Formação

341 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formação

  1. 1. PASTORAL FAMILIAR: o que é? A Pastoral Familiar se apresenta como uma ação ampla e abrangente na igreja e com a igreja, de apoio à família a partir da realidade em que se encontra, para que ela possa existir e viver dignamente, estabelecer relacionamentos e formar novas gerações conforme o plano de Deus (DPF, 461)
  2. 2. FORMAÇÃO: Para que? Para cumprir a sua missão, a Pastoral Familiar tem como meta prioritária e indispensável “formar agentes qualificados” (DPF, 461).
  3. 3. O agente de pastoral, em seu trabalho, terá desafios (serviços) que exigirão dele um preparo especializado para enfrentá-los com sabedoria, discernimento e equilíbrio. FORMAÇÃO: para quê?
  4. 4. DESAFIOS DA PF 1. Ajudar pessoas abatidas e sem força a resgatarem seu valor e restabelecerem seus relacionamentos; 2. Orientar uma geração jovem, sem zelo pela dignidade própria e do outro, e que perdeu o significado de namoro e casamento, a reconstruir um projeto de vida e de família; 3. Prevenir e orientar casos de gravidez precoce e filhos indesejados com futuro comprometido; 4. Ajudar pais incapazes de dar formação integral aos filhos
  5. 5. DESAFIOS DA PF 6. Orientar casais com casamentos frágeis e provisórios; 7. Prevenir e orientar as famílias com problemas de individualismo e solidão entre seus membros; 8. Ajudar a refletir sobre festas que deseducam e desviam os membros da família, valorizando festas que edificam; 9. Resgatar o valor da família estável e fundada no Sacramento do Matrimônio para toda a população e especialmente para os jovens;
  6. 6. DESAFIOS DA PF ; 10. Apoiar os que vivem dificuldades no casamento; as famílias desestruturadas; as que estão em situações irregulares; as mono- parentais e os que vivem sozinhos; 11. Socorrer as famílias nas dificuldades (quase falência) da educação da afetividade, dentre outros.
  7. 7. Exigências básicas para ser AGENTE... 1 • Formação cognitiva 2 • Formação comportamental 3 • Formação apostólica
  8. 8. Estrutura do INAPAF - 1992 CONSELHO NACIONAL COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NACIONAL NÚCLEO DE ASSESSORIA PEDAGÓGICA NACIONAL SECRETARIA MONITORIA
  9. 9. MODALIDADES DE CURSOS DO INAPAF CIP’s Semipresenciais À distância
  10. 10. NFE – O QUE É? é uma equipe de apoio à Coordenação Regional e/ou (Arqui)Diocesana de Pastoral Familiar, responsável pela formação permanente e continuada dos agentes desta Pastoral, em nível regional, diocesano e paroquial.
  11. 11. O CAMINHO DA FORMAÇÃO REALIDADE DA DIOCESE SUGESTÃO DA MODALIDADE DE FORMAÇÃO QUEM DEVE/PODE PARTICIPAR PROCEDIMENTOS PRELIMINARES Sem PF implantada Visão Global (CIP) e Implantação do NFE Representantes de todos os movimentos e serviços da igreja, incluindo catequistas e jovens. .Contato do Bispo ou padre coordenador diocesano de pastorais com a coordenação de PF e/ou NFE regional. Com PF implantada, mas não estruturada nos 3 setores Cursos Intensivos Presenciais (CIP’s) dos três setores Implantação do NFE Todos os agentes da equipe de PF e outros que queiram conhecer e atuar em um dos três setores. Agendamento do CIP necessário com a coordenação de PF e/ou NFE regional. Com PF implantada, mas inoperante nas paróquias. Implantação do NFE/Diocesano Todos os agentes da equipe de PF. Agendamento com a coordenação de PF e/ou NFE regional. Com PF implantada e estruturada, mas sem formação básica do INAPAF Implantação do NFE Cursos semipresenciais das fases 2 e 3 do INAPAF. Todos os agentes da equipe de PF e de outros movimentos e serviços da igreja. Agendamento com a coordenação de PF e/ou NFE regional.

×