Saúde emocional

268 visualizações

Publicada em

Saúde Emocional

Publicada em: Saúde
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
268
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Saúde emocional

  1. 1. P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E T R Ê S C O R A Ç Õ E S S E C R E T A R I A M U N I C I P A L D E D E S E N V O L V I M E N T O S O C I A L – S E D E S O C E N T R O D E R E F E R Ê N C I A D E A S S I S T Ê N C I A S O C I A L - C R A S I I I J O S I E L E D E O L I V E I R A B O R G E S P S I C Ó L O G A C R P 0 4 / 4 1 4 4 4 Café com o CRAS III
  2. 2. SAÚDE EMOCIONAL  A saúde não se resume somente a uma boa condição física; todos os aspectos de nosso ser - emocional, mental, espiritual - estão interligados.  Todos nós temos necessidades emocionais e algumas vezes estamos mais vulneráveis que em outras.  A dificuldade de lidar com problemas emocionais é capaz de desencadear o surgimento de emoções destrutivas que podem interferir na saúde física e mental e dificultar seus relacionamentos, seu trabalho e produtividade, sua adaptação social ou a capacidade de lidar com tarefas cotidianas.  Alguns comparam a saúde emocional a um jardim: precisa de pequenos cuidados constantemente.
  3. 3. O QUE É SAÚDE EMOCIONAL?  Saúde emocional é o equilíbrio das funções psíquicas, que se revela na capacidade de controlar e gerenciar as emoções, resultando em sentimento de bem-estar e na ausência de distúrbios emocionais.  Muitas vezes você não tem um sintoma que revele um desequilíbrio emocional. Mas isso não significa, necessariamente, que esteja caminhando em direção à saúde plena.  Não são somente os fatores de ordem física que afetam sua capacidade de manter-se saudável: a falta de objetivos definidos, a vida afetiva vazia, a fé pouco consistente e a ansiedade fora de controle também podem gerar um estado de desequilíbrio.  A saúde emocional implica uma constante verificação das diversas dimensões do viver. Essa tomada de consciência é o passo inicial para a construção de uma vida não apenas saudável, mas também repleta de colorido e significado.  Está aí nossa proposta: vamos fazer uma pausa e pensar um pouco sobre isso?
  4. 4. QUAIS OS DANOS DE UMA SAÚDE EMOCIONAL DESEQUILIBRADA?  Quem não já sentiu uma dor profunda na alma mesmo sem ter um motivo que justificasse isso? Uma tristeza intensa? Um desligamento temporário do mundo? Uma euforia súbita? Ou mesmo aquela palpitação que acabou numa emergência hospitalar e foi diagnosticada como estresse?  Pois é, esses são sintomas de doenças emocionais. E claro que senti-los vez por outra não significa que você esteja doente, apenas confirmam que você é humano e tem uma alma. Mas, quando esses sintomas insistem em permanecer, é bom procurar um especialista para se certificar da existência ou não de uma doença emocional.  Infelizmente, nós ainda tendemos a ver esses sintomas como fraqueza de espírito, falta de força de vontade, falta de fé, etc. Essa visão traduz a falta de informação da sociedade sobre esse tipo de doença e prejudica ainda mais a pessoa que vive a sua crise.  E o que é pior: a doença emocional mata.
  5. 5. QUAIS OS DANOS DE UMA SAÚDE EMOCIONAL DESEQUILIBRADA?  Algumas vezes elas se instalam no corpo e transformam-se nas doenças chamadas psicossomáticas (cardiopatias, transtornos alimentares, alguns tipos de câncer, alergias, dermatites, impotência, frigidez, vícios variados e por aí vai… é uma grande lista! ).  Outras vezes elas levam ao suicídio, por exemplo, em algumas depressões não tratadas.  Outras vezes ainda, elas paralisam a pessoa, restringindo consideravelmente seus hábitos de vida (síndrome do pânico, fobias, psicoses).  E todos os casos levam a uma desordem na família.  É importante saber que essas doenças: - não estão sob o controle da pessoa, isto é, ninguém pode se autocurar; - não estão ligadas a aspectos religiosos; - precisam de tratamento e orientação de especialistas.
  6. 6. QUAIS OS DANOS DE UMA SAÚDE EMOCIONAL DESEQUILIBRADA?  Precisamos acabar com o preconceito com a doença emocional. Os tratamentos estão muito evoluídos e permitem que todos possam levar uma vida plena, se cuidarem logo dos seus sintomas.  Os profissionais indicados para esses tratamentos são os psicólogos e os psiquiatras.  Se você tem um parente ou amigo que esteja apresentando sintomas desse tipo de doença, oriente-o, ele precisa dessa ajuda e você poderá estar salvando uma vida!
  7. 7. COMO ANDA A SUA VIDA EMOCIONAL?  Eu dou importância a ter respeito por mim mesmo.  Eu tenho noção da importância do autocuidado e esforço-me para cuidar de mim.  Eu tenho uma boa noção de como me sinto a maior parte do tempo.  Eu não tenho qualquer trauma ou necessidades emocionais significativas não atendidas por parte dos meus pais ou cuidadores primários quando era uma criança.  Eu experimentei o trauma e / ou necessidades emocionais não satisfeitas.  Eu geralmente não perco controle das minhas emoções de uma forma que habitualmente me coloque problemas de alguma forma.  Eu reajo a situações difíceis de uma forma esperada e, geralmente, recupero bem.  Eu tenho um sentimento de compaixão por mim mesmo.
  8. 8. COMO ANDA A SUA VIDA EMOCIONAL?  Eu sou muito bom em perdoar a mim mesmo e aos outros.  Eu sinto-me ligado e em sintonia com o meu corpo.  Eu geralmente acredito que vou dar-me bem na minha vida, mesmo se eu me deparar com alguns retrocessos ao longo do caminho.  Eu acredito que as pessoas em geral podem ser confiáveis e são bem intencionados.  Eu geralmente não guardo ressentimentos contra as pessoas.  Faço o melhor que posso para cuidar da minha saúde física.  Estou ciente das minhas vulnerabilidades emocionais e faço um esforço para praticar a autocompaixão em torno das minhas feridas.  Eu olho para o futuro com esperança e com um sentido de entusiasmo para o que está por vir.
  9. 9. COMO CONQUISTAR E PRESERVAR SUA SAÚDE EMOCIONAL?  Condicionamento mental. Tome decisões conscientes para fortalecer as suas emoções. Passe algum tempo sozinho para refletir sobre o que é importante para si e defina os seus limites. Tente perceber o que quer fazer e como quer sentir-se.  Atividade cardiovascular. Os benefícios da atividade física na saúde são evidentes e têm sido muito divulgados. A boa relação com o corpo, reforçado pela atividade física moderada permite melhorar o seu humor através da libertação de endorfinas (químicos que provocam bem-estar) na corrente sanguínea, e energizam-no.  Expresse as suas emoções no seu circulo de amigos e pessoas de confiança. Isso pode ajudar a aliviar a ansiedade, raiva ou stress. Permite ainda ter a oportunidade de trabalhar e processar os seus sentimentos, assim como ter a oportunidade de ser emocionalmente honesto com quem acha que deve.
  10. 10. COMO CONQUISTAR E PRESERVAR SUA SAÚDE EMOCIONAL?  No inicio da interação com as outras pessoas estabeleça expetativas baixas até que elas ganhem o seu respeito e confiança. Não quero dizer que não se deve mostrar interessado e empático, nada disso, pelo contrário, claro que deve. Mas por vezes, esquecemo-nos que os outros podem não estar no mesmo registo de vida ou de pensamento que nós. Projetamos expetativas nessas pessoas, que nada tem a ver com a forma como olham o mundo, sendo que depois se o retorno deles não for o esperado por nós, temos uma explosão emocional negativa. As interações com os outros devem ser trabalhadas, em conhecimento e desenvolvimento mútuo. Forjadas em acontecimentos e em interrelações fundadas em fatos e experiência vividas, e não em suposições ou ideais fictícios.  Aprenda a apreciar o que você tem e deixe de concentrar-se demasiado no que você não tem. Por vezes os abalos na autoestima e autoconfiança provêem da comparação exagerada com os outros ou até com aquilo que você gostaria de ter e ainda não tem. Foque-se naquilo que tem, nas suas virtudes, nas sua forças e habilidades. Se percebe que pretende melhorar alguns aspetos de si ou da sua vida, ótimo. Com esses aspetos identificados e aceites proponha-se a fazer algo para se ajudar a si mesmo. Crie sentimentos e estados positivos que possam colocá-lo na posse de energia suficiente para trabalhar em algumas das suas fraquezas sem que se sinta mal com isso.
  11. 11. COMO CONQUISTAR E PRESERVAR SUA SAÚDE EMOCIONAL?  Abra a sua mente e prepare-se para novas informações. Mesmo que possa sentir-se desconfortável ao sair da sua zona de conforto, empurre-se e proponha-se a fazê-lo. Ao estar a experienciar e a processar nova informação vai criando a oportunidade de treinar a sua musculatura emocional.  Não se permita ser vingativo. Aprenda a aceitar alguns acontecimentos que até possam ter sido injustos e permita que a paz entre na sua vida. Por vezes, ruminar muito no assuntos que nos promovem rancor, raiva e indignação só nos faz reviver as situações uma e outra vez, não ajudando em nada a ultrapassar a situação incomodativa.  Permita que os pensamentos positivos possam substituir a negatividade. A capacidade de ir treinando a substituição dos pensamentos negativos que lhe passam na cabeça por pensamento positivos, permite que também reforce a sua habilidade de perceber até que ponto os sentimentos negativos que suportam a negatividade estão a atrapalhar o foco na procura de soluções e de ações que possam criar bem-estar emocional. Expliquei este assunto no artigo: Abandone a negatividade, acabe com o diálogo auto-crítico.
  12. 12. COMO CONQUISTAR E PRESERVAR SUA SAÚDE EMOCIONAL?  Tenha precaução na ligação que possa ter com algumas pessoas tóxicas que possam interferir na sua vida. Se algumas pessoas não tiverem nada de positivo para oferecer não deve haver espaço na sua vida para elas.  Eduque-se, aprenda e desenvolva-se nas áreas que pretende. Isso permite remover algumas dúvidas que possa ter acerca de si mesmo e construir autoconfiança. Se você for persistente e insistir no seu desenvolvimento pessoal, com o tempo tornar-se-á mais forte emocionalmente. Lembre-se, a repetição é a chave para construir a sua força emocional. Comece hoje mesmo o treinamento para a sua força emocional.
  13. 13. "O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem. O que Deus quer é ver a gente aprendendo a ser capaz de ficar alegre a mais, no meio da alegria, e inda mais alegre ainda no meio da tristeza! A vida inventa! A gente principia as coisas, no não saber por que, e desde aí perde o poder de continuação porque a vida é mutirão de todos, por todos remexida e temperada. O mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas, mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam. Verdade maior. Viver é muito perigoso; e não é não. Nem sei explicar estas coisas. Um sentir é o do sentente, mas outro é do sentidor." Fragmentos do livro "Grande sertão Veredas" Guimarães R0sa

×