5. os quatro evangelhos

231 visualizações

Publicada em

introdução ao N.T.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
231
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5. os quatro evangelhos

  1. 1. CURSO DE PREPARAÇÃO DE LÍDERES INTRODUÇÃO AO N.T. Os quatro Evangelhos. Aula 5
  2. 2. 4. Os quatro Evangelhos. São proclamações escritas da história da redenção de acordo com perspectivas teológicas.
  3. 3. 4.1 O evangelho segundo Mateus. O nome próprio Mateus (significando "dom de Deus") aparece em todas as listas dos doze apóstolos (Mc. 10:2-4; Mc. 3:16-19; Luc. 6:13-16; At. 1:13).
  4. 4. a. Autoria (Mt.9:9,13;10:3; At.1:13) A tradição antiga é unânime em atribuí-lo a Mateus. Pouca dúvida pode haver de que Mateus, um dos doze, estava de alguma forma, associado com o Evangelho que leva o seu nome. (Mt.9:9,13; 10:3; At.1:13).
  5. 5. b. Data. Entre 65-75 d.C. c. Propósitos do livro 1. Litúrgico – foi escrito para preencher as necessidades de adoração e leitura pública. É considerado o evangelho mais fácil de ler. o Seu material está distribuído em tópicos Mt.5-7;o sermão do monte 8-12:33 curas, escolha e instruções aos doze) o É o único que agrupa todas as parábolas o As orações estão cuidadosamente equilibradas (Mt.6:5-8)
  6. 6. 2. Kerigmático – Há ênfase sobre o conteúdo da pregação, evangelismo e missão. o O interesse de Mateus era evangelizar os judeus (Mt.15:24) o Jesus é apresentado como o Rei Messias ( Mt.27:37) este é o versículo chave do livro • Não se limita a evangelizar apenas os judeus (Mt.8:11; 24:14;28:20)
  7. 7. 3. Didático – A estrutura de Mateus nos mostra que ele foi escrito para instruir. Este evangelho é didático
  8. 8. 4. Propósito apologético o Defesa a legitimidade de sua filiação (Cap.1 – 2) o Explicação de seu nascimento em Belém (Mt.2:1-6) o Defesa da ressurreição de Jesus (Os discípulos não subornaram os guardas a fim de retirar da tumba o corpo de Jesus) (Mt.28:11,15,20)
  9. 9. d. Destino Foi escrito para toda a humanidade. Porém, de forma particular para os judeus.
  10. 10. Evidência de que foi escrito para judeus a. As palavras o livro da genealogia de Jesus filho de Davi, filho de Abraão (cap.1:1) liga Jesus a duas grandes alianças do A.T. (II Sm.7:8,16; Gn.12:1,3) b. A ausência de explicações dos costumes judaicos demonstra que este evangelho foi escrito para o povo familiarizado com aqueles costumes. Ele desejava evangelizar os judeus
  11. 11. c. O grande número de citações de comentários do A.T. ele cita 75 vezes o A.T. na intenção de mostrar que Jesus é o Messias prometido segundo as profecias.
  12. 12. Ele apresenta a verdadeira natureza do rei, seu programa, suas leis e seu propósito. • Mateus Citações do A.T. • 1:23 Is.7:14 • 2:6 Mq. 5:2 • 2:15 Oz. 11:1 • 3:3 Ml.3:1-4 • 4:15 Is.9:1,2 • 22:41 Is.9:6,7
  13. 13. Mateus procura destruir os pré- conceitos judaicos e apresenta o verdadeiro caráter do Messias.
  14. 14. • Parábolas exclusivas. • 13:24-30 A parábola do joio • 13:44 A parábola do tesouro escondido • 13:45,46 A parábola da Pérola • 13:47-49 A parábola da rede • 18:23-35 A parábola do credor incompassivo • 20:1-16 A parábola dos trabalhadores na vinha • 21:28-32 A parábola dos dois filhos • 22:1-14 A parábola das bodas • 25:1-13 A parábola das dez virgens • 25:14-30 A parábola dos talentos
  15. 15. 4.2. O evangelho segundo Marcos.

×