Relatório de fq A

6.172 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.172
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório de fq A

  1. 1. Relatório acerca da experiência: Identificação de uma substância e Avaliação da sua pureza Data: 9 de Novembro de 2012 Disciplina: Física e Quimíca A Turma: D Turno: 2º Grupo: 1 Nomes: Joana Cordeiro Nº14 João Augusto Nº15 Rafael Campos Nº23 Daniela Morais Nº25Avaliação: ____________________________________________________________O Professor: ____________________________________________________________O Enc. Educação: ________________________________________________________ 1
  2. 2. ÍndiceObjetivos Página 3Materiais e Reagentes Página 3Procedimento Página 4, 5Segurança Página 6Montagem Página 7, 8Resultados Página 9Análise de resultados Página 10Conclusão Página 11Critíca Página 11Bibliografia Página 12 2
  3. 3. Objetivo:  O objetivo desta experiência é determinar a densidade de algumas substâncias usando métodos diferentes, tais como, o picnómetro e o densímetro e também comparar os valores de densidade obtidos, experimentalmente, para sólidos insolúveis e líquidos com os valores da tabela dada no livro de laboratório, para concluir a pureza das substâncias em estudo.Materiais e Reagentes: Materiais:  Balança  Picnómetro (sólidos insolúveis)  Esguincho  Tinas de Vidro  Provetas  Densímetro (líquidos)  Funil  Papel absorvente Reagentes:  Chumbo (escolhido pela professora)  Parafina líquida 3
  4. 4. Procedimento:Efectuá-mos várias experiências…  A primeira foi a “Técnica de determinação indireta da densidade de um sólido insolúvel” medimos a massa ( ) do corpo (chumbo) – 10,19 , de seguida medimos o volume ( ) do chumbo, volume inicial era de 20 ml e o volume final era de 21,0 ml, ou seja, o volume do sólido é 1,1 e a densidade foi de 10,19 .  A segunda foi a “Técnica de determinação da densidade de um sólido insóluvel usando o picnómetro” medimos na balança a massa ( ) do chumbo era de 11,20 , depois enchemos o picnómetro com água, de seguida colocámos o picnómetro cheio de água ( ) com o sólido (chumbo) ao lado. Logo a seguir, introduzimos o chumbo dentro do picnómetro com água, depois limpa-se com papel absorvente e mede-se a massa ( ) depois calculá-mos a massa ( ) era de 1,01 , depois calculámos a densidade relativa da amostra (chumbo), já o chumbo dentro da água que era de 11,1 .  A terceira foi a “Técnica de determinação da densidade de um líquido usando o picnómetro” medimos a massa ( ) com o picnómetro vazio na balança, depois enche-mos o picnómetro com a parafina, a seguir medimos a massa ( ) com o picnómetro cheio de parafina que era 36,09 , depois medimos o mesmo picnómetro (seco) com água que era 13,51 , e de seguida medimos a massa ( ) do picnómetro cheio de água que era 39,94 , e no final calcula-se a densidade relativa da parafina que foi de 0,584 . 4
  5. 5.  A quarta foi a “Técnica de determinação da densidade de um líquido usando o densímetro” colocámos na proveta a parafina (material líquido do estudo), depois introduzimos o densímetro de forma que ele flutue, ou seja, não toque no fundo da proveta, a seguir lêmos no densímetro o valor de densidade na superfície no afloramento, depois repetimos três vezes o mesmo processo para ver se os valores variam. “Técnica de determinação da densidade de um líquido usando o picnómetro” “Técnica de determinação da densidade de um sólido insóluvel usando o picnómetro” 5
  6. 6. Segurança:  Parafina:  R65 : Nocivo: pode causar danos nos pulmões se ingerido.  S62: Em caso de ingestão não provocar o vómito: consultar imediatamente um médico e mostrar o rótulo ou a embalagem. Fig.1 – Parafina Líquida, reagente utilizado na experiência.  As precauções a ter com os aparelhos e material utilizados são:  Deve-se ter o cuidado de utilizar correctamente todo o material envolvido na experiência;  Respeitar as instruções dadas pela professora;  Usar sempre material de protecção e não provar, ingerir, cheirar ou tocar com as mãos sem protecção;  Durante e após a actividade experimental deve-se manter a bancada limpa e organizada, arrumando sempre todo o material;  Ao encher o picnómetro ter o cuidado de não deixar bolhas de ar.Fig.2 – Balança, material utilizado nas Fig.3 – Picnómetro de sólidos, Fig.4 – Densímetro, materialmedições. material utilizado nos volumes. utilizado na densidade. 6
  7. 7. Montagem: o “Técnica de determinação indireta da densidade de um sólido insolúvel”Fig.5 – Massa do chumbo. Fig.6 – Volume inicial (20 ). Fig.7– Volume final (21 ). o “Técnica de determinação da densidade de um sólido insóluvel usando o picnómetro” Fig.8 – Chumbo na balança. Fig.9 – Picnómetro cheio com água. Fig.10 – Na balança, como picnómetro e o Fig.11 – Metemos o chumbo dentro do chumbo, medimos a massa. picnómetro. 7
  8. 8. o “Técnica de determinação da densidade de um líquido usando o picnómetro”Fig.12 – Massa do picnómetro Fig.14 – Massa do Fig.13 – Massa do picnómetro cheio vazio, é de 13,51 . picnómetro cheio de parafina de água é de 39,94 . é de 36,09 . o “Técnica de determinação da densidade de um líquido usando o densímetro” Fig.15 – Proveta com o liquído (parafina) e com o densímetro para calculármos a densidade relativa. 8
  9. 9. Resultados: Foi os únicos cálculos utilizados nas experiências…  “Técnica de determinação indireta da densidade de um sólido insolúvel” = 21,0 – 20 = 1,0 ml sólido = 1,0 ml = 1,1 = = 10,19  “Técnica de determinação da densidade de um sólido insóluvel usando o picnómetro” = = 11,08910 = 11,1  “Técnica de determinação da densidade de um líquido usando o picnómetro” Água estava a 19,8 C  “Técnica de determinação da densidade de um líquido usando o densímetro” 1 – 53 2 – 54 3 – 53 9
  10. 10. Análise de resultados: Na técnica de determinação da densidade de um sólido insolúvel usando o picnómetro, o valor da densidade relativa do corpo (chumbo) nos nossos cálculos que fizemos deu-nos 11,1 e na tabela apresentada na página 39 do livro de laboratório estava tabelado 11,3 , ou seja, o valor apresentado está relativamente próximo ao nosso resultado, por isso está bem feita a medição. Cálculo da experiência : = = 11,08910 = 11,1 No resto das experiências não houve qualquer resultado absurbo, realizámos bem as atividades. 10
  11. 11. Conclusão e Crítica Com a realização destas experiências, cumprimos os nossosobjectivos iniciais que eram, determinar a densidade de algumassubstâncias usando métodos diferentes, tais como, o picnómetro e odensímetro e também comparar os valores de densidade obtidos,experimentalmente, para sólidos insolúveis e líquidos com os valores databela dada no livro de laboratório, para concluir a pureza das substânciasem estudo. Nas atividades experimentais correu tudo bem, com os cálculos ecom as atividades em si, menos na 2º atividade que só alterou duascentésimas do número e a professora disse que não era nada de especial. O mais grave, foi não termos medido a temperatura da água nasexperiências, mas deviam estar nos 19 C e 20 C porque é a temperaturaambiente, não medimos a temperatura porque não nos lembramos defazer. 11
  12. 12. Bibliografia: <Maria Dantas; Maria Ramalho>. (2012). Jogo de Partículas A. Leya: Lisboa Internet:  http://pt.scribd.com/doc/113019291/relatorio-fq-ident-e-avaliacao-da- pureza  http://www.notapositiva.com/pt/trbestbs/quimica/10_identific_substa ncia.htm Utilizámos vários words. 12

×