Gerenciamento de progetos

308 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
308
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gerenciamento de progetos

  1. 1. SUMÁRIO  GERENCIAMENTO DE COMUNICAÇÃO  TABELAS  PRECEDÊNCIA  CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO  ORÇAMENTO GLOBAL  TABELA DE DESEMBOLSO MENSAL  TABELA DE RISCO  TERMO DE ABERTURA  DECLARAÇÃO DE ESCOPO  ESCOPO  DOCUMENTAÇÃO E LICENCIAMENTO  DADOS DO IMÓVEL E CONSTRUÇÃO  RECURSOS HUMANOS  SISTEMA CONSTRUTIVO  LEVANTAMENTO E ESTRUTURA  ACABAMENTO E PINTURA  ENTREGA E DESMOBILIZAÇÃO  APRESENTAÇÃO DA PLANTA BAIXA
  2. 2. TERMO DE ABERTURA DO PROJETO  RESUMO DO PROJETO  NECESSIDADES BÁSICAS  AMPLO SALÃO PRINCIPAL  COZINHA  DEPÓSITOS  CÂMARA DE FRIOS  CHURRASQUEIRA  ÁREA DE PREPAROS  ESCRITÓRIO  CAIXAS  BANHEIROS (SEGUINDO AS NORMAS DE ACESSIBILIDADE NBR9050) OBEDECENDO O TEMPO E CUSTO ESTIMADOS NO PLANO DO PROJETO.
  3. 3. TERMO DE ABERTURA DO PROJETO  RESPONSABILIDADES DO GERENTE DE PROJETOS  Regulamentar as documentações necessárias.  Assegurar a preparação do projeto, com garantia de qualidade técnica.  Organizar e mobilizar os meios, especialmente as pessoas, para realizar o projeto.  Gerenciar os custos e aquisições  Administrar e articular acordos.  Deve formular metodologias, procedimentos, estruturas e sistemas de administração de projetos.  Fiscalizar o passo-a-passo da obra.  Controlar os pagamentos.  Ser responsável pela comunicação entre as partes interessadas.  Elaboração do escopo e cronograma do projeto.  Avaliar o desempenho da equipe.
  4. 4. TERMO DE ABERTURA DO PROJETO  CRONOGRAMA BÁSICO DO PROJETO  O investimento estipulado será de R$ 1.500.000,00.  O prazo de entrega da obra são de 10 meses.  NECESSIDADES DE RECURSOS  Profissionais qualificados em todas as etapas do projetos.  Todas as atividades terceirizadas e aquisição de materiais serão de responsabilidade da construtora.  NECESSIDADE DE SUPORTES PELA ORGANIZAÇÃO  Reuniões Periódicas  Dispor os documentos para eventuais consultas.  CONTROLE E GERENCIAMENTO DAS INFORMAÇÕES DO PROJETO  As informações geradas na execução do projeto serão registradas e armazenadas como documentos e estarão disponíveis ao patrocinador
  5. 5. DECLARAÇÃO DE ESCOPO  ÁREA DE RESFRIAMENTO E PREPARO;  ÁREA DE ALOJAMENTO DE GÁS;  ÁREA PARA CHURRASQUEIRA;  BAR;  ADEGA;  ÁREA VERDE;  ESTACIONAMENTO FRONTAL;  DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA, CEREAIS, BEBIDAS E CARVÃO, EQUIPAMENTOS;  ESTACIONAMENTO PARA DESCARGA;  BIODIGESTOR;  TELHADO;  PAVIMENTAÇÃO DO PISO;  ACABAMENTO E PINTURA.  REQUISITOS  DISPONIBILIDADE DA VERBA  DESCRIÇÃO DE ESCOPO COMPOSIÇÃO DO RESTAURANTE:  SALÃO PRINCIPAL;  COZINHA;  PALCO DE ATRAÇÕES MUSICAIS;  PLAYGROUND;  CAIXA;  ESCRITÓRIO;  BANHEIROS;  VESTIÁRIOS;  ÁREA DE HIGIENIZAÇÃO;
  6. 6. DOCUMENTAÇÃO | LICENCIAMENTO ANEXO 2: PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE E URBANISMO Rua Doutor Poty Nóbrega,344 – LAGOA NOVA - Telefone (84)3232-9312 CEP 59056-180 CNPJ (M F) 08.241.747/0004-96 PROCESSO N° /2013 ALVARÁ DE CONSTRUÇÃO DE OBRA..................................................... Nº /2012 DESTINAÇÃO: CONSTRUÇÃO DE 01 CHURRASCARIA TABERNA DA CARNE........................ Com uma área de 1250,00m². Situado (a) em: Avenida Engenheiro Roberto Freire, 1444, lote único, com área de 1734,00m² de superfície, ZONA URBANA desta cidade de NATAL/RN. PROPRIETÁRIO: IZABELLI MACEDO DE JESUS DE BRITO, CPF: 432.567.109-81 residente e domiciliado (a) em: Av. Nascimento de Castro, 1891, Lagoa Nova - Natal/RN. Autorizamos o Sr: JOSÉ CARLOS GONÇALVES LEITE FILHO, a realizar a(s) atividade(s) supra mencionado(s) por ter preenchido todos os requisitos e exigências desta prefeitura no que cabe a Lei n° 011/06 que dispõe sobre o Plano Diretor do Município de Natal/RN e dar outras providências, conforme consta do processo........../2013. Condições: 01- Esta licença é válida pelo período de 365 dias, a contar da data de sua expedição para o início da obra de acordo com o art. 30 da seção 04, lei complementar n° 634/10-Código de Obras de Extremoz; podendo ser renovado anualmente. 02 – O projeto deve cumprir os requesitos das leis municipais ( Lei n° 493 de 06 de outubro de 2006. “ Plano Diretor”). 03 – Aprovação de acordo com projetos e instruções técnicas apresentados; 04 – Esta licença constitui em um instrumento que libera a implantação do empreendimento denominado CHURRASCARIA TABERNA DA CARNE ; 05 – A drenagem pluvial e o sistema de esgotamento sanitário adotados, são de inteira responsabilidade do empreendedor, podendo solicitar ajustes ou a adoção de um outro sistema, caso o implantado não apresente a eficiência esperada; 06 – A pressão sonora deve atender aos limites estabelecidos pela norma ABNT n° 10.151/00 e resolução do CONAMA n° 001/90; 07 – Durante a execução da obra, o empreendedor deve adotar medidas mitigadoras com fins de não causar transtornos na área de influencia direta; 08 – O não cumprimento das condições dispostos nesta licença, implicará em falta de natureza grave, de acordo com a lei municipal n° 493, de 06 de outubro de 2006, ficando o empreendedor sugeito ás penalidades previstas na referida lei. 09 – O município se reserva o direito de promover a cobrança de direitos por ventura existentes. Do que para constar eu, JOÃO BOSCO AFONSO mandei digitar o presente e assino. Natal/RN, 22 janeiro de 2014. _____________________________________________________ JOÃO BOSCO AFONSO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE E URBANISMO
  7. 7. RECURSOS HUMANOS ETAPA DIVISÃO PROFISSIONAIS 1. Projeto/Estudo do Terreno Projeto arquitetônico Projeto estrutural Projeto de instalação hidrossanitária/gás Projeto de instalações elétricas Projetos especiais e consultoria de instalações Arquiteto, Eng. Civil/ elétrico/hidrossanitarista, químico de solo. 2. Terraplenagem Sondagem Preparo do Local/Limpeza do terreno Locação da obra Elevações/terraplanagem Topógrafo, serventes, operadores de maquina 3. Instalações Provisórias Tapumes Instalações de banheiros Entrada de energia provisória Serventes, eletricistas, encanador e carpinteiros 4. Implantação Rede de água e esgoto Entrada de energia Iluminação externa Pavimentação Ajardinamento Serventes, eletricistas, encanador e carpinteiros 5. Infra Estrutura Execução de estacas Formas Armadura Concreto Mestres (coordenação e organização) Carpinteiros (formas, blocos, concretagem e desforma), Operadores de maquina (escavação) Armador (ferragem)
  8. 8. RECURSOS HUMANOS 6. Supra Estrutura Formas, pilares, vigas e lajes Equipamentos Armaduras: pilares, vigas e lajes Concreto: pilares vigas e lajes Carpinteiro Armador Eletricista Encanador 7. Paredes e Painéis Alvenaria, salpique, telas, peitoris Pedreiro Serventes 8. Revestimentos internos Azulejos Reboco de paredes e encunhamento Reboco de teto Pedreiro Servente 9. Revestimentos externos Salpique Massa mista /emboço Mármore ou granito Revestimento cerâmico Pedreiro Servente 10. Impermeabilização e pavimentação Sacadas, banheiros Mármore ou granito (pisos, banheira) Piso cerâmico Piso cimentado Rodapé Pedreiro Servente Carpinteiro
  9. 9. RECURSOS HUMANOS 11. Forro e elementos decorativos Forro de gesso Especiais Gesseiro 12. Coberturas Estrutura a vista com telhas cerâmicas Carpinteiro Pedreiro 13. Esquadrias Portas Estrutura tipo pele de vidro com janelas Portas e janelas de alumínio Contramarcos Carpinteiro Vidraceiro Serralheiro 14. Artefatos metálicos e de madeiras Corrimão, escadas, Carpinteiro Serralheiro 15. Pintura Pinturas de paredes e teto Esmalte sobre esquadrilha / Artefatos metálicos Fachadas Pintor
  10. 10. RECURSOS HUMANOS 16. Vidros - Vidraceiro 17. Instalações Hidrosanitárias Água fria Esgoto cloacal Esgoto pluvial Incêndio, coluna, Gás: canos, conexões e medidores. Encanador Técnico de Sistema a Gás 18. Instalações elétricas e telefônicas Subestação transformadora Condutores Interruptores, tomadas e luminárias. Eletricista 19. Equipamento de cozinha e banheiro Registros e torneiras Tampo de granito/mármore Instalação hidrossanitária na implantação Pedreiro Servente Encanador 20. Complementação da Obra Limpeza Mobiliário Diversos Faxineiros
  11. 11. SISTEMA CONSTRUTIVO  INSTALAÇÃO DA OBRA  Será feita a construção do deposito que abrigará o material e as ferramentas.  Um escritório com instalações sanitárias e elétricas.  Isolamento da obra para garantir o controle de acesso.
  12. 12. SISTEMA CONSTRUTIVO  MOVIMENTAÇÃO DE TERRA  Teste de sondagem  Limpeza do terreno  Elevação e Terraplenagem
  13. 13. SISTEMA CONSTRUTIVO  MURO DE ARRIMO  Muro de pedra e concreto, uma espécie de barreira de contenção do solo.
  14. 14. SISTEMA CONSTRUTIVO  FUNDAÇÕES
  15. 15. SISTEMA CONSTRUTIVO  ESTRUTURA  Colunas de Ferro e concreto.  Construção da laje treliçada com travelas de cerâmica
  16. 16. SISTEMA CONSTRUTIVO  ALVENARIA  Será do tipo de vedação. O material usado será tijolos cerâmicos.  Seguindo as especificações da NBR 7171.
  17. 17. SISTEMA CONSTRUTIVO  COBERTURA  Estrutura de madeira (Massaranduba)  Telha utilizada: Cerâmica tipo Americana Branca
  18. 18. SISTEMA CONSTRUTIVO  INSTALAÇÕES  HIDROSSANITÁRIAS: Tubos e conexões de PVC/Construção da fossa séptica (NBR 7229)  ELÉTRICAS: Tubos de PVC flexíveis, com fiação de cobre e isolamento anti chamas.  GÁS: Segue o regulamento local.
  19. 19. SISTEMA CONSTRUTIVO  CONSTRUÇÃO DO BIODIGESTOR  Tipo indiano  Utiliza os restos de comida para produção de gás metano.  Alternativa ecológica e rentável a longo prazo.
  20. 20. SISTEMA CONSTRUTIVO  ACABAMENTO E PINTURA  FACHADA  Pintura e Soleira da entrada  ESQUADRIAS  Alumínio  Madeira  Serviço de Serralheira  VIDROS  BALCÕES  PISO E RODAPÉ  FORRO  PINTURA  Paredes internas  Superfícies rebocadas
  21. 21. SISTEMA CONSTRUTIVO  ACABAMENTO E PINTURA  BANHEIRO  Parede  Soleira  Bancada  Cubas  Bacias Sanitárias  Torneiras  Acabamento de registros.
  22. 22. SISTEMA CONSTRUTIVO  ENTREGA E DESMOBILIZAÇÃO  Remoção de materiais.  Remoção de entulhos.  Limpeza dos elementos  Remoção da Argamassa  Segurança da Entrega.
  23. 23. SISTEMA CONSTRUTIVO  PLANTA BAIXA
  24. 24. SISTEMA CONSTRUTIVO  ÁREA TOTAL:  1728m²  ÁREA CONSTRUÍDA  1495.40m²
  25. 25. GERENCIAMENTO DE COMUNICAÇÃO  COMUNICAÇÃO  Comunicação entre o gerente de projeto e o financiador.  Comunicação entre o gerente de projeto e os operários.  Comunicação entre o gerente de projeto e a população local onde haverá a construção do empreendimento
  26. 26. TABELA DE PRECEDÊNCIA NÚMERO ATIVIDADES TEMPO ATIVIDADES PRECEDENTES 1 TERRENO - - 2 PLANTA 3 dias (No prazo do licenciamento) 1 3 ALVARÁ 45 dias 1,2 4 LICENCIAMENTO AMBIENTAL 45 dias 1,2,3 5 EQUIPE TÉCNICA 20 dias 1,2,3,4 6 PROJETOS TÉCNICOS 20 dias 1,2,3,4,5 7 MÃO DE OBRA 20 dias Todas as anteriores 8 TERRAPLENAGEM 8 dias Todas as anteriores 9 INSTALAÇÃO DA OBRA 15 dias Todas as anteriores 10 MURO DE ARRIMO 15 dias Todas as anteriores 11 FUNDAÇÕES 20 dias Todas as anteriores 12 ESTRUTURA 15 dias Todas as anteriores 13 ALVENARIA 20 dias Todas as anteriores 14 COBERTURA 20 dias Todas as anteriores 15 IMPERMEABILIZAÇÃO 7 dias Todas as anteriores 16 INSTALAÇÃO HIDROSSANITÁRIA 10 dias Instalação da obra 17 INSTALAÇÃO ELÉTRICA 10 dias Todas as anteriores 18 INSTALAÇÃO DE GÁS 10 dias Todas as anteriores 19 FACHADA 15 dias Todas as anteriores, exceto 16,17,18. 20 ESQUADRIAS 10 dias Todas as anteriores 21 VIDROS 3 dias Todas as anteriores 22 BALCÕES 7 dias Todas as anteriores 23 PISO E RODAPÉ 30 dias Todas as anteriores 24 FORRO 10 dias Todas as anteriores 25 PINTURA 30 dias Todas as anteriores 26 INSTALAÇÃO DOS BANHEIROS 7 dias Todas as anteriores 27 BIODIGESTOR 10 dias 1 à 13. 28 ENTREGA 3 dias Todas as anteriores TOTAL: 300 dias (10 meses)
  27. 27. CRONOGRAMA DE TEMPO
  28. 28. TABELA DE ATIVIDADES|CUSTOS ATIVIDADES CUSTO Terreno - ALVARÁ 2.500,00 LICENCIAMENTO AMBIENTAL 434,60 EQUIPE TÉCNICA 50.000,00 PROJETOS TÉCNICOS 25.000,00 MÃO DE OBRA 198.000,00 INSTALAÇÃO DA OBRA 8.000,00 TERRAPLENAGEM 1.500,00 MURO DE ARRIMO 12.000,00 FUNDAÇÕES 32.000,00 ESTRUTURA 235.000,00 ALVENARIA 135.000,00 COBERTURA 300.000,00 IMPERMEABILIZAÇÃO 22.000,00 INSTALAÇÃO HIDROSSANITÁRIA 35.000,00 INSTALAÇÃO ELÉTRICA 40.000,00 INSTALAÇÃO DE GÁS 20.000,00 FACHADA 1.500,00 ESQUADRIAS 14.000,00 VIDROS 5.000,00 BALCÕES 5.600,00 PISO E RODAPÉ 115.000,00 FORRO 12.000,00 PINTURA 2.000,00 INSTALAÇÃO DOS BANHEIROS 10.000,00 BIODIGESTOR 32.000,00 ENTREGA 1.200,00 BONIFICAÇÕES 18.200,00 RESERVA DE CONTINGENCIA (5%) 63.650,00 TERRENO - TOTAL: 1.320.084,60
  29. 29. TABELA DE DESEMBOLSO MENSAL Atividade Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Valor Valor Valor Valor Valor Valor Valor Valor Valor Valor Alvará 2.500,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Licenciamento Ambiental 434,60 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Equipe técnica 0,00 50.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Projetos técnicos 0,00 25.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Mão de Obra 0,00 22.000,00 22.000,00 22.000,00 22.000,00 22.000,00 22.000,00 22.000,00 22.000,00 22.000,00 Terraplenagem 0,00 0,00 1.500,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Instalação da Obra 0,00 0,00 6.000,00 2.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Muro de arrimo 0,00 0,00 0,00 12.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Fundações 0,00 0,00 0,00 32.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Estrutura 0,00 0,00 0,00 90.000,00 145.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Alvenaria 0,00 0,00 0,00 0,00 135.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Cobertura 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 300.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Impermeabilização 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 22.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Instalação Hidrossanitária 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.000,00 30.000,00 0,00 0,00 0,00 Instalação Elétrica 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 8.000,00 32.000,00 0,00 0,00 0,00 Instalação de Gás 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.000,00 15.000,00 0,00 0,00 0,00 Fachada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.500,00 0,00 0,00 0,00 Esquadrias 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 14.000,00 0,00 0,00 0,00 Vidros 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.000,00 0,00 0,00 0,00 Balcões 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.600,00 0,00 0,00 0,00 Piso e Rodapé 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 40.000,00 75.000,00 0,00 0,00 Forro 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 10.000,00 2.000,00 0,00 Pintura 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1500,00 500,00 Instalação dos Banheiros 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 10.000,00 Biodigestor 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 32.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Entrega 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.200,00 Bonificações 1.820,00 1.820,00 1.820,00 1.820,00 1.820,00 1.820,00 1.820,00 1.820,00 1.820,00 1.820,00 Reserva de Contingencia (5%) 6.365,00 6.365,00 6.365,00 6.365,00 6.365,00 6.365,00 6.365,00 6.365,00 6.365,00 6.365,00 Total 11.119,60 105.185,00 37.685,00 48.685,00 310.185,00 443.185,00 173.285,00 115.185,00 33.685,00 41.885,00 Total Geral R$ 1.320.084,60
  30. 30. TABELA DE RISCOS ÁREA DE RISCO NÍVEL DO RISCO CONSEQUÊNCIAS RISK PLAN 1 Falta não justificável de algum componente da equipe de construção. A Atraso na execução da atividade exercida pelo componente. Advertência, caso persista será feita a, substituição imediata do operário. 2 Falha na logística de entrega dos materiais M Atraso na execução da atividade. Aquisição do material em outro fornecedor próximo a obra. 3 Reposição de materiais por mau uso. B Aumento no custo e no tempo da obra. Advertência, caso persista será feita a substituição imediata do responsável. 4 Retrabalho de atividades entregues fora da conformidade. B Aumento do custo e no tempo da obra. Advertência, caso persista será feita a substituição imediata do responsável pela fiscalização e execução da atividade. 5 Atraso devido a condições climáticas M Atraso na execução da obra, ociosidade dos funcionários. Aumento no custo e tempo da obra. Substituição da tarefa prevista no cronograma por uma outra tarefa possível de ser realizada. 6 Risco de acidente de trabalho por mau uso de EPI’s M Ações jurídicas, aumento no custo e prazo, perda de funcionário. Maior rigor na fiscalização e no treinamento, substituição dos envolvidos nos acidentes. 7 Risco de acidente com ferramentas e maquinário defeituosos. B Ações jurídicas, aumento no custo e prazo, perda de maquinário e/ou operário. Maior rigor na fiscalização e no treinamento, substituição dos equipamentos defeituosos. 8 Doenças causadas pela obra M Atraso na obra, aumento no custo. Manter o ambiente sempre limpo, e utilização assídua dos equipamentos de proteção.
  31. 31. VÍDEO (BIODIGESTOR)

×