prática
  30. 30. A Trindade na Prática ● A nossa vida diante da Trindade ○ Para um relacionamento correto com Deus em toda a sua essência ○ Uma compreensão da riqueza de Deus ○ Chamado relacional: O relacionamento de amor da Trindade e o relacionamento de amor entre irmãos. ○ Um testemunho da sua unidade ○ A adoração verdadeira: Um serviço ao Deus triúno, a obra da Trindade em nós, a partir de nós para a glória de Deus. ○ Chamado ao trabalho: Serviço e obediência.
  31. 31. "Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um." 1 Jo 5.7 PARA MEMORIZAR

×