Ascaris lumbricoides

1.532 visualizações

Publicada em

Esse trabalho trata de:
A doença é conhecida como ascaridíase, ascaridose ou ascaridiose;
O nematóide parasita do homem é o Ascaris lumbricoides;
Porém existem outras espécies, como a Ascaris suum encontrados em porcos e em outros animais como carneiros, cabras, bois, cavalos, aves, cães e gatos.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.532
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ascaris lumbricoides

  1. 1. ASCARÍASE
  2. 2. ALUNOS: Alanna Michely 2 Silvana Monteiro Juliermeson Oliveira
  3. 3.  A doença é conhecida como ascaridíase, ascaridose ou ascaridiose;  O nematóide parasita do homem é o Ascaris lumbricoides;  Porém existem outras espécies, como a Ascaris suum encontrados em porcos e em outros animais como carneiros, cabras, bois, cavalos, aves, cães e gatos. Ascaridíase 3
  4. 4.  Reino – Animalia  Filo – Nematoda  Classe – Secernentea  Ordem – Ascaridida  Família – Ascarididae  Gênero – Ascaris  Espécies – A. lumbricoides A. suum 4Ascaridíase Fonte: Neves et al, 11ª ed.
  5. 5.  São vermes longos, cilíndricos e extremidades afiladas na região anterior;  Possui cutícula lisa, brilhante e com finas estriações;  Cor branco-marfim e rosada;  Maior nematóide parasita do intestino do homem. 5Ascaridíase
  6. 6.  Boca com papilas sensoriais;  Esôfago;  Intestino;  Reto;  Ânus;  Órgãos genitais. 6Ascaridíase
  7. 7. FÊMEA  Mede de 15 a 30 cm;  Possui um enrolamento ventral espiralado na extremidade caudal.  Mede de 30 a 40 cm;  Parte posterior retilínea ou ligeiramente encurvada. Ascaridíase 7 MACHO
  8. 8.  FEMEA 8
  9. 9.  90% dos áscaris localizam-se no intestino ao longo das alças jejunais;  Encontrando-se os restantes no íleo, poucos são vistos no duodeno ou no estômago;  Os áscaris mantem-se em atividade contínua contra a corrente peristáltica;  Não sendo rara a eliminação de vermes pela boca e/ou pelas narinas; 9Ascaridíase
  10. 10.  São dióicos;  Monoxênicos;  Possui 3 fases: ovo, larva e adulto;  A fêmea deve ser fecundada repetidas vezes pelo macho;  Cada fêmea põe 200 mil ovos por dia. 10Ascaridíase
  11. 11.  São grandes, coloração branca.  A forma do ovo fértil é oval ou quase esférica sendo a casca mais espessa;  Os ovos férteis tornam-se embrionados em 15 dias quando em T° ótimas e presença de oxigênio;  As fêmeas não fecundadas podem eliminar ovos inférteis;  São mais alongados e tem a casca mais delgada; 11Ascaridíase
  12. 12.  LARVA 12Ascaridíase
  13. 13.  Através da água, solo e alimentos contaminados com ovos contendo L3 (rabditóide);  Poeira, aves e insetos (moscas e baratas);  Período de incubação- dos ovos férteis até o desenvolvimento da larva infectante (L3).  Período de transmissibilidade ocorre todo o período em que o indivíduo portar o parasita e estiver eliminando ovos pelas fezes. Quando os ovos embrionados encontram um meio favorável, podem permanecer viáveis e infectantes durante anos. Ascaridíase 13
  14. 14. Ascaridíase 14 L1 L2 L3L3
  15. 15. Ascaridíase 15
  16. 16. 16Ascaridíase
  17. 17.  No homem, ocorrem manifestações clínicas relacionadas à migração das formas larvares, manifestações digestivas e fenômenos obstrutivos pelos vermes adultos; Ascaridíase 17 Dano tecidual direto Resposta imunológica Fenômenos obstrutivos
  18. 18. Ascaridíase 18 LARVAS Infecções de baixa intensidade Infecções maciças Lesões hepáticas Lesões pulmonares Focos hemorrágicos e necrose Pontos hemorrágicos nos alvéolos Hepatomegalia e icterícia Febre, tosse, dispnéia e eosinofilia As larvas podem migrar para outros órgãos como rim, coração, cérebro, olho, ouvido, nariz, ducto biliar, fossa lacrimal, apêndice e trato urinário.
  19. 19.  Fundamentalmente laboratorial;  Eliminação espontânea;  Parasitológico de fezes;  Hemograma;  Métodos imunológicos (intradermorreação e as provas de soroprecipitação);  Radiografia simples e contrastada (abdominal e torácica);  Escarro;  Ecografia abdominal. 19Ascaridíase
  20. 20.  Sedimentação de Lutz ou de Hoffmann;  Pons e Janer;  Suspensão de Faust. 20Ascaridíase
  21. 21. 21Ascaridíase
  22. 22. Ascaridíase 22
  23. 23. Anti-Helmínticos Levamisol Citrato de piperazina 23Ascaridíase
  24. 24. Saneamento básico 24Ascaridíase
  25. 25. Educação sanitária Lavar as mãos Higiene geral 25Ascaridíase
  26. 26. Desinfecção dos alimentos crus Comer apenas em locais onde os alimentos sejam manipulados com higiene. Cozinhar bem os alimentos 26Ascaridíase
  27. 27. Ascaridíase 27

×