Olhares de São Paulo 2011

395 visualizações

Publicada em

Projeto da EMEFJoão da Silva feito em 2011.
O PEA da escola

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Olhares de São Paulo 2011

  1. 1. PROJETO: OLHARES DE SÃO PAULODisciplina: Apoio de Matemática e Geografia.Professores Responsáveis: JacksonEquipe gestora: Alexandre, Adriana, Eliane, Adriana e Fernanda.Turmas e Séries envolvidas: Ensino Fundamental I e IIPeríodo: 06/06/2011 – 02/12/2011Introdução:No atual contexto histórico e tecnológico, somos a todo o momento levados a enfrentarnovos desafios, que exigem uma nova visão crítica e abrangente dos recursos que noscercam, imprimindo uma nova ordem ao tempo e ao espaço em que vivemos.Vemos que a educação escolar está à procura de caminhos que venham aperfeiçoar aformação do cidadão, pois a mesma não está desempenhando o seu real papel, que entreoutros pontos envolve a formação crítica do homem.A introdução da Informática Educativa traz novas perspectivas para o desenvolvimento doensino e aproximação de todo contexto social, não ficando a escola distante dodesenvolvimento tecnológico.Justificativa:Estando a escola inserida num contexto onde o imperativo social é a tecnologia, éimportante analisarmos a relação entre escola e tecnologia, objetivando a construção deuma sociedade em que todos possam estabelecer diálogos em igualdade de condições ecapacidade para tomar decisões que levem mudanças futuras da sociedade. Para isso, énecessária a formação de leitores críticos."A educação não é apenas o ato diante o qual um homem informa o outro alguma coisa. Elaé, sobretudo, um sistema de rocas mediante o qual através da compreensão, se atinge oconsenso." (Íris Barbosa Goulart).Se um dos objetivos do uso do computador no ensino for o de ser um agentetransformador, o professor deve ser capacitado para assumir o papel de facilitador daconstrução do conhecimento pelo aluno e não um mero transmissor de informações.A despeito dos esforços coletivos, com parceiros comprometidos em contribuir paraformação de uma sociedade leitores críticos, a escola tem se defrontado com práticas queinterferem nesse desenvolvimento.
  2. 2. Objetivos Específicos:  Domínio dos alunos das diferentes linguagens;  Melhora da escrita;  Desenvolver a produção textual;  Utilização de blog para divulgação de trabalhos desenvolvidos;  Despertar nos alunos a consciência crítica das informações recebidas;  Desenvolver a percepção auditiva, a concentração, a linguagem, a socialização e a imaginação dos mesmos;  Utilização dos programas de rádio (Zaradio / Audacity).Objetivos Gerais:  Promover a socialização entre os alunos;  Ampliação do universo conceitual e o vocabulário dos alunos;  Valorizar os aspectos positivos da programação radiofônica;  Incentivar o protagonismo juvenil;  Tornar o aluno mais crítico, criativo, ético e responsável;  Resgatar a autoestima dos alunos;  Promover a cultura da paz.
  3. 3. Temas da Cidade de São Paulo  Fundação da Cidade;  Represa (Billing / Guarapiranga), Rios, Parques e o Clima);  Gastronomia;  Meios de Transportes da Cidade;  Personalidades;  Cultura da cidade;  Política;  Emigrantes / Imigrantes,  Fundação do bairro;  Esporte e saúde.Atividades desenvolvidas  Contos do Recanto Carioba  Bullying;  Orientação sexual;  Tipos de violência;  Poesia digital;  Consciência negra;  Festival de desenho;  Poesia;  Paródia;  Charge;  Blog/twitter/e-mail;  Tipos de drogas;  Vídeo;  Reportagem especial;  Fotomontagem;  Entrevistas;
  4. 4. Procedimentos:Possibilitar ao educando o domínio de várias formas de linguagem para que ele possatransformar o meio em que vive, utilizando a Língua Portuguesa como um instrumento demediação e interação dos conflitos ideológicos existentes na comunidade, garantindo seusdireitos, cumprindo seus deveres, enquanto agente de transformação social.Agilizar-se com técnicas, instrumentos, desenvolver destrezas e habilidades de acordo como potencial de cada aluno e interagir-se com os meios de comunicação.Oportunizar aos alunos a criação de textos e intertextos a partir das reflexões trabalhadasnas oficinas.Tornar claro o modo como são construídos os programas de rádio, jornal e revistas, bemcomo Internet, redes sociais também os seus aspectos técnicos, como aspectos lingüísticos.Oferecer fundamentação teórica para que o aluno se torne um cidadão crítico e interativoque saberá ler o mundo editado, para a partir dele, construir novas variáveis históricas paraum mundo que valorize a intuição, a emoção, a vida.Equipamentos / Softwares:• Máquina fotográfica,• Filmadora,• Rádio;• Computador;• Data show,• Blog / Twitter / E-mail,• Slide share, Goear;• Gimp; Photoscape;• Movie maker;• Audacity ZararadioAvaliação:Desenvolvendo competências consideradas significativas para a sua integração com omundo e a construção de sua própria identidade.Como educomunicação parte de um trabalho interdisciplinar passando pela construçãocoletiva entre alunos e professores, sendo que esses últimos são os mediadores doprocesso.A utilização dos veículos de comunicação de forma correta transparente, responsável e deforma ética.
  5. 5. BIBLIOGRAFIAParâmetros curriculares nacionais de matemática, 2 ciclo.BRANCHER. Leoberto Narciso. Cidadania e transformação social.PAPERT, SEYMOUR. Logo; computadores e educação. Tradução José Armando Valente eDAMBRÓSIO, U. Da Realidade à Ação: reflexões sobre Educação e Matemática.CANDAU, V. M.(Org.). Magistério: Construção Cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1997.LÉVY, P. O que é o virtual? Trad. Paulo Neves. São Paulo: Editora 34, Coleção TRANS, 1996.MALBA TAHAN. O Homem que Calculava. 48ª edição. Rio de Janeiro, Editora Record, 1999.ENZENSBERGER H. M. O diabo dos números: Um livro de cabeceira para todos aqueles quetêm medo de Matemática. Trad. de Sérgio Tellaroli. São Paulo, Cia. Das Letras, 1997.PERRENOUD, P. A Prática Reflexiva no Ofício de Professor: Profissionalização e RazãoPedagógica. Trad. Claudia Schilling. Porto Alegre, ARTMED Editora, 2002.Internethttp://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/seminario/musica/index.htmwww.educ.fc.ul.pt/icm/icm2000/icm33/art_mat.htmDAMÁSIO, António. O mistério da consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento desi. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.PARÂMETROS Curriculares Nacionais. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria doEnsino Fundamental, Distrito Federal: MEC/SEF, 1996.

×