Passeio gratuito pela Glória, Catete e Flamengo, promovido                 pelo jornal “Rio Carioca”                      ...
Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, erguida de 1714 a1719 pelo ermitão Antônio Caminha, ficou completada em 1739...
Painel de azulejos feito em 1726, em Lisboa, com tema pastoril e                   que se encontra na Sacristia
Arcaz da sacristia em jacarandá do início do séc. XIX, com pinturas                    dos quatro Doutores da Igreja
Painel de azulejos setecentista vindo de Lisboa encontrado no     corredor lateral e que retrata cena de caça ao Veado
Morro da Glória antes da igreja, em pintura naif do séc. XIX no                       forro da sacristia
Pintura naif do forro da sacristia que retrata a capela que existiuantes da atual; altar de Santo Amaro entalhado em 1781 ...
Altar mór, decapado em 1940 e altar de São Gonçalo, ambos em estilo Rococó e datados de 1781, atribuídos ao artista Inácio...
Painel de azulejos portugueses setecentistas retratando cena do                      Cântico dos Cânticos
Painel de azulejos portugueses setecentistas retratando cena do                      Cântico dos Cânticos
Painel de azulejos de igual procedência e tema similar
Um Querubim em azulejos lusitanos e a imagem de Nossa Senhora           da Glória, de roca, datada do séc. XVIII
Vista do coro, com o órgão e as falsas tribunas; lavabo em mármorede Lióz vindo de Portugal que faz par com outro idêntico...
Pintura naif da Virgem da Glória, no forro da sacristia e porta   lateral em mármore de Lióz vinda de Portugal em 1781
O ascensor mecânico do morro, inaugurado em 1942 e restauradoem 2.008 e a mataria da casa que foi de Cláudio Gurgel do Ama...
Parte de nosso grupo defronte ao arco de entrada do templo
Monumento a São Sebastião, inaugurado em 1965 pela celebraçãodos quatrocentos anos da Cidade e monumento a Getúlio Vargas,...
Vista geral do monumento a Vargas, com museu no subsolo
Hotel Glória, inaugurado em junho de 1922 sob projeto de SilvioRiedlinger e Joseph Gire, sendo reconstruído atualmente por...
Monumento ao Centenário da Abertura dos Portos Brasileiros,inaugurado em janeiro de 1908 na Glória pelo Prefeito Souza    ...
Edifício Milton, no Russel, inaugurado em 1926 e castelinhoRenault da Silveira, inaugurado em 1915 por Antônio Virzi e hoj...
Antiga sede da Manchete, projeto de Oscar Niemeyer e hoje deEyke Baptista; Leão do Hotel Novo Mundo, fundido em ferro de V...
Jardins do Museu da República, criados em 1869 por Glaziou para o Barão de Nova Friburgo e reformados em 1896 por Paul Vil...
O Palácio do Catete foi edificado de 1858 a 1863 por AntônioClemente Pinto, Barão de Nova Friburgo para sua residência
Palácio do Catete. Adquirido pelo Governo em 1896, sediou aPresidência de 1897 a 1960; casario tombado na rua do Catete
Entrada do Museu do Folclore Edison Carneiro
Mais casas tombadas na rua do Catete, defronte ao Museu da                        República
Shopping de arquitetura vulgar na rua do Catete 228, que substituiu o curioso Cinema Azteca, demolido em 1973
Casario tombado na rua do Catete, próximo ao largo do Machado
Igreja Matriz da Glória, no largo do Machado, erguida de 1842 a1875, tendo à frente a Virgem de Canova; altar do Santíssim...
Altar mór, entalhado num estilo Rococó tardio no séc. XIX por                   Antônio Jacy Monteiro
Escola no largo do Machado, erguida em 1872 por ordem de D.Pedro II com dinheiro destinado originalmente para uma estátua;...
Interior da sede do IAB, todo em pedra e óleo de baleia, projetado    em 1892 pelo engenheiro Francisco de Azevedo Monteir...
Lateral do salão, que abriga o IAB desde 1986; e vista da fachada projetada em 1892 por Caminhoá para sediar a primeira us...
Lobby do Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho, conhecido como             “Castelinho da rua Dois de Dezembro”
Fachada do castelinho, erguido em 1915 pelo arquiteto Franciscodos Santos para moradia do português Joaquim da Silva Cardo...
Salão nobre, com esculturas de massa da Belle Époque,   provavelmente feitas pelo arquiteto Antônio Virzi
Florão do arco do salão nobre, com decoração em massa de nenéns,        flores e rosto feminino, tudo no estilo Art-Nouveau
Detalhe da decoração da antiga sala de jantar, com lambris                       Neogóticos
Detalhe da decoração da sanca da sala de jantar, todo feito em                  massa imitando madeira
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Passeio Cultural Jornal Rio Carioca.

607 visualizações

Publicada em

Passeio Cultural Jornal Rio Carioca.
Fotos e comentários do guia Milton Teixeira.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
607
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Passeio Cultural Jornal Rio Carioca.

  1. 1. Passeio gratuito pela Glória, Catete e Flamengo, promovido pelo jornal “Rio Carioca” • Visita realizada na sexta feira pela manhã, dia 28 de setembro de 2.012. • Promoção: jornal “Rio Carioca”. • Guia: professor Milton de Mendonça Teixeira. • Três cúpulas vistas do adro da igreja da Glória: em primeiro plano, a do Palácio São Joaquim; segue-se a da residência do Cônsul da Alemanha e, por fim, a do prédio do Curvelo, em Santa Teresa.
  2. 2. Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, erguida de 1714 a1719 pelo ermitão Antônio Caminha, ficou completada em 1739 e em 1781 ainda lhe colocaram três portas vindas de Lisboa e os altares internos
  3. 3. Painel de azulejos feito em 1726, em Lisboa, com tema pastoril e que se encontra na Sacristia
  4. 4. Arcaz da sacristia em jacarandá do início do séc. XIX, com pinturas dos quatro Doutores da Igreja
  5. 5. Painel de azulejos setecentista vindo de Lisboa encontrado no corredor lateral e que retrata cena de caça ao Veado
  6. 6. Morro da Glória antes da igreja, em pintura naif do séc. XIX no forro da sacristia
  7. 7. Pintura naif do forro da sacristia que retrata a capela que existiuantes da atual; altar de Santo Amaro entalhado em 1781 no estilo Rococó
  8. 8. Altar mór, decapado em 1940 e altar de São Gonçalo, ambos em estilo Rococó e datados de 1781, atribuídos ao artista Inácio Ferreira Pinto
  9. 9. Painel de azulejos portugueses setecentistas retratando cena do Cântico dos Cânticos
  10. 10. Painel de azulejos portugueses setecentistas retratando cena do Cântico dos Cânticos
  11. 11. Painel de azulejos de igual procedência e tema similar
  12. 12. Um Querubim em azulejos lusitanos e a imagem de Nossa Senhora da Glória, de roca, datada do séc. XVIII
  13. 13. Vista do coro, com o órgão e as falsas tribunas; lavabo em mármorede Lióz vindo de Portugal que faz par com outro idêntico, ambos na sacristia
  14. 14. Pintura naif da Virgem da Glória, no forro da sacristia e porta lateral em mármore de Lióz vinda de Portugal em 1781
  15. 15. O ascensor mecânico do morro, inaugurado em 1942 e restauradoem 2.008 e a mataria da casa que foi de Cláudio Gurgel do Amaral
  16. 16. Parte de nosso grupo defronte ao arco de entrada do templo
  17. 17. Monumento a São Sebastião, inaugurado em 1965 pela celebraçãodos quatrocentos anos da Cidade e monumento a Getúlio Vargas, concluído em 2.004
  18. 18. Vista geral do monumento a Vargas, com museu no subsolo
  19. 19. Hotel Glória, inaugurado em junho de 1922 sob projeto de SilvioRiedlinger e Joseph Gire, sendo reconstruído atualmente por Eyke Baptista
  20. 20. Monumento ao Centenário da Abertura dos Portos Brasileiros,inaugurado em janeiro de 1908 na Glória pelo Prefeito Souza Aguiar, com esculturas de Eugene Benet
  21. 21. Edifício Milton, no Russel, inaugurado em 1926 e castelinhoRenault da Silveira, inaugurado em 1915 por Antônio Virzi e hoje de Eyke Baptista
  22. 22. Antiga sede da Manchete, projeto de Oscar Niemeyer e hoje deEyke Baptista; Leão do Hotel Novo Mundo, fundido em ferro de Val D`Osne
  23. 23. Jardins do Museu da República, criados em 1869 por Glaziou para o Barão de Nova Friburgo e reformados em 1896 por Paul Villon
  24. 24. O Palácio do Catete foi edificado de 1858 a 1863 por AntônioClemente Pinto, Barão de Nova Friburgo para sua residência
  25. 25. Palácio do Catete. Adquirido pelo Governo em 1896, sediou aPresidência de 1897 a 1960; casario tombado na rua do Catete
  26. 26. Entrada do Museu do Folclore Edison Carneiro
  27. 27. Mais casas tombadas na rua do Catete, defronte ao Museu da República
  28. 28. Shopping de arquitetura vulgar na rua do Catete 228, que substituiu o curioso Cinema Azteca, demolido em 1973
  29. 29. Casario tombado na rua do Catete, próximo ao largo do Machado
  30. 30. Igreja Matriz da Glória, no largo do Machado, erguida de 1842 a1875, tendo à frente a Virgem de Canova; altar do Santíssimo no interior do templo
  31. 31. Altar mór, entalhado num estilo Rococó tardio no séc. XIX por Antônio Jacy Monteiro
  32. 32. Escola no largo do Machado, erguida em 1872 por ordem de D.Pedro II com dinheiro destinado originalmente para uma estátua; sede do Instituto de Arquitetos do Brasil, antiga “Casa das Machinas”, da Cia. Jardim Botânico
  33. 33. Interior da sede do IAB, todo em pedra e óleo de baleia, projetado em 1892 pelo engenheiro Francisco de Azevedo Monteiro Caminhoá
  34. 34. Lateral do salão, que abriga o IAB desde 1986; e vista da fachada projetada em 1892 por Caminhoá para sediar a primeira usina termo-elétrica da América do Sul
  35. 35. Lobby do Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho, conhecido como “Castelinho da rua Dois de Dezembro”
  36. 36. Fachada do castelinho, erguido em 1915 pelo arquiteto Franciscodos Santos para moradia do português Joaquim da Silva Cardoso; arranco da escadaria
  37. 37. Salão nobre, com esculturas de massa da Belle Époque, provavelmente feitas pelo arquiteto Antônio Virzi
  38. 38. Florão do arco do salão nobre, com decoração em massa de nenéns, flores e rosto feminino, tudo no estilo Art-Nouveau
  39. 39. Detalhe da decoração da antiga sala de jantar, com lambris Neogóticos
  40. 40. Detalhe da decoração da sanca da sala de jantar, todo feito em massa imitando madeira

×