Palestra Dr. Leonardo Cunha Tdah

13.631 visualizações

Publicada em

4 comentários
12 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.631
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
262
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
774
Comentários
4
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra Dr. Leonardo Cunha Tdah

  1. 1. DIAGNÓSTICOS NEUROPSIQUIÁTRICOS MERECEM TODA A SUA ATENÇÃO
  2. 2. E ATENÇÃO É O QUE PODE ESTAR FALTANDO AO PACIENTE COM TDAH
  3. 3. DEFINIÇÃO E HISTÓRICO É um quadro caracterizado basicamente por distração , inquietação e uma dificuldade com o controle inibitório manifestada por impulsividade comportamental e cognitiva. Primeira descrição foi em 1902 por Still. LCM  DCM  TDA/H  TDAH
  4. 4. TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE - TDAH TDAH é a condição crônica de saúde de maior prevalência em crianças em idade escolar. TDAH é o distúrbio neurocomportamental mais comum na infância. Estima-se que 5 a 8% da população em idade escolar pode ter TDAH. Aproximadamente 2% dos adultos podem sofrer de TDAH. Em 50% das crianças com TDAH, os sintomas persistem quando adultos.
  5. 5. ETIOLOGIA Fatores sócio-econômicos Fatores pré e perinatais Neuroanatomia/Neurofisiologia Neurotransmissores Fatores Genéticos
  6. 6. PRINCIPAIS SINTOMAS DO TDAH
  7. 7. DESATENÇÃO
  8. 8. DESATENÇÃO Dificuldade em prestar atenção a detalhes ou errar por descuido em atividade escolares e profissionais; Dificuldade em manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas; Parecer não escutar quando lhe dirigem a palavra; Não seguir instruções e não terminar tarefas escolares, domésticas ou deveres profissionais;
  9. 9. DESATENÇÃO Dificuldade em organizar tarefas e atividades; Evitar, ou relutar, em envolver-se em tarefas que exijam esforço mental constante; Perder coisas necessárias para tarefas ou atividades; Ser facilmente distraído por estímulo alheios à tarefa; Apresentar esquecimento em atividades diárias.
  10. 10. HIPERATIVIDADE
  11. 11. HIPERATIVIDADE Agitar as mãos, os pés ou se mexer na cadeira; Abandonar a cadeira em sala de aula ou em outras situações nas quais se espera que permaneça sentado; Correr ou escalar em demasia em situações nas quais isto é inapropriado;
  12. 12. HIPERATIVIDADE Dificuldade em brincar ou envolver-se silenciosamente em atividades de lazer; Estar freqüentemente “a mil” ou muitas vezes agir como se estivesse “a todo vapor”; Falar com demasia.
  13. 13. IMPULSIVIDADE
  14. 14. IMPULSIVIDADE Freqüentemente dar respostas precipitadas antes das perguntas terem sido concluídas; Apresentar constante dificuldade em esperar sua vez; Freqüentemente interromper ou se meter em assuntos de outros.
  15. 15. TIPOS DE TDAH
  16. 16. TIPOS DE TDAH TDAH com predomínio de sintomas de desatenção - elevada taxa de prejuízo acadêmico TDAH com predomínio de sintomas de hiperatividade/impulsividade - altas taxas de rejeição e de impopularidade frente aos colegas TDAH combinado - elevada taxa de prejuízo acadêmico - maior presença de sintomas de conduta, de oposição e desafio
  17. 17. DIAGNÓSTICO DO TDAH
  18. 18. DIAGNÓSTICO DO TDAH Pelo menos 6 dos sintomas de desatenção e/ou hiperatividade devem estar presentes; É importante considerar a duração dos sintomas e a freqüência e intensidade dos mesmos; Considerar o grau de prejuízo dos sintomas; A avaliação diagnóstica deve envolver os pais, a criança e escola (professores).
  19. 19. PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS DO TDAH
  20. 20. PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS DO TDAH Baixo desempenho escolar/profissional; Dificuldade de relacionamento; Baixa auto-estima; Interferência no desenvolvimento educacional e social; Predisposição a outros distúrbios psiquiátricos
  21. 21. TDAH E COMORBIDADES
  22. 22. TDAH E COMORBIDADES TDAH e Transtornos Disruptivos (transtorno de conduta e transtorno opositor desafiante) entre 30 e 50% TDAH e Depressão entre 15 e 20% TDAH e transtornos de Ansiedade aproximadamente 25% TDAH e abuso e/ou dependência de drogas entre 9 e 40%
  23. 23. <ul><li>Quadro sindrômico </li></ul><ul><li>Diagnóstico é eminentemente clínico </li></ul><ul><li>Avaliações e testagem das áreas comprometidas </li></ul><ul><li>Planejamento do tratamento </li></ul>TRATAMENTO
  24. 24. <ul><li>Medicamentos: </li></ul><ul><ul><li>Estimulantes </li></ul></ul><ul><ul><li>Antidepressivos </li></ul></ul><ul><ul><li>Anti-hipertensivos </li></ul></ul><ul><ul><li>Estabilizadores do humor </li></ul></ul><ul><ul><li>Antipsicóticos </li></ul></ul><ul><li>Terapias: </li></ul><ul><ul><li>Psicoterapia </li></ul></ul><ul><ul><li>Abordagem psicopedagógica </li></ul></ul><ul><ul><li>Fonoaudiológica </li></ul></ul>TRATAMENTO
  25. 25. <ul><li>Acreditava-se que o TDAH melhorava no final da adolescência </li></ul><ul><li>30% a 70% apresentarão TDAH na idade adulta </li></ul><ul><li>Maior índice de reprovação escolar </li></ul><ul><li>Prognóstico pior quando associado ao TDO ou TC </li></ul>EVOLUÇÃO & PROGNÓSTICO
  26. 26. <ul><li>Adultos com passado de TDAH  um > índice </li></ul><ul><li>Impulsividade </li></ul><ul><li>Alcoolismo e/ou uso de drogas </li></ul><ul><li>Problemas com a justiça </li></ul><ul><li>Transtorno de personalidade/ personalidade anti-social </li></ul><ul><li>Transtorno do humor </li></ul><ul><li>Transtorno de ansiedade </li></ul><ul><li>Esquizofrenia </li></ul>EVOLUÇÃO & PROGNÓSTICO
  27. 27. <ul><li>www.tdah.org.br </li></ul><ul><li>www.chadd.com </li></ul>INFORMAÇÕES ADICIONAIS
  28. 28. <ul><li>Obrigado ! </li></ul><ul><li>Rua Mato Grosso, 800, salas 805 e 806. </li></ul><ul><li>B. Santo Agostinho. CEP: 30.190 – 081 </li></ul><ul><li>Belo Horizonte – MG. </li></ul><ul><li>TeleFax: 3335-7474 Celular: 8897-6453 </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×