Trabalho realizado por:  Ana Rita Alter nº4 e  João de Deus nº17
o Areias;o Arenito;o Basalto;o Calcário;o Calcite;o Diorito. Nem todas as   amostras      As amostras contidas abordadas n...
1.  Categoria principal: Rocha Sedimentar2.  Categoria secundária: Rocha Sedimentar Detrítica Não Consolidada3.  Categoria...
Características dos      Tipo de rochas: Não    Tipo de rochas:detritos dos             consolidadas           Consolidada...
Tipo de areias     EspessuraAreia muito fina   entre 0,15mm e 0,6mmAreia fina         entre 0,6mm e 1,2mmAreia média      ...
Grão                          mais                          fino                         Grão                         mais...
• Tal como na imagem anterior, é possível vermos os  diferentes tipos de granulometria existentes nas areias.
1.  Categoria principal: Rocha Sedimentar2.  Categoria secundária: Rocha Sedimentar Detrítica Consolidada3.  Categoria cie...
É de notar que                         na zona do palco                           do Temperado,                           ...
 “Arenito – Teste de efervescência”                             O teste de efervescência                               é ...
1. Amostra de arenito fortemente alterada, é evidente a   presença de fossilização, esta amostra pertence a uma   rocha qu...
1.     Categoria principal: Rocha Magmática2.     Categoria secundária: Rocha vulcânica ou extrusiva3.     Classificação c...
Textura         Classificação     Teor em             % de          Cor                     Química         sílica (%)    ...
Localização: estasamostras de basalto  encontram-se na  zona Oriental do    Jardim das    Sensações
Localização: estaamostra de basalto  encontra-se na      zona do Temperado, juntodas redes de fundo.
A observação em lâmina delgada,    ter-nos ia    permitidovisualizar outrosminerais como a    piroxena.
 “Basalto – Teste de efervescência”
• Duas amostra de basalto, ambas apresentam marcas de  meteorização.
1.   Categoria principal: Rocha Sedimentar2.   Categoria secundária: Rocha quimiogénica / biogénica3.   Categoria científi...
Possui  evidentes marcas defossilização.
Localização:  na zona do  Temperado,circundante ao     palco.
ArenitoCalcário
 “Calcário – Teste de efervescência”
1. Calcário impuro com marcas de uma forte   meteorização, e princípio da formação de terra rossa;2. Calcário comum, não a...
• A terra rossa tem origem na alteração de calcário impuro,  que quando molhado dissolve-se e retém impurezas.
Minerais de calcite                                CalcárioÉ possível vermos uma amostra desta rochano “frasco das calcites”
1.   Categoria principal: Mineral2.   Características: 1ªparte; 2ªparte3.   No Jardim das Sensações:         A calcite é u...
• A calcite que, em termos químicos é carbonato de cálcio (CaCO3), é um  mineral que se pode formar a partir de sedimentos...
Cor                       Risca                     Brilho• Alocromático – cor      Branco                    Vítreo, resi...
Classe      Composição            Formula QuímicaCarbonato   Carbonato de cálcio   CaCO3              A presença do       ...
Evidencia das    formasromboédricas referentes à  clivagem.
 “Calcite – Teste de efervescência”
1. Mineral de calcite extremamente alterado;2. Presença de minerais de calcite, presença de clastos,   não tem uma presenç...
1.  Categoria principal: Rocha Magmática2.  Categoria secundária: Rocha plutónica (consolidação lenta do magma em    profu...
Textura       Classificação     Teor em             % de         Cor                   Química         sílica (%)        m...
Estou  aqui!!  Sou odiorito =D
 “Diorito – Teste de efervescência”
• Fácil observação dos cristais. A sua cor intermédia  comprova os dados da tabela referidos.
• No Jardim das Sensações existem ainda outros tipos de  litologias, as quais não fazem parte do nosso trabalho  pois a su...
• No âmbito do trabalho desta disciplina desenvolvemos  no jardim uma “cache”, de “geocaching”, para o dia da  escola aber...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Litologias do Jardim das Sensações da Escola Secundária do Forte da Casa

809 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
809
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Litologias do Jardim das Sensações da Escola Secundária do Forte da Casa

  1. 1. Trabalho realizado por: Ana Rita Alter nº4 e João de Deus nº17
  2. 2. o Areias;o Arenito;o Basalto;o Calcário;o Calcite;o Diorito. Nem todas as amostras As amostras contidas abordadas no neste trabalho foram trabalho retiradas de rochascorrespondem a presentes no Jardim amostras dos das Sensações. frascos.
  3. 3. 1. Categoria principal: Rocha Sedimentar2. Categoria secundária: Rocha Sedimentar Detrítica Não Consolidada3. Categoria científica: Areias4. Características: Formam-se á superfície da terra através de processos de meteorização física e química que em conjunto com a erosão deterioram e fragmentam rochas pré-existentes formando os fragmentos a que chamamos areias. Através de processos de sedimentação pode ser transformada em arenito. Este tipo de litologia possui uma capacidade relativamente pequena de reter nutrientes no solo, tendo ainda poros bastante grandes, perdendo água facilmente daí os solos arenosos serem geralmente secos.5. No Jardim das Sensações: 1. Localização: As areias estão presentes em abundância na zona do Desértico do Jardim das Sensações.
  4. 4. Características dos Tipo de rochas: Não Tipo de rochas:detritos dos consolidadas Consolidadassedimentos• Grandes dimensões Balastros (blocos ou  Conglomerados (com (256-2mm) seixos) detritos arredondados)  Brechas (com detritos angulosos)• Dimensões que Areias Arenitos variam entre 2- 1/16mm• Dimensões que Siltes Siltitos variam entre 1/16- 1/256mm• Dimensões inferiores Argilas Argilitos a 1/256mm
  5. 5. Tipo de areias EspessuraAreia muito fina entre 0,15mm e 0,6mmAreia fina entre 0,6mm e 1,2mmAreia média entre 1,2mm e 2,4mmAreia grossa entre 2,4mm e 4,8mm
  6. 6. Grão mais fino Grão mais grosseir oDiferentes tiposde granulometria Foto tirada na zona do Desértico
  7. 7. • Tal como na imagem anterior, é possível vermos os diferentes tipos de granulometria existentes nas areias.
  8. 8. 1. Categoria principal: Rocha Sedimentar2. Categoria secundária: Rocha Sedimentar Detrítica Consolidada3. Categoria científica: Arenito4. Características: O arenito é uma rocha sedimentar consolidada que resulta da compactação e litificação de um material granular da dimensão das areias. O arenito é composto normalmente por quartzo, mas pode ter quantidades apreciáveis de feldspatos, micas e/ou impurezas. Os arenitos são rochas lapidificadas constituídas por areias aglutinadas por um cimento natural, que geralmente caracteriza a rocha. São rochas também designadas por grés e muitas vezes são classificadas pela natureza do cimento.5. No jardim das Sensações: 1. Localização: lajes existentes na zona do Temperado, fazendo de base do palco. Estas lajes foram transportadas da serra de Aire e Candeeiros. 2. Informação: apresentam uma matriz rica em carbonato de cálcio, o que proporcionou o fenómeno de efervescência na presença de ácido clorídrico.
  9. 9. É de notar que na zona do palco do Temperado, nem todas as rochas presentes são arenitos, também existem calcários.O arenito distingue-sefacilmente do calcárioatravés do toque. Um arenito possuí uma textura claramente granular.
  10. 10.  “Arenito – Teste de efervescência” O teste de efervescência é realizado com Hcl (ácido clorídrico), ocorrendo o fenómeno de efervescência quando a litologia tem na sua composição carbonato de cálcio.
  11. 11. 1. Amostra de arenito fortemente alterada, é evidente a presença de fossilização, esta amostra pertence a uma rocha que na presença de HCl fez efervescência, logo concluímos que, o cimento desta rocha é de carbonato de cálcio;2. Arenito com cimento de carbonato de cálcio, e alguma mineralização numa das faces, apresenta ainda uma forte alteração e desgaste.
  12. 12. 1. Categoria principal: Rocha Magmática2. Categoria secundária: Rocha vulcânica ou extrusiva3. Classificação científica: Basalto4. Composição:5. No Jardim das Sensações: 1. Informação: Uma das amostras de basalto presente no Jardim das Sensações evidencia cor cinzenta escura a negro (figura - basalto 1), minerais de grão fino, observando-se macroscopicamente cristais milimétricos de olivina. Através da observação em lâmina delgada (figura - basalto 3) poderíamos identificar outros minerais como a piroxena. A outra amostra presente no Jardim (figura - basalto 2) apresenta uma cor avermelhada, devido à forte alteração pelos agentes de meteorização física e química a que está a ser sujeita. Nesta amostra não é possível identificar minerais macroscopicamente. Foi realizado um teste de efervescência com acido (HCl) que comprovou a inexistência de compostos de calcário na composição da rocha.
  13. 13. Textura Classificação Teor em % de Cor Química sílica (%) minerais ferromagnesi anosAgranular ou Básicas Baixo Alta Escuraafanítica – a (>43<52), logo (melanocrata)rocha é pH alcalinoformada, totalouparcialmente,por cristais tãopequenos quenão sedistinguemmacroscopicamente.
  14. 14. Localização: estasamostras de basalto encontram-se na zona Oriental do Jardim das Sensações
  15. 15. Localização: estaamostra de basalto encontra-se na zona do Temperado, juntodas redes de fundo.
  16. 16. A observação em lâmina delgada, ter-nos ia permitidovisualizar outrosminerais como a piroxena.
  17. 17.  “Basalto – Teste de efervescência”
  18. 18. • Duas amostra de basalto, ambas apresentam marcas de meteorização.
  19. 19. 1. Categoria principal: Rocha Sedimentar2. Categoria secundária: Rocha quimiogénica / biogénica3. Categoria científica: Calcário4. Características: Os calcários são rochas sedimentares que contêm minerais com quantidades acima de 30% de carbonato de cálcio. As principais impurezas que contém o calcário são as sílicas, argilas, fosfatos, carbonato de magnésio, óxidos de ferro, matéria orgânica entre outros. A coloração do calcário passa do branco ao preto, podendo ser cinza claro ou cinza escuro. Muitos calcários apresentam tons de vermelho, amarelo, azul ou verde dependendo do tipo e quantidade de impurezas que apresentam. Podemos encontrar calcário em rios, lagos, grutas, estas rochas formam-se pela precipitação de carbonato de cálcio, principalmente em meio marinho.5. No Jardim das Sensações: o calcário é uma rocha bastante comum no jardim, sendo facilmente observada em todas as zonas. 1. Tipos de calcários presentes no Jardim das Sensações: Calcário comum (figura – calcário 1) e o calcário conquífero (figura – calcário 2). A identificação destas rochas foi possível pela forte efervescência, a frio, com o ácido clorídrico.
  20. 20. Possui evidentes marcas defossilização.
  21. 21. Localização: na zona do Temperado,circundante ao palco.
  22. 22. ArenitoCalcário
  23. 23.  “Calcário – Teste de efervescência”
  24. 24. 1. Calcário impuro com marcas de uma forte meteorização, e princípio da formação de terra rossa;2. Calcário comum, não apresenta evidências de meteorização, nem formação de terra rossa;3. Calcário escuro devido à presença de matéria orgânica.
  25. 25. • A terra rossa tem origem na alteração de calcário impuro, que quando molhado dissolve-se e retém impurezas.
  26. 26. Minerais de calcite CalcárioÉ possível vermos uma amostra desta rochano “frasco das calcites”
  27. 27. 1. Categoria principal: Mineral2. Características: 1ªparte; 2ªparte3. No Jardim das Sensações: A calcite é um mineral abundante no Jardim das Sensações, podendoser observado em quase todos as zonas.
  28. 28. • A calcite que, em termos químicos é carbonato de cálcio (CaCO3), é um mineral que se pode formar a partir de sedimentos químicos, nomeadamente iões de cálcio (Ca2+) e bicarbonato (HCO3-), através da seguinte reacção química:• À formação de calcite associa-se, de acordo com a expressão anterior, a formação de água e de dióxido de carbono. A diminuição da quantidade de dióxido de carbono na água, em consequência do aumento de temperatura da água, da diminuição da pressão atmosférica ou da agitação das águas (efeito da ondulação), determina a formação de calcite. A deposição e posterior diagénese dos minerais de calcite originam calcário, neste caso, de origem química.
  29. 29. Cor Risca Brilho• Alocromático – cor Branco Vítreo, resinoso variável - geralmente Incolor, branca;• Com transparênciaDureza Clivagem Fractura3 na escala de Mohs 3 direcções de clivagem Não apresenta fractura proeminentes, dando origem a formas romboédricas (losango).
  30. 30. Classe Composição Formula QuímicaCarbonato Carbonato de cálcio CaCO3 A presença do carbonato de cálcio pode ser comprovada através do teste da efervescência.
  31. 31. Evidencia das formasromboédricas referentes à clivagem.
  32. 32.  “Calcite – Teste de efervescência”
  33. 33. 1. Mineral de calcite extremamente alterado;2. Presença de minerais de calcite, presença de clastos, não tem uma presença evidente de calcário, possuí detritos de diferente granulometria, ou seja, sofreu diferentes forças de compactação;3. Minerais de calcite com diferentes tonalidades numa rocha que possuí indícios de terra rossa;• Todas as outras mostras são o modo como a calcite pode aparecer associada a outra rocha, no Jardim das Sensações. Estas amostras provêm do final do Mesozóico (Cretácico)
  34. 34. 1. Categoria principal: Rocha Magmática2. Categoria secundária: Rocha plutónica (consolidação lenta do magma em profundidade)3. Classificação científica: Diorito4. Composição:5. No Jardim das Sensações: 1. Localização: o diorito encontra-se ao longo dos caminhos na zona sul do jardim (zona dos Convívios).
  35. 35. Textura Classificação Teor em % de Cor Química sílica (%) minerais ferromagnesi anosGranular ou Intermédia Media Intermédia Intermédiafanerítica – (>52<65), logo (mesocrata)os diferentes pH básicocristais queconstituem arochadistinguem-seuns dos outrosmacroscopicamente.
  36. 36. Estou aqui!! Sou odiorito =D
  37. 37.  “Diorito – Teste de efervescência”
  38. 38. • Fácil observação dos cristais. A sua cor intermédia comprova os dados da tabela referidos.
  39. 39. • No Jardim das Sensações existem ainda outros tipos de litologias, as quais não fazem parte do nosso trabalho pois a sua classificação foi-nos impossibilitada devido ao seu estado de alteração. Localização: estas• Exemplo disso: litologias encontram- se na entrada do jardim fazendo canteiros.
  40. 40. • No âmbito do trabalho desta disciplina desenvolvemos no jardim uma “cache”, de “geocaching”, para o dia da escola aberta.

×