Tubulão a céu aberto proposta 10.06.08

871 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
871
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tubulão a céu aberto proposta 10.06.08

  1. 1. PROPOSTA PRELIMINAR DE ALTERAÇÃO DA NR 18 – versão 10.06.08 18.6 Escavações, fundações e desmonte de rochas. (Atividades do Poceiro – Escavações manuais de tubulões a céu aberto) TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO JUSTIFICATIVA 18.6.20. Na execução de tubulões a céu aberto, aplicam-se as disposições constantes no item 18.20 – Locais confinados. 18.6.20. Na execução de tubulões a céus aberto, aplicam-se as disposições constantes no item 18.20 Locais Confinados e a NR 33 Segurança e Saúde no Trabalho em Espaços Confinados. Inserir a NR-33 no texto, com a finalidade de garantir a Segurança e Saúde dos Trabalhadores nos acessos em espaços confinados. 18.6.21. Na execução de tubulões a céu aberto, a exigência de escoramento (encamisamento) fica a critério do engenheiro especializado em fundações ou solo, considerados os requisitos de segurança. 18.6.21. Na execução de tubulões a céu aberto deve: a) ter, antes do início dos serviços, o Plano de Engenharia de Segurança do Trabalho elaborado por profissional legalmente habilitado, contendo o parecer técnico do profissional legalmente habilitado em fundações para cada tubulão, de acordo com o Anexo V; b) ser mantido livro unicamente para registro seqüencial das atividades de escavação de tubulões, contendo o Plano de Engenharia de Segurança do Trabalho e o parecer técnico; c) ter acompanhamento “in loco” registrado no livro, conforme estabelecido no Plano de Engenharia de Segurança do Trabalho; d) ser escorado através de encamisamento metálico, concreto ou similar que garanta a estabilidade dos mesmos. O profissional legalmente habilitado pode liberar o escoramento desde que emita parecer por escrito e específico a cada tubulão dessa não necessidade, registrado no Definir o Anexo V: Plano de Engenharia de Segurança do Trabalho – Escavação de Tubulão a Céu Aberto 1
  2. 2. livro. e) ter o Plano de Engenharia de Segurança do Trabalho aprovado pelo responsável técnico da obra. 18.6.22. O equipamento de descida e içamento de trabalhadores e materiais utilizado na execução de tubulões a céu aberto deve ser dotado de sistema de segurança com travamento. 18.6.22. Requisitos a serem atendidos: a) Liberação de serviço em cada etapa (abertura de fuste e alargamento de base) registrado no livro de escavação de tubulões a céu aberto; b) Dupla trava de segurança no sarilho, sendo uma de cada lado; c) Jornada máxima de trabalho de 6 horas; d) Corda de cabo de fibra sintética deve atender as recomendações do item 18.16 da NR 18, tanto da corda de içamento do balde como do cabo-guia para o trabalhador; e) Corda de sustentação do balde deve ter comprimento para que haja, em qualquer posição de trabalho, um mínimo de 6 (seis) voltas sobre o tambor; f) Gancho forjado com trava de segurança na extremidade da corda do balde; g) Sistema de ventilação com filtro de ar e duto até o local de trabalho; h) Sistema de sarilho deve estar bem fixado no terreno, com tablado de madeira resistente, uniforme e no mínimo 0,50 m em relação à borda do tubulão; i) Não depositar materiais até 1,00 m da borda do tubulão; DISCUSSÕES: Isolar o poço no término da jornada, para evitar acidentes; Mineiros só podem trabalhar 6 horas (FUNDACENTRO dá um parecer técnico); fazer pesquisa bibliográfica; Toninho: visitar uma obra; Insuflação de ar (filtro, velocidade); Questionada a jornada de 6:00 horas. 2
  3. 3. j) Existência de Plano por escrito de resgate de emergência, bem como evidência de treinamento dos envolvidos; k) Possuir isolamento de área e placas de advertência. 18.6.23. A escavação de tubulões a céu aberto, alargamento ou abertura manual de base e execução de taludes, deve ser precedida de sondagem ou de estudo geotécnico local. 18.6.23. A escavação de tubulões a céu aberto, alargamento ou abertura manual da base deve atender: a) Ser precedida de sondagem ou estudo geotécnico local; b) EPI e vestimenta para o trabalhador interno ao tubulão: capuz de brim, capacete de segurança com jugular, luvas de lona brim ou similar, calçado de segurança de couro e com elásticos nas laterais, camisa, calça e cinto de segurança com alças nos ombros acoplado ao cabo-guia; c) EPI e vestimenta para o trabalhador externo ao tubulão: capacete de segurança com jugular, óculos de segurança, luvas de lona brim ou similar, botina de couro ou bota de borracha, camisa e calça; d) Ferramentas em perfeitas condições. e) Diâmetro mínimo de 0,80 m para até 3,00 m de profundidade; f) Diâmetro mínimo de 1,00 m para até 7,00 m de profundidade; g) Diâmetro de 1,20 m para até 10,00 m de profundidade; NBR 9061 define a seção pelo alargamento da base; 3
  4. 4. h) Não é permitido escavação, alargamento ou abertura manual da base do tubulão com profundidade superior a 10,00 m. 18.6.23.1. Em caso específico de tubulões a céu aberto e abertura de base, o estudo geotécnico será obrigatório para profundidade superior a 3 (três) metros. 18.6.23.1 Em caso específico de tubulões a céu aberto e abertura de base, o estudo geotécnico será obrigatório para profundidade superior a 1,00 m. Para maior segurança do trabalhador é recomendado 1,00 m, pois na prática temos encontrado terrenos considerados aterros com muita instabilidade, com risco de soterramento. 4

×