Estudo dirigido Saúde Coletiva

3.008 visualizações

Publicada em

Questões sobre: PACS – PNAB – SI – PACTO PELA SAÚDE – VIGILÂNCIA EM SAÚDE – TERRITORIALIZAÇÃO E MAPEAMENTO

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.008
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo dirigido Saúde Coletiva

  1. 1. PACS – PNAB – SI – PACTO PELA SAÚDE – VIGILÂNCIA EM SAÚDE – TERRITORIALIZAÇÃO E MAPEAMENTO 1. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Hemodiálise - Órgão: EBSERH - Banca: IBFC - Ano: 2013). A notificação e investigação de casos de doenças e agravos que constam da lista nacional de doenças de notificação compulsória alimentam um dos sistemas de informação em saúde do Brasil, denominado: a) Sistema Nacional de Agravos de Notificação Compulsória (SINASC). b) Sistema Nacional de Morbidade e Mortalidade (SIM). c) Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). d) Sistema de Informações Gerenciais de Doenças de notificação compulsória (SIG- NC). 2. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: EBSERH - HUB - Hospital Universitário de Brasília - Banca: IBFC - Ano: 2013). Considerando o atendimento de uma Unidade Básica de Saúde, assinale a alternativa incorreta. a) Ter responsabilidade sanitária, desenvolvendo ações de vigilância à saúde. Sentir-se responsável pela vida e pela morte do paciente de acordo com as possibilidades de intervenção, sem burocracia e impessoalidade. b) O serviço de saúde deve se organizar de maneira a responder aos problemas que chegam à porta da unidade de maneira criativa e eficiente. c) Realizar acolhimento, que é a relação humanizada e acolhedora que os trabalhadores e o serviço têm que estabelecer com os diferentes tipos de usuários. Centro de Formação de Professores Unidade Acadêmica de Enfermagem Disciplina: Enfermagem em Saúde Coletiva I Docente: Marcelo Costa Fernandes Monitora: Joyce Wadna Rodrigues Email: wadnajoyce@gmail.com Curso de Graduação em Enfermagem
  2. 2. d) O modelo de saúde deve ser construído de acordo com as necessidades da população, entretanto, as relações devem ser indiretas e transitórias entre os profissionais de enfermagem e usuários a fim de possibilitar o alcance dos objetivos. 3. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Nhandeara/RJ - Banca: CONRIO - Ano: 2014). A micro-área do ACS (Agente Comunitário de Saúde) deve conter até: a) 1000 pessoas b) 500 pessoas c) 750 pessoas d) 800 pessoas 4. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Nhandeara/RJ - Banca: CONRIO - Ano: 2014). Assinale a alternativa que contenha a quantidade correta de pessoas e famílias que cada Estratégia de Saúde da Família deve cobrir. a) Cada equipe de Saúde da Família deve ser responsável por, no máximo, 4.000 pessoas, sendo a média recomendada de 3.000. b) Cada equipe de Saúde da Família deve ser responsável por, no máximo, 3.000 pessoas, sendo a média recomendada de 2.000. c) Cada equipe de Saúde da Família deve ser responsável por, no máximo, 2.500 pessoas, sendo a média recomendada de 1.500. d) Cada equipe de Saúde da Família deve ser responsável por, no máximo, 5.000 pessoas, sendo a média recomendada de 4.000. 5. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Nhandeara/RJ - Banca: CONRIO - Ano: 2014). Dentro das diretrizes do ESF (Estratégia de Saúde da Família), assinale a alternativa que contenha a quantidade mínima da equipe multiprofissional. a) Composta por, no mínimo: (I) médico generalista, ou especialista em Saúde da Família, ou médico de Família e Comunidade; (II) enfermeiro generalista ou especialista em Saúde da Família; (III) auxiliar ou técnico de enfermagem; e (IV) agentes comunitários de saúde. b) Composta por, no mínimo: (I) médico generalista, ou especialista em Saúde da Família, ou médico de Família e Comunidade; (II) enfermeiro generalista ou especialista em Saúde da Família; (III) auxiliar ou técnico de enfermagem; e (IV) agentes comunitários de saúde (V) Médico Ginecologista. c) Composta por, no mínimo: (I) médico generalista, ou especialista em Saúde da Família, ou médico de Família e Comunidade; (II) enfermeiro generalista ou
  3. 3. especialista em Saúde da Família; (III) auxiliar ou técnico de enfermagem; e (IV) agentes comunitários de saúde (V) Médico Pediatra. d) Composta por, no mínimo: (I) médico generalista, ou especialista em Saúde da Família, ou médico de Família e Comunidade; (II) enfermeiro generalista ou especialista em Saúde da Família; (III) auxiliar ou técnico de enfermagem; e (IV) agentes comunitários de saúde (V) Nutricionista. 6. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: EBSERH - Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - HC-UFTM - Banca: IADES - Ano: 2013). Diante de um paciente atendido em um ambulatório de especialidades do Sistema Único de Saúde e de outro que vai a óbito em uma unidade de saúde da rede pública ou privada, as informações preenchidas pelo médico relativas, respectivamente, aos dados de atendimento sobre o diagnóstico do paciente e à Declaração de Óbito são importantes para os sistemas de informação em saúde. Acerca desse assunto, assinale a alternativa que indica as siglas correspondentes aos nomes dos sistemas que devem ser alimentados com os dados das situações hipotéticas. a) SINASC e SIAB. b) SINAM e SIH. c) SIAB e SIH. d) SIA e SIM. e) SIM e SIH. 7. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Nhandeara/RJ - Banca: CONRIO - Ano: 2014). Para se tornar ACS, é necessário que o mesmo tenha algumas características, com exceção de: a) Idade mínima de 18 anos. b) Residir na comunidade há pelo menos dois anos. c) Ter disponibilidade de tempo integral para exercer suas atividades. d) Idade mínima de 16 anos. 8. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Nhandeara/RJ - Banca: CONRIO - Ano: 2014). A rotina do ACS, de forma resumida é cadastramento / diagnóstico, Mapeamento, Identificação de micro áreas de risco, realização de visitas domiciliares, ações coletivas, ações intersetoriais. Assinale a alternativa que contenha a definição de mapeamento. a) É o registro em um mapa da localização de residências, identificando as áreas de risco na comunidade.
  4. 4. b) Identificação de setores que apresentam algum tipo de perigo para a saúde das pessoas que moram por perto. c) É o principal instrumento de trabalho do ACS, consiste na realização de no mínimo 1 vez por mês. d) É o registro das ações coletivas realizadas junto á comunidade. 9. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Nhandeara/RJ - Banca: CONRIO - Ano: 2014). O PACS, Programa de Agentes Comunitários de Saúde, existe desde o início dos anos 90, foi efetivamente instituído e regulamentado em 1997. Assinale a alternativa Incorreta. a) O Agente Comunitário de Saúde deverá atender entre 400 e 750 pessoas. b) O Agente Comunitário de Saúde deverá visitar no mínimo uma vez por mês cada família da sua comunidade. c) O Agente Comunitário de Saúde deverá identificar situação de risco e encaminhar aos setores responsáveis. d) O Agente Comunitário de Saúde deverá visitar no mínimo três vez por mês cada família da sua comunidade 10. O Sinasc coleta dados de nascimentos ocorridos em todo o País, tanto nos setores público e privado da saúde como nos domicílios. Sobre este sistema é correto afirmar, exceto: a) O seu principal instrumento é a declaração de nascido vivo (DN). b) Se o parto foi caseiro, assistido por parteira tradicional, esta deverá informar tal fato ao serviço de saúde ao qual está vinculada e o profissional de saúde deverá preencher a DN. c) Apenas na circunstância do município não possuir um profissional de saúde, a DN poderá ser preenchida no cartório. d) A primeira via da DN é a que fornece os dados para o Sinasc; portanto, em qualquer situação, o seu destino é o cartório de registro civil. 11. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Pariconha/AL - Banca: FAPEC - Ano: 2013). O conceito de Vigilância em Saúde inclui: I. A vigilância das doenças e agravos não transmissíveis e o controle das doenças transmissíveis; II. A vigilância Sanitária; III. A vigilância da situação de saúde: IV. A vigilância ambiental em saúde: V. A vigilância da saúde do trabalhador:
  5. 5. Responda corretamente: a) Apenas as alternativas I, II e IV estão corretas; b) Apenas a alternativa III está errada; c) Todas as afirmativas estão corretas. d) Apenas a afirmativa II, está correta. 12. Quem gerencia e como é denominado o sistema que fornece informações relacionadas ao PACS/PSF? a) O Ministério da Saúde - Sistema de Informação da Atenção Básica (Siab). b) A secretaria Municipal de saúde - Sistema de Informação do PACS/PSF (Sipacs/Siab). c) A secretaria Estadual de saúde - Sistema de Informação da Atenção Básica (Siab). d) A Equipe de Saúde do PACS/PSF - Sistema de Informação da Atenção Básica (Siab). 13. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Pariconha/AL - Banca: FAPEC - Ano: 2013). Qual é o principal propósito da Estratégia de Saúde da Família (ESF)? a) Reorganizar a prática da atenção à saúde em novas bases e substituir o modelo tradicional, levando a saúde para mais perto das famílias e, com isso, melhorar a qualidade de vida da população. b) Reorganizar o modelo de saúde tradicional, fortalecendo cada nível de complexidade assistencial. c) Reorganizar a estrutura básica da atenção à saúde, fortalecer os princípios do SUS, estabelecer vínculos com as famílias e com as representações sociais. d) Reorganizar os serviços de saúde possibilitando os profissionais das equipes a chance de conhecer as famílias ao longo do tempo, conhecer a realidade de vida e o processo saúde/doença de uma determinada área de abrangência. 14. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Pariconha/AL - Banca: FAPEC - Ano: 2013). Julgue as afirmativas que trata dos desafios institucionais para expandir e qualificar a atenção básica no contexto brasileiro e responda corretamente. I. A expansão e estruturação de uma rede de unidades básicas de saúde que permitam a atuação das equipes na proposta da saúde da família. II. A contínua revisão dos processos de trabalho das equipes de saúde da família com reforço nas estruturas gerenciais nos municípios e estado.
  6. 6. III. A elaboração de protocolos assistenciais integrados (promoção, prevenção, recuperação e reabilitação) dirigidos aos problemas mais frequentes do estado de saúde da população, com indicação da continuidade da atenção, sob a lógica da regionalização, flexíveis em função dos contextos estaduais, municipais e locais. IV. Ações que visem o fortalecimento das estruturas gerenciais nos municípios e estados com vistas a: programação da atenção básica, supervisão das equipes, supervisão dos municípios, supervisão regional, uso das informações para a tomada de decisão. V. Revisão dos processos de formação e educação em saúde com ênfase na educação permanente das equipes, coordenações e gestores. Qual alternativa contém a resposta correta? a) Apenas as afirmativas I e IV estão corretas; b) Apenas as afirmativas II, III e V estão corretas; c) Apenas as afirmativas II e IV estão corretas; d) Todas as afirmativas estão corretas. 15. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Cosmorama/SP - Banca: CONRIO - Ano: 2013). O principal propósito da ESF é reorganizar a prática da atenção à saúde em novas bases e substituir o modelo tradicional, levando a saúde para mais perto das famílias e, com isso, melhorar a qualidade de vida da população. A esse propósito o Ministério da Saúde criou os Núcleos de Apoio à Saúde da Família – NASF, mediante a Portaria GM nº 154, de 24 de Janeiro de 2008, onde o seu principal objetivo é: a) Para além da prescrição de medicamentos fitoterápicos, a implantação da fitoterapia na atenção básica de saúde pressupõe a realização de atividades coletivas como rodas de conversa com Usuários e oficinas de remédios caseiros. b) Ações com o poder de transformar a relação entre profissionais de saúde e comunidade, fomentando trocas solidárias e superando as relações de dominação, avançando no sentido de que este processo leve à democratização do saber. c) Apoiar a inserção da Estratégia Saúde da Família na rede de serviços, além de ampliar a abrangência e o escopo das ações da Atenção Básica, e aumentando a resolutividade da mesma. d) Envolver 506 Equipes de Saúde da Família, nos moldes preconizados pelo MS: equipes compostas por 01 médico generalista, 01 enfermeiro, 02 auxiliares de enfermagem e um número variável de agentes comunitários de saúde. 16. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Cosmorama/SP - Banca: CONRIO - Ano: 2013). A partir do momento em que o enfermeiro realiza a Notificação Compulsória no sistema do SINAN – Sistema Nacional de Agravos de Notificação, essa solicitação obedece ao seguinte fluxo:
  7. 7. a) Unidade de Saúde, hospitais ou outras fontes – Secretaria Municipal de Saúde – Regional de Saúde – Secretaria de Estado de Saúde – Programa específico para cada patologia, exemplo: PN DST-Aids/SVS/MS. b) Notificação – SINAN - Programa específico para cada patologia, exemplo: PN DST- Aids/SVS/MS. c) Unidade de Saúde – SINAN – Regional de Saúde – Secretaria Municipal de Saúde - PN DST-Aids/SVS/MS. d) SINAN - Secretaria Municipal de Saúde – Regional de Saúde – Secretaria de Estado de Saúde – Programa especifico para cada patologia, exemplo: PN DST-Aids/SVS/MS. 17. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Cosmorama/SP - Banca: CONRIO - Ano: 2013). A origem do Programa Saúde da Família ou PSF, teve início em 1994, proposto pelo governo federal aos municípios para implementar a atenção básica. O PSF é tido como uma das principais estratégias de reorganização dos serviços e de reorientação das práticas profissionais neste nível de assistência, promoção da saúde, prevenção de doenças e reabilitação. Atualmente, o PSF é definido como Estratégia Saúde da Família (ESF), ao invés de programa, visto que: a) Tem uma ligação intima com os profissionais que atuam nela. b) Valoriza os aspectos que influenciam a saúde das pessoas fora do ambiente hospitalar. c) O PSF é uma estratégia de reorganização da atenção primária e não prevê um tempo para finalizar esta tarefa. d) Reafirma os princípios básicos do SUS: universalização, descentralização, integralidade e participação da comunidade. 18. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Campinas/SP - Banca: CETRO - Ano: 2013). A Estratégia Saúde da Família, quando criada, possuía estratégia de reorganização do foco de atendimento à população, buscando modificar um modelo assistencial de reabilitação para modelo de prevenção. De acordo com a Portaria nº 2.488/2011, assinale a alternativa que não apresenta uma característica do processo de trabalho das equipes participantes da Estratégia Saúde da Família. a) Prover atenção integral, contínua e organizada à população adscrita. b) Desenvolver ações que priorizem os grupos de risco e os fatores de risco clínico- comportamentais, alimentares e/ou ambientais, com a finalidade de prevenir o aparecimento ou a persistência de doenças e danos evitáveis. c) Desenvolver ações educativas que possam interferir no processo de saúde-doença da população, no desenvolvimento de autonomia, individual e coletiva, e na busca por qualidade de vida pelos usuários.
  8. 8. d) Certificar o atendimento intra-hospitalar de alta complexidade, visando à melhora no quadro clínico de saúde do paciente. 19. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Balneário Camboriú/SC - Banca: FEPESE - Ano: 2013). Considerando a Política Nacional de Atenção Básica 2011 - Portaria no 2.488, de 21 de outubro de 2011, que Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (ESF) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Qual das alternativas abaixo não corresponde às atribuições do enfermeiro descritas na Portaria que aprova a Política Nacional de Atenção Básica? a) Planejar, gerenciar e avaliar as ações desenvolvidas pelos ACS em conjunto com os outros membros da equipe. b) Cadastrar todas as pessoas de sua microárea e manter os cadastros atualizados. c) Realizar atividades programadas e de atenção à demanda espontânea. d) Realizar atenção à saúde aos indivíduos e famílias cadastradas nas equipes e, quando indicado ou necessário, no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas, associações etc), em todas as fases do desenvolvimento humano: infância, adolescência, idade adulta e terceira idade. e) Realizar consulta de enfermagem, procedimentos, atividades em grupo e conforme protocolos ou outras normativas técnicas estabelecidas pelo gestor federal, estadual, municipal ou do Distrito Federal, observadas as disposições legais da profissão, solicitar exames complementares, prescrever medicações e encaminhar, quando necessário, usuários a outros serviços. 20. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Balneário Camboriú/SC - Banca: FEPESE - Ano: 2013). Considerando a Política Nacional de Atenção Básica 2011 - Portaria no 2.488, de 21 de outubro de 2011, que Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (ESF) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). São características do processo de trabalho das equipes de Atenção Básica: 1. Definição do território de atuação e de população sob-responsabilidade das UBS e das equipes. 2. Programação e implementação das atividades de atenção à saúde de acordo com as necessidades de saúde da população, com a priorização de intervenções clínicas e sanitárias nos problemas de saúde segundo critérios de frequência, risco, vulnerabilidade e resiliência. Inclui-se aqui o planejamento e a organização da agenda de trabalho compartilhado de todos os profissionais e recomenda-se evitar a divisão de agenda segundo critérios de problemas de saúde, ciclos de vida, sexo e patologias dificultando o acesso dos usuários. 3. Desenvolver ações que priorizem os grupos de risco e os fatores de risco clínico- comportamentais, alimentares e/ou ambientais, com a finalidade de prevenir o aparecimento ou a persistência de doenças e danos evitáveis.
  9. 9. 4. Realizar o acolhimento com escuta qualificada, classificação de risco, avaliação de necessidade de saúde e análise de vulnerabilidade tendo em vista a responsabilidade da assistência resolutiva à demanda espontânea e o primeiro atendimento às urgências. 5. Prover atenção integral, contínua e organizada à população adscrita. Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas. a) São corretas apenas as afirmativas 3 e 4. b) São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 5. c) São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 4. d) São corretas apenas as afirmativas 2, 3, 4 e 5. e) São corretas as afirmativas 1, 2, 3, 4 e 5. 21. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Balneário Camboriú/SC - Banca: FEPESE - Ano: 2013). O Pacto pela Saúde é um conjunto de reformas institucionais pactuado entre as três esferas de gestão (União, Estados e municípios) do Sistema Único de Saúde, com o objetivo de promover inovações nos processos e instrumentos de gestão. Sua implementação se dá por meio da adesão de municípios, Estados e União ao Termo de Compromisso de Gestão (TCG), que, renovado anualmente, substitui os anteriores processos de habilitação e estabelece metas e compromissos para cada ente da federação. Em relação ao Pacto pela Saúde: Pacto pela Vida, Pacto em Defesa do SUS e Pacto de Gestão do SUS, é correto afirmar: a) O Pacto pela Vida está descrito pela Portaria Ministerial conhecida como NOAS/2012. b) O Pacto em Defesa do SUS tem como ação prioritária a ampliação da oferta de serviços em saúde e exames complementares por meio do fortalecimento das relações entre o setor público e as entidades privadas. c) O Pacto pela Gestão do SUS estabelece as diretrizes para a gestão do sistema nos aspectos da centralização do poder administrativo; da municipalização, com oferta de serviços de alta e média complexidade em todos os municípios brasileiros; Financiamento; Planejamento; Programação Pactuada e Integrada – PPI; Regulação; Participação e Controle Social; Gestão do Trabalho e Educação na Saúde. d) O fortalecimento da capacidade de resposta às doenças emergentes e endemias, com ênfase na dengue, hanseníase, tuberculose, malária e influenza, faz parte das prioridades pactuadas no Pacto pela Vida. e) O Fortalecimento da Atenção Hospitalar e dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família é prioritário no Pacto pela Vida. 22. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro ESF - Órgão: Prefeitura de Casserengue/PB - Banca: ADVISE - Ano: 2009). A informação representa importante ferramenta
  10. 10. permitindo a democratização e aprimoramento da gestão de saúde. É essencial para a tomada de decisões, facilitando o acompanhamento do SUS em todo o país. Assinale a opção que apresenta o instrumento de coleta de dados do Sistema de Informações Hospitalares (SIH/SUS): a) Ficha Individual de Notificação (FIN). b) Autorização de Internação Hospitalar (AIH). c) Declaração de Nascidos Vivos ( DNV). d) Declaração de Óbito (DO). e) Boletim de Produção Ambulatorial (BPA). 23. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Batatais/SP - Banca: CONSESP - Ano: 2012). Em um Programa de Saúde da Família (PSF), são atribuições específicas do Enfermeiro: I. Realizar cuidados diretos de Enfermagem nas urgências e emergências clínicas. II. Realizar consulta de Enfermagem, solicitar exames complementares e transcrever medicações, conforme protocolo estabelecido nos Programas do Ministério da Saúde e as disposições legais da profissão. III. Executar ações de assistência integral em todas as fases do ciclo de vida: criança, adolescente, mulher, adulto e idoso. IV. Realizar ações de saúde em diferentes ambientes, na Unidade de Saúde da Família e também em domicílio. a) As alternativas II e III estão corretas. b) As alternativas III e IV estão corretas. c) As alternativas I, II e III estão corretas. d) Todas as alternativas estão corretas. 24. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Fundação Hemominas - Banca: IBFC - Ano: 2013). Considerando o Pacto pela Saúde, no componente Pacto de gestão, no que diz respeito às responsabilidades da gestão do SUS, não é responsabilidade dos municípios: a) Elaborar, pactuar e implantar a política de promoção da saúde, considerando as diretrizes estabelecidas no âmbito nacional. b) Assumir integralmente a gerência de toda a rede pública de serviços de atenção básica, englobando as unidades próprias e as transferidas pelo estado ou pela união.
  11. 11. c) Assumir a gestão e a gerência de unidades públicas de hemonúcleos e hemocentros e elaborar normas complementares para a organização e funcionamento desta rede de serviços. d) Promover a estruturação da assistência farmacêutica e garantir, em conjunto com as demais esferas de governo, o acesso da população aos medicamentos cuja dispensação esteja sob sua responsabilidade. 25. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro Neonatologista - Órgão: Prefeitura de Uberlândia/MG - Banca: SPDM - Ano: 2012). A Atenção Básica caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrange, EXCETO: a) o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação e a manutenção da saúde; b) a prevenção de agravos; c) controle e a garantia de qualidade de medicamentos e insumos farmacêuticos; d) a promoção e a proteção da saúde. 26. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: COREN/SC - Banca: AOCP - Ano: 2013). Devem ser características da Atenção Básica em Saúde, EXCETO: a) alto grau de centralização dos serviços. b) principal porta de entrada dos serviços de saúde. c) centro de comunicação das Redes de Atenção em Saúde. d) ser orientada pelos princípios da universalidade, da acessibilidade e vínculo. e) continuidade do cuidado e integralidade da atenção. 27. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de São Sebastião da Amoreira/PR - Banca: FUNTEF/PR - Ano: 2013). Segundo o ministério da Saúde, no documento “Saúde da Família: uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial”, as alternativas abaixo expressam os objetivos da implantação do modelo saúde da família, EXCETO: a) prestar assistência integral, contínua e de boa qualidade às necessidades de saúde da população adscrita; b) intervir sobre os fatores de risco a que a população está exposta; c) humanizar as práticas de saúde por meio do estabelecimento de um vínculo entre os profissionais de saúde e a população; d) identificar a realidade epidemiológica e sociodemográfica das famílias adscritas;
  12. 12. e) fazer com que a saúde seja reconhecida como um direito de cidadania e, portanto, expressão de qualidade de vida. 28. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de São Sebastião da Amoreira/PR - Banca: FUNTEF/PR - Ano: 2013). São características essenciais à Atenção Básica, EXCETO: a) Serviço com alta qualidade e capacidade de resolver os problemas das pessoas e comunidades; b) Sinal de capacidade limitada para resolver os problemas das pessoas e comunidades; c) Utilização adequada da tecnologia disponível e necessária; d) Otimização dos recursos disponíveis em uma localidade; e) Parte de um sistema hierarquizado. 29. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Tijucas/SC - Banca: FEPESE - Ano: 2012). O desenvolvimento das ações do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) constitui-se em constitui em um dos pilares da Atenção Básica no Brasil e se dá por meio dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS). Sobre os ACS assinale a alternativa incorreta. a) Devem incentivar o aleitamento materno b) Devem visitar no mínimo uma vez por mês cada família da sua comunidade. c) Devem identificar situação de risco e encaminhar aos setores responsáveis; d) São pessoas escolhidas por concurso publico que não residam na comunidade para atuarem junto à população. Devem atender entre 400 e 750 pessoas. e) São responsáveis por pesar e medir mensalmente as crianças menores de dois anos e registrar a informação no Cartão da Criança; 30. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Tijucas/SC - Banca: FEPESE - Ano: 2012). O diagnóstico de saúde da Comunidade envolve diversos passos para a avaliação da situação de saúde local. A área de abrangência de uma unidade de saúde, com dimensões econômicas, políticas, culturais e epidemiológicas caracteriza a: a) Territorialização. b) Adscrição da clientela. c) Identificação de microáreas de risco. d) Identificação de grupos prioritários como crianças, adolescentes, gestantes e idosos.
  13. 13. e) Cálculo de indicadores de saúde com coeficientes de natalidade, morbidade e mortalidade. 31. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Paulo Jacinto/AL - Banca: IDECAN - Ano: 2011). Foram estabelecidas algumas prioridades do Pacto pela Vida/2008. Analise-as: I. Fortalecimento da capacidade de resposta do sistema de saúde às pessoas com deficiência. II. Atenção integral às pessoas em situação ou risco de violência. III. Saúde do homem. IV. Saúde mental. Estão corretas apenas as alternativas: a) I, II, IV b) I, II, III c) I, II, III, IV d) II, III, IV e) III, IV 32. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Paulo Jacinto/AL - Banca: IDECAN - Ano: 2011). A fim de superar as dificuldades, os gestores do SUS, assumiram o compromisso público de construir o Pacto pela Saúde/2006, com definição de alguma(s) prioridade(s), assim como: a) Pacto pela Vida. b) Pacto em Defesa do SUS. c) Pacto de Gestão do SUS. d) Pacto pela Atenção Básica. e) As alternativas A, B e C completam corretamente o enunciado. 33. (Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: Prefeitura de Itápolis/SP - Banca: SOLER - Ano: 2012). São objetivos e metas do Pacto em Defesa do SUS no controle do câncer do colo de útero e da mama. Assinale a alternativa correta: a) Incentivo para a realização da cirurgia de alta freqüência, técnica que utiliza um instrumental especial para a retirada de lesões ou parte do colo uterino comprometido (com lesões intra-epiteliais de alto grau) com menor dano possível, que pode ser r
  14. 14. b) Cobertura de 90% para o exame preventivo do câncer do colo do útero, conforme protocolo, em 2006 c) Ampliar para 80% a cobertura de mamografia, conforme protocolo d) Realizar a punção em 50% dos casos necessários, conforme protocolo GABARITO: 1 C 2 D 3 C 4 A 5 A 6 D 7 D 8 A 9 D 10 D 11 C 12 A 13 A 14 D 15 C 16 A 17 C 18 D 19 B 20 E 21 D 22 B 23 D 24 C 25 C 26 A 27 D 28 B 29 D 30 A 31 C 32 E 33 C

×