Contracção muscularContração muscular (AO 1945: contracção muscular) é um processo fisiológico característico das fibrasmu...
Nervos motores controlam a contração normal das fibras musculares esqueléticas. Ramificados dentro    do tecido conjuntivo...
A distância faz ao amor aquilo que o vento faz ao fogo: apaga o pequeno,inflama o grande.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Contracção muscular

330 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
330
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Contracção muscular

  1. 1. Contracção muscularContração muscular (AO 1945: contracção muscular) é um processo fisiológico característico das fibrasmusculares que corresponde a capacidade de gerar tensão com a ajuda de um neurônio motor.Tipo de contraçõesAs contrações musculares podem ser dividas em: Contração reflexa - ato involuntário de movimento muscular mas de músculos somáticos voluntários; Contração tônica - contração mantida mesmo quando o músculo está "relaxado", este tipo de contração ajuda na manutenção dapostura, por exemplo, do pescoço, no tônus dos dedos; Contração isotônica dividida ainda em: contração concêntrica - é o tipo de contração muscular no qual os músculos encurtam durante a geração de força; contração excêntrica - ocorre quando o músculo alonga enquanto está sob tensão devido a uma força externa maior que a força gerada pelo músculo. Em vez de mover a junta na direção da contração, o músculo age desacelerando o movimento de forma controlada; contração isométrica - nesta contração o músculo gera força sem alterar o comprimento muscular, mas com uma tensão maior do que o tônus muscular. Na contração muscular, a actina desliza sobre os filamentos da miosina, que conservam seus comprimentos originais. A contração se inicia na faixa ansiotrópica, ou A, onde a actina e a miosina se sobrepõem. Durante a contração, a faixa isotrópica (I) diminui de tamanho, enquanto os filamentos de actina penetram na faixa A. Concomitantemente, a faixa H, formada somente pelos filamento grossos (miosina) também se reduz, à medida que esses filamentos são sobrepostos pelos filamentos finos (actina). Isso irá resultar em um grande encurtamento do sarcômero. A contração muscular depende da disponibilidade de íons cálcio e o relaxamento muscular está na dependência da ausência destes íons. O fluxo de íons cálcio é regulado pelo retículo sarcoplasmático (RS), para a realização rápida dos ciclos de contração muscular. O RS é uma rede de cisternas do retículo endoplasmático liso, que envolve e separa em feixes cilíndricos grupos de miofilamentos. Quando despolarizado, o RS libera os íons cálcio passivamente até os filamentos finos e grossos. Ao ser polarizado novamente, o RS transporta o íon cálcio de volta às cisternas, interrompendo a atividade contrátil. A contração uniforme de cada fibra muscular é responsabilidade do sistema de túbulos T. Esse sistema é constituído por uma rede complexa de invaginações tubulares do sarcolema da fibra muscular.
  2. 2. Nervos motores controlam a contração normal das fibras musculares esqueléticas. Ramificados dentro do tecido conjuntivo do perimísio neste local de inervação, o nervo perde sua bainha de mielina e forma a dilatação que se situa dentro de uma depressão da superfície da fibra muscular. Esta estrutura é chamada de placa neural ou junção mioneural, onde o axônio possui inúmeras mitocôndrias e vesículas sinápticas, e libera acetilcolina, que se difunde através da fenda sináptica, da placa motora e vai se prender a receptores específicos aos sarcolemas das dobras juncionais. Uma fibra nervosa pode inervar uma única fibra muscular, ou se ramificar e inervar até 160 fibras musculares, formando uma unidade motora. O número de unidades motoras em determinado músculo é relacionado com a delicadeza de movimentos requerida do músculo.ActíniaA actina é uma proteína que, em conjunto com a miosina e moléculas de ATP, gera movimentos celulares emusculares. A actina polimerizada forma os microfilamentos de actina importantes na composiçãodo citoesqueleto.Já foram identificadas seis diferentes isoformas de actina, entre elas a Actina alfa 1, músculo esquelético,também conhecida como ACTA1.MiosinaA proteína miosina é uma ATPase que se movimenta ao longo da actina e em presença de ATP, sãoresponsáveis pela contração muscular. Estas proteínas são as principais componentes dos miofilamentos,os organelos que constituem o "esqueleto" das células musculares. Sua forma microscópica lembra um taco degolf.Ela é uma enzima mecanoquímica, isto é, converte a energia química em mecânica e por isso é tambémchamada de proteína motora. Então, nos movimentos gerados por esses elementos, a miosina é o motor, osfilamentos de actina são os trilhos e o ATP, o combustível.Estudos de seqüência de DNA mostram mais de 10 classes de genes para miosina. Entretanto, três são osmais conhecidos:miosina I, miosina II, e miosina V. A estrutura molecular de todas mostra uma "cabeça", onde se encontra o sítio de ligação com ATP e com a actina, sendo o local de geração de força; um "pescoço", que regula a atividade da "cabeça" ligando-se à calmodulina outra proteína reguladora semelhante; uma "cauda" que contém sítios de ligação que determina se a molécula vai se ligar à membrana plasmática ou a outras caudas para formar um filamento grosso.ATPTrifosfato de adenosina, adenosina trifosfato ou simplesmente ATP, é umnucleotídeo responsável peloarmazenamento de energia em suas ligações químicas. É constituída por adenosina, um nucleosídeo,associado a três radicais fosfato conectados em cadeia. A energia é armazenada nas ligações entre osfosfatos.O ATP armazena energia proveniente da respiração celular e da fotossíntese, para consumo imediato.A molécula atua como uma moeda celular, ou seja, é uma forma conveniente da transformação da energia.Esta energia pode ser utilizada em diversos processos biológicos, tais como o transporte ativo de moléculas,síntese e secreção de substâncias, locomoção e divisão celular, entre outros. Não pode ser estocada, seu usoé imediato, energia pode ser estocada na forma de carboidratos e lipídios.
  3. 3. A distância faz ao amor aquilo que o vento faz ao fogo: apaga o pequeno,inflama o grande.

×