INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO 
Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO 
signates@gmail.c...
INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO 
Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO 
signates@gmail.c...
INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO 
Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO 
signates@gmail.c...
INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO 
Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO 
signates@gmail.c...
INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO 
Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO 
signates@gmail.c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pesquisa Classificação Indicativa - Jogos Eletrônicos

911 visualizações

Publicada em

A PERCEPÇÃO DE PAIS E DE USUÁRIOS ADOLESCENTES E PRÉ-ADOLESCENTES DE JOGOS ELETRÔNICOS SOBRE AS CATEGORIAS DA CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA NO BRASIL

Publicada em: Direito
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
911
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa Classificação Indicativa - Jogos Eletrônicos

  1. 1. INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO signates@gmail.com nsignates@gmail.com (62) 8630-3000 (62) 8484-9957 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1. TÍTULO DO PROJETO: A PERCEPÇÃO DE PAIS E DE USUÁRIOS ADOLESCENTES E PRÉ-ADOLESCENTES DE JOGOS ELETRÔNICOS SOBRE AS CATEGORIAS DA CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA NO BRASIL. Contrato de Serviços Ref. CI01040/2014, AS-2813/2014, PROJETO: 914BRZ5006 - LIBERDADE DE EXPRESSÃO, EDUCAÇÃO PARA A MÍDIA. 2. APRESENTAÇÃO Este é um projeto realizado pelo Instituto Signates – Consultoria, Pesquisa e Editoração Ltda., em serviço prestado ao programa de pesquisa do Ministério da Justiça e da Unesco que busca fomentar estudos sobre Classificação Indicativa e cuja temática central é: “Percepções sobre os Impactos biopsicossociais dos conteúdos veiculados em jogos e dos alertas da classificação indicativa em crianças, adolescentes e pais”. Seu escopo principal foi perceber de crianças pré-adolescentes e jovens adolescentes, pertencentes às camadas de renda AB e CDE, e de pais de jogadores dentro destas características, a produção de sentido que fazem dos jogos eletrônicos e dos eventuais impactos dos conteúdos relacionados aos critérios temáticos que servem de base para as políticas de classificação indicativa no Brasil.
  2. 2. INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO signates@gmail.com nsignates@gmail.com (62) 8630-3000 (62) 8484-9957 2 A pesquisa foi coordenada e supervisionada pelo Prof. Dr. Luiz Signates, diretor-proprietário do Instituto e docente de programas de Graduação e Pós- graduação das Universidades Federal e Pontifícia Católica de Goiás. 3. METODOLOGIA UTILIZADA: Esta pesquisa entrevistou um total de 54 sujeitos, 15 pais e 39 jogadores (20 pré- adolescentes e 19 adolescentes). Estas informações encontram-se detalhadas no quadro a seguir: Quadro 1- Os sujeitos da pesquisa CLASSE SOCIAL/ QUANTITATIVOS PAIS (Entrevista individual) FILHOS (Grupos focais) de pré- adolescentes de adolescentes pré-adolescentes (10 a 12 anos) adolescentes (13 a 17 anos) A e B 3 3 09 08 C, D e E 5 4 11 11 Fonte: Signates et alli (2014) Os pais de jogadores foram entrevistados com base no método de entrevista qualitativa individual em profundidade e na modalidade semi-estruturada, que utiliza como instrumento o roteiro tópico ou tópico-guia. Os jogadores, pré- adolescentes e adolescentes, participaram de entrevistas em grupo, na modalidade de grupos focais, tendo sido um GF para cada faixa etária/padrão de renda. Considerou-se pré-adolescente a criança entre 10 e 12 anos e adolescente, o jovem com idade entre 13 e 17 anos. Já a classe social foi definida com base nos critérios adotados pelo IBGE de renda familiar mensal, utilizando a linha de corte de 10 salários mínimos como critério de destaque dos dois subgrupos de sujeitos. A coleta de dados foi realizada entre os dias 30 de outubro e 1º de novembro de 2014, na cidade de Goiânia, capital de Goiás.
  3. 3. INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO signates@gmail.com nsignates@gmail.com (62) 8630-3000 (62) 8484-9957 3 4. RESULTADOS DE PESQUISA A presente pesquisa concluiu todas as suas etapas de realização tendo gerado, até o momento, um relatório preliminar (já encaminhado ao Ministério da Justiça e à Unesco) e dois artigos científicos, cujos títulos, temáticas e principais resultados são: a) Primeiro produto: Artigo acadêmico Título: A percepção de pais e filhos sobre a classificação indicativa de jogos eletrônicos no Brasil. Resumo: Este artigo visou a identificação da percepção de pais, adolescentes e pré-adolescentes sobre a classificação indicativa para jogos eletrônicos. Os dados apontam para uma tensão nessa percepção, situada entre a aprovação da política de classificação, vista como importante, necessária e interessante, e, ao mesmo tempo, um quadro de surpreendente indiferença em relação às suas exortações. Principais resultados: Os sujeitos da pesquisa (pais de jogadores e os jogadores pré-adolescentes e adolescentes) consideram a política governamental da classificação indicativa importante e necessária. Sabem da existência da classificação e estabelecem a relação entre faixa etária e conteúdo apropriado. Contudo, os pais não possuem o hábito de controlar e ou observar o conteúdo dos jogos que seus filhos utilizam. Os jovens, apesar de demonstrarem maior conhecimento do que os pais sobre os símbolos e as recomendações da classificação indicativa, não a levam em consideração ao consumir os jogos, atentando-se principalmente à história do jogo. De maneira geral os pais desconheceram os critérios adotados pela classificação
  4. 4. INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO signates@gmail.com nsignates@gmail.com (62) 8630-3000 (62) 8484-9957 4 indicativa. A preocupação principal deste grupo esteve relacionada ao tempo que seus filhos dedicam aos videogames. b) Segundo produto: Artigo acadêmico Título: Jogos eletrônicos, “regiões de tabu” e impactos biopsicossociais: a percepção de pais, pré-adolescentes e adolescentes sobre os critérios da classificação indicativa. Resumo: Este artigo versa sobre o sentido que os pais de jogadores, e os jogadores adolescentes e pré-adolescentes produzem acerca dos critérios temáticos da Classificação Indicativa no Brasil, bem como a sua relação com os jogos eletrônicos. Constatou-se, de maneira geral, que o tempo de jogo pode ser considerado o principal impacto biopsicossocial dos videogames e que os sujeitos desta pesquisa não consideram que haja uma influência negativa causada pelo conteúdo dos jogos eletrônicos no contexto em que vivem. Principais resultados: Verificou-se a partir dos relatos dos sujeitos da pesquisa que um dos principais impactos biopsicossociais que se pode relacionar com os videogames é o tempo de jogo dedicado pelas crianças e adolescentes a esta atividade. Tanto pais quanto jogadores ignoram a possibilidade de influência negativa dos jogos no contexto em que vivem. Para eles são influenciáveis: as crianças, pela suposta imaturidade, as pessoas que vivem em situação social desfavorável e ou sofrem de algum desvio mental. Uma quantidade significativa de relatos dos jogadores vincularam a utilização dos videogames como uma medida terapêutica para lidar com as próprias emoções. Verificou-se que os jogos eletrônicos não pautam, em primeira instância, o diálogo sobre os critérios temáticos da classificação indicativa (sexo, drogas e violência), no contexto dos pais e dos jogadores. Dentre os critérios, o conteúdo violento esteve impregnado em boa parte dos relatos e dos exemplos utilizados pelas crianças e adolescentes;
  5. 5. INSTITUTO SIGNATES – CONSULTORIA, PESQUISA E EDITORAÇÃO Rua 262, 490 – Setor Universitário – Goiânia-GO signates@gmail.com nsignates@gmail.com (62) 8630-3000 (62) 8484-9957 5 algo que também se materializou nos jogos de preferência dos entrevistados: Assassin’s Creed, God of War, Call of Duty, etc. Por fim, o sexo é o assunto mais visivelmente tratado como tabu sendo, portanto, menos discutido no contexto dos pais e dos jogadores. Este conteúdo nos jogos é causador de certo constrangimento para os jogadores quando os pais estão presentes. Brasília/Goiânia, 04 de dezembro de 2014. Prof. Dr. Luiz Signates DIRETOR TÉCNICO E CIENTÍFICO

×