Obra de Vik Muniz Retrato de 33x27 cm, 
Feito com açúcar depois fotografado
É um dos trabalhos preferidos de Vik Muniz, a 
criança comum é retratada em açucar e representa um 
pouco da preocupação q...
Obra de Modesto Brocos, 199 cm × 166 cm, óleo sobre tela, 1895
Pertence ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes, 
serve como retrato da sociedade brasileira miscigenada. 
Uma das int...
Obra de Pedro David, 
Um ensaio com fotografias de arvores “presas” em florestas de eucalipto
O fotógrafo mineiro Pedro David levou um susto quando se 
deparou com a cena de uma árvore nativa “presa” em uma 
floresta...
Artes hu3
Artes hu3
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Artes hu3

101 visualizações

Publicada em

escolar

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
101
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artes hu3

  1. 1. Obra de Vik Muniz Retrato de 33x27 cm, Feito com açúcar depois fotografado
  2. 2. É um dos trabalhos preferidos de Vik Muniz, a criança comum é retratada em açucar e representa um pouco da preocupação que Vik demonstrava com as crianças. "Valentina, a mais rápida" foi divulgada em 1998 e foi considerada umas das melhores obras do fotógrafo.
  3. 3. Obra de Modesto Brocos, 199 cm × 166 cm, óleo sobre tela, 1895
  4. 4. Pertence ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes, serve como retrato da sociedade brasileira miscigenada. Uma das interpretações da obra dá a entender que a avó negra, por intermédio do neto branco, estaria se libertando de uma condição racial que a oprimia. A pintura serviu de ilustração para o trabalho de um médico brasileiro num congresso sobre raças.
  5. 5. Obra de Pedro David, Um ensaio com fotografias de arvores “presas” em florestas de eucalipto
  6. 6. O fotógrafo mineiro Pedro David levou um susto quando se deparou com a cena de uma árvore nativa “presa” em uma floresta de eucaliptos. Ele não sabia, mas estava diante de uma situação procurada há mais de 10 anos. Ali, numa floresta no norte de Minas Gerais, David encontrou o resumo da angústia sentida toda vez que se deparava com uma plantação de eucaliptos. Não foi apenas uma coincidência claro, não há milhares de árvores nativas “encarceradas” por espécies devastadoras plantadas pelo homem , mas uma junção do ato de compreender e de enxergar. Ainda durante aquela viagem, o fotógrafo encontrou outras 10 plantas na mesma situação. Fotografou todas e construiu o ensaio Sufocamento.

×