Plano de formação

497 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
497
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de formação

  1. 1. LIREC Living with Robots and Interactive Companions Seminário | MCMM | Novembro de 2008
  2. 2. Potenciais educativos do projecto <ul><li>Desenvolvimento das competências sociais / sociabilização; </li></ul><ul><li>Fomento da autonomia no processo de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Introdução de novas estratégias de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da inteligência musical, espacial e interpessoal. </li></ul><ul><li>Público-alvo: </li></ul><ul><ul><li>Crianças em idade escolar que possam beneficiar o seu desempenho escolar através da utilização de companheiros virtuais como suporte à aprendizagem; </li></ul></ul><ul><ul><li>Educadores que procurem novas estratégias para cativar as crianças e desenvolver a sua cognição através de metodologias inovadoras. </li></ul></ul>
  3. 3. Plano de formação <ul><li>1ª fase: </li></ul><ul><ul><li>Apresentação de várias tipologias de companheiros virtuais e aplicações educativas que partilham a inclusão de entidades tutoras dotadas de emoção; </li></ul></ul><ul><ul><li>Apresentação das funcionalidades e das vantagens que se pode obter através da sua utilização frequente; </li></ul></ul><ul><ul><li>Observação de um vídeo de animação com uma demonstração de como se processa a interacção com o companheiro virtual, com o objectivo de familiarizar as crianças com este novo conceito; </li></ul></ul><ul><ul><li>Espaço dedicado aos educadores, no qual estes apresentam conteúdos, pedidos atempadamente, relacionados com a temática de forma a cultivar a necessidade de estes se envolverem de uma forma mais directa com a instrução dos seus educandos. </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul>
  4. 4. Plano de formação <ul><li>2ª fase: </li></ul><ul><ul><li>utilização de interfaces gráficas interactivas para estabelecer o primeiro contacto com os companheiros e estabelecerem amizade com os mesmos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilizando como plataforma de adaptação uma narrativa digital, seriam apresentados desafios às crianças, que estas poderiam realizar com o auxílio dos seus educadores, complementando assim a primeira abordagem mais teórica com uma componente prática; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistema de pontuação de características favoritas dos companheiros virtuais recorrendo a simbologia visual; </li></ul></ul><ul><ul><li>Disponibilização de um espaço de discussão para os educadores, de forma a estes poderem partilhar e trocar informações relevantes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Disponibilização de questionários e avaliações finais para os educadores de maneira a compreender se estes consideram estas aplicações valiosas. </li></ul></ul>
  5. 5. Papel do formador e formandos <ul><li>Formador: </li></ul><ul><ul><li>Apresentação e disponibilização de conteúdos iniciais e para a devida contextualização da temática; </li></ul></ul><ul><ul><li>Preparação da narrativa digital como estratégia de envolvimento das crianças; </li></ul></ul><ul><ul><li>Mediação da comunicação entre os formandos; </li></ul></ul><ul><li>Formandos: </li></ul><ul><ul><li>Interacção e envolvimento com as estratégias apresentadas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Cumprimento dos desafios expostos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Criação de conteúdos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação dos conteúdos como forma de complemento da instrução. </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><li>Juliana Costa 33066 </li></ul>

×