Serviço de Psicologia e Orientação Cláudia Galambas
SESSÃO PARA PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO
18 DE MARÇO ÀS 18H30
O adolescente depara-se com várias tarefas
de desenvolvimento que deve ultrapassar
neste período, estabelecer uma identida...
Construir uma identidade (como adulto) significa ser capaz de
perceber e assimilar as diferenças entre os valores, necessi...
A construção de um projeto escolar/profissional é simultaneamente a
construção de um projeto de vida. Significa estar disp...
A Orientação Vocacional é muitas vezes associada, apenas a um
conjunto de testes aplicados por um psicólogo que identifica...
A Orientação Vocacional é assim um processo que nos acompanha ao
longo do desenvolvimento humano e da própria carreira. Ex...
O papel dos pais como modelo e consultor é absolutamente essencial.
Os adolescentes necessitam continuamente de informação...
Orientar e guiar, esse é o papel dos pais e encarregados de
educação, que pode ser iniciado a qualquer momento, sem afliçõ...
Os pais devem no entanto encorajar os filhos a efetuarem uma
exploração planeada em vez de esperarem apenas uma tomada de
...
Algumas sugestões do que pode fazer para apoiar o seu filho/filha
nesta etapa de vida:
*Converse sobre os seus próprios in...
*Aceite que as opções do seu filho/educando, sejam diferentes do
que sonhou para ele/ela;
*Proporcione-lhe contacto com o ...
Eugênia Puebla é uma professora
argentina, especialista em educação de
valores humanos.
Serviço de Psicologia e Orientação Cláudia Galambas
Ser pai e ser filho é estar
juntos numa viagem, é
aprender e crescer
m...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacional

532 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
532
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacional

  1. 1. Serviço de Psicologia e Orientação Cláudia Galambas SESSÃO PARA PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 18 DE MARÇO ÀS 18H30
  2. 2. O adolescente depara-se com várias tarefas de desenvolvimento que deve ultrapassar neste período, estabelecer uma identidade como adulto, separar-se psicologicamente dos pais e construir um projeto escolar e profissional. A orientação vocacional e o processo de tomada de decisão
  3. 3. Construir uma identidade (como adulto) significa ser capaz de perceber e assimilar as diferenças entre os valores, necessidades e expectativas próprios e os dos outros, principalmente dos pais. Os pais que pretendem ajudar os filhos a consolidarem uma identidade devem eles próprios ser capazes de encorajar a autonomia dos filhos e ir diminuindo as dependências emocionais que ligam o adolescente à família.
  4. 4. A construção de um projeto escolar/profissional é simultaneamente a construção de um projeto de vida. Significa estar disponível para nos conhecermos a nós próprios explorando os nossos valores, aptidões e interesses, bem como para conhecer os sistemas de ensino com as suas ofertas específicas e o mundo das profissões.
  5. 5. A Orientação Vocacional é muitas vezes associada, apenas a um conjunto de testes aplicados por um psicólogo que identificam uma “vocação”, uma opção escolar e/ou profissional a seguir. Os testes podem ser uma ajuda mas não revelam aquilo que o jovem ainda não descobriu sobre si, são meramente uma atividade entre outras na construção de um projeto e na descoberta de si mesmo.
  6. 6. A Orientação Vocacional é assim um processo que nos acompanha ao longo do desenvolvimento humano e da própria carreira. Existem momentos mais importantes do que outros, são aqueles em que se impõe uma tomada de decisão, uma escolha. Um projeto escolar/profissional ou um projeto de vida é algo inacabado que deve ser revisto e alterado todas as vezes que for necessário.
  7. 7. O papel dos pais como modelo e consultor é absolutamente essencial. Os adolescentes necessitam continuamente de informação e apoio nas tomadas de decisão, na definição de objetivos e interpretação do mundo, através do diálogo contínuo. É dos pais, que melhor os conhecem e os amam, que os adolescentes esperam apoio e aceitação, enquanto vão fazendo escolhas, afirmando e acomodando a sua crescente maturidade. O papel dos pais na orientação vocacional dos seus filhos
  8. 8. Orientar e guiar, esse é o papel dos pais e encarregados de educação, que pode ser iniciado a qualquer momento, sem aflições, sem pressões, sem ansiedade. Orientar não significa escolher pelo seu filho ou escolher para ele. É estar presente, é motivar, é realçar os aspetos positivos do seu filho, é apoiar as suas opções, para que este tenha mais condições de tomar uma decisão ponderada, coerente e refletida.
  9. 9. Os pais devem no entanto encorajar os filhos a efetuarem uma exploração planeada em vez de esperarem apenas uma tomada de decisão relativamente ao curso/profissão pretendida. O mais importante não é o jovem ser capaz de dizer – eu quero ser engenheiro ou veterinário, por exemplo. O mais importante é o processo em si. A forma como o jovem se implica e participa, com o objetivo de se descobrir a si mesmo e construir um projeto para si.
  10. 10. Algumas sugestões do que pode fazer para apoiar o seu filho/filha nesta etapa de vida: *Converse sobre os seus próprios interesses profissionais e o seu percurso de vida com ele/ela; *Reflita em conjunto sobre os possíveis riscos, vantagens e consequências das diferentes opções, com vista a um opção realista;
  11. 11. *Aceite que as opções do seu filho/educando, sejam diferentes do que sonhou para ele/ela; *Proporcione-lhe contacto com o mundo das profissões, facilitando, por exemplo, o contacto com profissionais; *Apoie as escolhas do seu filho, ao mesmo tempo que o/a responsabiliza pela decisão tomada.
  12. 12. Eugênia Puebla é uma professora argentina, especialista em educação de valores humanos.
  13. 13. Serviço de Psicologia e Orientação Cláudia Galambas Ser pai e ser filho é estar juntos numa viagem, é aprender e crescer mutuamente, é um processo com altos e baixos, é um caminho que se vai construindo, onde todos os momentos são importantes!

×