Aula 6 de Histologia - Sist. Reprodutor feminino

21.248 visualizações

Publicada em

aula de histologia sobre o Sist. Reprodutor feminino

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
21.248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
503
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 6 de Histologia - Sist. Reprodutor feminino

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Veterinária e Zootecnia SISTEMA REPRODUTOR FEMININO MV. Ms. Doutoranda: Andréa Cintra Bastos Tôrres
  2. 2. ANATOMIA
  3. 3. FUNÇÃO Produção de óvulos ou ovócitos Transporte de gametas feminino e masculino Acomodação e nutrição do organismo em desenvolvimento Secreção de hormônios Parto Ovos
  4. 4. OVÁRIOS FUNÇÃO - Endócrina * produção de estrógeno e progesterona - Exócrina * produção de gametas femininos(ovócitos)
  5. 5. OVÁRIOS Região cortical ou parenquimatosa Região medular ou vascular B A C
  6. 6. OVÁRIOS Homólogos aos testículos Região cortical Parênquima  Funcional – folículos ovarianos  Ovócitos estagnados na prófase I da meiose até puberdade  500.000 a 2.000.000 por indivíduo Estroma  tecido conjuntivo especializado – ao redor dos folículos  Células fusiformes e de natureza conjuntiva  resposta a estímulos hormonais  contínuo com a cápsula e medula
  7. 7. OVÁRIOS Cápsula  Revestimento epitelial superficial - mesovário  Contínuo com revestimento peritoneal visceral ovariano  Epitélio simples cúbico / Epitélio pavimentoso simples  Tecido conjuntivo denso  Túnica albugínea ovariana
  8. 8. OVÁRIOS Região cortical ou zona parenquimatosa  Folículos ovarianos  Corpos lúteos  Células intersticiais e elementos do estroma Eqüino - invertido Fossa de Ovulação
  9. 9. OVÁRIOS  Região medular, medula ou zona vascular  vasos sangüíneos, linfáticos e nervos  Tecido conjuntivo frouxo  Rica em fibras elásticas e reticulares
  10. 10. OVÁRIOS  Circulação Sangüínea  Arterial Medula Artéria ovariana (Hilo) Plexo (córtico-medular)- Capilares ao redor dos Folículos Córtex- Capilares no interior do Corpo Lúteo  Venosa  Plexo Venoso Medular (Hilo)
  11. 11. OVÁRIOS Circulação Linfática  Vasos linfáticos associados à teca externa (cortical)  Linfonodos lombares
  12. 12. OVÁRIOS Ciclo Ovariano - Hormônios da Adeno-Hipófise (Hipotálamo)  Hormônio Folículo Estimulante (FSH)  Crescimento do folículo ovariano  Maturação do folículo ovariano  Secreção de estrógeno  Hormônio Luteinizante (LH)  Ruptura do folículo ovariano  Ovulação  Desenvolvimento do corpo lúteo
  13. 13. OVÁRIOS Atividades Cíclicas  Diferenciação do ovócito  Desenvolvimento dos folículos  Ovulação  Formação do Corpo Lúteo  Degeneração dos folículos  Degeneração do Corpo Lúteo
  14. 14. OVÁRIOS Ovogênese
  15. 15. OVÁRIOS Desenvolvimento folicular  Folículo Primordial  Células foliculares pavimentosas  Estágio inicial – mais numeroso  Prófase I da meiose  ovócito primário  Localização cortical e periférica  Agrupamentos (ninhos)
  16. 16. OVÁRIOS Desenvolvimento folicular  Folículo Primário  Células foliculares cúbicas ou prismáticas  Folículo cresce – ovócito primário  Início do desenvolvimento da Teca  Células epiteliais
  17. 17. OVÁRIOS Desenvolvimento folicular  Folículo secundário  Epitélio folicular estratificado e secretório  Aumento das células foliculares  ovócito primário  Desenvolvimento da Zona Pelúcida entre o ovócito primário e as células foliculares  Células foliculares (ativas ) Membrana granulosa
  18. 18. OVÁRIOS Desenvolvimento folicular  Folículo secundário  Secreção ativa forma cavidades  Células do estroma  Teca Folicular Interna  Células epitelióides grandes  Extensa rede vascular  Teca Folicular Externa  Células fibroblásticas  Deslocamento do folículo secundário da cortical
  19. 19. OVÁRIOS Desenvolvimento folicular  Folículo terciário ou vesicular  Atividade secretora das Células granulosas  Líquido folicular - preenche lacunas e fendas intercelulares ANTRO FOLICULAR  Ovócito primário - englobado por agrupamento de células da granulosa (membrana granulosa)  Cumulus oophorus  Corona radiata (células colunares)  Suporte nutricional ao ovócito
  20. 20. OVÁRIOS Desenvolvimento folicular  Folículo maduro ou Folículo de Graaf ou Folículos pré-ovulatórios  Desenvolvimento final antes da ovulação  Estruturas grandes (medula e cortical )  Desde 2mm (cadela) até 70mm (éguas)
  21. 21. OVÁRIOS Ovulação  Ruptura do folículo e liberação do ovócito  Superfície do ovário - Estigma folicular (saliência)  Fossa de ovulação – Equino Colagenase induz Hidrólise Parede LH Protease folicular Plasmina  Liberação ovócito (líquido folicular)  Auxilia transporte do ovócito do ovário para o infundíbulo  Persistência corona radiata e zona pelúcida Vaca – perde corona radiata
  22. 22. OVÁRIOS Após a ovulação  As paredes foliculares desabam  As células da granulosa invadem a luz residual  Hemorragia que acompanha a ovulação coágulo CORPO HEMORRÁGICO  Corpo hemorrágico – transitório (horas ou dias)  Macrófagos
  23. 23. OVÁRIOS LUTEINIZAÇÃO Corpo Lúteo ou Corpo Amarelo  Células da granulosa Células granulosa-luteínicas  Cels da teca folicular interna Células teca-luteínicas  Acúmulo de lipídios
  24. 24. OVÁRIOS Glândula Intersticial do ovário  Células epitelióides e poliédricas do estroma ovariano  Produção estrógeno  Desenvolvimento das características sexuais secundárias dos animais pré-púberes Corpo Lúteo e Glândulas intersticiais
  25. 25. OVÁRIOS Atresia folicular  Folículos ovarianos – processo degenerativo  Folículo em qualquer fase de desenvolvimento  Ovócitos e células granulosas – autólise  Espaço ocupado – células do estroma  Folículo avançado - macrófagos
  26. 26. OVÁRIOS Hormônios ovarianos (antes da ovulação)  FSH membrana granulosa estrógeno (17 estradiol)  LH teca interna androstenodiona / testosterona (estrógenos – cels da granulosa) Hormônios Ovarianos (pós ovulação)  Células granulosa - luteínicas progesterona  Corpo lúteo relaxina (parto)
  27. 27. OVÁRIOS Estrógenos  Comportamento receptivo da fêmea durante o estro  Desenvolvimento das características sexuais secundárias  Desenvolvimento da glândula mamária  Potencializam o efeito da oxitocina e das prostaglandinas sobre a contração do músculo liso uterino
  28. 28. TUBA UTERINA Tuba Uterina – Infundíbulo, Ampola e Istmo  Passagem do ovócito e Fertilização Mucosa  Epitélio  Epitélio prismático ou pseudo-estratificado prismático (vaca e porca) (ciliado)  Células secretoras - Nutrir ovócitos e capacitar sptz  Pregueada – ampola  Lâmina Própria – Submucosa  Tecido conjuntivo frouxo sem glândulas  Camada muscular – fibras musculares lisas  Istmo
  29. 29. ÚTERO Útero – Corno, Corpo e Cérvix  Facilita transporte espermatozóide  Permite desenvolvimento do embrião e do feto  Endométrio  Mucosa  Epitélio simples prismático, simples cúbico ou pseudo – estratificado cilíndrico ciliado (vaca e porca)  Glândulas uterinas – muco, lípídios e proteínas  Lâmina própria – submucosa  Tecido conjuntivo frouxo e Células de defesa
  30. 30. ÚTERO Miométrio  Subcamada circular interna espessa  Estrato vascular  Subcamada longitudinal externa  Responsivo a oxitocina Perimétrio  Serosa típica  Muito vascularizado  Grande qtdade de vasos linfáticos
  31. 31. ÚTERO Modificações funcionais do endométrio  Fase proliferativa/ estrogênica  Proliferação celular e glandular  Camada basal – não descama  Camada funcional – porção renovada em cada ciclo  Fase secretória  Inicia após ovulação  Depende do corpo lúteo – progesterona  Estimula as células glandulares a secretar
  32. 32. CÉRVIX Vaca – parede desenvolvida  Separa a luz uterina da vagina Porca – parede delgada  Mucosa  Células de revestimento – muito glandulares  Fases do ciclo estral e da prenhez  Pregas longitudinais  Epitélio simples cilíndrico  Lâmina própria – submucosa  Ausência de glândulas  Túnica muscular  Bem desenvolvida e rica fibras elásticas
  33. 33. VAGINA  Mucosa  Epitélio pavimento estratificado aglandular e pregueado  Vaca – células caliciformes (região cranial)  Cadela – glândulas intraepiteliais (estro)  Lâmina Própria – submucosa  Tecido conjuntivo frouxo e denso e Nódulos linfáticos dispersos  Túnica Muscular (2 ou 3 camadas)  Serosa (cranial) e adventícia – tec conj denso (caudal)
  34. 34. VULVA Pequenos lábios  Dobras da mucosa vaginal – característica intermediária – pele e a mucosa Grandes lábios  Pregas da pele – grande qtdade de tecido adiposo Vestíbulo – abertura da vagina no exterior  Epitélio pavimentoso estratificado não queratinizado  Lâmina própria  Infiltração linfocitária intensa  Tecido conjuntivo frouxo e denso e fibras elásticas  Glândulas vestibulares - muco  Túnica muscular  Subcamada longitudinal interna  Subcamada circular externa
  35. 35. VULVA Clitóris  Corpo  Corpo cavernoso, tecido adiposo  Músculo liso e tecido conjuntivo denso  Glande clitoriana  Tecido cavernoso (cadela e égua)  Tecido conjuntivo frouxo vascularizado  Cobertura prepucial  Prega aglandular  Rica terminações nervosas sensitivas  Epitélio estratificado plano queratinizado
  36. 36. GLÂNDULA MAMÁRIA Conjunto de glândulas exócrinas do tipo tubuloalveolar composto Sistema de ductos que conectam massas de epitélio secretor (parênquima) envolvidos por tecido conjuntivo, gordura, vasos e nervos (estroma) - sustentado por cápsula fibro-elástica. Parênquima = consiste de camada única de células epiteliais secretoras - alvéolos mamários Alvéolos - drenam para ductos pequenos - unindo a ductos maiores - cisterna ou na teta.
  37. 37. GLÂNDULA MAMÁRIA Os alvéolos são agrupados – lóbulos – são agrupados em unidades maiores - lobos Alvéolos e ductos possuem células contráteis mioepitelial - reflexo de ejeção do leite. A proporção parênquima secretor e tecido conjuntivo é controlada por mecanismo hormonal. Durante a lactação encontra-se maior proporção de parênquima do que de estroma, e fora da lactação (período seco), isto se inverte. Os mamíferos apresentam tetas, normalmente pares, ligadas às glândulas mamária

×