Avaliação diagnóstica da alfabetização. Matriz de referência da avaliação diagnóstica

4.598 visualizações

Publicada em

http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Proletr/fasciculo_port.pdf

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.598
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
757
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
154
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação diagnóstica da alfabetização. Matriz de referência da avaliação diagnóstica

  1. 1. 1Avaliação diagnóstica da alfabetização1http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Proletr/fasciculo_port.pdfAntônio Augusto Gomes BatistaCeris S. Ribas SilvaMaria das Graças de Castro BregunciMaria Lúcia CastanheiraSara Mourão MonteiroMatriz de referência da avaliação diagnóstica2AQUISIÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITACapacidadesAvaliadasDescritores Procedimentosde Avaliação1. Compreender as diferençasexistentes entre os sinais dosistema de escrita alfabético-ortográfico e outras formasgráficas e sistemas derepresentação.Verificar se a criança faz distinçõesentre: letras e números;____________________________sinais do sistema de escrita alfabético-ortográfico, marcas ou sinais gráficos, comoacentos e sinais de pontuação;_____________________________outros sistemas de representação.Exemplos deatividades: 1, 2, 32. Conhecer o alfabeto e osdiferentes tipos de letrasVerificar se a criança identifica as letras doalfabeto e se faz distinção entre as letras deimprensa maiúscula e minúscula, e a cursivamaiúscula e minúscula. Evidentemente, asdistinções entre os tipos de letras constituemetapas mais avançadas do domínio da línguaescrita.Exemplos deatividades: 4, 5, 6 ,73. Dominar convenções gráficas:· orientação da escrita;· alinhamento da escrita;· segmentação dos espaços embranco e pontuação.Verificar se a criança reconhece:· a direçãocorreta da escrita (esquerda/ direita, de cima/parabaixo) e utiliza corretamente a folha (pautada ounão, de acordo com o planejamento doprofessor); as formas gráficas destinadas amarcar a segmentação na escrita (espaçamentoentre palavras e pontuação).Exemplos deatividades: 8, 9, 104. Reconhecer palavras eunidades fonológicas ousegmentos sonoros como rimas,sílabas (em diversas posições) ealiterações (repetições de umfonema numa frase ou palavra)Verificar se a criança identifica: · as rimas, assílabas e sons existentes no início, no meio e nofinal de palavras compostas com sonssemelhantes e diferentes (atenção: sons esílabas no início de palavra são mais facilmentereconhecidos; a tarefa é mais difícil quando selocalizam no meio da palavra);· a segmentaçãooral de palavras em sílabas; a segmentação oralde frases em palavras.Exemplos deatividades: 11, 12,13, 14, 15, 166. Dominar relações entre grafemase fonemas, sobretudo aquelasrelações que são regulares.Verificar se a criança utiliza os princípios e as regrasortográficas do sistema de escrita, considerando: ·· as correspondências entre grafemas efonemas que são invariáveis, como P, B, V. F, porexemplo;· as correspondências que dependem do contextoExemplos deatividades:20, 211Sistematizado por Angela Freire, Coordenadora do ESPAÇO PEDAGÓGICO VIRTUAL, Coordenadora Pedagógica ,lotada na Secretaria Municipal de Educação, Cultura Esporte e Lazer, no Núcleo de Educação e Tecnologia (NET).2Batista, Antônio Augusto Gomes et al. Avaliação diagnóstica da alfabetização. Belo Horizonte: Ceale / FaE / UFMG,2005. 86 p. (Coleção Instrumentos da Alfabetização; 3).
  2. 2. 2(regulares contextuais), ou seja, em que se define, porexemplo, o valor sonoro da letra considerando a suaposição na sílaba ou na palavra e os “sons” que vêmantes e/ou depois. Um exemplo: a letra S, no início depalavra, representa sempre o fonema /s/, como emSAPO; a mesma letra, na posição entre vogais,representa o fonema /z/ como em CASA.LEITURACapacidadesAvaliadasDescritores Procedimentosde Avaliação7. Ler e compreender palavrascompostas por sílabas canônicase não canônicas.Verificar se a criança é capaz de ler palavrascompostas por diferentes estruturas silábicas,considerando-se as disposições de consoante(C) e vogal (V):- CV - padrão silábico canônico: (ex: si-la-ba)- V - (ex: a-ba-ca-te)- CVC - (ex: tex-to, ve-ri-fi-car)- CCV - (ex: pa-la-vra).Exemplos deatividades: 22,23,248. Ler e compreender frases. Verificar se a criança é capaz de compreenderfrases com estrutura sintática simples (ex: “Omenino comprou muitas balas ontem” é maissimples que “Ontem, muitas balas foramcompradas pelo menino”.)Exemplos deatividades: 259. Compreender globalmente otexto lido, identificando o assuntoprincipal.Verificar se a criança é capaz de identificar oassunto de que trata um texto e de dizer comoele é abordado.Exemplos deatividades: 25, 26 e2710. Identificar diferenças entregêneros textuais e localizarinformações em textos dediferentes gêneros.Verificar se a criança utiliza diferentes estratégiasde leitura adequadas ao gênero textual e aosuporte em que o texto é veiculado, bem como seutiliza conhecimentos sobre diferentes gênerosde textos para localizar informações.Exemplos deatividades: 27, 28,29 e 3011. Inferir informações. Verificar se a criança é capaz de associar elementosdiversos, presentes no texto ou que se relacionem à suavivência, para compreender informações nãoexplicitadas no texto.Exemplos deatividades: 31, 32, 33e 3412. Formular hipóteses sobre oconteúdo do texto.Verificar se a criança formula hipóteses sobre oassunto de um texto com apoio de elementostextuais e contextuais, como: manchete, títulos,formatação do texto e imagens.Exemplos deatividades: 33 e 3513. Ler com maior ou menorfluência.Verificar se a criança lê escandindo e comhesitações ou se é capaz de realizar leitura oralde palavras, sentenças e textos com fluência,expressando compreensão do que lê.Exemplos deatividades: 36DOMÍNIO DA ESCRITA E DA PRODUÇÃO DE TEXTOSCapacidadesAvaliadasDescritores Procedimentosde Avaliação14. Escrever palavras de cor. Verificar se a criança é capaz de escrever de corpalavras como o próprio nome e de seus colegas,o nome da escola e da professora, o nome dacidade.Exemplos deatividades: 1915. Escrever palavras com grafiadesconhecida.Verificar se, num ditado, a criança é capaz deescrever, mesmo com erros ortográficos (troca deletras, por exemplo) palavras cuja grafia édesconhecida. Nesse caso verifica-se se o alunodesenvolveu a capacidade da codificação.Exemplos deatividades: 18, 21,2216. Escrever sentenças. Verificar se a criança escreve, mesmo comalguns erros, sentenças, com maior ou menorextensão (quanto maior a extensão, maior aExemplos deatividades: 10, 21
  3. 3. 3dificuldade, pela sobrecarga de atenção e peloesforço motor).17. Recontar narrativas lidas peloprofessor.Verificar se a criança é capaz de reproduzir,oralmente ou por escrito, um texto lido em vozalta, mantendo não apenas os elementos doenredo, mas também estruturas da linguagemescrita; quanto maior for a fidelidade à leituraoral, maior é a indicação de que a criança estáampliando seu domínio de estruturas dalinguagem escrita.Exemplos deatividades: 3718. Redigir textos curtosadequados:· ao gênero;· ao objetivo do texto;· ao destinatário;· às convenções gráficasapropriadas ao gênero;· às convenções ortográficas.Verificar se a criança é capaz de produzir textoscom maior ou menor adequação, levando emconta sua situação de produção e a situação emque será lido.Exemplos deatividades: 37, 38
  4. 4. 4Instrumento de avaliação diagnóstica: sugestões de atividadeAtenção professor(a).As atividades de avaliação propostas são sugestões que podem e devem sercomplementadas com outras atividades elaboradas por você. O importante é que o(a)professor(a) se coloque como mediador efetivo dessas situações de avaliação e auxilie osseus alunos a compreenderem o enunciado dos exercícios, monitore seu desempenho epossibilite que as realizem com autonomia. Finalmente, lembre-se que a aplicação doinstrumento deve ser flexível quanto ao tempo e à organização dos alunos. Quanto aotempo, poderá optar por dividir o conjunto de questões selecionadas em sessões quepoderão realizadas em diferentes dias. Quanto à organização dos alunos, várias questõespoderão ser realizadas coletivamente, outras em pequenos grupos e algumasindividualmente. Não se esqueça ainda que também é fundamental que investigue asexperiências das crianças, dentro e fora da escola, por meio de observações e sondagenssobre seu processo de inserção na cultura escrita e, em particular, na cultura escolar.Atividade 1Professor (a), apresentar à criança diferentes suportes (livros, revistas, jornais, folhetos,cartões e outros) para que, folheando esses suportes, ela possa apontar aspectos quedistingam o sistema de escrita de outros sistemas de representação.Atividade 2: Observe o quadro abaixo
  5. 5. 5
  6. 6. 6
  7. 7. 7
  8. 8. 8
  9. 9. 9
  10. 10. 10
  11. 11. 11
  12. 12. 12
  13. 13. 13
  14. 14. 14
  15. 15. 15
  16. 16. 16
  17. 17. 17
  18. 18. 18
  19. 19. 19
  20. 20. 20
  21. 21. 21

×