Medicina da Produção Vacas de leite José Ferrão

1.198 visualizações

Publicada em

Portuguese Veterinary of dairy Farm Perspective

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.198
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
50
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Medicina da Produção Vacas de leite José Ferrão

  1. 1. Medicina da Produção em Bovinos deleite,na óptica do Veterinário ResidenteJosé Pedro Ferrão, Agroleite Canhajosecbf@gmail.comFMV Lisboa, 25 de Março de 201102:55
  2. 2. 02:55
  3. 3. 02:55
  4. 4. 02:55
  5. 5. 02:55
  6. 6. 02:55
  7. 7. 02:55
  8. 8. Medicina da Produção• “Nunca a responsabilidade da alimentação humana esteve nasmãos de tão poucos indivíduos. E nunca o resto da populaçãoteve tão pouca noção desse facto.”02:55
  9. 9. • Medir o impacto das decisões“O que não se mede não se pode melhorar.”• Definir um rumo“Se não sabemos para onde vamos, qualquer caminhoserve.”Medicina da Produção02:55
  10. 10. • A reestruturação do sector leiteiro actualmente é umarealidade imparável. O nível de profissionalidade dosprodutores Portugueses e Europeus é cada vez maior.• A gestão empresarial das explorações, em todas as áreas detrabalho está a impor-se e os técnicos devem estar à alturadas circunstâncias, inclusive, à frente das necessidades dosprodutoresMedicina da Produção02:55
  11. 11. Nível de formação dos produtores 200002:55
  12. 12. Como consequências da evolução, nos últimos 10 anos, o sectorleiteiro:• Diminuição do numero de explorações• Diminuição do numero de vacas leiteiras• Aumento do numero de vacas por exploração• Aumento a produtividade por vacaMedicina da Produção02:55
  13. 13. Numero de explorações• 1995/1996 – 48.383• 2006/2007 – 12.446 menos 74,6% dasexplorações a uma média de 10,1% ao ano(dados estatísticos APCRF )02:55
  14. 14. O produtor, não quer que o trabalho do veterinário se reduza amanter os seus animais sãos, exige, cada vez com mais força,que ele seja uma peça chave, com elevado nível de implicaçãona obtenção e cumprimento de objectivosMedicina da Produção02:55
  15. 15. • Produção de elevadas quantidades de leite por vaca presentena exploração,• de alta qualidade físico química e sanitária,• ao menor custo possível,• mantendo os animais saudáveis• e com uma reprodução eficiente.Medicina da ProduçãoObjectivos02:55
  16. 16. Medicina da Produção1. Áreas de Actuação2. Conceitos básicos3. Temas intemporais4. Temas Quentes5. Temas a consolidar6. Futuro da Produção de Leite02:55
  17. 17. ÁREAS DE ACTUAÇÃO02:55
  18. 18. O dia-a-dia baseia-se na interligação das diferentes áreas :Medicina daproduçãoNutrição eAlimentaçãoGestão deRecursosHumanosClínica eCirurgiaQualidade doLeiteGestãotécnica eeconómicaBiossegurançaBem-estaranimalÁREAS DE ACTUAÇÃO02:55
  19. 19. Principais receitas de uma exploração leiteiraProduçãoLeiteRecriaEstrumesSubsídiosCarneProduçãodeenergia?Produção intensiva02:55
  20. 20. CONCEITOS BÁSICOS02:55
  21. 21. Existem conceitos de linguagem que deve ser sempre iguais:• Média de produção –VACA LACTANTE vs VACA PRESENTE(evitar médias de contraste!!)• DEL (Dias em lactação médios)• CUSTO REAL DE ALIMENTAÇÃO VACA E DIA (não o custo doque foi formulado mas sim o que as vacas realmentecomem!!)CONCEITOS BÁSICOS02:55
  22. 22. Existem conceitos de linguagem que deve ser sempre iguais:• DIAS ABERTOS (Dias do Parto à inseminação fértil) ouintervalo entre partos projectado, nunca intervalo entrepartos (demasiado atrito)• FERTILIDADE MENSAL (Numero de vacas prenhas numintervalo de 1 mês a dividir pelo numero decobrições/inseminações)• TAXA DE DETECÇÃO DE CIOSCONCEITOS BÁSICOS02:55
  23. 23. INDICES TÉCNICO MAIS ACTUAIS, MAS MAIS COMPLEXOS:• PREGNANCY RATE (Taxa de prenhez)- % de vacas prenhas,num intervalo de 21 dias – índice que combina fertilidade etaxa de detecção de cios.• PRODUÇÃO TOTAL NA VIDA ÚTIL• CUSTO DE KG DE MATÉRIA SECA POR LITRO DE LEITECONCEITOS BÁSICOS02:55
  24. 24. TEMAS INTEMPORAIS02:55
  25. 25. • Fertilidade – de quem é a culpa???Vaca ??(problemas pós-parto mal acompanhados, incorrectasvariações de condição corporal)Técnica/experiência de inseminação??Fertilidade individual do touro??Má detecção do cio?? (má identificação dos animais, poucotempo dedicado á tarefa, maus estábulos)Temas intemporaisREPRODUÇÃO02:55
  26. 26. • O produtor e a ética do veterinário devem preferir aprevenção em detrimento do tratamento• Nos deslocamentos de abomaso, o sucesso tende a seralto, mesmo com pouca experiência se a detecção forprecoce.Temas intemporaisCIRURGIA02:55
  27. 27. VACAS VITELOS-Mamites -Diarreias-Metrites -Pneumonias-Hipocalcémias clinica vs subclinica-Cetoses clinicas vs subclinicas-IndigestõesTemas quentesCLINICA Principais Patologias :02:55
  28. 28. • Correcta prevenção vacinal (custo beneficio só é possíveldemonstrar quando existe registo de dados e não sensações)• Protocolos de actuação (simples e sintéticas )• Formação dos trabalhadores para estarem mais despertos(não á eficiência de antibiótico que substitua a rapidez docorrecto tratamento)Temas quentesCLINICA02:55
  29. 29. • Área que foi deixada ao abandono por demasiado tempo.• Responsável pela maioria dos gastos em medicamentos dasexplorações• Cada vez é preciso ter mais dados (análises) e trabalhar nalógica da prevenção (estábulos e vacinação) e na rapidez deactuação (formação dos trabalhadores)Temas intemporaisQUALIDADE DO LEITE02:55
  30. 30. TEMAS QUENTES02:55
  31. 31. • Touros com provas genómicas• Crossbreeding• Holstein e a questão de maior produtividade maiorinfertilidade e maior numero de patologiasTemas quentesGENÉTICA02:55
  32. 32. • Tempo de secagem inferiores a 60 dias (45, 30 ou 0)• Secagem por condição corporal• Eficiência alimentar Bruta (GFI) vs Maximização da ingestão damatéria seca (DMI)• Instalações e bem estar animal• Robot de ordenha (simples ou para ordenhas rotativas)Temas quentesMANEIO02:55
  33. 33. • Tempo de secagem inferiores a 60 dias (45, 30 ou 0)• Secagem por condição corporal• Custo de alimentação por kg de leite produzido• Instalações e bem estar animal• Robot de ordenha (simples ou em salas rotativas)www.futuredairy.com.au/pdfs/AMS_Guidelines_2010_Web.pdfTemas quentesMANEIO02:55
  34. 34. TEMAS A CONSOLIDAR02:55
  35. 35. • Conceito de ingestão de matéria seca e humidade de umamistura• Conceito de fibra e de fibra efectiva• Será que o veterinário têm de ter um papel mais activo naajuda ao produtor em todo o processo de produções deforragens? Reuniões de prevenção de erros comagrónomo/nutricionista/veterinário/produtor• Como fazer silagens de qualidade?? www.silostop.comTemas a ConsolidarNutrição e Alimentação02:55
  36. 36. 02:55FUTURO DA PRODUÇÃO DE LEITE
  37. 37. • Globalização• Sustentabilidade• Bem-estar-animal02:55Futuro da Produção de leite
  38. 38. • Formar, motivar e sensibilizar os agricultorespara o potencial de pequenas decisões• Repensar o modo como se produz• Incutir metodologias e objectivos que melhoreme aumentem a produtividade global02:55Futuro da Produção de leite
  39. 39. FUTURO?• She was in the herd with the rest of the cows,peaking at 115Kg per day. She had no specialattention whatsoever. She has the will to eatlike no other cow has got.• (North Carolina Cow Makes 34.144Kg Milk,February 1999 Holstein World, page 12).02:55Futuro da Produção de leite
  40. 40. Medicina da Produção em Bovinos deleiteNa óptica do Veterinário ResidenteOBRIGADOJosé Pedro Ferrão, Agroleite Canhajosecbf@gmail.comFMV Lisboa, 25 de Março de 201102:55182 915Lem 10lactações
  41. 41. Sites interessantes• www.fenda.es• www.wdmc.org• www.solomamitis.com• www.bovinfor.pt• www.extension.org• www1.extension.umn.edu/dairy/Redes sociais• www.linkedin.com02:551950

×