Lição 08 a rebeldia dos filhos

1.832 visualizações

Publicada em

Aproveite a oportunidade e acesse o site a seguir mencionado para estudos biblicos e teológicos:

http://www.cpljmartins.blogspot.com

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.832
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 08 a rebeldia dos filhos

  1. 1. Introdução. Os filhos são presentes deDeus e herança do Senhor. Todavia,nunca foi tão difícil educar uma criança.Por isso, precisamos buscar a orientaçãoe a sabedoria divina para que nossosfilhos sejam pessoas de bem, servos doSenhor, obedientes e cumpridores dosseus deveres. Na lição de hoje, veremoso que os pais podem fazer quando osfilhos tornam-se rebeldes e fazemescolhas erradas.
  2. 2. 1. O que é disciplina?  Muitos pais aindaconfundem disciplina com castigo. Disciplinaré dar limites e estabelecer parâmetros, nãocastigar. É preciso mostrar à criança que elanão pode fazer o que bem entende. O textobíblico de Provérbios é um alerta para ospais: “Não retires a disciplina da criança” (Pv23.13). Sim, a disciplina não pode serretirada porque é imprescindível à formaçãomoral de nossos filhos. Quando uma criançanão recebe limites, certamente tornar-se-áum adulto inseguro, ansioso e comdificuldades para obedecer.
  3. 3. 2. O porquê da disciplina . Não sãopoucos os pais que têm medo dedisciplinar, pois acreditam que os filhosficarão ressentidos, chegando até mesmoa odiá-los. Porém, a disciplina, quandoadministrada com sabedoria, faz com quea criança se sinta segura, aceita eamada. Não disciplinar é o mesmo quedeixar de instruir, educar. Por isso, nãotenha medo de estabelecer parâmetros,pois eles são uma segurança para odesenvolvimento dos seus filhos (Pv
  4. 4. 3. Os pais devem disciplinar . Muitos paisestão “terceirizando” a educação de seusfilhos, ou seja, passando umaresponsabilidade, que é sua, para terceiros.Eles esperam, com isso, que os avôs, asbabás, ou os professores da EscolaDominical, disciplinem seus filhos e oseduquem. Esta responsabilidade é sua! Osavôs, por terem mais experiência, podem atéajudar com os seus conselhos, mas aresponsabilidade final de educar é dos pais.Não seja negligente quanto à educação deseus filhos (Ef 6.4).
  5. 5. 1. Filhos que não ouviram seuspais. Na Palavra de Deus,encontramos alguns casos de filhosque desrespeitaram seus pais. Taisexemplos, ainda que negativos,foram registrados para quevenhamos a aprender com eles.Vejamos alguns casos de filhos quenão ouviram os conselhos de seuspais:
  6. 6. a) Caim . Caim e Abel receberam omesmo tipo de educação. Caim, porém,era tolo e mau; seu coração estava cheiode inveja, ciúme e ira (Gn 4.5). Deus oinquiriu dizendo: “Se bem fizeres, nãohaverá aceitação para ti?” (Gn 4.7).Aprendemos com a triste história de Caim,que a rebeldia de um filho não significaque ele não tenha sido bem disciplinadoou corrigido. Às vezes os pais ensinam ecorrigem seus filhos, estes, todavia, optampor tomar atitudes erradas.
  7. 7. b) Hofni e Fineias . Eli fora sacerdote e juiz. Ele julgouIsrael durante quarenta anos e, ainda, preparou seu sucessor,Samuel. Contudo, não se saiu muito bem como pai;negligenciou a disciplina de seus filhos (1 Sm 2.27-30). ABíblia declara que Hofni e Fineias eram filhos de Belial, ouseja, “filhos inúteis” (1 Sm 2.12). Eli sabia que os seus filhosnão agiam corretamente, mas nada fez para corrigi-los deforma rigorosa (1 Sm 3.13).Infelizmente, muitos pais também agem como Eli ao saberemdos erros dos seus filhos. Fingem que nada está acontecendoe preferem esconder suas falhas. As conseqüências foramtrágicas para Eli, sua família e para toda a nação. Israelperdeu a batalha, e a arca da aliança, símbolo da presença deDeus, foi tomada pelos filisteus. Além disso, os dois filhos deEli morreram no mesmo dia (1 Sm 4.11). Um filho rebeldeenvergonha seus pais, traz prejuízos para a família e atémesmo para a nação.
  8. 8. c) Absalão . Jovem bonito e forte, veio amatar o seu irmão, Amnom, por haver esteestuprado sua irmã, Tamar (2 Sm 13.1-29).Não obstante, ele não era alguém que amavae clamava por justiça. Não respeitava ao seupai e, durante quatro anos, conspirou contraele, pois queria o reino a qualquer preço (2Sm 15.6). Davi foi obrigado a fugir para nãoter que matar o próprio filho (2 Sm 15.14).Quantos pais também não são obrigados adeixarem sua casa e seus pertences poramor aos seus filhos?
  9. 9. 2. As conseqüências da rebeldia . Arebeldia de Absalão trouxe resultadosterríveis para o reino, para sua família e paraele próprio. Rebeldia é pecado. Por isso,Deus determina que os filhos honrem aosseus pais: “Honra a teu pai e a tua mãe,como o Senhor, teu Deus, te ordenou, paraque se prolonguem os teus dias e para quete vá bem na terra que te dá o Senhor, teuDeus” (Dt 5.16). Honrar é obedecer,respeitar. Absalão desonrou seu pai e oinevitável aconteceu. Morreu, ainda jovem,de maneira trágica (2 Sm 18.9-14).
  10. 10. 1. Não buscar culpados . Davi choroumuitíssimo a morte de seu filho (2 Sm 18.33). Ador da perda de um filho é algo terrível! SomenteDeus, por intermédio do Espírito Santo, podeconsolar o coração enlutado de um pai e de umamãe. Se não bastasse, a dor de Davi era agravadapelo fato de saber que seu filho havia morrido emsua rebelião. Contudo, a despeito de sua dor, o reinão buscou um culpado. Ele não culpou a mãe dojovem, os amigos ou a sociedade. Às vezes, os paisesmeram-se por dar uma boa educação aos seusfilhos; são piedosos e tementes ao Senhor, mas osfilhos acabam seguindo o caminho da rebeldia,colhendo trágicas conseqüências.
  11. 11. 2. Demonstrar um amor incondicional . Paissão para toda a vida, mesmo quando as coisasnão dão certo e os filhos tomam decisõesequivocadas. Mesmo que seu filho tenha trazidodor e decepção ao seu coração, só lhe resta umasaída: o perdão e o amor incondicional. Ore ebusque a reconciliação; procure a ajuda de seupastor. Quem sabe se, assim, você não terá o seufilho de volta? Não o trate como inimigo, antesreafirme o seu amor por ele (Lc 15.11-32).Mesmo que ele tenha se desviado por um tempo,certamente voltará. É difícil, mas procure ver abondade e a fidelidade de Deus mesmo em meioà provação e à tristeza. Confie no Senhor!
  12. 12. Conclusão. Deus concedeu aos pais anobre missão de educar os filhos. Educaré disciplinar, pois a disciplina conduz acriança ao caminho da obediência.Discipline seus filhos e eduque-os deacordo com os princípios que Deusestabeleceu em sua Palavra. Dessaforma, você verá as bênçãos divinassobre a sua família e sobre os seus filhose netos e, como Josué, poderá dizer: “Euminha casa serviremos ao Senhor” (Js24.15).

×