Borboletas, abelhas e jardins

12.273 visualizações

Publicada em

Em todos os jardins há borboletas e abelhas... até nos jardins de infância ;-)

Publicada em: Educação
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.273
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9.585
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
231
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Borboletas, abelhas e jardins

  1. 1. Abelhas, borboletas e jardins… Uma história de Maria Jesus Sousa (Juca) http://historiasparapre.blogspot.pt
  2. 2. Num bonito jardim cheio de flores vivia uma abelha. Não se dava quieta e andava sempre a voar, sem parar, pousando de flor em flor.
  3. 3. Nesse mesmo jardim vivia também uma borboleta. Também ela gostava de voar sem parar, pousando de flor em flor.
  4. 4. Quando chegava o final do dia, sentiam-se cansadas de tanto voar e pousavam para descansar um bocadinho… Sei bem o que isso é, também eu chego ao fim do dia muito cansada! Ufa, estou cansada. Passei o dia a voar de flor em flor !
  5. 5. Mas enquanto uma voava só pelo prazer de voar, a outra voava e trabalhava: recolhia o pólen das flores. O que me custa mais é o peso! Peso, que peso? Então, o peso do pólen que carrego!
  6. 6. A borboleta não percebeu o que a abelha disse… Sabes? Eu não voo só pelo prazer de voar… voo para apanhar o pólen das flores, que serve para me alimentar e para fazer o mel! Ai é? Não sabia… eu voo só porque não gosto de estar quieta!
  7. 7. A borboleta foi-se embora a pensar: chegava ao fim do dia cansada, mas não tinha feito nada de útil! Deve ser bom trabalhar e fazer alguma coisa de útil! Mas, o que poderei eu fazer?
  8. 8. E resolveu perguntar à abelha… Amiga abelha, ensina-me a ser como tu, também quero ser útil e não andar só a borboletear… Se quiseres podes ajudar-me, carregando um baldinho de pólen! Assim dividimos o peso pelas duas e ficamos menos cansadas!
  9. 9. E assim foi! A borboleta passou a ajudar a abelha a carregar o pólen das flores até à colmeia, onde servia de alimento a muitas abelhas e onde se fazia o mel. Que bom que é sentirmo-nos úteis! Fico contente de te poder ajudar e, embora fique mais cansada do que era costume, estou feliz! E que bom é ter alguém que nos ajuda! Agora eu fico bem menos cansada!
  10. 10. E foi assim que a borboleta deixou de, apenas, borboletear… ´e começou a ser feliz a ajudar, a trabalhar, a fazer-se útil aos outros! FIM
  11. 11. A história pode acabar aqui ou então, continuar… fazendo uma analogia entre diferentes “jardins” !
  12. 12. Num outro jardim… num jardim de infância, embora não pareça, também há abelhas e borboletas !
  13. 13. As borboletas, sabem quem são? Meninos e meninas que passam o tempo de um lado para o outro, de cá para lá e de lá para cá … sem realizarem nada!
  14. 14. Brincam, espalham, não arrumam, estão sempre cheios de pressa, para ir para outro sítio, para fazer outras coisas…
  15. 15. E depois há as abelhas! Meninos e meninas que escolhem o que querem fazer, fazem-no e arrumam no fim. São responsáveis, gostam de colaborar e de ajudar os outros….
  16. 16. Gostam muito de brincar, mas também de experimentar, de descobrir e de criar. São capazes de planear e de fazer coisas , do princípio até ao fim, com pés e cabeça!
  17. 17. E tu, qual és? E qual gostavas de ser? FIM
  18. 18. Créditos das imagens: www.mycutegraphics.com https://grayson.ca.uky.edu http://www.free-nature-animal-butterfly-wallpaper. com/

×