Mioma 76ª Edição, dezembro de 2013Mioma 76ª Edição, dezembro de 2013Mioma 76ª Edição, dezembro de 2013
4 dezembro 13 dezem...
2
INDICE
Pág. 3 — Igreja deve propor o regresso a Jesus
Pág. 4, 5— domingo I do Advento;
Pág. 5, 6, 7— Imaculada Conceição...
3
O Papa presidiu no
Vaticano à missa
conclusiva do Ano
da Fé, iniciativa
lançada por Bento
XVI, e disse que
as comunidade...
4
ANO A
DOMINGO I do Advento
(1 de dezembro de 2013)
LEITURA I Is 2, 1-5
O Senhor chama todos os povos à paz eterna do rei...
5
LEITURA II Rom 13, 11-14
Está perto a salvação
Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos
Irmãos:
Vós sabeis ...
6
Ele respondeu:«Ouvi o rumor dos vossos passos no jardim e, como
estava nu, tive medo e escondi-me».
Disse Deus: «Quem te...
7
vontade, a fim de sermos seus filhos adoptivos, por Jesus Cristo,
para louvor da sua glória e da graça que derramou sobr...
8
Dizei aos corações perturbados: «Tende coragem, não temais: Aí está o
vosso Deus, vem para fazer justiça e dar a recompe...
9
ALELUIA Is 61, 1 (cf. Lc 4, 18)
Refrão: Aleluia. Repete-se
O Espírito do Senhor está sobre mim: enviou-me a anunciar a b...
10
Do Senhor é a terra e o que nela existe,
mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre...
11
nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto
aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciar...
12
LEITURA II Hebr 1, 1-6
«Deus falou-nos por seu Filho»
Leitura da Epístola aos Hebreus
Muitas vezes e de muitos modos fa...
13
Na verdade, foi da sua plenitude que todos nós recebemos graça sobre
graça. Porque, se a Lei foi dada por meio de Moisé...
14
LEITURA II Col 3, 12-21
A vida doméstica no Senhor.
Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Colossenses
Irmãos: C...
15
16
17
18
A Voz do Conselho Económico
Publicamos nesta edição o relatório de contas, referente ao mês de outubro de 2013
Contribu...
19
20
Com a colaboração do JES
Por favor guarde a nossa voz, pode ser-lhe útil no futuro.
2013
Lua cheia Lua nova Quarto cres...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Voz da Paróquia - Dezembro 2013

161 visualizações

Publicada em

Voz da Paróquia - Dezembro 2013

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
161
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Voz da Paróquia - Dezembro 2013

  1. 1. Mioma 76ª Edição, dezembro de 2013Mioma 76ª Edição, dezembro de 2013Mioma 76ª Edição, dezembro de 2013 4 dezembro 13 dezembro 29 dezembro https://www.slideshare.net/ jesmioma/voz-da-parquia-outubro -2012/edit
  2. 2. 2 INDICE Pág. 3 — Igreja deve propor o regresso a Jesus Pág. 4, 5— domingo I do Advento; Pág. 5, 6, 7— Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria; Pág. 7, 8, 9— domingo III do Advento; Pág. 9, 10, 11— domingo IV do Advento; Pág. 11, 12, 13 — Natal do Senhor Pág. 13,14 — Domingo Sagrada Família Jesus, Maria e José Pág. 15 - É Natal Pág. 16, 17— Pág. 18 — A Voz do Conselho Económico; Pág. 19 — Passatempos; Agradecemos a todos quantos queiram participar com documentos e/ou testemunhos, que os façam chegar ao J.E.S (Grupo de Jovens Do Espírito Santo de Mioma), da seguinte forma e, prazos, para a edição do mês se- guinte: Em mão ou por correio, até dia 15; Para, jesmioma@hotmail.com, até ao dia 20. Se queres receber no teu correio eletrónico um exemplar da “A Voz da Paróquia” envia uma mensagem para o endereço jesmioma@hotmail.com com o assunto “Quero receber a Voz” Versão Digital: http://www.slideshare.net/jesmioma http://issuu.com/jesmioma
  3. 3. 3 O Papa presidiu no Vaticano à missa conclusiva do Ano da Fé, iniciativa lançada por Bento XVI, e disse que as comunidades católicas têm de apresentar Jesus como “centro da história da hu- manidade e de cada homem”. “Jesus é o cen- tro dos nossos desejos de alegria e de salvação, sigamos todos juntos neste caminho” declarou Francisco, perante dezenas de milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro. Francisco convidou os participantes a entregarem a Jesus “as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias”, e mesmo os “momentos mais sombrios”, porque Cristo dá a “esperança”, a “palavra do perdão, não a da condenação”. “Hoje, todos nós podemos pensar na nossa história, no nosso caminho: cada um tem a sua história, também as suas falhas, os seus pecados, os momentos felizes e de escuridão. Faz-nos bem pensar na nossa história, olhar para Jesus e dizer-lhe, de coração: ‘Lembra-te de mim’”, declarou. A centralidade de Cristo, “Senhor da criação, Senhor da reconciliação”, exige que cada crente seja capaz de a “reconhecer e aceitar na vida”, “nos pensa- mentos, nas palavras e nas obras”. “Quando se perde este centro, substituindo-o por outra coisa qualquer, disso só derivam danos para o meio ambiente que nos rodeia e para o próprio ho- mem” advertiu o Papa. A homilia destacou também a presença de Cristo como “centro do povo de Deus”. “Cristo, descendente do rei David, é o «irmão» em volta do qual se constitui o povo, que cuida do seu povo, de todos nós, com o preço da sua vi- da. Nele, nós somos um só; unidos a Ele, partilhamos um só caminho, um úni- co destino”, assinalou Francisco. A reflexão partiu da passagem evangélica do “bom ladrão”, crucificado ao lado de Jesus que lhe pede a sua misericórdia. “A promessa de Jesus ao bom ladrão dá-nos uma grande esperança: diz-nos que a graça de Deus é sempre mais abundante de quanto pedira a oração. O Senhor dá sempre mais do que se lhe pede: pedes-lhe que se lembre de ti, e Ele leva-te para o seu Reino”, disse o Papa. OC—Ecclesia
  4. 4. 4 ANO A DOMINGO I do Advento (1 de dezembro de 2013) LEITURA I Is 2, 1-5 O Senhor chama todos os povos à paz eterna do reino de Deus Leitura do Livro de Isaías Visão de Isaías, filho de Amós, acerca de Judá e de Jerusalém: Sucederá, nos dias que hão-de vir, que o monte do templo do Senhor se há-de erguer no cimo das montanhas e se elevará no alto das colinas. Ali afluirão todas as nações, e muitos povos acorrerão, dizendo: «Vinde, subamos ao monte do Senhor, ao templo do Deus de Jacob. Ele nos ensinará os seus cami- nhos, e nós andaremos pelas suas veredas. De Sião há-de vir a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor». Ele será juiz no meio das nações e árbitro de povos sem número. Converterão as espadas em relhas de arado e as lanças em foices. Não levantará a espada nação contra nação, nem mais se hão-de preparar para a guerra. Vinde, ó casa de Jacob, caminhemos à luz do Senhor. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL 121 (122), 1-2.4-5.6-7.8-9 (R. cf. 1) Refrão: Vamos com alegria para a casa do Senhor. Alegrei-me quando me disseram: «Vamos para a casa do Senhor». Detiveram-se os nossos passos às tuas portas, Jerusalém. Para lá sobem as tribos, as tribos do Senhor, segundo o costume de Israel, para celebrar o nome do Senhor; ali estão os tribunais da justiça, os tribunais da casa de David. Pedi a paz para Jerusalém: «Vivam seguros quantos te amam. Haja paz dentro dos teus muros, tranquilidade em teus palácios». Por amor de meus irmãos e amigos, pedirei a paz para ti. Por amor da casa do Senhor, pedirei para ti todos os bens.
  5. 5. 5 LEITURA II Rom 13, 11-14 Está perto a salvação Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos Irmãos: Vós sabeis em que tempo estamos: Chegou a hora de nos levantarmos do sono, porque a salvação está agora mais perto de nós do que quando abraçámos a fé. A noite vai adiantada e o dia está próximo. Abandonemos as obras das trevas e re- vistamo-nos das armas da luz. Andemos dignamente, como em pleno dia, evitando comezainas e excessos de bebida, as devassidões e libertinagens, as discórdias e ciúmes; não vos preocupeis com a natureza carnal, para satisfazer os seus apetites, mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo. Palavra do Senhor. ALELUIA Salmo 84, 8 Refrão: Aleluia. Repete-se Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia e dai-nos a vossa salvação. EVANGELHO Mt 24, 37-44 Vigiai, para que estejais preparados Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Como aconteceu nos dias de Noé, assim sucederá na vinda do Filho do homem. Nos dias que precederam o dilúvio, comiam e bebiam, casavam e davam em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca; e não deram por nada, até que veio o dilúvio, que a todos levou. Assim se- rá também na vinda do Filho do homem. Então, de dois que estiverem no campo, um será tomado e outro deixado; de duas mulheres que estiverem a moer com a mó, uma será tomada e outra deixada. Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia virá o vosso Senhor. Compreendei isto: se o dono da casa soubesse a que horas da noite viria o ladrão, estaria vigilante e não deixaria arrombar a sua casa. Por isso, estai vós também preparados, porque na hora em que menos pensais, virá o Filho do homem. Palavra da salvação. Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria (8 de dezembro de 2013) LEITURA I Gen 3, 9-15.20 «Estabelecerei inimizade entre a tua descendência e a descendência dela» Leitura do Livro do Génesis Depois de Adão ter comido da árvore, o Senhor Deus chamou-o e disse-lhe: «Onde estás?».
  6. 6. 6 Ele respondeu:«Ouvi o rumor dos vossos passos no jardim e, como estava nu, tive medo e escondi-me». Disse Deus: «Quem te deu a conhecer que estavas nu? Terias tu comido dessa árvo- re, da qual te proibira comer?». Adão respondeu: «A mulher que me destes por companheira deu-me do fruto da ár- vore e eu comi». O Senhor Deus perguntou à mulher: «Que fizeste?» E a mulher respondeu: «A serpente enganou-me e eu comi». Disse então o Senhor Deus à serpente: «Por teres feito semelhante coisa, maldita sejas entre todos os animais domésticos e entre todos os animais selvagens. Hás-de rastejar e comer do pó da terra todos os dias da tua vida. Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a descendência dela. Esta te esmagará a cabeça e tu a atingirás no calcanhar». O homem deu à mulher o nome de ‘Eva’, porque ela foi a mãe de todos os viventes. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 97 (98), 1.2-3ab.3cd-4 (R. 1a) Refrão: Cantai ao Senhor um cântico novo: o Senhor fez maravilhas. Cantai ao Senhor um cântico novo, pelas maravilhas que Ele operou. A sua mão e o seu santo braço Lhe deram a vitória. O Senhor deu a conhecer a salvação, revelou aos olhos das nações a sua justiça. Recordou-Se da sua bondade e fidelidade em favor da casa de Israel. Os confins da terra puderam ver a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor, terra inteira, exultai de alegria e cantai. LEITURA II Ef 1, 3-6.11-12 «Deus escolheu-nos em Cristo, antes da criação do mundo» Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Efésios Bendito seja Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que do alto dos Céus nos aben- çoou com toda a espécie de bênçãos espirituais em Cristo. N’Ele nos escolheu, antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis, em caridade, na sua presença. Ele nos predestinou, conforme a benevolência da sua
  7. 7. 7 vontade, a fim de sermos seus filhos adoptivos, por Jesus Cristo, para louvor da sua glória e da graça que derramou sobre nós, por seu amado Filho. Em Cristo fomos constituídos herdeiros, por termos sido predestina- dos, segundo os desígnios d’Aquele que tudo realiza conforme a decisão da sua von- tade, para sermos um hino de louvor da sua glória, nós que desde o começo esperá- mos em Cristo. Palavra do Senhor. ALELUIA cf. Lc 1, 28 Refrão: Aleluia. Repete-se Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois Vós entre as mulheres. EVANGELHO Lc 1, 26-38 «Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é contigo» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas Naquele tempo, o Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chama- da Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José, que era descen- dente de David. O nome da Virgem era Maria. Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo: «Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo». Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela. Disse- lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um Filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-Se- á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David; reinará eter- namente sobre a casa de Jacob e o seu reinado não terá fim». Maria disse ao Anjo: «Como será isto, se eu não conheço homem?». O Anjo respondeu-lhe: «O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus. E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice e este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril; porque a Deus nada é impossível». Maria disse então: «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra». Palavra da salvação. DOMINGO III do Advento (15 de dezembro de 2013) LEITURA I Is 35, 1-6a.10 «Deus vem salvar-nos»» Leitura do Livro de Isaías Alegrem-se o deserto e o descampado, rejubile e floresça a terra árida, cubra-se de flores como o narciso, exulte com brados de alegria. Ser-lhe-á dada a glória do Líbano, o esplendor do Carmelo e do Sáron. Verão a glória do Senhor, o esplendor do nosso Deus. Fortalecei as mãos fatiga- das e robustecei os joelhos vacilantes.
  8. 8. 8 Dizei aos corações perturbados: «Tende coragem, não temais: Aí está o vosso Deus, vem para fazer justiça e dar a recompensa. Ele próprio vem salvar-vos». Então se abrirão os olhos dos cegos, e se desimpedirão os ouvidos dos surdos. Então o coxo saltará como um veado, e a língua do mudo cantará de alegria. Voltarão os que o Senhor libertar, hão-de chegar a Sião com brados de alegria, com eterna felicidade a iluminar-lhes o rosto. Reinarão o prazer e o contentamento, e acabarão a dor e os gemidos. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL 145 (146), 7.8-9a.9bc-10 (R. cf. Is 35, 4) Refrão: Vinde, Senhor, e salvai-nos. Ou: Vinde salvar-nos, Senhor. O Senhor faz justiça aos oprimidos, dá pão aos que têm fome e a liberdade aos cativos. O Senhor ilumina os olhos dos cegos, o Senhor levanta os abatidos, o Senhor ama os justos. O Senhor protege os peregrinos, ampara o órfão e a viúva e entrava o caminho aos pecadores. O Senhor reina eternamente. O teu Deus, ó Sião, é rei por todas as gerações. LEITURA II Tg 5, 7-10 «Fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima» Leitura da Epístola de São Tiago Irmãos: Esperai com paciência a vinda do Senhor. Vede como o agricultor espera paciente- mente o precioso fruto da terra, aguardando a chuva temporã e a tardia. Sede pacientes, vós também, e fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Se- nhor está próxima. Não vos queixeis uns dos outros, a fim de não serdes julgados. Eis que o juiz está à porta. Irmãos, tomai como modelos de sofrimento e de paciência os profetas, que falaram em nome do Senhor. Palavra do Senhor.
  9. 9. 9 ALELUIA Is 61, 1 (cf. Lc 4, 18) Refrão: Aleluia. Repete-se O Espírito do Senhor está sobre mim: enviou-me a anunciar a boa nova aos pobres. EVANGELHO Mt 11, 2-11 «És tu Aquele que há-de vir ou devemos esperar outro?» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Naquele tempo, João Baptista ouviu falar, na prisão, das obras de Cristo e mandou- Lhe dizer pelos discípulos: «És Tu Aquele que há-de vir, ou devemos esperar outro?». Jesus respondeu-lhes: «Ide contar a João o que vedes e ouvis: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são curados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e a boa nova é anunciada aos pobres. E bem-aventurado aquele que não encontrar em Mim motivo de escândalo». Quando os mensageiros partiram, Jesus começou a falar de João às multidões: «Que fostes ver ao deserto? Uma cana agitada pelo vento? Então que fostes ver? Um ho- mem vestido com roupas delicadas? Mas aqueles que usam roupas delicadas encontram-se nos palácios dos reis. Que fostes ver então? Um profeta? Sim Eu vo-lo digo e mais que profeta. É dele que está escrito: ‘Vou enviar à tua frente o meu men- sageiro, para te preparar o caminho’. Em verdade vos digo: Entre os filhos de mu- lher, não apareceu ninguém maior do que João Baptista. Mas o menor no reino dos Céus é maior do que ele». Palavra da salvação. DOMINGO IV do Advento (22 de dezembro de 2013) LEITURA Is 7, 10-14 «A virgem conceberá» Leitura do Livro de Isaías Naqueles dias, o Senhor mandou ao rei Acaz a seguinte mensagem: «Pede um sinal ao Senhor teu Deus, quer nas profundezas do abismo, quer lá em cima nas alturas». Acaz respondeu: «Não pedirei, não porei o Senhor à prova». Então Isaías disse: «Escutai, casa de David: Não vos basta que andeis a molestar os homens, para que- rerdes também molestar o meu Deus? Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: a virgem conceberá e dará à luz um filho, e o seu nome será Emanuel». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. 7c e 10b) Refrão: Venha o Senhor: é Ele o rei glorioso. Ou: O Senhor virá: Ele é o rei da glória.
  10. 10. 10 Do Senhor é a terra e o que nela existe, mundo e quantos nele habitam. Ele a fundou sobre os mares e a consolidou sobre as águas. Quem poderá subir à montanha do Senhor? Quem habitará no seu santuário? O que tem as mãos inocentes e o coração puro, que não invocou o seu nome em vão nem jurou falso. Este será abençoado pelo Senhor e recompensado por Deus, seu Salvador. Esta é a geração dos que O procuram, que procuram a face do Deus de Jacob. LEITURA II Rom 1, 1-7 Jesus Cristo, nascido da descendência de David, segundo a carne Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por chamamento divino, escolhido para o Evangelho que Deus tinha de antemão prometido pelos profetas nas Sagradas Escri- turas, acerca de seu Filho, nascido, segundo a carne, da descendência de David, mas, segundo o Espírito que santifica, constituído Filho de Deus em todo o seu poder pela sua ressurreição de entre os mortos: Ele é Jesus Cristo, Nosso Senhor. Por Ele rece- bemos a graça e a missão de apóstolo, a fim de levarmos todos os gentios a obede- cerem à fé, para honra do seu nome, dos quais fazeis parte também vós, chamados por Jesus Cristo. A todos os que habitam em Roma, amados por Deus e chamados a serem santos, a graça e a paz de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. Palavra do Senhor. ALELUIA Mt 1, 23 Refrão: Aleluia. Repete-se A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado Emanuel, Deus connosco. EVANGELHO Mt 1, 18-24 Jesus nascerá de Maria, noiva de José, filho de David Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, an- tes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito San- to.Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um Filho, e tu pôr- Lhe-ás o
  11. 11. 11 nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz: «A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’». Quando despertou do sono, Jo- sé fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa. Palavra da salvação. Natal do Senhor (25 de dezembro de 2013) LEITURA I Is 52, 7-10 «Todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus» Leitura do Livro de Isaías Como são belos sobre os montes os pés do mensageiro que anuncia a paz, que traz a boa nova, que proclama a salvação e diz a Sião: «O teu Deus é rei». Eis o grito das tuas sentinelas que levantam a voz. Todas juntas soltam brados de alegria, por- que vêem com os próprios olhos o Senhor que volta para Sião. Rompei todas em brados de alegria, ruínas de Jerusalém, porque o Senhor consola o seu povo, resgata Jerusalém. O Senhor descobre o seu santo braço à vista de to- das as nações, e todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 97 (98), 1.2-3ab.3cd-4.5-6 (R. 3c) Refrão: Todos os confins da terra viram a salvação do nosso Deus. Cantai ao Senhor um cântico novo pelas maravilhas que Ele operou. A sua mão e o seu santo braço Lhe deram a vitória. O Senhor deu a conhecer a salvação, revelou aos olhos das nações a sua justiça. Recordou-Se da sua bondade e fidelidade em favor da casa de Israel. Os confins da terra puderam ver a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor, terra inteira, exultai de alegria e cantai. Cantai ao Senhor ao som da cítara, ao som da cítara e da lira; ao som da tuba e da trombeta, aclamai o Senhor, nosso rei.
  12. 12. 12 LEITURA II Hebr 1, 1-6 «Deus falou-nos por seu Filho» Leitura da Epístola aos Hebreus Muitas vezes e de muitos modos falou Deus antigamente aos nossos pais, pelos Pro- fetas. Nestes dias, que são os últimos, falou-nos por seu Filho, a quem fez herdeiro de todas as coisas e pelo qual também criou o universo. Sendo o Filho esplendor da sua glória e imagem da sua substância, tudo sustenta com a sua palavra poderosa. Depois de ter realizado a purificação dos pecados, sentou-Se à direita da Majesta- de no alto dos Céus e ficou tanto acima dos Anjos quanto mais sublime que o deles é o nome que recebeu em herança. A qual dos Anjos, com efeito, disse Deus algu- ma vez: «Tu és meu Filho, Eu hoje Te gerei»? E ainda: «Eu serei para Ele um Pai, e Ele será para Mim um Filho»? E de novo, quando introduziu no mundo o seu Primo- génito, disse: «Adorem-n’O todos os Anjos de Deus». Palavra do Senhor. ALELUIA Refrão: Aleluia. Repete-se Santo é o dia que nos trouxe a luz. Vinde adorar o Senhor. Hoje, uma gran- de luz desceu sobre a terra. EVANGELHO Forma longa Jo 1, 1-18 «O Verbo fez-Se carne e habitou entre nós» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João No princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. No princípio, Ele estava com Deus. Tudo se fez por meio d’Ele, e sem Ele nada foi feito. N’Ele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. A luz brilha nas trevas, e as trevas não a receberam. Apareceu um homem enviado por Deus, chamado João. Veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos acreditas- sem por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. O Verbo era a luz verdadeira, que, vindo ao mundo, ilumina todo o homem. Estava no mundo, e o mundo, que foi feito por Ele, não O conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não O receberam. Mas àqueles que O receberam e acreditaram no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus. Estes não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo fez-Se carne e habitou entre nós. Nós vimos a sua glória, glória que Lhe vem do Pai como Filho Unigénito, cheio de graça e de verdade. João dá testemunho d’Ele, exclamando: «É deste que eu dizia:‘O que vem depois de mim passou à minha frente, porque existia antes de mim’».
  13. 13. 13 Na verdade, foi da sua plenitude que todos nós recebemos graça sobre graça. Porque, se a Lei foi dada por meio de Moisés, a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo. A Deus, nunca ninguém O viu. O Filho Uni- génito, que está no seio do Pai, é que O deu a conhecer. Palavra da salvação. Domingo dentro da Oitava do Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ (29 de dezembro de 2013) LEITURA I Sir 3, 3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) «Aquele que teme a Deus honra os seus pais» Leitura do Livro de Ben-Sirá Deus quis honrar os pais nos filhos e firmou sobre eles a autoridade da mãe. Quem honra seu pai obtém o perdão dos pecados, e acumula um tesouro quem honra sua mãe. Quem honra o pai encontrará alegria nos seus filhos e será atendido na sua oração. Quem honra seu pai terá longa vida, e quem lhe obedece será o conforto de sua mãe. Filho, ampara a velhice do teu pai e não o desgostes durante a sua vida. Se a sua mente enfraquece, sê indulgente para com ele e não o desprezes, tu que estás no vigor da vida, porque a tua caridade para com teu pai nunca será es- quecida e converter-se-á em desconto dos teus pecados. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 127 (128), 1-2.3.4-5 (R. cf. 1) Refrão: Felizes os que esperam no Senhor e seguem os seus caminhos. Ou: Ditosos os que temem o Senhor, ditosos os que seguem os seus caminhos. Feliz de ti, que temes o Senhor e andas nos seus caminhos. Comerás do trabalho das tuas mãos, serás feliz e tudo te correrá bem. Tua esposa será como videira fecunda no íntimo do teu lar; teus filhos serão como ramos de oliveira ao redor da tua mesa. Assim será abençoado o homem que teme o Senhor. De Sião te abençoe o Senhor: vejas a prosperidade de Jerusalém todos os dias da tua vida.
  14. 14. 14 LEITURA II Col 3, 12-21 A vida doméstica no Senhor. Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Colossenses Irmãos: Como eleitos de Deus, santos e predilectos, revesti-vos de sentimentos de misericórdia, de bondade, humildade, mansidão e paciência. Suportai-vos uns aos outros e perdoai-vos mutuamente, se algum tiver razão de queixa contra outro. Tal como o Senhor vos perdoou, assim deveis fazer vós também. Acima de tudo, revesti- vos da caridade, que é o vínculo da perfeição. Reine em vossos corações a paz de Cristo, à qual fostes chamados para formar um só corpo. E vivei em acção de graças. Habite em vós com abundância a palavra de Cristo, para vos instruirdes e aconselhardes uns aos outros com toda a sabedoria; e com salmos, hinos e cânticos inspirados, cantai de todo o coração a Deus a vossa gratidão. E tudo o que fizerdes, por palavras ou por obras, seja tudo em nome do Senhor Jesus, dando graças, por Ele, a Deus Pai. Esposas, sede submissas aos vos- sos maridos, como convém no Senhor. Maridos, amai as vossas esposas e não as trateis com aspereza. Filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto agrada ao Senhor. Pais, não exaspereis os vossos filhos, para que não caiam em desânimo. Palavra do Senhor. ALELUIA Col 3, 15a.16a Refrão: Aleluia. Repete-se Reine em vossos corações a paz de Cristo, habite em vós a sua palavra. EVANGELHO Mt 2, 13-15.19-23 «Toma o Menino e sua Mãe e foge para o Egipto» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Depois de os Magos partirem, o Anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse- lhe: «Levanta-te, toma o Menino e sua Mãe e foge para o Egipto e fica lá até que eu te diga, pois Herodes vai procurar o Menino para O matar». José levantou-se de noi- te, tomou o Menino e sua Mãe e partiu para o Egipto e ficou lá até à morte de Hero- des. Assim se cumpriu o que o Senhor anunciara pelo Profeta: «Do Egipto chamei o meu filho». Quando Herodes morreu, o Anjo apareceu em sonhos a José, no Egipto, e disse-lhe: «Levanta-te, toma o Menino e sua Mãe e vai para a terra de Israel, pois aqueles que atentavam contra a vida do Menino já morreram». José levantou-se, tomou o Menino e sua Mãe e voltou para a terra de Israel. Mas, quando ouviu dizer que Arquelau reinava na Judeia, em lugar de seu pai, Hero- des, teve receio de ir para lá. E, avisado em sonhos, retirou-se para a região da Gali- leia e foi morar numa cidade chamada Nazaré. Assim se cumpriu o que fora anuncia- do pelos Profetas: «Há-de chamar-Se Nazareno». Palavra da salvação.
  15. 15. 15
  16. 16. 16
  17. 17. 17
  18. 18. 18 A Voz do Conselho Económico Publicamos nesta edição o relatório de contas, referente ao mês de outubro de 2013 Contributos a entregar na diocese Ofertório do dia 18, para a pastoral da mobilidade humana 62,80 € RESUMO FINAL Receita Total 543,18 € A entregar na diocese 62,80 € Saldo para o fundo paroquial 480,38 € Despesas da paróquia 654,29 € Saldo Final menos 173,91 € Receita Despesas Dia/Evento Evento Montante Ofertórios dominicais na igreja matriz 403,18 € Venc. Pároco 600,00 € Entregue pelos mordomos de São Pedro 115,00 € Evang. Voz Paróquia 36,00 € 1 batizado 25,00 € Manutenção da igreja 18,29 € TOTAL 543,18 € 654,29 € ADVENTO: O Advento é um dos tempos do Ano Litúrgico e pertence ao ciclo do Natal. A liturgia do Advento caracteriza-se como período de preparação, como pode-se deduzir da própria palavra advento que origina-se do verbo latino advenire, que quer dizer chegar. Advento é tempo de espera d’Aquele que há de vir. Pelo Advento nos prepa- ramos para celebrar o Senhor que veio, que vem e que virá; sua liturgia conduz a celebrar as duas vindas de Cristo: Natal e Parusia. Na primeira, celebra-se a mani- festação de Deus experimentada há mais de dois mil anos com o nascimento de Jesus, e na segunda, a sua desejada manifestação no final dos tempos, quando Cris- to vier em sua glória. O tempo do Advento formou-se progressivamente a partir do século IV e já era celebrado na Gália e na Espanha. Em Roma, onde surgiu a festa do Natal, passou a ser celebrado somente a partir do século VI, quando a Igreja Romana vislumbrou na festa do Natal o início do mistério pascal e era natural que se preparasse para ela como se preparava para a Páscoa. Nesse perí- odo, o tempo do Advento consistia em seis semanas que antecediam a grande festa do Natal. Foi somente com São Gregório Magno (590-604) que esse tempo foi reduzido para quatro do- mingos, tal como hoje celebramos. Um dos muitos símbolos do Natal é a coroa do Advento que, por meio de seu formato circular e de suas cores, silenciosamente expressa a esperança e convida à alegre vigilância. Os ramos verdes são sinais da vida que teimosamente resiste; são sinais da esperança. Na coroa, também são colocadas quatro velas referentes a cada domingo que antecede o Na- tal. A luz vai aumentando à medida em que se aproxima o Natal, festa da luz que é Cristo, quando a luz da salvação brilha para toda humanidade. Quanto às cores das quatro velas, po- de usar velas nas cores roxa ou lilás, e uma vela cor de rosa referente ao terceiro domingo do Advento, quando celebra-se o Domingo de Gaudete (Domingo da Alegria), cuja cor litúrgica é rosa.
  19. 19. 19
  20. 20. 20 Com a colaboração do JES Por favor guarde a nossa voz, pode ser-lhe útil no futuro. 2013 Lua cheia Lua nova Quarto crescente Quarto Minguante Dezembro AGRICULTURA. JARDINAGEM. ANIMAIS. Resguardar as plantas do gelo. Arrotear terras e mato para as sementeiras da Primavera. No Quarto Crescente, continuar as covas e a estruma-gem. As sementeiras de trigo e centeio continuam se não houver geadas, bem como a de cebola, couves, beterraba, nabiça, pimentos, tomate e salsa. Em sítios abrigados pode-se ainda semear agrião, espinafre, alfaces, fava e ervilha. Plantar ainda macieiras e pereiras. Cortar madeiras, no Quarto Minguante. Continuar a poda das vinhas e mergulhia das vides. Fim da apanha da azeitona e limpeza dos lagares. No Jardim, prossegue a plantação de roseiras, gladíolos, cíclames, lírios, a prote- ger das geadas. Semear ervilhas-de-cheiro, goivos, jacintos, etc. Animais: abrigue o gado do frio e chuva, e acarinhe-o.

×