Internet das coisas - A revolução já começou

367 visualizações

Publicada em

Esse é o material da palestra que foi realizada em São Luís do Maranhão sobre Internet das Coisas (Internet of Things) com o objetivo de explicar como realizar transferência de mensagens entre serviços, com o objetivo de tornar aplicações web mais seguras e escaláveis distribuindo serviços.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Internet das coisas - A revolução já começou

  1. 1. Globalcode  –  Open4education INTERNET DAS COISAS
 A Revolução já começou! São Luís / MA
  2. 2. Globalcode  –  Open4education José Wilker Atividades:
 * CEO/Fundador SMARTAPPS.
 * Consultor de tecnologia Especialidades:
 * PHP / C / JS / NODEJS / BASH / SQL
 * Code Igniter / Zend Framework / Socket.io / ExpressJS / ZMQ
 * HTML / CSS Desenvolvedor, Empreendedor e Maker, Se envolve com tecnologia desde 1996 e com a comunidade de PHP desde 2004, atuando com ênfase em setores como Telecomunicações e Saúde. O PALESTRANTE
  3. 3. Globalcode  –  Open4education Internet das coisas Uma breve abordagem
  4. 4. Globalcode  –  Open4education O Pai da 
 internet das coisas. “in retrospect it looks like the rapid growth of the World Wide Web may have been just the trigger charge that is now setting off the real explosion, as things start to use the Net.” 
 
 Kevin Ashton (1999)
  5. 5. Globalcode  –  Open4education O CONCEITO Internet das coisas é o conceito aplicado quando um objeto equipado com, softwares, sensores e conectividade, possui acesso a internet.
  6. 6. Globalcode  –  Open4education O OBJETIVO Conectar tudo que está Desconectado para coletar informações que possam auxiliar em uma tomada de decisão.
  7. 7. Globalcode  –  Open4education ONDE ? Informação Decisão
  8. 8. Globalcode  –  Open4education A Internet of Things tem o potencial para transformar todas as indústrias, alterando a forma como vivemos e trabalhamos, local e globalmente. Abaixo segue algumas áreas específicas:
 • Monitoramento ambiental • Gerenciamento de infra-estrutura • Fabricação de produtos. • Construção e automação residencial. • Transporte
 
 e etc… O POTENCIAL
  9. 9. Globalcode  –  Open4education Internet das coisas Entendendo as coisas
  10. 10. Globalcode  –  Open4education
  11. 11. Globalcode  –  Open4education That’s it!
  12. 12. Globalcode  –  Open4education Separando o joio do trigo
  13. 13. Globalcode  –  Open4education IOT - ASPECTOS B = Físicos A - Conectividade C = Virtuais A B C Internet das coisas
  14. 14. Globalcode  –  Open4education Físicos • Eletrônicos Básicos 
 (Resistores, Transistores, Capacitores) • Componentes de conectividade 
 (Ethernet, WiFi e etc) • Componentes de medição e atuação.
 (Sensores, Relés e etc) • Alimentação
 (Energia elétrica, Baterias e etc) IOT - ASPECTOS ENVOLVIDOS Virtuais • Software Comunicação • WiFi • Rádio Frequência • 2G/3G/4G • Bluetooth
  15. 15. Globalcode  –  Open4education São muitas profissões envolvidas em todos os aspectos da Internet das Coisas. IOT - PROFISSÕES
  16. 16. Globalcode  –  Open4education A magia por trás de tudo.
  17. 17. Globalcode  –  Open4education Internet das coisas ASPECTO VIRTUAL : A inteligência
  18. 18. Globalcode  –  Open4education O aspecto virtual é um dos principais pontos na subdivisão da Internet das coisas fornecendo inteligência para todo o cenário. ASPECTOVIRTUAL DB Services Integration Este aspecto pode ser divido em várias sub camadas, dividimos em 3, como o esquema abaixo:
  19. 19. Globalcode  –  Open4education • Data • SQL • VIEWS • FILES • NOSQL AV - CAMADAS • Data Service • Servidor WEB • Frameworks • ZEROMQ • Linguagens • PHP/ NODEJS • ShellScript/C • Tipos de dados • JSON • CSV • API • REST • RESTFul • SOAP • Socket • TCP • WEB • MQTT • Jabber • XMPP Persistente & Não persistente
  20. 20. Globalcode  –  Open4education DATA:SQL:VIEWS "Views são uma maneira alternativa de observação de dados de uma ou mais entidades (tabelas), que compõe um banco de dados.” 
 
 Devmedia.com.br - Wagner Bianchi Dados:Persistentes
  21. 21. Globalcode  –  Open4education AV:DATA:SQL:VIEWS - CRIANDO USE NOME_DO_BANCO GO CREATE VIEW dbo.NOME_DA_VIEW (nome, sobrenome, data_nascimento) AS SELECT nome, sobrenome, CONVERT(char(10), data_nascimento, 2) FROM usuario AS u GO ★ TABELA - USUARIO
 nome, sobrenome, data_nascimento ★ CRIANDO UMA VIEW (SQL ANSII) Exemplo: Como criar uma view
  22. 22. Globalcode  –  Open4education • Velocidade de acesso as informações. 
 (uma vez a view compilada, o recordset gerado é armazenado em uma tabela de cache virtual para ser reutilizado sempre que solicitado).
 • Simplificar o gerenciamento de acesso aos dados.
 • Acesso a informações específicas.
 • Economizar tempo com retrabalho.
 • Facilitar a compreensão do banco de dados.
 • Organizar os dados armazenados. AV:DATA:SQL:VIEWS - BENEFÍCIOS
  23. 23. Globalcode  –  Open4education SOCKET:ZEROMQ AV - SOCKETS “(0MQ, ZMQ ou ZEROMQ) é uma camada inteligente para transporte de informações em aplicações distribuídas.” 
 zeromq.org Dados:Não persistentes Is the answer!
  24. 24. Globalcode  –  Open4education • CONECTAR novas peças possui um custo muito alto em aplicações já desenvolvidas. • AGREGAR novas peças garante um conhecimento distribuído e dinâmico. • ISOLAR problemas facilita no processo de manutenção e desenvolvimento. • DISTRIBUIR os processos.
 AV:SOCKET:ZMQ - POR QUE USAR ? É realmente rápido e simples de usar! Muito pequena, < 40k linhas!
  25. 25. Globalcode  –  Open4education AV:SOCKET:ZMQ - COMO FUNCIONA ? ZMQ é realmente uma camada de transporte de mensagens inteligentes.
  26. 26. Globalcode  –  Open4education AV:SOCKET:ZMQ - CASO DE USO Tema: Fábrica de suco natural de laranja Processo: Realizar controle de acidez no processo de seleção de laranjas para fornecer suco natural com o melhor sabor e qualidade. Sensor 1 Sensor 2 Sensor 3 Sensor 4 Esquemático: Seleção de laranjas para suco tipo A.
  27. 27. Globalcode  –  Open4education AV:SOCKET:ZMQ - CASO DE USO
  28. 28. Globalcode  –  Open4education • Central Lógica
 Responsável por realizar toda a comunicação com a web e manter a integridade dos dados para armazenamento persistente.
 • Sensor 1, coleta informações sobre a quantidade de laranjas que serão despejadas para seleção.
 • Sensor 2, vários sensores com o objetivo de executar o processo para verificação dos níveis de ácido na laranja.
 • Sensor 3, executa o processo de remoção da laranja com alto nível de acidez.
 • Sensor 4, verifica o peso da laranja para identificar a quantidade de suco existente.
 AV:SOCKET:ZMQ - CASO DE USO
  29. 29. Globalcode  –  Open4education AV:SOCKET:ZMQ - REQUISIÇÕES Queue (Fila) Pipe line Pub/Sub Esb (Barramento) async Gateway Request/Response
  30. 30. Globalcode  –  Open4education AV:SOCKET:ZMQ - NA PRÁTICA Server Client Simples assim.
  31. 31. Globalcode  –  Open4education AV:SOCKET:ZMQ - NA PRÁTICA BASIC SERVER Request Response
  32. 32. Globalcode  –  Open4education BASIC CLIENT Request Response AV:SOCKET:ZMQ - NA PRÁTICA
  33. 33. Globalcode  –  Open4education AV:SOCKET:ZMQ - POR QUE USAR ? • Patterns, É possível aplicar diferentes tipos de padrões para trabalhar as mensagens.
 • Multithread, É possível trabalhar com muitas conexões simultâneas..
 • Support, É multi plataforma e possui uma boa documentação.
  34. 34. Globalcode  –  Open4education API:RESTFULL "Representational State Transfer (REST) é um estilo de arquitetura de software que consiste em orientações e melhores práticas para a criação de aplicações web escaláveis.”
 - Wikipedia.org can help!
  35. 35. Globalcode  –  Open4education • Client-Server, Interface uniforme separando cliente e servidor. • Base URI, http://www.smartapps.com.br/api • Query String Access, ?arg=1 • Cacheable, As respostas podem ser armazenadas em cache. • Stateless, Cada requisição é processada de forma independente. • Internet media type, • JSON • CSV • XML • Microformats (hCard, hCalendar, hAtom) • images
 • Standard HTTP methods • GET • PUT • POST • DELETE. AV:API:RESTFUL - ASPECTOS PARA IOT “RESTful está geralmente presente em aplicações com o protocolo HTTP.”
  36. 36. Globalcode  –  Open4education O aspecto físico é um dos aspectos fundamentais para o sucesso da internet das coisas, pois estamos falando dos Hardwares e as redes de conectividade que envolvem todo o processo. ASPECTOFÍSICO HW Telecom WEB
  37. 37. Globalcode  –  Open4education 1. Distribua os processos para otimizar o desempenho.
 2. Sempre pense na possibilidade de controlar a execução dos processos.
 3. Sempre pense em módulos.
 4. Cache é essencial e só resolve parte dos problemas.
 DICAS/TIPS
  38. 38. Globalcode  –  Open4education POR QUE SE DEDICAR ?
  39. 39. Globalcode  –  Open4education Telemedicina Wearable (Dispositivos vestíveis) CONCLUSÃO
  40. 40. Globalcode  –  Open4education Perguntas ?!?!
  41. 41. Globalcode  –  Open4education REFERÊNCIAS www.zeromq.org www.w3c.org www.nichol.as www.devmedia.com.br www.smartapps.com.br images.google.com Restful WebServices - O'Reilly CONTATO José Wilker
 Twitter: @josewilker E-mail: 
 jose.wilker@smartapps.com.br,
 wilker@wilker.com.br Linkedin: 
 br.linkedin.com/josewilkerdev OBRIGADO!

×