Aids

7.202 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aids

  1. 1. Aids Conceito A sigla Aids significa Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. O vírus da Aids é conhecido como HIV e encontra-se no sangue, no esperma, na secreção vaginal e no leite materno das pessoas infectadas pelo vírus. Quanto tempo leva para o HIV causar a Aids? O período médio entre a infecção pelo HIV e o aparecimento de sintomas é entre 8 e 11 anos, mas isso pode variar muito. O que o Virus Causa no Organismo? O HIV começa um processo de destruição dos glóbulos brancos do organismo da pessoa doente. Como esses glóbulos brancos fazem parte de defesa dos seres humanos, sem eles, o doente fica desprotegido e várias doenças oportunistas podem aparecer e complicar a saúde da pessoa. A pessoa portadora do vírus HIV, mesmo não tendo desenvolvido a AIDS, pode transmiti-la. Como o Virus e Descoberto? O diagnostico da infecção pelo HIV e feito por meio de testes, realizados a partir da coleta de amostras de sangue..O teste mais utilizado e o Elisa que detecta a presença de anticorpos ao virus (resutado positivo) daí o nome soropositivo.Existe um periodo para a detecção (janela imunologica) que e de 3 meses após a exposição a uma situação de risco. Por isso são pedidos 2 exames em prazos diferentes. Mas , atualmente a medicina pode contar com exames que detectam em um prazo bem menor. Quais as Formas de Contágio ? As principais formas são a - transfusão de sangue, b - relações sexuais sem preservativo c - compartilhamento de seringas ou objetos cortantes que possuam resíduos de sangue d - da mae para o filho durante a gestação ou amamentação. IMPORTANTE Nao se contrai o HIV com abraços, carícias ou aperto de mão. Por meio da saliva, suor, lágrima ou picadas de insetos. Nos vasos sanitários, piscinas, praias, copos, talheres, roupas ou sabonetes. Quais os Principais Sintomas da Aids ? Os principais são: a - febre alta b - diarréia constante c - crescimento dos gânglios linfáticos
  2. 2. d - perda de peso e erupções na pele. OBS: Quando a resistência começa a cair ainda mais, várias doenças oportunistas começam a aparecer: a - pneumonia b - alguns tipos de câncer c - problemas neurológicos d - perda de memória e - dificuldades de coordenação motora f - sarcoma de Kaposi (tipo de câncer que causa lesões na pele, intestino e estômago) Caso não tratadas de forma rápida e correta, estas doenças podem levar o soropositivo a morte rapidamente. Quais as Formas de Prevenção? A PREVENÇÃO É FEITA EVITANDO-SE TODAS AS FORMAS DE CONTÁGIO JA CITADAS a- Com relação a transmissão via contato sexual, a maneira mais indicada é a utilização de preservativos (camisinhas : a masculina e a feminina) b - Utilizar agulhas e seringas descartáveis em todos os procedimentos médicos. c - Instrumentos cortantes, que entram em contato com o sangue, devem ser esterilizados de forma correta antes do seu uso. d - Nas transfusões de sangue, deve haver um rigoroso sistema de testes para detectar a presença do HIV, para que este não passe de uma pessoa contaminada para uma saudável. Tratamento: Infelizmente a medicina ainda não encontrou a cura para a Aids. O que temos hoje são medicamentos que fazem o controle do vírus na pessoa com a doença. Estes medicamentos melhoram a qualidade de vida do paciente, aumentando a sobrevida. O medicamento mais utilizado atualmente é o AZT A principal função do AZT é impedir a reprodução do vírus da Aids ainda em sua fase inicial. Outros medicamentos usados no tratamento da Aids são : DDI ( didanosina ), DDC ( zalcitabina ), 3TC ( lamividina ) e D4T ( estavudina ). Embora eficientes no controle do vírus, estes medicamentos provocam efeitos colaterais significativos nos rins, fígado e sistema imunológico dos pacientes. Cientistas do mundo todo estão trabalhando no desenvolvimento de uma vacina contra a Aids. Porém, existe uma grande dificuldade, pois o HIV possui uma capacidade de mutação muito grande, dificultando o trabalho dos cientistas no desenvolvimento de vacinas.
  3. 3. INFORMAÇÕES DE SAÚDE Como se contrai o HIV? O vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), que causa a AIDS, pode ser transmitido quando deixamos entrar em nosso corpo o sangue, o esperma ou o fluído vaginal de uma pessoa contaminada. O que pode ocorrer nas seguintes situações: • Nas relações sexuais sem camisinha. • Compartilhando seringas ao usar drogas injetáveis ou na transfusão sangüínea. • Da mãe contaminada para o filho: durante a gestação, o parto ou pelo aleitamento materno. Como detectar o vírus? Para detectar o HIV, é necessário fazer um teste de sangue em laboratório. Hoje, ele pode ser realizado sem prescrição médica nos Centros de Testagem e Aconselhamento , laboratórios particulares ou em serviços de saúde pública. O exame é feito por meio da coleta simples de sangue, com material descartável, e não é preciso estar em jejum. Quando fazer o teste? O exame só pode ser feito após três meses depois que a pessoa tenha se exposto a alguma situação de risco. Antes disso, o corpo ainda não produziu anticorpos suficientes para serem detectados. É o período chamado janela imunológica. Quanto tempo leva para o HIV causar a Aids? O período médio entre a infecção pelo HIV e o aparecimento de sintomas é entre 8 e 11 anos, mas isso pode variar muito. Hoje, há diversos tratamentos capazes de retardar os danos que o HIV faz ao organismo. Existem sintomas da Aids? Quais são? Não se pode dizer que existam sintomas diretamente relacionados ao vírus. O HIV ao entrar no organismo ataca o sistema imunológico, permitindo assim que "infecções oportunistas" se instalem. Ocorre que todas estas infecções também podem atingir pessoas que não foram contaminadas. Isto impossibilita que se diga que os sintomas destas doenças sejam uma exclusividade das pessoas soropositivas. Mas na fase aguda, os sinais mais freqüentes da doença são: • Suor intenso, freqüentemente à noite.
  4. 4. • Febre diária, que pode não ser muito alta (até 38 graus). • Sensação constante de cansaço, mesmo estando em repouso. • Diarréia que não para com nada, e pode durar muito tempo. • Ínguas embaixo do braço, no pescoço e na virilha, que podem durar muito tempo. Homens e mulheres têm o mesmo risco de infecção pelo HIV? As mulheres são mais vulneráveis à infecção pelo HIV do que os homens. A área de mucosa da vagina é maior que a do pênis e, portanto, fica mais exposta durante a relação sexual, podendo ser mais facilmente penetrada pelo vírus. Além do que, após a ejaculação, o esperma fica por algum tempo na vagina. Quais são as vantagens de se fazer o teste de HIV? Independente se o resultado for positivo ou negativo, é sempre um alívio conhecer a própria condição sorológica, o que pode contribuir para que você adote medidas de proteção em seu comportamento sexual e no uso indevido de drogas. E, se você estiver infectado com o HIV: • poderá receber tratamento precoce e viver mais tempo com melhor qualidade de vida; • poderá usar novos medicamentos, à medida que forem sendo descobertos. • poderá informar seu(s) parceiro(s) de que você tem o HIV evitando que seja(m) infectado(s); • poderá decidir não doar sangue ou outros tecidos. Qual é a relação das Doenças Sexualmente Transmissível (DST) e a Aids? As DST podem trazer sérios problemas de saúde e ainda aumentam em até 18 vezes a chance de se contrair o HIV. Como não se pega Aids? Nos abraços, carícias ou aperto de mão. Por meio da saliva, suor, lágrima ou picadas de insetos. Nos vasos sanitários, piscinas, praias, copos, talheres, roupas ou sabonetes. Qual é a chance de se pegar Aids no sexo oral? O sexo oral é muito menos perigoso do que o sexo vaginal e o anal. No entanto, a possibilidade existe. Se houver contato direto de uma ferida da boca com o sangue (mesmo o menstrual) do parceiro infectado, as chances de contágio são enormes. A camisinha feminina é tão eficaz quanto à masculina? Tem a mesma eficiência. Como se previne a transmissão do HIV da mãe para o filho? O risco pode ser reduzido em até 67% com o uso do AZT durante a gravidez e no momento do parto. O tratamento também deve ser associado à administração da mesma droga ao recém nascido por seis semanas, mas sempre com orientação médica. As portadoras de HIV podem amamentar? A amamentação é proibida para as portadoras. O leite materno, infelizmente, pode contaminar a criança. A transmissão pode ser evitada com o uso de leite artificial ou de leite humano processado em bancos de leite que fazem aconselhamento e triagem das doadoras. Já existem medicamentos capazes de curar a Aids? Não. Alguns medicamentos têm sido capazes de inibir a multiplicação do HIV em pessoas infectadas. Eles não eliminam o vírus do organismo, mas são úteis para prolongar a vida de pacientes infectados pelo HIV e melhorar sua qualidade de vida. Existem muitos medicamentos eficazes contra infecções oportunistas relacionadas com a Aids. O que são doenças oportunistas? São as infecções que se desenvolvem a partir do enfraquecimento do sistema imunológico. Entre elas, estão a tuberculose, pneumonias, cânceres, diarréias, candidíases; e infecções do sistema nervoso, como a toxoplasmose e as meningites. O HIV pode penetrar pela pele? Não. A pele serve normalmente como barreira para a penetração, porém essa barreira pode ser quebrada, quando acontecerem cortes, escoriações, úlceras, feridas, sangramento ou qualquer situação onde possa haver a absorção de fluidos contaminados pelo HIV. O HIV pode ser transmitido ao se fazer tatuagens? Sim. O sangue contaminado pode aderir a qualquer instrumento que corte ou perfure a pele, e transmitido a outra pessoa que usar este instrumento sem que ele tenha sido esterilizado. Desde quando se conhece a Aids? Quando foi registrado o primeiro caso no Brasil? Os primeiros casos de Aids foram detectados há mais de 20 anos, em Los Angeles e Nova York, nos Estados Unidos.
  5. 5. No Brasil, o primeiro caso foi descoberto em 1981. Logo no começo, quando os médicos não conheciam bem a doença, ela era chamada de "peste gay", porque os primeiros infectados eram homossexuais. Depois, descobriu-se que todo mundo corria o risco de ser contaminado pelo vírus, que só passou a ser conhecido como HIV em 1984. Como ter acesso ao tratamento gratuito? Todas as pessoas que já diagnosticaram sua soropositividade para o HIV/Aids e que necessitam de apoio especial antes e durante o tratamento com os medicamentos anti-retrovirais devem procurar os serviços de apoio especializados próximos de sua residência.
  6. 6. No Brasil, o primeiro caso foi descoberto em 1981. Logo no começo, quando os médicos não conheciam bem a doença, ela era chamada de "peste gay", porque os primeiros infectados eram homossexuais. Depois, descobriu-se que todo mundo corria o risco de ser contaminado pelo vírus, que só passou a ser conhecido como HIV em 1984. Como ter acesso ao tratamento gratuito? Todas as pessoas que já diagnosticaram sua soropositividade para o HIV/Aids e que necessitam de apoio especial antes e durante o tratamento com os medicamentos anti-retrovirais devem procurar os serviços de apoio especializados próximos de sua residência.

×