O Aluno Virtual<br /> <br />Um Guia para trabalhar com estudantes on-line<br />Rena M. Palloff e Keith Pratt, 2004 (Artmed...
Sobreosautores<br />Rena M. Palloff, Ph.D.,faz parte do grupo de professores da Capella University´s School of Education, ...
Introdução<br />1ª. Parte do livro: Perfil de quem é o aluno virtual e quais suas características e necessidades. Abordage...
<ul><li>O interesse e a procuraporcursos on-line aumentou;
Os professoresperceberamqueprecisavamtécnicasqueaumentassema participação e a aprendizagemcolaborativa;
Inicialmente o focoestava em orientarosprofessoressobre o usodatecnologia e sobrecomoelaborar um curso on-line;
Atualmenteosprofessoresprocurammétodos e técnicasparafazer de fato com queoscursos on-line funcionem e sejamelaborados com...
Nemsempre o aluno é o foco. Exemplo: Transiçãopara o ambiente online, (questõestécnicascomobandalarga e tédio de assistirp...
Tem menteaberta e compartilhadetalhesdavidaprofissional e outrasexperiênciaseducacionais;
Tem automotivação e autodisciplina; pensacriticamente; é comprometido;aplicasuaaprendizagem de forma contínuanavida;
Não se senteprejudicadoporfalta de sentidos: audiçãoouvisão;
Desejamdedicarquantidadesignificativa de seu tempo semanal a seusestudos e nãovêemcomomaneiramaisleve e fácil de obtercréd...
É responsávelpeloseuprocesso de aprendizagem;
Acredita que a aprendizagem de alta qualidade pode acontecer em qualquer lugar e em qualquer momento. Não apenas na sala d...
Tem capacidade de refletirque é qualidade fundamental para o aluno virtual de sucesso;</li></li></ul><li><ul><li>NemPedago...
Aprendizagem auto dirigida = Heutagonia.
Umaabordagemfocada no aluno e auto-dirigidabaseia-se nacrença fundamental de quenãopodemosensinar,masfacilitara aquisição ...
a boa aprendizagemon-line envolve as trêsconstruçõesteóricas, ouseja, o importante é que o alunotenhasucesso em seucurso v...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aluno virtual[1]

4.028 visualizações

Publicada em

Este trabalho é parte da Disciplina: Ambientes Virtuais realizada pela Profa. Dra. Stela Piconez na Faculdade de Educação da USP, em novembro de 2008.
Fizemos um resumo das principais características do aluno virtual, com fundamento na Obra de Rena M. Palloff e Keith Pratt, 2004. Um Guia para trabalhar com estudantes on-line (Artmed). Participantes: Josete Maria Zimmer e Wanderlucy Czezak.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.028
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
117
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aluno virtual[1]

  1. 1. O Aluno Virtual<br /> <br />Um Guia para trabalhar com estudantes on-line<br />Rena M. Palloff e Keith Pratt, 2004 (Artmed)<br /> <br />Disciplina: Ambientes Virtuais<br />Profa. Dra. Stela Piconez<br />Josete Maria Zimmer<br />Carla Barros <br />Wanderlucy Czezak<br /> <br />FEUSP- nov/2008<br />
  2. 2. Sobreosautores<br />Rena M. Palloff, Ph.D.,faz parte do grupo de professores da Capella University´s School of Education, onde trabalha com alunos de mestrado e doutorado. É professora adjunta no Fielding Graduate Institute, onde leciona no programa de mestrado em administração organizacioonal, curso ministrado integralmente on-line. <br />Keith Pratt, Ph.D.,integra o grupo de professores da Capella University´s School of Education e também leciona no Fielding Graduate Institute. Foi gerente de projetos Datatel, supervisionando a instalação de software em faculdades dos Estados Unidos.<br />Os dois têm apresentado seu trabalho ao público norte-americano desde 1994, com outros dois livros publicados em 2001 e 2002.<br />
  3. 3. Introdução<br />1ª. Parte do livro: Perfil de quem é o aluno virtual e quais suas características e necessidades. Abordagem sobre o modo como crianças e adultos aprendem. Orientações sobre a comunidade virtual de aprendizagem on-line.<br />2ª. Parte do livro: Guia para trabalhar com o aluno virtual - questionamentos, inquietações e estratégias.<br />Final do livro: Ênfase sobre o papel dos professores. Ferramentas para um aluno virtual de sucesso. <br />
  4. 4. <ul><li>O interesse e a procuraporcursos on-line aumentou;
  5. 5. Os professoresperceberamqueprecisavamtécnicasqueaumentassema participação e a aprendizagemcolaborativa;
  6. 6. Inicialmente o focoestava em orientarosprofessoressobre o usodatecnologia e sobrecomoelaborar um curso on-line;
  7. 7. Atualmenteosprofessoresprocurammétodos e técnicasparafazer de fato com queoscursos on-line funcionem e sejamelaborados com o aluno em mente.
  8. 8. Nemsempre o aluno é o foco. Exemplo: Transiçãopara o ambiente online, (questõestécnicascomobandalarga e tédio de assistirpalestra on-line);</li></li></ul><li><ul><li>Aqueleque tem acessoaocomputador;
  9. 9. Tem menteaberta e compartilhadetalhesdavidaprofissional e outrasexperiênciaseducacionais;
  10. 10. Tem automotivação e autodisciplina; pensacriticamente; é comprometido;aplicasuaaprendizagem de forma contínuanavida;
  11. 11. Não se senteprejudicadoporfalta de sentidos: audiçãoouvisão;
  12. 12. Desejamdedicarquantidadesignificativa de seu tempo semanal a seusestudos e nãovêemcomomaneiramaisleve e fácil de obtercréditosou um diploma. </li></li></ul><li><ul><li>Trabalha em conjunto com seuscolegasparaatingirosseusobjetivos de aprendizagem e osobjetivos do curso; é colaborativo;
  13. 13. É responsávelpeloseuprocesso de aprendizagem;
  14. 14. Acredita que a aprendizagem de alta qualidade pode acontecer em qualquer lugar e em qualquer momento. Não apenas na sala de aula tradicional
  15. 15. Tem capacidade de refletirque é qualidade fundamental para o aluno virtual de sucesso;</li></li></ul><li><ul><li>NemPedagogiaeletrônica e nemAndragogia (ensinoadulto) e sim o incentivo a umapráticanaqual o processoeducacionalsejacentrado no aluno.
  16. 16. Aprendizagem auto dirigida = Heutagonia.
  17. 17. Umaabordagemfocada no aluno e auto-dirigidabaseia-se nacrença fundamental de quenãopodemosensinar,masfacilitara aquisição do conhecimento.
  18. 18. a boa aprendizagemon-line envolve as trêsconstruçõesteóricas, ouseja, o importante é que o alunotenhasucesso em seucurso virtual;</li></li></ul><li><ul><li>Flexibilidadee disposiçãoparaaprender com osalunos e com osoutros;</li></ul> <br /><ul><li>Disposiçãoparaceder o controleaosalunostantonaelaboração do cursoquanto no processoaprendizagem;</li></ul> <br /><ul><li>Disposiçãoparatrabalhar em conjunto(colaboração);</li></ul> <br /><ul><li>Disposiçãoparaafastar-se do papeltradicionaldo professor.</li></li></ul><li>Ter o alunocomocentro é preciso…<br /><ul><li>Entendercomosão e comoaprendem e estarcientes das questõesqueafetamsuavida;
  19. 19. Entender o queprecisampara qua possamosapoiá-los nasuaaprendizagem e ajudá-los comoagentesreflexivos;
  20. 20. Encontrarumamaneira de envolvê-los naelaboração do curso e naavaliação;
  21. 21. Respeitarseusdireitoscomoalunos e o seupapelnaaprendizagem;
  22. 22. Entendercomodesenvolvercursos e programassemdeixar de daratençãocontínuapara a qualidade; (estesprincípios se aplicam a situaçõespresenciais e on-line).</li></li></ul><li>Para ter o alunocomocentro…<br /><ul><li>O professor precisasair do centro das ações. E issonãosignificaque o professor não precise saber o conteúdo.
  23. 23. O professor iráatuar no gerenciamentodaaprendizagemdos alunostornando a aprendizagemcompartilhada;
  24. 24. Os propósitos e osprocessos de avaliaçãotambémprecisammudar. (incluirauto avaliação, porexemplo, incentivaosalunos a refletirsobre o processo de aprendizagem.</li></li></ul><li><ul><li>Confirmação de que as idéiasqueenviamaofórum de discussãoestão no caminhocerto;
  25. 25. Instruçõesclarassobre as expectativas do curso e para a realização dos trabalhos;
  26. 26. A possibilidade de expressarinsatisfação com o nível de qualidade de comunicação,com o professor e do própriocurso, semmedo de retaliação;
  27. 27. Umacargarazoável de leitura, envio de mensagens e e-mails;
  28. 28. Feedback rápido e claro;
  29. 29. Orientaçõessobre a tecnologia em uso e suportetécnico.</li></li></ul><li>As melhorespráticasincentivam…<br /><ul><li>Entenderquemsãonossosalunos e comoelesaprendemparalherdá o devidoapoio.
  30. 30. Terconsciência das questõesqueafetam as vidas dos alunos e suaaprendizagem e de comoeles as trazempara a sala de aula;
  31. 31. Entendercomoajudarosalunosvirtuais em seudesenvolvimentocomoparticipantesreflexivos;
  32. 32. Respeitarosdiferentestalentose a maneiracomoaprendem.</li></ul> <br />
  33. 33. As melhorespráticasincentivam…<br /><ul><li>Encontrar um meio de envolverosalunosvirtuaisnaelaboração do curso e naavaliação;
  34. 34. Entendercomodesenvolvercursos e programassemdeixar de daratenção à melhoracontínuadaqualidiade, de forma queosalunos se envolvam com o processo de aprendizagem e progridamsuavementenadireção de suasmetas, seusobjetivos e seussonhos.</li></li></ul><li><ul><li>Conectar-seaocursopelomenosduasvezesporsemana;
  35. 35. Certificar-sequeestá em dia com as mensagens;
  36. 36. Ser independente (nãoesperarque o professor lhedêtodainformação e orientação) ;
  37. 37. Estarbempreparado com as leituras, pesquisas e análises;
  38. 38. Confiarnoscolegas e estar pronto paradar um feedback construtivo e bom;
  39. 39. Se sentirperdido e confusopergunte;</li></li></ul><li><ul><li>Se ficarchateado com algumamensagem, respire fundo e espere 24 horas;
  40. 40. Estarpreparadopara a quantidade de tempo que o cursoexige (prepare a agenda);
  41. 41. Pedirapoiodafamília e amigos paraqueentendam as exigênciasdo curso;
  42. 42. Trabalhe a flexibilidade e paciência;
  43. 43. A aprendizagem on-line é algodinâmico e estimulante. Se aprende com o material e também com a tecnologia....</li></li></ul><li><ul><li>O professor precisaajudarosalunos a entendero papelimportantequeelesdesempenham no processo de aprendizagem.
  44. 44. O papel e a responsabilidade do alunosãofundamentaisnacriaçãodacomunidadeparaesteprocesso.
  45. 45. A utilização de meioscolaborativosfortaleceráosestudantes à medidaqueessesdescobremseupotencial e desenvolvemmaisamplamentemúltiploscaminhospara a aprendizagem.
  46. 46. A formação de umacomunidadeon-line eliminagrande parte do isolamento do aluno. É precisoque o aluno se sinta parte de umaentidade maior.</li></ul> <br />
  47. 47. <ul><li>O aluno virtual precisa em essência de todososserviçosquesãooferecidosaoalunopresencial. Contudo, deve-se prestar especial atenção a outrasnecessidades e questõescriadaspelotrabalho a distância, taiscomosensação de isolamentoe problemaspotenciais no acessoaosrecursos.
  48. 48. Independente de como é apresentada, a orientaçãobemestruturadae clara de comoacessar o curso e comonavegarnele é fundamental para o aluno virtual.
  49. 49. Tercerteza de queosalunosentendem as demandasdaaprendizagem on-line e contar com o seucomprometimento com o processotalveznãoseja o únicomodo de assegurar o sucessomas é um passocertoem direção à manutenção do engajamento e do envolvimento dos alunos.</li></li></ul><li><ul><li>Os alunossão o pontomaisimportantedaaprendizagem. O professor, aoelaborar o ambiente de aprendizagem, develevar em conta as necessidades e as opiniões do alunosobresuaprópriaaprendizagem, respondendo a eles de maneiraeficaz e oportuna, informando-lhessobre as açõesquetoma e porque as toma.
  50. 50. Quantomaisenvolvemosnossosalunosnaavaliaçãocontínuade seuprópriodesempenho e do curso, maissignificativoseráparaeles e maisprovavelmenteproduzieremosalunoscapacitados e prontosparaaprenderdurantetoda a vida.
  51. 51. Emboraalgumasquestõeslegaisdevam ser tratadaspormeiodapolíticainstitucional, certasquestõeslegaispoderiam e deveriam ser abordadastambémnasala de aula on-line.</li>

×