Encontro com Catequistas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Encontro com Catequistas

on

  • 4,257 visualizações

Subsidios de formação para, com e de Catequistas Católicos. Bom trabalho!

Subsidios de formação para, com e de Catequistas Católicos. Bom trabalho!
Dê sua opinião no campo abaixo.

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
4,257
Visualizações no SlideShare
4,257
Visualizações incorporadas
0

Actions

Curtidas
1
Downloads
112
Comentários
1

0 Incorporações 0

No embeds

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Adobe PDF

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
  • Que mravilha de documento!
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Encontro com Catequistas Encontro com Catequistas Presentation Transcript

  • ENCONTRO COMCATEQUISTAS Dourados (MS), 2012
  • CATEQUISTA, QUE BOM QUE VOCÊ VEIO, SUA PRESENÇA NOS ENCHE DE ALEGRIA! CATEQUISTA,QUE BOM QUE VOCÊ VOLTOU, SUA COMPANHIA NOS FORTALECE! QUEM VIER, DE ONDE VIER … QUE VENHA EM PAZ. SEJAM BEM-VINDOS!
  • “Amados, amemos-nos uns aos outros, pois o amor vem de Deus. E todo aquele que ama, nasceu de Deus econhece a Deus. Quemnão ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. [...] Não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou, e nos enviou o seu Filho...” (1João 4,7-8.10)
  • Primeiro ele chama à vida; em seguida, através do batismo, nos chama a ser cristãos, seus seguidores;finalmente ele chama para uma vocação específica na Igreja.Catequista, você é chamado porque Deus te ama.
  • PELO BATISMO,TODO CRISTÃO ÉMERGULHADO EM JESUS CRISTO, PARTICIPANTE DE SUA MISSÃO PRÓFÉTICA: PROCLAMAR OREINO DE DEUS.
  • A partir do momento de nosso batismo somos, por natureza, “discípulos”, isto é, CONVOCADOS para seguir Jesus, como integrantes de sua comunidade e com a força daconsagração divina, iniciativa da Santíssima Trindade. Mas aomesmo tempo, naquele instante, somos “ENVIADOS” pelaTrindade Santíssima para realizar no mundo a mesma missão deJesus, o Filho de Deus, por meiodo estilo de vida que assumimos, de nosso comportamento, de nossa fala e de nossa ação.
  • TODO CRISTÃO PELA CRISMA, É ENVIADO PARA ASSUMIR SUA MISSÃO DE DAR TESTEMUNHO DAPALAVRA DE DEUS COM FORÇA E CORAGEM
  • A IGREJA É MISSIONÁRIA.E TODOS OS BATIZADOS E BATIZADAS SÃO SUJEITOS DA MISSÃO. DEVEM ANUNCIAR ASALVAÇÃO, A BOA NOVA DA LIBERTAÇÃO TRAZIDA POR CRISTO. ANUNCIAR O EVANGELHOPRINCIPALMENTE COM A VIDA. O CRISTÃO É UMA PESSOA IGUAL AS DEMAIS, MAS O SEU MODO DE VIVER, SEUCOMPORTAMENTO DEVE SER DIFERENTE.
  • GRANDE APELO – SEC XXIDAp 549. PARA NOSCONVERTER EM UMAIGREJA CHEIA DE ÍMPETO EAUDÁCIAEVANGELIZADORA,TEMOS QUE SER DE NOVOEVANGELIZADOS E FIÉISDISCÍPULOS....TODOS OS BATIZADOS SÃOCHAMADOS A “RECOMEÇARA APARTIR DE CRISTO”... CRISTO
  • “IDE E FAZEI QUE TODAS AS NAÇÕES SE TORNEM MEUS DISCÍPULOS, BATIZANDO-AS EM NOME DO PAI, DOFILHO E DO ESPÍRITO SANTO, E ENSINANDO-AS A OBSERVAR TUDO QUANTO VOSORDENEI”. (Mt 28,19)
  • Ser missionário faz parte do nosso sercristão, pois a Igreja nasua essênciaé missionária
  • TODOS OSVERDADEIROS DISCÍPULOSTERMINAM POR SE TORNARMISSIONÁRIOS.
  • DESTINATÁRIOS DA MISSÃO JUNTOS AOS CRISTÃOS QUE VEM NA IGREJA IMAGEM DO BOM PASTOR CUIDA DAS OVELHA DO SEU REDIU A PASTORAL
  • DESTINATÁRIOS DA MISSÃO JUNTOS AOS CRISTÃOS QUE ESTÃO LONGE DA IGREJA IMAGEM DO SEMEADOR LANÇA A SEMENTE E CUIDA DO CAMPO - NOVA EVANGELIZAÇÃO QUANTAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES, JOVENS E ADULTOS ESTÃO FORA DA CATEQUESE?
  • DESTINATÁRIOS DA MISSÃO JUNTOS AOS POVOS NÃO CRISTÃOS IMAGEM DO PESCADOR LANÇA AS REDES NO MEIO DO MAR - PEIXES MISSÃO AOS POVOS “AD GENTES”
  • JESUS NÃO CONVIDOU PASTORES PARA A MISSÃO, MAS SIMPESCADORES
  • Nenhuma comunidade deve isentar-se de entrar decididamente, com todas as forças, nos processos constantes derenovação missionária e de abandonar as ultrapassadas estruturas que não favoreçam a transmissão da fé.” (DAp 291, 365).
  • 180. Todas as comunidades e grupos eclesiais darão fruto na medida em que a Eucaristia for ocentro de sua vida e a Palavra de Deus for o farol de seu caminho e de sua atuação na única Igreja de Cristo.
  • A EUCARISTIAÉ O LUGAR PRIVILEGIADO DO ENCONTRO DO DISCÍPULO COM JESUS CRISTO
  • UMA CATEQUESE MISSIONÁRIASERÁ FRUTO DE CATEQUISTAS MISSIONÁRI@S!
  • NÃO É POSSÍVELEVANGELIZAR COMPROFUNDIDADEPESSOAS QUE AGENTE NÃO SEINTERESSA EM CONHECER.
  • HISTÓRIA DACATEQUESE
  • NO NOVO TESTAMENTO,O TERMO “CATEQUESE” SIGNIFICA DAR UMAINSTRUÇÃO A RESPEITODA FÉ. EM SUA ORIGEM O TERMO SE LIGA A UM VERBO QUE SIGNIFICA “FAZER ECOAR” (KAT- EKHÉO). A CATEQUESE, DE FATO, TEM POROBJETIVO ÚLTIMO FAZERESCUTAR E REPERCUTIR A PALAVRA DE DEUS. (CR nº 31)
  • PRIMEIRA FASE: SÉCULO I AO SÉCULO VCATEQUESE COMO INICIAÇÃO À FÉ E VIDANA COMUNIDADE No tempo dos Apóstolos, a vivência fraterna dacomunidade, celebrada principalmente naEucaristia maneira de representar e traduzir amensagem do Cristo Ressuscitado (1Cor 11, 17-29).Havia uma admissão dos catecúmenos de trêsanos, que buscavam: Compreender melhor a fé Deixar de lado os costumes pagãos Realizar um tempo de conversão e santificação
  • SEGUNDA FASE: SÉC. V AO SÉCULO XVI CATEQUESE COMO PROCESSO DE IMERSÃO NA CRISTANDADEA catequese já não consistia tanto numa iniciaçãoà comunidade como se vê na primeira fase.A sociedade se considerava animada pela religiãocristã, que estabeleceu uma aliança entre o podercivil e o poder eclesiástico, tal fato denominou-sede cristandade. Imperador Constantino(converte ao Cristianismo – 306-337
  • TERCEIRA FASE: A PARTIR DO SÉC. XVI CATEQUESE COMO INSTRUÇÃOA catequese passa a valorizar maisaprendizagem individual, na qual já não era tãomarcante a ligação com a comunidade. Algunsfatores contribuíram para essa instrução taiscomo: A descoberta da Impressa A difusão das escolas A preocupação com uma maior clareza das formulações cristã. Surge o Catecismo – Trento (pergunta/resposta)
  • QUARTA FASE: NO SÉCULO XXCATEQUESE COMO EDUCAÇÃO PERMANENTE PARA A COMUNHÃO E A PARTICIPAÇÃO NA COMUNIDADE DE FÉ A catequese faz redescobrir a importância fundamental da iniciação cristã e olugar primordial que nela cabe a comunidade.
  • O QUE TEMOS• Catequese que parece aula• Dia do sacramento parece uma formatura• Descompromisso da família• Sensação de que “algo” precisa mudar (pais, idade, manual, etc..)• Cansaço em muitas situações
  • Por que a nossa catequese tem tantos desafios? • Crise Familiar (valores=relativo) • Desinteresse dos “pais” pela Educação Religiosa dos filhos • Distanciamento da prática religiosa (Crise da Fé); • A Comunidade pensa: Catequese é problema d@ Catequista...... etc • Será que nós fomos evangelizados? Iniciados? • Reduzimos a catequese: à infância e à adolescência, tem gente que pensa que já sabe tudo!!
  • Catequese sem liturgia e sem comunidade Desvinculou-se da parte litúrgica e celebrativa . A pessoa precisa sentir Deus presente na comunidade que celebra. Caso contrário parece motorista sem carro em casa!!!
  • Catequese virou Aula!!!• Escola• Alunos - Professores• Chamada• Quadro negro• Exercícios de aprendizagem• Prova de avaliação• Aprovado ou reprovado• Livro base• Estudar• Teatrinhos, brincadeiras e gincanas....
  • O QUE QUEREMOS• Cristocêntrica• Bíblica• Litúrgica• Comunitária• Solidária• Orante• CAMINHO DE DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS
  • CATEQUESE INTEGRADORA• Crianças, Adolescentes e Jovens• Família• Comunidade• Catequista
  • TODA A COMUNIDADE ÉCATEQUIZADORA.É TAREFA E MISSÃO DA COMUNIDADE CUIDAR DA FORMAÇÃO DOS SEUS MEMBROS.META: CONSTRUIR COMUNIDADE, FORMAR SEUS MEMBROS
  • NO CENTRO DA CATEQUESE ENCONTRAMOSESSENCIALMENTE A PESSOA DEJESUS DE NAZARÉ,FILHO DO PAI. QUEMORREU POR NÓS E AGORA RESSUSCITADO VIVE CONOSCO PARA SEMPRE (CIC 426).
  • A catequese é processo FORMATIVO, ORGÂNICO, PROGRESSIVO, SISTEMÁTICO, INICIAL EPERMANENTE de educação da Fé (cf. DNC 41 e 233), tem como finalidade o fazer discípulos (cf. DNC 34) e que o verdadeirodiscípulo é missionário do Reino, “não há, autêntica catequesesem iniciação à missão, inclusive além fronteiras, como parte essencial da vocação cristã”. (DNC 53,g)
  • “A CATEQUESE É UMAURGÊNCIA. SÓ POSSO ADMIRAR OS PASTORES ZELOSOSQUE EM SUAS IGREJAS PROCURAM RESPONDER CONCRETAMENTE A ESSA URGÊNCIA, FAZENDO DA CATEQUESE UMA PRIORIDADE” (João Paulo II, encontro com osBispos em Fortaleza 10/07/1980).
  • RESPONSÁVEL PELA CATEQUESE1. BISPO - DIOCESE2. PÁROCO – PARÓQUIA / COMUNIDADE3. SACERDOTES – DIÁCONOS – RELIGIOSOS4. PAIS – PADRINHOS5. CATEQUISTAS
  • A CATEQUESE NÃO DEVE SER SÓOCASIONAL, REDUZIDA A MOMENTO PRÉVIOS AOS SACRAMENTOS OU À INICIAÇÃO CRISTÃ, MAS SIM “UM ITINERÁRIO CATEQUÉTICO PERMANENTE” (DA 298)
  • Não há tempo e háhora para acabar.É vida, vivida nafé.fé.Uma caminhadapara a vida toda...“Não deve limitar-“Não limitar-se a ocasiões elugares”.lugares”. CR 284
  • O FRUTO DA EVANGELIZAÇÃO E DA CATEQUESEÉ FAZER DISCÍPULOS, ACOLHER A PALAVRA, ACEITAR DEUS NA PRÓPRIA VIDA, COMO DOM DA FÉ. (cf DNC 34)
  • CONHECER A JESUS CRISTO PELA FÉ É NOSSA ALEGRIA; SEGUI-LO É UMA GRAÇA, E TRANSMITIR ESTE TESOURO AOS DEMAIS É UMA TAREFA QUE O SENHOR NOS CONFIOU AO NOS CHAMAR E NOS ESCOLHER. (DA 18)
  • SÓ SE AMAAQUILO QUE SE CONHECE. O QUE NÃO SE AMA NÃO DESPERTA O DESEJO DE SACRIFÍCIO E DE ENTREGA.
  • “Ou educamos na fé, colocando as pessoasrealmente em contato comJesus Cristo e convidando- as para segui-lo, ou nãocumpriremos nossa missão evangelizadora. Impõe-se a tarefa irrenunciável de oferecer modalidade de iniciaçãocristã, que leve à conversão, ao seguimento em uma comunidade eclesial e a um amadurecimento de fé na prática dos sacramentos, do serviço, da missão” (cf. DAp n°287 e 289)
  • VOCAÇÃO EMINISTÉRIO D@CATEQUISTA
  • VOCAÇÃO É O CHAMADO A VIVER O BATISMO, É O CHAMADO A SANTIDADE, ATRAVÉS DE UMAPARTICIPAÇÃO ATIVA NA VIDA DA COMUNIDADE.
  • VOCAÇÃO: SIGNIFICA AÇÃO DE CHAMAR.SUPÕE O ENCONTRO DE DUAS LIBERDADES: AABSOLUTA DE DEUS, QUE CHAMA, E ALIBERDADE HUMANA, QUE RESPONDE A ESSE CHAMADO.
  • DEUS CHAMA POR MEIODE ACONTECIMENTOS E PESSOAS. DEUS SE COMUNICACONOSCO ATRAVÉS DE “SINAIS” OUMEDIAÇÕES. PODE SER UMA PESSOA, UMA LEITURA, O CONTATO COM A REALIDADE HUMANA OU UM ENGAJAMENTO.
  • CHAMADO DE DEUS NA BÍBLIA ABRAÃOGn 12, 1-9; 15,1-20 MOISÉS Ex 3,1-12; 6,2-13 JEREMIASJr 1,4-10; 15,10-21 ISAÍAS Is 6, 1-13
  • CHAMADO DE DEUS NA BÍBLIA: SAMUEL 1Sm 3,1-20 JONAS Jn 1 e 3 MARIA Lc 1,26-37 APÓSTOLOSMc 1,16-20; Mt 9,13; Mt 10,1-4
  • CHAMADO DE DEUS: JESUS “O ESPÍRITO DO SENHOR ESTÁ SOBRE MIM, PORQUEELE ME CONSAGROU COM A UNÇÃO, PARA ANUNCIAR A BOA NOTÍCIA AOS POBRES; ENVIOU-ME PARAPROCLAMAR A LIBERTAÇÃOAOS PRESOS E AOS CEGOS A RECUPERAÇÃO DA VISTA; PARA PROCLAMAR UM ANO DE GRAÇA DO SENHOR”. Lc 4,18-19; Is 61,1-2
  • CHAMADO DE DEUS: 72 DISCÍPULOS Lc 10, 1-17 JOVEM RICO Mc 10,17-22 PAULO At 9,1-30 CONDIÇÃO PARA SEGUIR Lc 9,57-62
  • DIANTE DOS MEDOS, DOS DESAFIOS QUE QUALQUER VOCAÇÃO IMPLICA, TENHA ACERTEZA DE QUE DEUS CAMINHA CONOSCO E À NOSSA FRENTE: “NÃO TENHAM MEDO, EU ESTAREI SEMPRE COM VOCÊS” (cf. Mt 14,27; 28,20)
  • DEUS QUE VAI CHAMANDO EENVIANDO PESSOAS PARA CONCRETIZAREM O SEU PLANO DE SALVAÇÃO. DEUS AMA, E ESSE AMOR QUE SE DOA É MANIFESTADOATRAVÉS DAQUELESQUE SÃO CHAMADOS: CHAMADOS
  • QUEM É O CATEQUISTA? O Catequista é antes detudo alguém que escuta e atende o chamado de Deus (Mt, 9, 37-38). Ele é um mestre em doutrina religiosa, que enviado por Deus, vai despertar e cultivar a fé dos catequizados (catecúmenos).O Catequista é alguém de muita vocação. (Ef, 4,1. 2Ts, 1,11)
  • A PRIMEIRA VOCAÇÃOA QUE FOI CHAMADO: SER GENTE FELIZ! O CATEQUISTA, A CATEQUISTA SÓ SE REALIZA SE ESTIVER BEM CONSIGO MESMO, COM OS OUTROS E COM DEUS.
  • “NÃO FOSTES VÓS QUE MEESCOLHESTES, MAS FUI EU QUE VOS ESCOLHI” (Jo 15,16).
  • CRISTO TE CHAMA! DEIXEPEGADAS,PARA QUEOUTROS O POSSAM SEGUIR!
  • DIVERSOS NÍVEISDE CATEQUISTAS:1. CATEQUISTAS DE BASE2. CATEQUISTAS COORDENADORES PAROQUIAIS, DIOCESANOS, ...3. CATEQUISTAS DEDICADOS AO ESTUDO - ASSESSORIA
  • VARIEDADES DE CATEQUISTAS:CATEQUISTAS DE ADULTOS,CATEQUISTAS DE JOVENS,DE ADOLESCENTES E PRÉ-ADOLESCENTES,CATEQUISTAS DE CRIANÇASCATEQUISTAS PARA GRUPOSESPECÍFICOS: FAMÍLIAS,CÍRCULOS-BÍBLICOS,ESCOLAS, ASSOCIAÇÕES,MOVIMENTOS, PASTORAIS,ETC.
  • A (O) CATEQUISTA É UM ENVIADO. * ENVIADO POR DEUS – CONSTITUÍDO MINISTRO DA PALAVRA PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO * ENVIADO PELA COMUNIDADE, POIS É EM SEU NOME QUE ELE(A) FALA.
  • A COMUNIDADEDE CATEQUISTAS É COMO UMFOGÃO A LENHA:CATEQUISTA QUE SAI FORA DELA, ACABA ESFRIANDO E PERDENDO O CALOR DA FÉ.
  • O CATEQUISTA, ACATEQUISTA É A ALMA DA CATEQUESE É ALGUÉM CHAMADO POR DEUS, VOCACIONADO; QUEACREDITA NO SENHOR, COM UMA FÉ PROFUNDA; E CONSCIENTE DO SEUSER IGREJA, COM UMA CLARA IDENTIDADE ECLESIAL.
  • CATEQUISTA PERFEIT@ NÃO EXISTE!NO PROCESSO DE FORMAÇÃO, NO ENGAJAMENTO NACOMUNIDADE, NA PRÁTICA DO DIA-A-DIA; VAI ADQUIRINDO APTIDÕES, QUALIDADES HUMANA, PRÁTICAS METODOLÓGICAS E PEGADÓGICAS. APROFUNDA SEUS CONHECIMENTOS, SUA ESPIRITUALIDADE...
  • NINGUÉM NASCE CATEQUISTA AQUELES QUE SÃO CHAMADOS A ESTESERVIÇO PODEM TORNAR- SE BONS CATEQUISTASATRAVÉS DA PRÁTICA, DA REFLEXÃO E DA PREPARAÇÃO ADEQUADA, NA CONSCIÊNCIA DE SEREM ENVIADOS E COMPROMETIDO COM A EDUCAÇÃO DA FÉ.
  • CATEQUISTA TEM QUE TREINAR• Gustavo Borges – treinava 6 horas diárias• Diego Hypólito – treinava 7 horas em média por dia• César Cielo – 6 horas/dia em 6 dias/semana• Maureen Magi – treina 4 horas dia• Usain Bolt – treina 4 horas dia• Triatleta – 30 horas semanal
  • "Deus chamou aqueles que Elequeria. Eles foram até Ele, e constituiu dozepara estarem com Ele e para os enviar a pregar" (Mc 3,13).
  • Para vivenciar de forma plena a vocação e a missão, é necessário deixar-se guiar pela açãodo Espírito Santo de Deus. Alguns consomem suas vidas a serviço dos mais necessitados, outros exercem trabalhos com dependentes químicos,enfermos, outros na parte formativa, além do pastoreio de uma comunidade e assim sucessivamente.
  • CATEQUISTA QUE PARTICIPA ATIVAMENTE DA SUA COMUNIDADE SENTE SUA FÉ FORTALECIDA E AMADURECIDA. AMADURECIDA
  • O catequista realiza a sua missão no âmbito daComunidade e por mandato desta, pois a catequese é uma responsabilidade de toda a comunidadecristã. A “catequese tem sido sempre e continuará aser uma obra pela qual toda a Igreja se deve sentir e mostrar responsável” (CT16). Além do mais a comunidade cristã, a Igreja, é origem e meta da catequese, além de conteúdo de fé.
  • A FINALIDADE DA AÇÃO DO CATEQUISTA CONSISTE EM ACOMPANHAR O CATEQUIZANDO OU CATECÚMENO NUM PROCESSO DE CONVERSÃO, EMORDEM A FAVORECERUMA PROFISSÃO DE FÉ VIVA, EXPLÍCITA E ATUANTE; OU SEJA,FAZER DISCÍPULOS DE JESUS CRISTO.
  • OBJETIVO E META DA CATEQUESE
  • ☺ LER A VIDA A PARTIR MISSÃO D@ DA FÉ CATEQUISTA☺ ILUMINAR A VIDA A PARTIR DO EVANGELHO☺ VIVER A VIDA NO SEGUIMENTO DE JESUS☺ EXPRESSAR A FÉ NA CELEBRAÇÃO, NA ORAÇÃO E NA VIDA COMUNITÁRIA☺ MANIFESTAR A FÉ PELO COMPROMISSO
  • ALGUMAS QUALIDADESINDISPENSÁVEIS AO CATEQUISTA
  • DIMENSÃO PESSOAL * EQUILIBRIO PSICOLÓGICO, BOA COMUNICAÇÃO, CERTA LIDERANÇA, CRIATIVIDADE E INICIATIVA, CAPACIDADE DE DIÓLOGO E DETRABALHO EM EQUIPE
  • DIMENSÃO COMUNITÁRIA E ECLESIAL * PARTICIPAÇÃO, ENGAJAMENTO E ESPÍRITO DE SERVIÇO,SOLIDARIEDADE E AMOR PELOS MAISNECESSITADOS, DESEJO DE ATUALIZAÇÃO CONSTANTE, DISPOSIÇÃO DE PROGREDIR NAEDUCAÇAO DA PRÓPRIA FÉ E ESPIRITUALIDADE
  • DIMENSÃO SÓCIO- POLÍTICO-CULTURAL * CONHECIMENTO DAREALIDADE BRASILEIRA, DO ESTADO E DE NOSSO MUNICÍPIO, SUAS MUDANÇAS E TRANSFORMAÇÕES, ESPÍRITO CRÍTICO E DE DISCERNIMENTO DAREALIDADE SÓCIO-POLÍTICA;RESPEITO PELA DIGNIDADE,CIDADANIA, MEIO-AMBIENTE, ECOLOGIA, POLÍTICAS SOCIAIS, ETC.
  • DIMENSÃO PASTORAL * ENGAJAMENTO NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA,CAMINHANDO COM O POVO E FAZENDO A INTERAÇÃO ENTRE VIDA E FÉ, INTEGRAÇÃO DA CATEQUESE NAS DEMAISPASTORAIS, INSERIR A VIDA COMUNITÁRIA DENTRO DOCONTEXTO DA CATEQUESE,PARTICIPAR DAS PRINCIPAISFESTAS LITÚRGICAS COM A COMUNIDADE.
  • ANTES DE SER CRISTÃO, O CATEQUISTA, A CATEQUISTA É PESSOA HUMANA,QUE VIVE A CADA DIA TENTANDO RESPONDER UMA INTRIGANTE PERGUNTAEXISTENCIAL: “QUEM SOU EU?”
  • O CATEQUISTA, A CATEQUISTA TEM UM ROSTO HUMANO QUE LHE ÉPECULIAR. CADA UM É UM SER ÚNICO, INDISPENSÁVEL, SINGULAR.ISTO FAZ A DIFERENÇA NA CRIAÇÃO
  • ASPECTOS A SEREMDESENVOLVIDOS NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS
  • TER AMOR À VIDA AINDA QUE ENCONTRE OBSTÁCULOS NA CAMINHADA, O CATEQUISTA E A CATEQUISTA DEVE VISLUMBRAR A VIDA COM OTIMISMO EALEGRIA: VER O MUNDO COM OS “OLHOS DE DEUS”
  • CULTIVAR UMA ESPIRITUALIDADE CRISTÃCATEQUISTA É ALGUÉM QUEDEIXA O ESPÍRITO HABITAR E SUA VIDA. O MESMOESPÍRITO QUE GUIOU JESUS, DEVE TAMBÉM ORIENTAR E MOLDAR A SUA VIDA. UMA ESPIRITUALIDADEALIMENTADA PELA PALAVRA DE DEUS, CENTRO DA SUA AÇÃO CATEQUÉTICA.
  • SABER RELACIONAR-SESEU MINISTÉRIO DEVE SER PONTO DE ABERTURA,ENCONTRO E CONVIVÊNCIACOM OS DEMAIS. NINGUÉMÉ FELIZ SOZINHO. O MODOCOMO RELACIONO COM OS OUTROS, POSSO ATRAIROU AFASTAR AS PESSOAS. DEUS NÃO SE FEZ SOLITÁRIOS, MAS SOLIDÁRIOS.
  • UM SERVIDOR INTEGRADO À COMUNIDADEO CATEQUISTA É CHAMADO POR DEUS PARA SERVIR UMA COMUNIDADE. SEU MINISTÉRIO NÃO É PODER OU STATUS NA COMUNIDADE, MAS SERVIÇO À TODOS. VIVE EM COMUNHÃO COM A COMUNIDADE E COM ESPÍRITO DE SERVIÇO.
  • EQUILÍBRIO PSICOLÓGICOPROBLEMAS TODOS TÊM, NOENTANTO, É PRECISO SABER LIDAR COM ELES DE MODO MADURO, SEM DEIXAR QUE ELES NOS ROUBEM A PAZ ECAUSEM DANOS ÀS OUTRAS PESSOAS. LUTAR CONTRAAS CARÊNCIAS, EQUILIBRARAS EMOÇÕES, TER “JOGO DECINTURA” PARA LIDAR COM SITUAÇÕES DELICADAS É NECESSÁRIO
  • ESPÍRITO DE LIDERANÇA NINGUÉM NASCE CATEQUISTA, MAS APRENDE-SE A SER POR MEIO DE ESFORÇOPESSOAL, DA FORMAÇÃO QUE LHE É OFERECIDA E PELA CONSCIENTIZAÇÃODO SEU PAPEL ENQUANTO LÍDER DE UM PEQUENO GRUPO. SER LÍDER NÃOQUER DIZER FAZER TUDO OU IMPOR SUA VONTADE SOBRE OS DEMAIS.
  • CORAÇÃO DE DISCÍPULO CATEQUISTA NECESSITA DE UM CORAÇÃO DÓCIL EDISPONÍVEL PARA BUSCAR A FORMAÇÃO PERMANENTE. TER UM CORAÇÃOARDENTE E DESEJOSO DEOUVIR A EXPLICAÇÃO DAS ESCRITURAS, RELENDO A VIDA E PARTIR DA ESCRITURA
  • O CATEQUISTATEM O ROSTO CRISTÃO, ISTO QUER DIZER, ELE POSSUI AFISIONOMIA DE DEUS.
  • O CATEQUISTA, A CATEQUISTA É CHAMADO A SER AANTENA DE DEUS NO MEIO DO SEU POVO,CAPTANDO OS SINAISDE VIDA E DE MORTE E APRESENTANDO SEMPRE A PESSOA DE CRISTO COMO REFERÊNCIA E CAMINHO SEGURO.
  • É ALGUÉM QUE, COM RAÍZES NA FÉ, NA ORAÇÃO E NA VIDADO POVO, PERCEBE A URGÊNCIA DE EMPRESTAR SEUCORAÇÃO, SUA VOZ, TODO O SEU SER A DEUS E TORNA-SE INSTRUMENTO DOSEU AMOR E DA SUABONDADE PARA SUA COMUNIDADE.
  • CATEQUISTA CONSCIENTE DE SUA VOCAÇÃO E DA BELEZA DE SUA MISSÃO, É ALGUÉM QUE SERVE A SUA COMUNIDADE COMALEGRIA. ELE SABE QUENÃO É UM FUNCIONÁRIO DA IGREJA, MAS UM VOLUNTÁRIO E ALEGRESERVIDOR DO REINO QUE PROCURA FAZER TUDO COM MUITO AMOR.
  • MOTIVAÇÃO D@S CATEQUISTAS1. A FORMAÇÃO2. O ENGAJAMENTO COMUNITÁRIO3. A VIDA SACRAMENTAL4. OS RETIROS E ENCONTROS5. A DIREÇÃO ESPIRITUAL6. A COMUNIDADE DE CATEQUISTAS7. MOMENTOS DE DISCONTRAÇÃO E LAZER
  • COMOPREPARAR OENCONTRO DECATEQUESE
  • O ENCONTRO DE CATEQUESE ... É O CANAL, O MEIO ATRAVÉS DO QUAL CATEQUISTA E CATEQUIZAND@S, NUMA EXPERIÊNCIA DE CONHECIMENTO, REFLEXÃO, CELEBRAÇÃO E AÇÃO, REALIZAM JUNTOS O ENCONTRO INDIVIDUAL E COMUNITÁRIO COM DEUS.
  • COMO PREPARAR UM ENCONTRO DE CATEQUESE • PREPARAR UM ENCONTRO COM A MOTIVAÇÃO DE QUEM PREPARA UMA FESTA... A FESTA DO ENCONTRO! • ENCONTRO DE PESSOAS • ENCONTRO ENTRE CATEQUISTA E CATEQUIZANDOS • ENCONTRO ENTRE O GRUPO COM JESUS
  • O ENCONTRO DE CATEQUESEPRECISA SE TORNAR O ESPAÇO DEREFLEXÃO DO PROJETO DE DEUS. • O catequista deve encadear etapas no encontro que envolvem o ... ENSINAR – APRENDER – SENTIR – CRIAR – DESCOBRIR - EXPERIENCIAR
  • TRÊS MOMENTOS SIGNIFICATIVOSPARA O ENCONTRO DE CATEQUESE: 1. ANTES DO ENCONTRO 2. DURANTE O ENCONTRO 3. DEPOIS DO ENCONTRO NÃO HÁ UMA ÚNICA RECEITA
  • ANTES DO ENCONTRO Ler o subsídio base Escolher o tema principal Selecionar textos complementares, filmes, dinâmicas...facilitando a compreensão da mensagem; Programar o tempo para as atividades que foram planejadas; Pensar na organização do ambiente; cartaz e/ou símbolo Ler o texto bíblico e se aprofundar no tema; Definir o que é prioridade
  • ANTES DO ENCONTRO Adequar o conteúdo de acordo com a idade do catequizando; Criar intimidade com o conteúdo a ser desenvolvido no encontro Planejar o desenvolvimento do encontro; acolhida - estudo – atividades - celebração - ação Pesquisar os acontecimentos da semana e dados da vida dos catequizandos que possam contribuir no desenvolvimento do conteúdo;
  • DURANTE O ENCONTRO Mesas com cadeiras Sem quadro negro - verde Bíblia em destaque Ambão da Palavra Vela, flores, água Ambiente areajado, alegre, sem muitos cartazes pregados nas paredes (escola), poucos cartazes e significativos (não poluir o visual; Imagem de Jesus, crucificado ou ressuscitado;
  • DURANTE O ENCONTRO Chegar com antecedência Preparar o ambiente Fazer uma boa acolhida Apresentar o conteúdo permitindo espaço para intervenções e contribuições dos catequizandos. Assumir a postura de acolhimento e escuta Envolver a todos, conquistando confiança
  • DURANTE O ENCONTRO Lidar com as diferentes idéias e contribuições Saber valorizar a todos Dividir bem o tempo, sem reduzir as manifestações do grupo Controlar suas emoções e as do grupo Conduzir o grupo a uma convivência serena e fraterna Favorecer a participação É importante ter presente – caderno e caneta ou lápis para anotações
  • DEPOIS DO ENCONTRO Cada encontro deve abrir novas perspectivas para a aplicação das novas descobertas na vida e para os próximos encontros; Cada encontro deve provocar no catequizando o desejo de vivenciar aquilo que foi transmitido. Muitas ações poderão ser realizadas no decorrer da semana e por toda a vida;
  • DEPOIS DO ENCONTRO A mensagem do encontro assim como o Evangelho é para ser ouvido, vivido e transmitido – ação transformadora, segundo o Plano de Deus A avaliação da ação catequética deve ser realizada para verificar se os objetivos foram ou estão sendo alcançados.
  • A CATEQUESE NÃO ÉUM ATO ISOLADO (SEMCOMPROMISSO COM ACOMUNIDADE), NÃO É SÓ PREPARAÇÃO PARA OS SACRAMENTOS, MAS SIM UMAPREPARAÇÃO PARA A VIDA NA E EM COMUNIDADE.
  • DICAS PARA MELHORAR A QUALIDADE DO ENCONTRO CATEQUÉTICO 1. Conheça o seu grupo de catequizandos. Chamem pelo nome. Conheça sua família! 2. Busque apoio em alguém para resolver as dificuldades surgidas; 3. Leve ao conhecimento da coordenação os principais problemas e alegrias; 4. Coloquem as cadeiras em semi-círculos, facilita a comunicação; 5. Evite as improvisações, preparando os encontros antes;
  • DICAS PARA MELHORAR A QUALIDADE DO ENCONTRO CATEQUÉTICO 6. Evite a rotina. Aproveite para isso as celebrações e revisões. Prepare um encontro-surpresa: passeio, confraternização, jogo...; 7. Procure conhecer o conjunto da programação e do material que pode ser utilizado na catequese. Isso dará segurança; 8. Use com critério e criatividade o seu material à sua disposição; 9. Procure valorizar e acompanhar os catequizandos, dando-lhe algumas tarefas durante o encontro;
  • DICAS PARA MELHORAR A QUALIDADE DO ENCONTRO CATEQUÉTICO 10. Esteja sempre em contato com a coordenação. Não desanime! O trabalho que vale a pena sempre exige compromisso e sacrifício; 11. Interessa pelo catequizando além do encontro, o que gosta, quais seus problemas; 12. Participe intensamente de sua comunidade. Carregue no coração a alegria de pertencer a uma comunidade cristã, mesmo com suas dificuldades.
  • DICAS PARA MELHORAR A QUALIDADE DO ENCONTRO CATEQUÉTICO 13. Seja uma pessoa de oração. A Palavra de Deus deve ser para você um livro de meditação diária. Faça uma oração comprometida com a vida e a realidade; 14.Seja frequente nos encontros de formação de catequese. Seja presente e atuante na vida da sua comunidade. Dê testemunho de seu ministério. 15. Seja pontual e evite faltar nos encontros de catequese. Caso for preciso, avise com antecedência, comunique a coordenação. Encontre um substituto.
  • DICAS PARA MELHORAR A QUALIDADE DO ENCONTRO CATEQUÉTICO 16. Além da data de nascimento, valorize a data de batismo de cada catequizando; 17. Procure incentivar a oração espontânea, pois ajuda a entender as alegrias, tristezas e preocupações dos catequizandos; 18. Coloque com cuidado e muito respeito um toque de humor no encontro; 19. Se os catequizandos falam alto demais, fale mais baixo. Você adquire o silêncio, sem perder a paciência; 20. Não humilhe, não despreze e nem deixe ninguém de lado.
  • DICAS PARA MELHORAR A QUALIDADE DO ENCONTRO CATEQUÉTICO 21. Cada um é um. Por isso, evite fazer comparações entre catequizandos; 22. Valorize a diversidade e os dons. Se você não é poeta, talvez no grupo tem. Você não canta? Algum talvez cante. 23. Evite o “achismo”, por isso estude o assunto. Tenha certeza de suas afirmações, seja sincero. Diga a verdade quando não souber: no momento eu não sei a resposta... 24. Crie dinâmicas conforme as idades
  • A catequese precisa de catequistas convertidos. Com isso, virão catequistas empolgados. Com isso, catequistas mais preparados para a missão que Deus lhe Confia.
  • A revolução na catequese começa com uma mudança de comportamento dos catequistas. Precisamos mais “das pessoas” e não apenas“de pessoas”. Se não for assim, tudo não vai passar de “fogo de palha”.
  • "ONDE EXISTE UMA NECESSIDADE, EXISTE TAMBÉM UMA OPORTUNIDADE”
  • “Quem vos ouve, a Mim ouve” (Lc 10,16). “O Filho dohomem não veiopara ser servido,mas para servir” (Mt 20,28).
  • NADA TEPERTURBE,NADA TE ESPANTE,TUDO PASSA,DEUS NÃO MUDA.A PACIÊNCIA,TUDO CONSEGUE.QUEM A DEUS TEM,NADA LHE FALTA,SÓ DEUS ÉSUFICIENTE.Santa Teresa de Ávila(1515-1582 )
  • QUEM QUERFAZER ALGUMACOISA ARRANJA UM MEIO.QUEM NÃO QUER FAZER NADA,ARRANJA UMA DESCULPA.
  • ELABORAÇÃO Criação e montagem: José Vieira dos SantosEmail: jvieiras@hotmail.com Jardim Santo André DOURADOS - MS