Equilíbrio eletrostático

311 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
311
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Equilíbrio eletrostático

  1. 1. Definição Um condutor está em equilíbrio eletrostático quando não há fluxo ordenado dos elétrons livres em seu interior. • As cargas elétricas distribuem-se na superfície externa do condutor • O campo no interior do condutor é nulo. • O potencial no interior é o mesmo para qualquer ponto. • A concentração de cargas é maior nas regiões pontiagudas (poder das pontas).
  2. 2. + + ++ + + E E E E E + + ++ + + + + + + Pára raios
  3. 3. + + ++ + + Campo (E) Potencial (V) No interior da esfera Na superfície da esfera No exterior da esfera 2 2 . R QK E  2 . d QK E  R QK V .  d QK V .  0E R QK V .  Condutor esférico
  4. 4. E d Exterior Superfície Interior 2 2 . R QK E  2 . d QK E  0E Interior Superfície Exterior Grandeza Vetorial R Diagrama E x d
  5. 5. Rigidez Dielétrica do ar • Grandeza física que relaciona a capacidade que o ar tem de não permitir descargas elétricas, ou seja, a capacidade de isolamento do ar. • Quando a rigidez dielétrica é vencida, o ar se torna condutor e com isso ocorrem descargas elétricas conhecidas por raio.
  6. 6. Blindagem eletrostática Uma superfície condutora eletrizada possui campo elétrico nulo em seu interior dado que as cargas se distribuem de forma homogênea na parte mais externa da superfície condutora, como exemplo podemos citar o Gerador de Van de Graaff. Um campo elétrico externo faz com que as cargas se rearranjem, cancelando o campo interno.

×