Dendrologia

4.835 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado para obtenção de nota na matéria Silvicultura do curso téc. em agroecologia.

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.835
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
233
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dendrologia

  1. 1. ECOLA TECNOLÓGICA DO ESTADO DO PARÁ – EETEPA CURSO TÉCNICO EM AGROECOLOGIADendrologia PARAGOMINAS 2011
  2. 2. ECOLA TECNOLÓGICA DO ESTADO DO PARÁ – EETEPA CURSO TÉCNICO EM AGROECOLOGIA DendrologiaAlunos: Julyane Sued e Kenedy Leno Fernandes PARAGOMINAS 2011
  3. 3. DefiniçãoO termo criado por Ulisse Aldrovandi(naturalista Italiano, fundador JardimBotânico de Bolonha) em 1668, com apublicação de Dendrologia.Dendron = ÁrvoresLogos = Estudo
  4. 4. Objetivos• Nomenclatura de árvores• Classificação de árvores• Reconhecimento de árvores• Distribuição das árvores• Importância das espécies florestais
  5. 5. Nomenclatura das árvoresConhecer o nome das plantas é necessidadebásica para toda e qualquer atividadeflorestal. A identificação correta facilita oacesso ao conhecimento já existente sobreuma determinada espécie.As árvores são nomeadas por meio danomenclatura científica, nomes comuns etermos botânicos.
  6. 6. Nomenclatura científicaSão escritos em língua padrão, franqueada àsvárias nacionalidades, e organizados e avaliadosde acordo com um sistema normativo, definido emcongressos internacionais de nomenclaturabotânica.Nome comumExiste nomes que foram criados pelas populações(vulgares, populares e comuns). Esses termos variamde acordo com a região, língua e época.
  7. 7. Cedro: Nome dado pelos colonizadores europeuspara uma árvore na época desconhecida(Cedrela fissilis), que apresentava algumassemelhanças com a espécie européia Cedrus.
  8. 8. Classificação das árvoresAs características das principaisfamílias botânicas e como as árvoressão classificadas em famílias, gêneros eoutros grupos.
  9. 9. Reino Filo Classe Ordem Família Gênero
  10. 10. Reconhecimento de árvoresReconhecimento de espécies arbóreas apartir de suas característicasmorfológicas, chaves e manuais.
  11. 11. Morfologia Pequena: 10m de altura, 15cm DAP; Média: 10-25m de Porte altura, 15-50cm DAP; Grande: 25m de altura, 50cm DAP. Subterrânea, superficial, Raiz aérea, tabular. Geralmente convexa (folhosas) Copa ou cônica (coníferas).
  12. 12. Morfologia Formas: Cilíndrico, acanalado e Caule irregular. Tipo: Reto, tortuoso, inclinado. Externa(áspera, fissurada) e Casca interna(fibrosa,arenosa,pastosa). Uma folha para ser completa deve possuir limbo, pecíolo, bainha e Folha estípulas. Simples: Limbo inteiro. Compostas: Limbo em partes (folíolos).
  13. 13. Morfologia Completas e incompletas Flor (monoperiantadas, aperiant adas, monóica e dióica). Simples (Carnosos, baga[limão Fruto tomate], drupa[pêssego] Compostos (agregados[morango] e múltiplos[amora]). Semente
  14. 14. Distribuição das árvoresComo as árvores são distribuídas nas zonasclimáticas e formações florestais.
  15. 15. Importância das espécies florestais A importância ecológica e econômica de espécies arbóreas. Anatomia da madeira, tecnologia da madeira e outros produtos, cultivo das espécies arbóreas e manejo de florestas (Silvicultura).
  16. 16. Importância da DendrologiaO correto reconhecimento da identidadebotânica das espécies arbóreas é essencial para ouso adequado dos recursos florestais, para omanejo de florestas visando sua exploração deforma sustentável, para a conservação de áreasnaturais e para a restauração de áreasdegradadas. No entanto, se realizada de formainadequada, podem existir consequênciasdesastrosas, como, por exemplo, na indicação deespécies para o reflorestamento ou para seremutilizadas na arborização urbana, nacomercialização de madeira e no uso de árvorescom o propósito medicinal.

×