Recenseamentos, Ensino E Direitos Humanos

4.229 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Recenseamentos, Ensino E Direitos Humanos

  1. 1. Recenseamentos, Ensino e Direitos Humanos
  2. 2. Os “Numeramentos” <ul><li>Em séculos anteriores sempre houve a preocupação de tentar saber quantas pessoas existiam em Portugal. Eram feitos numeramentos . Contava-se o número de casas e não de pessoas o que fazia com que as contagens finais fossem pouco correctas. </li></ul>
  3. 3. Os Recenseamentos <ul><li>Só em 1864, por acção dos governos liberais, se fez, finalmente, o primeiro recenseamento da população portuguesa e com ele a contagem de todos os habitantes do reino de Portugal . Utilizaram-se boletins próprios onde estavam os dados sobre o nome, sexo, idade, local de residência, estado civil e profissão. </li></ul>
  4. 4. O Processo de Recenseamento <ul><li>A contagem demorou dois anos e pôde concluir-se que o país teria, nesse altura, 3 829 619 habitantes. A partir de 1890, os recenseamentos, ou censos , passaram a fazer-se de 10 em 10 anos . </li></ul>
  5. 5. Os Dados dos Recenseamentos <ul><li>Em 1864 a população portuguesa era de 3829618 pessoas no Continente e 358792 nos Açores e Madeira. Em 1900 eram já 5016267 pessoas no Continente e 406865 nos Açores e Madeira. </li></ul><ul><li>Na segunda metade do século XIX houve crescimento da população. </li></ul>
  6. 6. Governar com o Recenseamento <ul><li>Os recenseamentos permitiam aos governos programar melhor a sua governação pois tinha registo mais seguros. Por exemplo, no século XIX a população concentrava-se à volta das cidades de Lisboa e Porto , assim como, o Litoral Norte de Portugal era mais povoado que o Interior e Sul do país. </li></ul>
  7. 7. Razões do Crescimento da População <ul><li>O crescimento da população no século XIX ficou a dever-se a uma melhor alimentação , melhor assistência médica (o uso de vacinas foi uma grande conquista para a saúde) e à maior higiene (quer nas cidades, casas como nos hábitos pessoais). Havia menos mortes o que levou ao crescimento populacional. </li></ul>
  8. 8. O Ensino <ul><li>Durante o século XIX foram realizadas várias reformas no Ensino pelos governos: </li></ul><ul><li>Foi tornado o “ensino primário” obrigatório e era gratuito (aumentaram o número de escolas primárias). </li></ul><ul><li>Foi alargado o “ensino liceal” sendo criado um liceu em cada cidade capital de distrito. </li></ul><ul><li>Fundaram-se as primeiras escolas do “ensino técnico” (Escolas comerciais, industriais e agrícolas). </li></ul>
  9. 9. O Analfabetismo <ul><li>Com as reformas no ensino pretendia-se que os alunos tivessem conhecimentos práticos e úteis para colaborar no desenvolvimento do país. Mas, no final do século XIX ainda 78,6% da população era analfabeta (não sabia ler nem escrever). As mulheres eram em maior número (quase 90%) destas pessoas eram do sexo feminino. </li></ul>
  10. 10. Os Direitos Humanos <ul><li>Foi com o governo liberal que se tomaram importantes medidas no que diz respeito aos Direitos Humanos: </li></ul><ul><li>Abolição da Pena de Morte . </li></ul><ul><li>Fim da “roda do enjeitados” e criação dos hospícios. </li></ul><ul><li>Abolição da escravatura . </li></ul>
  11. 11. Resumo <ul><li>Foi com os governos liberais que se fizeram os primeiros recenseamentos da população portuguesa. O recenseamento é a contagem de todas as pessoas que existem num país e é feito de 10 em 10 anos. </li></ul><ul><li>Durante o século XIX houve um crescimentos populacional devido às melhorias na alimentação, cuidados de saúde e higiene. A mortalidade diminuiu e a população aumentou. </li></ul><ul><li>Foram realizadas reformas no Ensino, onde o ensino primário foi tornado obrigatório e foram criadas as escolas técnicas. No entanto, em 1900 ainda 78,6% da população era analfabeta. </li></ul><ul><li>Foi ainda no século XIX que foi abolida a pena de morte em Portugal, assim como, todo e qualquer tipo de escravatura. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>FIM </li></ul>

×