Plano Aula de Intervenção Precoce _ Joana

428 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
428
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano Aula de Intervenção Precoce _ Joana

  1. 1. Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home TÍTULO: Manipulação de diferentesmassas / Fazer formas simples de plasticina Autor: Joana de Sousa e Silva Data: 19 maio 2014 Sobre a atividade BREVE DESCRIÇÃO Esta atividade destina-se a uma criança de 3 anos com diagnóstico de atraso geral no desenvolvimento devido a prematuridade. Este tipo de plano de aula aplica-se no âmbito da Intervenção Precoce, (Decreto-Lei n.º 281/2009 de 6 de Outubro). Para efeitos do presentedecreto-lei, considera-se:¨ “IntervençãoPrecocenaInfância” o conjunto de medidas de apoiointegradocentradonacriança e nafamília, incluindoacções de naturezapreventiva e reabilitativa, designadamente no âmbito da educação, da saúde e da acção social.AIntervençãoPrecoce destina-se acrianças dos 0 aos 6 anos. PRÉ-REQUISITOS Tendo em conta o público alvo, os pré-requisitos relacionam-se com a predisposição da criança para a solicitação por parte do docente. DURAÇÃO (HORAS) 45 minutos Aplicação FINALIDADE (PLANO AULA, PLANO ATIVIDADE…) A atividade que proponho é útil na perspetiva do docente porque tendo em conta a problemática da criança permite fomentar o processo ensino – aprendizagem. Este é um plano de aula que se pode tornar versátil e com diferentes aplicabilidades. NÍVEL DE ENSINO / ANO DE ESCOLARIDADE Nível de ensino pré-escolar
  2. 2. Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home ÁREA DISCIPLINAR A atividade planeada é transversal ao ensino pré-escolar, isto é, pode ser trabalhada e explorada em qualquer faixa etária do ensino pré-escolar e pode ser usada por outros técnicos que trabalhem com a criança (exemplo, terapia da fala, psicomotricidade…). CURRÍCULO A vertente das metas curriculares não se aplicam nesta atividade. Objetivos OBJETIVOS GERAIS  Estimular a área sensorial e motora OBJETIVOS ESPECÍFICOS Manusear plasticina / outro tipo de massas Imitar formas criadas pela docente / grupo de pares Criar formas e inovar DIVERSIDADE Esta atividade destina-se a uma criança com uma problemática especifica. O trabalho que se desenvolvo em Intervenção Precoce foca-se nas particularidades da criança e a maior parte das vezes recria-se situações de 1:1, apesar de inseridos num contexto de grupo –turma. Avaliação AVALIAÇÃO FORMATIVA Para que a atividade se traduza em resultados terá de ser repetida em várias sessões. A avaliação poderá ocorrer sessão a sessão, de modo formativo e sempre acompanhada de reforço positivo para a criança em questão.
  3. 3. Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home AVALIAÇÃO SUMATIVA A avaliação sumativa é importante para obter um prisma rigoroso das competências e conhecimentos dos alunos e aferir o sucesso das atividades. No entanto, não é uma avaliação quantificável e deverá sempre ser comunicada ao encarregado de educação e educador titular de turma , com quem a articulação deve ser prioritária) Metodologia Atividade -- Utilizar tintas, massas epastas muitodiversificadaslevando as crianças à sua manipulação. -Podeiniciar-seacompanhadocomajudafísica,estímulosverbais,afectivos,sensoriais,etc, que sevãoretirando a poucoepouco,até serem eliminados. -Materiais:Plasticina,barro,massademoldar,massadecores… Materiais e Recursos - Materiais: Plasticina Barro Massa de moldar RECURSOS Moldes Garrote Rolo Teque
  4. 4. Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home Reflexão do autor - Este é um exemplo de uma atividade, susceptível a adaptações de acordo com as características da criança que se considera sempre única. - Quando se trabalha com a faixa etária mencionada (O-.6 anos) é fundamental trabalhar a motivação da criança, pois é o ponto de partida para a sua colaboração.

×