1º encontro Quem sou eu?

8.574 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.574
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.065
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
61
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1º encontro Quem sou eu?

  1. 1. 1º EncontroQUEM SOU EU?1. ACOLHIDA E ORAÇÃO INICIAL- Acolher as crianças com entusiasmo. Cantar músicas animadas ou colocar um CDinfantil religioso tocando ♫- Estamos no primeiro encontro, é bom fazer uma dinâmica de apresentação para que ascrianças se conheçam e também os catequistas. Sugerimos a seguinte: Dinâmica de apresentação (anexo 1)Expor um cartaz com os dizeres: TURMA DE JESUS. Pode haver umaestampa de Jesus no cartaz.Repartir com as crianças balões recortados em papel e pedir que cada umcoloque o seu nome.Cada um vai à frente, se apresenta e cola o seu balão no cartaz. Pode-secantar algum refrão, alternando com as apresentações. Sugerimos a música:(nome da criança), que bom que você veio. Foi Jesus que te chamou e vocêaceitou. Que bom, que bom, quem bom que você veio.O catequista lê o texto de Isaias 43,1 “Eu te chamei pelo nome” paramostrar que cada criança presente neste encontro recebeu um chamado deDeus e por isso veio à catequese.O catequistas conclui acolhendo a todos, lê o texto abaixo Assim sou eu,frisando que juntos formamos a Turma de Jesus.Assim sou eu: elogio, xingo, agrado, desagrado, sou amável, às vezes mal-educado,bato, abraço, estudo, colo, partilho minhas coisas, quero tudo para mim, sou egoísta,generoso, calmo, agitado, obedeço, desobedeço, sou sincero, minto. Eu sou um tantãode coisas, e todas as coisas ao mesmo tempo. O bem, o mal, a alegria, a tristeza, tudoconvive dentro de mim. Às vezes me sinto diferente; às vezes, tão igual aos outros.Quando ando depressa, penso que poderia ir mais devagar. Se saio correndo, tenhomedo de cair. Se pulo corda, fico de olho na queimada. E assim eu vou vivendo um diaatrás do outro, buscando respostas, fazendo perguntas. Vou sendo feliz e até mesmoinfeliz. Se em algum momento desacredito de algo, em outro sinto que a esperança memove. Sigo a minha estrada, olhando a paisagem, atravessando pontes, cortandocaminhos em busca de saber quem eu sou.- Depois que todos já foram apresentados, criar um clima de oração. Convidar ascrianças a se darem as mãos, formando um círculo.- Todos juntos: Ó bom Jesus, estamos reunidos para começar mais um ano decatequese. Somos sua turma. Pedimos que o Senhor nos acolha com carinho e nosensine muitas coisas importantes. Nós também vamos nos esforçar para ser uma turmamuito unida e animada. Amém!- Pode-se rezar o Pai-nosso. Ainda que as crianças não entendam todo o sentido dessaoração, já vão guardando no coração.
  2. 2. 2. O QUE A BÍBLIA DIZMotivaçãoEste ano, em nossos encontros, vamos aprender muitas coisas importantes sobre Deus.Vamos descobrir quem é Deus para nós e qual a sua importância em nossa vida.Sabemos que Deus nos ama e cuida com carinho de todos nós. Para entendermosmelhor a importância desses cuidados, vamos ouvir um texto da Bíblia que nos conta ahistória da figueira que estava morrendo por falta de cuidados.Texto: Lucas 13,6-9Certo dia, conversando com seus amigos, Jesus contou-lhes a seguinte história: Umhomem havia plantado um pé de figo em seu quintal. Os anos se passaram e o pé de figocresceu. Mas não produzia frutos. Todos os anos, aquele homem ia ao quintal colherfigos, mas nunca encontrava um fruto. Um dia, ele disse ao empregado que cuidava doquintal: “Já faz muitos anos que eu venho aqui colher figos e nunca encontro frutos.Esse pé de figo não presta para nada. Vamos cortá-lo, pois está ocupando lugarinutilmente”. O empregado, porém, respondeu: “Tenha calma! Vamos deixar o pé defigo aí por mais um ano. Vou cuidar melhor dele, afofar a terra, colocar esterco, jogarágua. Quem sabe assim ele não dará frutos no próximo ano?”- Palavra da Salvação.- Glória a vós Senhor.PartilhaO pé de figo não produzia frutos. Será que ele era preguiçoso ou estavaprecisando de alguns cuidados especiais?O que vocês acharam a atitude do homem que queria cortar o pé de figo?O que vocês acharam da atitude do homem que propôs cuidar melhor do pé defigo?Quem foi mais inteligente: o dono do quintal ou o empregado? Por quê?Aprofundamento- Toda pessoa tem o desejo de ser feliz. Ser feliz é a gente estar de bem com a vida,sentir-se realizado, tranquilo e em paz. Para isso a gente precisa de muitos cuidados.- Nós somos parecidos com essa figueira, porque também precisamos de muitoscuidados para nos sentir felizes, tranquilos e satisfeitos. Uma pessoa mal cuidada nãovai se sentir bem, de modo algum. Por isso precisamos cuidar bem de nós, do nossocorpo – tomar banho, escovar os dentes, andar com roupas limpinhas e bem cheirosas –para que nós possamos nos sentir bem e também as pessoas que estiverem perto dagente vejam que cuidamos bem de nós mesmos. Devemos também cuidar do nossocoração fazendo sempre coisas certas e boas para que as pessoas gostem de ficar pertoda gente e para que Deus veja que a gente cuida da gente como Ele cuida de nós.- Com essa mensagem da figueira, Jesus quer nos mostrar que Deus é alguém muitoespecial que sabe cuidar de nós, como o agricultor sabia cuidar das plantas. Deus sabeque precisamos de muitos cuidados. Deus quer nos ajudar para que cada pessoa – cada
  3. 3. criança – se sinta feliz, tranquila, com o coração em paz. Com esses cuidados de Deus agente vive muito melhor.3. ATIVIDADEBRINQUEDO DA FORMINHAObjetivo: conscientizar a criança doamor de Deus para com ela.Material:balde, regador, colherzinha, rolinho, carretilha, forma de coração, confeitador,se possível tudo amarelo (ir mostrando e falando).Papai do céu um dia teve uma ideia: No mundo está faltando alguém para que ele fiquemais bonito e pensou em você.1- (balde) - Do pó da terra2- (regador) – fez com a água uma massa e3- (colherzinha) – misturou... misturou...4- (rolinho) – alisou a massa tirando as pedrinhas que podiam atrapalhar5- (carretilha) – cortou a massa de modo que coubesse dentro da forma.6- (forma de coração) – colocou numa forma igual ao Seu coração.7- (confeitador) – e confeitou com todo amor e carinho fazendo de você uma obra-prima. Olhe seu dedão. Ninguém tem igual ao seu. Olhe seu rosto, é diferente detodos, porque a forma Ele não usou para mais ninguém.De toda a criação o que fez de mais bonito foi eu e você. Você é o tesouro mais preciosode Deus.ConclusãoA planta precisa de muitos cuidados para se desenvolver e dar bons frutos. A gentetambém. Somos como plantas que, sem cuidados, não sobrevivem. Por isso, Deus cuidade nós, como o agricultor se propôs a cuidar da figueira. Toda pessoa precisa decuidados. E nós precisamos de Deus, porque, com muito carinho, Deus cuida de nós.4. ORAÇÃO FINAL E ENCERRAMENTO- Criar clima de oração.- Dar as mãos e repetir: Senhor Deus, eu preciso de muitos cuidados, como a plantaque é colocada na terra. Preciso de casa, escola, remédios, brinquedos... preciso tambémde amizade, de carinho, de compreensão e de muito amor. Ajude-me, Senhor, para quenão me faltem os cuidados necessários para ser muito feliz. Cuide de mim Senhor.Amém!- Motivar para o próximo encontro, relembrando dia e horário.BibliografiaDeus é Amor – Catequese Permanente Evangelização Fundamental Módulo 1 – Ed. PaulusCreio na Alegria – Caminho da Fé Cristã nos Passos do Creio Módulo 1 – Ed. PaulusQuerigmapara Crianças – Projeto Talita Cumi – Ed. Com Deus

×