Pregações sobre Missões:
Erga os olhos e veja sua missão
3 TIPOS de Servos de Deus
Ferramentas para exercer o Chamado
Quer...
João 4.31-38
-Ilustração: O grande diferencial em tudo que se faz, especialmente em missões é a visão. Havia
uma empresa d...
Certamente quem planta espera colher. A colheita é a recompensa. Contudo em se tratando de
missão esta recompensa é para a...
3 TIPOS de Servos de Deus
-Tema: SERVIÇO CRISTÃO
Êxodo 17.8-15
-Introdução: Podemos comparar a Igreja de hoje com o povo d...
Deus nos chama para estar ao lado dos irmãos ajudando e abençoando.
3- JOSUÉ, obediência e coragem: v. 10
Josué era um jov...
Quando Deus nos chama, Ele nos dá condições para exercer o chamado que tem para nossas
vidas.
Quais são as ferramentas de ...
Deus quer mostrar sinais na sua vida e te encher de bênçãos!
Vai nesta tua força!
-CONCLUSÃO:
Você já se sentiu chamado po...
Simão e seus amigos estavam lavando as redes. Isso mostra que não tinham pegado nada. Só
tinham sujado as redes. Mas como ...
Enquanto ouvimos nossa fé é preparada para o milagre. Jesus só operou o milagre depois da
pregação (v.4).―E, assim, a fé v...
Se Deus te der um milagre, prosperar sua vida, por exemplo, você vai dividir isso com alguém?
Vai ajudar na igreja? Vai aj...
Deus queria abençoar a família de Abraão e através dele todas as outras famílias da terra, mas
antes era preciso provar a ...
A oração é que mantêm acesa a chama do Espírito Santo em nossas vidas. Muitas pessoas
recebem o fogo do Espírito Santo, ma...
Qualidades de um Pescador
Marcos 1.17
-Introdução: Jesus chamou seus discípulos quando estavam pescando e lhes chamou para...
Se o pescador chegar ao lugar da pescaria e desanimar no primeiro instante, ele não consegue
pegar nada. Precisa continuar...
Também o pregador da Palavra deve ser sábio, não se mostrar demais e sim anunciar a Cristo.
Não espante as pessoas assusta...
As 3 ordens de Jesus
Tema: MISSÃO
Ouça:
João 15.14
-Introdução: Você é amigo de Jesus? Ele disse que seus amigos O obedece...
O segundo imperativo do Mestre é ‗ficai‘. Onde? Em Jerusalém que é o lugar da casa de Deus.
Este ‗ficai em Jerusalém‘ repr...
Se você já está cheio do poder de Deus:
IDE!
O vir é nossa aceitação de Jesus como Senhor.
O ficar é um ato de perseveranç...
Assim também em nossa vida precisamos aprender a treinar sempre com disciplina para nos
dominar e aperfeiçoar a cada dia. ...
-meio-campo, ajuda, passa a bola para que outros peguem e façam o gol. No meio do campo da
nossa vida, Deus nos dá pessoas...
Vamos refletir sobre a multiplicação em nossas vidas nestas áreas:
1- Multiplicação Material: v.1
Pedro e seus amigos esta...
Precisamos nutrir nossa Alma. O que é a alma? É uma forma de expressar quem é você, sua
personalidade, emoções, caráter, t...
Como multiplicar espiritualmente?
a) Novo Nascimento: Aceitando Jesus como Senhor de sua vida (João 3.8).
b) Conversão: Se...
―A menos que eu seja convencido pelo testemunho das Escrituras ou pelo mais claro raciocínio; a
menos que eu seja persuadi...
3. SOMENTE A GRAÇA: ―Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de
vocês, é dom de Deus; não por obr...
5. SOMENTE A DEUS TODA GLÓRIA: ―Eu sou o SENHOR; este é o meu nome! Não darei a
outro a minha glória nem a imagens o meu l...
Pregações sobre a Igreja
Estamos perto do dia da Reforma Protestante em 31/10 e sempre é bom refletir sobre o sentido
da I...
Uma Igreja Missionária
-Tema: MISSÕES
Atos 11.19-26
-Introdução: A Igreja de Jerusalém havia recebido o Espírito Santo que...
realizando grandes atividades. desafios.
-Quando termina um programa,
logo se iniciam os preparativos
para o próximo. A ig...
Já a Igreja de eventos, sempre busca méritos e procuram mostrar seus próprios feitos.
A Igreja de Antioquia tinha êxito em...
Nunca pare na metade a obra que Deus colocou em suas mãos!
4- Cuidar do Testemunho: v.24ª ―porque era homem bom‖
Aqui o te...
6- Aprender a Palavra: v.25b ―por todo um ano, ser reuniram naquela igreja e ensinaram
numerosa multidão‖
Assim que conhec...
Vamos ser uma Igreja Missionária!
-CONCLUSÃO: Atos 13.1-3
A Igreja de Jerusalém desprezou sua vocação missionária e se fec...
O Crescimento da Igreja
-Tema: SANTIFICAÇÃO
Efésios 5.27
―para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ru...
Além do crescimento numérico, podemos observar a expansão territorial do cristianismo, devido à
dispersão dos cristãos per...
Deus quer uma Igreja sem mácula!
3- Igreja sem RUGA:
A Igreja primitiva não tinha rugas porque era uma igreja nova. Mas co...
5- Igreja Sem DEFEITO:
Dizer que a Igreja Primitiva era sem defeito parece algo relativo. Um grupo de pessoas incultas e
c...
Uma Igreja saudável cresce naturalmente!
A Edificação da Igreja
-Tema: COMUNHÃO igreja
I Pedro 2.1-10
-Introdução: Neste t...
Tijolos: os tijolos são blocos de barro que são colocados um sobre o outro. O barro é fraco, mas
se bem amassado, preparad...
Deus tem um propósito par nós como Igreja, devemos estar bem certos disso e para exercemos
nosso papel no Reino de Deus se...
A Igreja é...
-Tema: IGREJA
João 5.1-8
-Introdução: Betesda significa ‗casa de misericórdia‘ e este tanque ficava perto da...
mas a alegria verdadeira que vem de Deus. Aquele homem que sofria há 38 anos foi curado e
saiu dali alegre.
A Igreja deve ...
Chegue perto dos irmãos da Igreja, estenda a mão, abrace, demonstre amor e fale palavras que
curam!
3- Lugar de trabalho: ...
Não podemos permitir que a Igreja perca seu propósito de curar vidas, de solidariedade e de
trabalho para o Reino de Deus....
A vida cristã na Igreja Primitiva
-Tema: IGREJA
Atos 9.31
-Introdução: Quando olhamos para a Igreja Primitiva em Atos dos ...
c) A simplicidade na Pregação
Atos 3.6: ―não possuo ouro nem prata, mas o que tenho isso te dou: em nome de Jesus Cristo
N...
Todos afirmaram que tiveram um encontro como salvador. Não falavam do que ouviram, mas do
que experimentaram pessoalmente....
cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas,
segundo o Espírito lhes conced...
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Pregações sobre missões
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pregações sobre missões

1.471 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.471
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pregações sobre missões

  1. 1. Pregações sobre Missões: Erga os olhos e veja sua missão 3 TIPOS de Servos de Deus Ferramentas para exercer o Chamado Quer Pescar mais? Faça o melhor para Deus Qualidades de um Pescador As 3 ordens de Jesus Atletas de Cristo A Pescaria da Vida O banquete de Deus O que Deus anda procurando? Conceitos missionários Atitudes de um Missionário Atitudes missionárias de Jesus UMA IGREJA MISSIONÁRIA Entendendo o Chamado de Deus Segure a ponta da corda Rei, Profeta e Sacerdote: a missão de Jesus revela... Cinco pilares da Igreja Erga os olhos e veja sua missão -Tema: MISSÃO
  2. 2. João 4.31-38 -Ilustração: O grande diferencial em tudo que se faz, especialmente em missões é a visão. Havia uma empresa de sapatos que mandou um vendedor de sapatos para um país na África e este vendedor voltou dizendo que não foi possível fazer o trabalho, por que lá ninguém usava sapatos. Contudo outro vendedor foi enviado e este, ao ver aquele povo descalço exclamou: ‗todos aqui precisam de sapatos‘ e vendeu como nunca ao ponto de criar uma grande empresa ali. -Introdução: A diferença toda está na forma como olhamos as coisas, pessoas e situações. Jesus tinha um olhar missionário. Tudo ele via com a ótica Divina. Ele havia pregado para uma mulher na beira do poço. Ele viu o potencial missionário daquela samaritana. Logo em seguida à declaração de Jesus para erguerem os olhos, aconteceu um avivamento em Samaria. Aquela mulher tinha trazido toda a cidade para ouvir de Jesus, então aconteceu uma enorme colheita, um avivamento em Samaria. Como devo olhar a missão? Vamos entender a partir deste texto como deve ser nossa visão missionária: 1- Perceber a necessidade das pessoas: v.31 Jesus pediu água pra a samaritana e após beber seus discípulos chegaram oferecendo comida (v.31), mas não é o que queria. Certamente Jesus estava tão ocupado que não tinha tempo nem pra comer. O que aprendo aqui é que às vezes queremos que as pessoas queiram o que queremos na hora que queremos, mas o importante não é nem mesmo o que as pessoas querem vê, ouvir ou sentir e sim o que necessitam. Jesus tinha o olhar fito nas necessidades profundas das pessoas e não em suas vontades. 2- Vontade de ganhar almas: v.32-34 Jesus compara sua missão como um alimento que satisfaz a vida. Verdadeiramente quem tem vontade de ganhar almas vive a maior satisfação. Isto é a Paixão missionária, um amor tão grande que priorizamos acima de nosso próprio alimento. Após ter a experiência de conhecer a Jesus, todo crente deve ter a experiência de levar alguém a conhecer Jesus. 3- Ter discernimento: v.35ª Jesus fez a pergunta sobre o tempo da ceifa, porque queria que refletissem que a colheita espiritual já estava pronta, só faltavam trabalhadores. 4- Ter olhos erguidos para Deus: v.35b Muitas pessoas não têm discernimento do momento de receber a colheita de Deus para suas vidas por que andam de cabeça baixa e não buscam discernimento do momento que estão vivendo. 5- Esperar recompensa: v.36ª
  3. 3. Certamente quem planta espera colher. A colheita é a recompensa. Contudo em se tratando de missão esta recompensa é para a vida eterna. Por isso o semeador não espera no homem e sim no Senhor da Seara. Almas são sementes que se plantam na terra e que brotam na Igreja e se colhe no céu. 6- Alegria em servir: v.36b A alegria do Senhor é a nossa força (Neemias 8.10)! Realmente sem alegria não temos força para fazer nada. Ao colher o ceifeiro deve ter tanta alegria que compartilha seus frutos com outras pessoas. Não podemos pensar que as almas são somente nossas, precisamos repartir esta alegria com alguém. Por que até os anjos nos céus que nem podem pregar (I Pedro 1.12), se alegram por causa de um só pecador que se arrepende (Lucas 15.10) e nós precisamos voltar da evangelização alegres por ver maravilhas do Senhor (Lucas 10.17). 7- Visão da Graça: v.37,38 Precisamos fazer tudo de Graça e pela Graça (Mateus 10.8). Sem a concepção da Graça de Deus somos frustrados ministerialmente. Não podemos ver nossas condições ou o merecimento das pessoas que ouvirão a mensagem. Muitas vezes estamos colhendo o que outras pessoas plantaram e plantando para outros colherem. Mesmo assim precisamos saber que Jesus é o Senhor da Seara e quem consuma tudo (Lucas 19.30) mesmo é Ele, não nós (Salmos 100.3). Busque a Visão Missionária de Jesus! -CONCLUSÃO: ‘erga os olhos‘ A receita de Jesus para a visão missionária é andar de olhos erguidos para ver os caminhos de Deus que são mais altos que os nossos (Isaías 55.9). Jesus tinha olhos cheios de amor, com um olhar profundo que percebia as necessidades das pessoas, vontade de ganhá-las para Deus, discernimento, alegria e visão da Graça sobre elas. O/a missionário/a precisa ser bem resolvido e ter olhos capazes de ver a urgência da evangelização com relacionamentos saudáveis que se confrontam olho no olho.
  4. 4. 3 TIPOS de Servos de Deus -Tema: SERVIÇO CRISTÃO Êxodo 17.8-15 -Introdução: Podemos comparar a Igreja de hoje com o povo de Deus que caminhava no deserto. Tudo era motivo de reclamação: falta de água, comida, inimigos, cansaço, etc. Não podemos pensar que somos servidos por Deus e sim que nós servimos a Ele que é o Maior. -Ilustração: seis cegos foram convidados a conhecer um elefante. Um deles abraçou a pata do animal e disse: ―Um elefante é como uma árvore‖. Outro cego tocou a orelha e declarou que o animal era semelhante a uma folha de couve. Outro, por sua vez, pegou a tromba e disse que o bicho era como uma cobra. O que tocou o rabo declarou que era como um chicote; o que tocou as presas concluiu que ele uma espada, e, enfim, o que encostou na barriga alegou que o elefante era como uma rocha. Todos tocaram o animal, mas nenhum conhecia de fato o elefante todo. Da mesma forma vemos pessoas que às vezes têm uma visão limitada da obra de Deus. Como tenho servido a Deus? Encontramos neste texto 3 tipos de servos de Deus: 1- MOISÉS, iniciativa, intercessão: v.9 Ele tomou a iniciativa assim que viu a necessidade. Chamou Josué para defender o povo e foi para o monte interceder. Ele viu que era preciso de gente para lutar e para orar. Este ministério é tão importante que quando Moisés levantava a mão abençoando o povo de Deus prosperava e quando abaixava perdia(v.11). Ao vermos problemas na Igreja precisamos agir rápido e nunca reclamar, mas abençoar sempre. Mas Moisés se CANSAVA e precisava de ajuda para continuar de mãos erguidas. Isso mostra que quem está à frente também se cansa e precisa de apoio (v. 11). Deus nos chama para tomar iniciativa e abençoar! 2- ARÃO e HUR ajuda e companheirismo: v.12b Junto com Moisés estavam Arão e Hur, eles viram que Moisés estava cansado e providenciaram uma pedra para ele se sentar e também ficaram segurando as mãos de Moisés para o ajudar a abençoar o povo até o anoitecer. A pedra aqui simboliza Jesus. Moisés precisava de um apoio para se firmar e Jesus é a nossa rocha e fortaleza. Muitos ao invés de ajudar o irmão a se firmar na rocha ficam jogando pedra e pesando o braço. Quem está à frente precisa de ajuda e Arão e Hurforam um apoio para Moisés.
  5. 5. Deus nos chama para estar ao lado dos irmãos ajudando e abençoando. 3- JOSUÉ, obediência e coragem: v. 10 Josué era um jovem de aproximadamente 40 anos. Ele não questionou Moisés, Arão e Hur ficarem só orando, mas obedeceu e partiu para a luta com a confiança de que alguém estava orando por ele. Josué foi corajoso, enfrentou o problema e venceu, mas com a ajuda dos irmãos. Às vezes o sucesso da obra não é devido a quem está na frente, mas àqueles que estão abençoando e apoiando. Por isso a vitória não era só de Josué. Qual o seu papel na obra de Deus?! -CONCLUSÃO: v.14,15 O Senhor mandou Moisés escrever aquela vitória. E nós também podemos escrever que se na Igreja cada um fizer a sua parte todos seremos vitoriosos. Moisés edificou um altar e chamou ―o Senhor é a nossa bandeira‖.Este foi um ato de louvor ao Senhor que é a nossa esperança e símbolo de vitória. -APLICAÇÃO: Qual o chamado de Deus para você? O que você está fazendo com suas mãos? Pedir que todos, de pé, levantem as mãos o mais alto que puderem aqueles que não agüentar devem ser ajudados. Um com as mãos lutava, outro com as mãos abençoavam e outros com as mãos ajudavam. E a função de uma não era mais importante que a do outro. Você foi chamado para estar à frente da batalha como Josué, para abençoar e liderar como Moisés ou foi chamado para ajudar como Arão e Hur? Responda isso para Deus. Ferramentas para exercer o Chamado -Tema: SERVIÇO Juizes 6.11-24 e 36-40 -Introdução: Podemos notar que vários servos de Deus estavam trabalhando quando foram chamados por Deus. Ex.: Abrão deixou sua terra; Moisés deixou o trono do Egito quando viu a sarça ardendo; Eliseu estava lavrando com 12 juntas de bois; Jeremias era um menino; André e Simão estavam pescando e Levi trabalhando na coletoria ...e Gideão estava malhando o trigo escondido com medo dos ladrões de colheita. Todos estes homens escolhidos por Deus como Gideão forma usados por Deus com as ferramentas que tinham em mãos. Milagres aconteceram com o bordão de Moisés, a funda de Davi, os cinco pães e peixes. Deus nos chama e dá as ferramentas para servir!
  6. 6. Quando Deus nos chama, Ele nos dá condições para exercer o chamado que tem para nossas vidas. Quais são as ferramentas de Deus? Vamos refletir quais são as ferramentas que Deus nos dá para servir: 1- CORAGEM: v.12 Gideão se achava pequeno e pensava que estava sozinho, mas quando soube que o Senhor estaria com ele,se encheu de coragem e destruiu o Altar de Baal. Sem coragem não teria condições de fazer nada, mas estaria ainda escondido no lagar com medo de seus inimigos. A primeira coisa que aconteceu com os discípulos quando foram cheios do Espírito Santo, foi que ficaram cheios de ousadia (Atos 4.29). Deus não precisa temer nada, então quando estamos cheios da Sua presença, ficamos fortes e corajosos. Você tem tido coragem para enfrentar os desafios na obra de Deus? Seja corajoso por que Deus está contigo! 2- FORÇA: v.14 O Senhor falou com Gideão ―vai nesta tua força, homem valente‖. Aparentemente ele era fraco e medroso, mas Deus lhe chamou de forte e valente. Isso é maravilhoso, por que mostra que Deus não nos vê como nos vemos ou como os outros nos vêem. Deus nos dá força para enfrentar tudo e comprova o nosso chamado quando precisamos! 'Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não pasmes, nem te espantes: porque o Senhor, teu Deus, é contigo, por onde quer que andares' (Josué 1.9). Você tem se achado forte ou fraco para fazer a vontade de Deus? Deus não te chama de fraco e sim de forte e valente! 3- SINAIS: v.36-40 Gideão ofertou ao Senhor um sacrifício e desceu fogo do céu para consumir sua oferta. Isso mostra que Deus aceita nossa oferta de coração (v. 21). Os sinais de Deus são manifestos na vida de um servo de Deus. O Senhor mostra suas maravilhas livrando, protegendo e fazendo proezas. A lã encharcada representa o crente abençoado, que tem vida abundante, (João 10.10). A lã seca é o crente que não recebe/absorve a bênção. Como você está? Seco ou encharcado de bênçãos?
  7. 7. Deus quer mostrar sinais na sua vida e te encher de bênçãos! Vai nesta tua força! -CONCLUSÃO: Você já se sentiu chamado por Deus para algo especial? Somos chamados e escolhidos por Deus, isso Ele faz porque nos ama e quer que façamos parte de Sua Obra na face da terra. Deus nos dá força e coragem para fazer a obra quando precisamos, aceita nossa oferta de amor e nos dá sinais de sua presença conosco. Tenha coragem de agir, seja forte e nunca pense que é ninguém. O Senhor receberá sua oferte e te mostrará sinais de seu amor para com sua vida. Quer Pescar mais? -Tema: EVANGELIZAÇÃO Lucas 5.1-11 -Introdução: Vamos comparar mais uma vez a pescaria com a evangelização: A pescaria de anzol é semelhante à evangelização pessoal. A pescaria de rede pode ser comparada ao evangelismo de massa, como eventos. Quando Jesus chamou seus discípulos eles estavam trabalhando. O que mostra que Deus gosta de gente lutadora. O Evangelho não é para pessoas desocupadas. Quanto mais trabalhamos, mas podemos servir à Deus. Como os discípulos estavam pescando, Jesus os chamou para ‗pescar almas‘, mas se estivessem pastoreando ovelhas, os chamaria para pastorear vidas, ou se fossem oleiros os convidaria para moldar vidas. Jesus já sabia o que iria acontecer e creio que provocou o acontecimento. Como a multidão o apertava, pediu para se sentar dentro de um barco que estava no lago. Justo o barco de Simão. Simão estava desiludido por que não conseguira pescar nada a noite toda, mas aquele dia foi a sua maior pescaria. Muitas vezes estamos como aqueles homens, sem conseguir nada, mas Deus fez todas as coisas do nada! Jesus é especialista em coisas impossíveis. Como pescar mais? Vamos refletir sobre o que aconteceu nesta pesca maravilhosa e aprender como devemos ganhar mais almas para Jesus: 1- Lave as redes: v.2c
  8. 8. Simão e seus amigos estavam lavando as redes. Isso mostra que não tinham pegado nada. Só tinham sujado as redes. Mas como bons pescadores não quiseram guardar as redes sujas. Deus não gosta de sujeira. Pessoas que acumulam coisas velhas e sujam atraem para si pobreza. Como a prosperidade virá se não houver espaço, visto que está entulhado de lixo? Para vir o novo é preciso abrir mão do velho. -O que significa lavar as redes? Para nós significa que precisamos lavar as nossas vidas. Fazer um auto-exame e ver se há alguma sujeira e limpar imediatamente. Faça uma faxina na sua mente, em seu coração e na sua vida em geral. Tudo que for sujo e velho jogue fora. Confesse seus pecados. Pedro ―prostrou-se aos pés de Jesus dizendo: ... sou pecador‖ (v.8). Ele confessou que precisava de Deus embora não merecesse. Realmente não somos merecedores, mas pela Graça e Misericórdia de Deus somos aceitos. Coloque a armadura de Deus (Efésios 6.10-17) protegendo seu corpo totalmente. Proteja sua cabeça de maus pensamentos, seu coração de coisas injustas, sua cintura de qualquer mentira e seus pés devem levar o evangelho. Defenda seu corpo com um escudo de fé e com a espada do Espírito que é a Palavra de Deus. Mente vazia é oficina do diabo. Por isso Deus quer que pensemos em coisas boas: ―Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento‖ (Filipenses 4.8). Expulse todo mau pensamento de sua vida. Peça perdão ao Senhor, pois o sangue de Jesus te purifica de todo o pecado (I João 1.9). Você tem confessado seus pecados? Lave suas redes confessando seus pecados! 2- Deixe Jesus entrar no barco: v.3a Jesus entrou no barco de Simão e pediu educadamente para que afastasse o barco um pouco mais para o fundo. Aparentemente Jesus só queria um lugar para se sentar e pregar, mas acima de tudo queria uma posição ideal para realizar um milagre. -O que significa deixar Jesus entrar em nosso barco? Ao deixar Jesus entrar no barco, Simão teve a oportunidade de: -obedecer a Jesus, que direcionou para onde o barco deveria ir; -aprender de Jesus, que estava pregando do barco como se fosse seu púlpito e Simão ouvia; Muitas pessoas querem que Jesus entre em seu barco somente para acalmar as tempestades. Não querem obedecer nem aprender. Mas quando Jesus entra em nosso barco devemos O deixar dirigir nossas vidas para onde quiser e principalmente ouvir sua Palavra.
  9. 9. Enquanto ouvimos nossa fé é preparada para o milagre. Jesus só operou o milagre depois da pregação (v.4).―E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo‖ (Romanos 10.17). Você já deixou Jesus entrar em seu barco? Ouça e obedeça a Jesus, deixe Ele entrar em seu barco e dirigir sua vida! 3- Lance as redes sob a Palavra: v.5c Com certeza Jesus havia pregado sobre as maravilhas de Deus e os milagres que opera. Simão havia acreditado na mensagem de Jesus. Simão considerou: - o impossível: ―havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos‖(v.5b); - o poder de Jesus: ―mas sob a tua palavra lançarei as redes‖ (v.5c); Mesmo sendo já experiente e sabendo que não tinha peixe, Simão não deixou de crer que para Jesus seria possível por que Ele criou os peixes. -O que significa lançar as redes sob a Palavra? Lançar as redes sob a Palavra de Deus é acreditar, ter fé e agir com base nesta confiança. Precisamos ter esta fé de que mesmo que os impossíveis para os homens são possíveis para Deus (Mateus 19.26). Esta firmeza de fé mudou a vida de Pedro. Jesus mudou o nome de Simão = vacilante para Pedro = firmeza de uma rocha (João 1.42). Você já lançou as redes sob a Palavra? Confie nas promessas do Senhor para sua vida e lance suas redes para um milagre! 4- Peça ajuda de outros: v.7 Pedro nunca tinha visto tantos peixes em sua vida. Quase arrebentaram as redes. Por pouco não afundaram o barco. Precisou da ajuda de companheiros de outro barco. Quando os pescadores do outro barco viram aquela maravilha de pescaria, ficaram sem reação, mas Pedro fez um sinal para eles (talvez com a cabeça) para que seus colegas viessem ajudar. Talvez os amigos de Simão pensassem que este não iria dividir a pesca. Mas se eram companheiros provavelmente tinham um trato de sociedade (v.9). -O que significa pedir ajuda de outras pessoas? Isso mostra que o milagre não é só pra você. Deus quer te usar para abençoar outros. Muitas pessoas querem ter uma pescaria abundante, mas não querem dividir os peixes. Isso é egoísmo.
  10. 10. Se Deus te der um milagre, prosperar sua vida, por exemplo, você vai dividir isso com alguém? Vai ajudar na igreja? Vai ajudar os pobres? Ou vai investir em suas vaidades e prazeres? Você já convidou outras pessoas para te ajudar na grande pescaria de sua vida? Compartilhe os milagres que Deus te dá! Você é um pescador de vidas! -CONCLUSÃO: v.10,11 Diante do poder de Jesus, Pedro nem se importou com os peixes. Deixou tudo para trás e foi seguir Jesus que lhe disse ―doravante serás pescador de homens‖ (v.10). Depois que Deus opera maravilhas em nossas vidas, nosso maior objetivo deve ser glorificar o nome de Jesus. João Wesley sempre dizia para seus pregadores: ―vocês têm um negócio para fazer, apenas um: ganhar almas‖. Lave as redes de sua vida para dar espaço aos milagres de Deus. Deixe Jesus entrar em seu barco para dirigir sua vida e te ensinar. Lance suas redes não para onde sabe ou gosta e sim sob a Palavra de Deus. E quando Deus te abençoar, testemunhe com o máximo de pessoas possível. Faça o melhor para Deus -Tema: SACRIFÍCIO Gênesis 22.1 a 18 -Introdução: Deus sempre faz o melhor para nós e nós sempre fazemos o melhor para Ele ou deixamos o que nos sobra do nosso tempo? Embora este texto seja longo vamos nos firmar sobre os versículos 6 e 7 que falam do fogo, cutelo e da lenha. Este texto é muito usado para pregar sobre bênção, promessa, provisão e restituição, mas agora vamos falar sobre SACRIFÍCIO. Isaque era a melhor coisa da vida de Abraão e Deus lhe perguntou se teria coragem de entregar seu próprio filho por amor ao Senhor. Abraão sabia que Deus é o dono da vida que lhe tinha dado Isaque como presente. O nome Isaque significa alegria, sorriso. Isaque era a maior alegria da vida de Abraão. Qual é o seu Isaque? Às vezes em nossas vidas temos muitas alegrias, Deus quem nos dá, mas não podemos colocar as bênçãos acima do Dono da bênção. Você entregaria seu Isaque?
  11. 11. Deus queria abençoar a família de Abraão e através dele todas as outras famílias da terra, mas antes era preciso provar a sua fé e amor ao Senhor. Abraão aceitou o desafio e entregou filho. Mesmo sendo patrão, foi ele quem rachou a lenha pessoalmente. Na subida ao monte levou três ferramentas necessárias para o sacrifício; o fogo, o cutelo e a lenha. Estas três ferramentas nos mostram o que precisamos fazer de melhor para Deus, não apenas como sacrifício, mas como amor e entrega total para que Ele abençoe nossas famílias como abençoou a de Abraão. Sacrifique o seu melhor para Deus como aquele hino que diz oferecerei ao Deus da minha vida, sacrifícios de louvor ao Deus do meu amor. O que é necessáriopara fazer o melhor para Deus? OBS: Vamos fazer uma alegoria com três elementos presentes na mensagem (fogo, cutelo e lenha). O sentido não é literal, mas simbólico. Para fazer o melhor para Deus é preciso: 1- FOGO: v.7 O fogo servia para queimar o sacrifício. Isaque estava carregando uma tocha de fogo acesa para lá em cima no monte acender o sacrifício. FOGO significa o Espírito Santo. Para fazer o melhor para Deus é preciso do fogo do Espírito Santo que nos faça arder de amor pelo Senhor e sua Igreja. Quem tem o Espírito Santo não acha nada difícil para Deus, mas sacrifica o seu melhor (Isaque para o Senhor). 2- CUTELO: v.6 O cutelo era uma espada pequena encurvada que era usada para sacrificar o cordeiro. Abraão carregava o cutelo. CUTELO significa a Palavra de Deus. Para fazer o melhor para Deus precisamos da Sua Palavra que nos ensina a sua vontade, aquilo que Ele deseja de nós. Veja o que diz Hebreus 4.12: Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. 3- LENHA: v.6 A lenha era usada para manter o fogo do sacrifício aceso. LENHA significa a vida de Oração.
  12. 12. A oração é que mantêm acesa a chama do Espírito Santo em nossas vidas. Muitas pessoas recebem o fogo do Espírito Santo, mas não o abastecem com oração, então apagam espiritualmente muito rápido. Deus provê para quem sacrifica! -CONCLUSÃO: v.19 A partir do momento que Abraão provou seu amor e sacrificou o seu melhor para o Senhor, a partir de então pode fixar uma residência fixa e abençoada, pois até então era nômade. Depois desta prova experimentou a provisão do Senhor e bênção para sua família e através dele para todas as famílias da terra. Se quisermos que nossas famílias sejam abençoadas e abençoar todas as famílias da terra, é preciso sacrificar algo. Dê o melhor do seu tempo, seja fiel nos seus dízimos e ofertas, não deixe Deus para segundo plano em sua vida, faça o melhor para Ele. Oferte suas alegrias (seus Isaques) para o Senhor e Ele te dará mais ainda alegria e prazer na sua vida porque Ele restitui a quem perde e provê para quem sacrifica.
  13. 13. Qualidades de um Pescador Marcos 1.17 -Introdução: Jesus chamou seus discípulos quando estavam pescando e lhes chamou para pescar outras pessoas para o evangelho. A partir daquele momento os discípulos usaram suas técnicas de pesca para ganhar pessoas para Cristo. Quais seriam as qualidades primordiais de um bom pescador? Você é um bom pescador? Vamos comparar algumas qualidades de um bom pescador com um evangelista: 1- Paciência: Marcos 15.15,16. A pesca exige espera e paciência para que o peixe venha e morda a isca. Às vezes é rápido, mas tem horas que demora muito até pegar o primeiro peixe. O mesmo acontece com a pregação do evangelho. É preciso estar pronto e incansável, disponível para abençoar vidas e no momento certo a pessoa se entrega ao evangelho. Jesus mandou pregar para todas as pessoas sem exceção. Você tem sido paciente ao evangelizar? Tenha paciência com a pessoa que está evangelizando! 2- Coragem: I Coríntios 9.16 O pescador não pode ter medo de água, vento, frio, espinhos, mosquitos ou qualquer outro perigo. Deve ter coragem de pescar em rios, cachoeiras, lagos, açudes e até no mar. O pregador do evangelho também precisa dessa coragem. Não pode temer às pessoas nem a satanás. Para isso deve pensar como o apóstolo que necessita ganhar almas e então esquecer toda dificuldade. Você tem coragem para evangelizar? Seja corajoso, ouse e não tenha medo de falar! 3- Perseverança: II Timóteo 4.2
  14. 14. Se o pescador chegar ao lugar da pescaria e desanimar no primeiro instante, ele não consegue pegar nada. Precisa continuar tentando até fisgar o primeiro peixe. Na evangelização é necessário ter essa persistência. Insistir até a pessoa entender a mensagem. Não pode desanimar nunca, pois quem convence o homem do pecado é o Espírito Santo (João 16.8) a obra da conversão é dele e a nossa tarefa é anunciar. Você tem sido perseverante na evangelização? Persevere, tente outra vez, você consegue! 4- Conhecer o peixe: II Timóteo 2.2 Dependendo do gosto do pescador, este se dá ao prazer de escolher qual peixe quer pegar. Para isso precisa conhecer o peixe e preparar o anzol, a vara e a isca adequada. Esta é uma pescaria seletiva. Mesmo se não consegue o que quer, o pescador sempre se satisfaz pescando seja qualquer espécie. No discipulado é preciso conhecer o tipo de pessoa que você deseja alcançar. Se você tem condições para fisgar tal pessoa. Por exemplo, jovens alcançam mais eficazmente outros jovens. Se você souber conviver no meio que a pessoa vive e falar os assuntos que conhece, poderá comunicar de maneira mais eficaz. Você conhece a pessoa que está evangelizando? Faça amizade com quem quer evangelizar! 5- Não envergonhar: Romanos 1.15-17 O pescador não tem vergonha de sair de casa com um monte de equipamentos, andar molhado da água, ficar cheirando peixe ou mesmo de assumir que pescou uns poucos peixinhos pequenos. Um verdadeiro cristão não pode ter vergonha de ser crente, de falar de Jesus, carregar a Bíblia, falar em público, etc. Quando estava no mundo não tinha vergonha de fazer as coisas do mundo e muito menos agora deveria se envergonhar do que é certo. Você tem vergonha de falar de Jesus? Tenha orgulho de ser um evangelista! 6- Ser sábio: Provérbios 11.30 A sabedoria é o segredo de uma boa pescaria. A sombra do pescador deve ficar ao contrário da água para que o peixe não perceba. Evitar o reflexo da pessoa na água também é bom para não espantar os peixes. E sabe a hora e o jeito que o peixe morde na isca.
  15. 15. Também o pregador da Palavra deve ser sábio, não se mostrar demais e sim anunciar a Cristo. Não espante as pessoas assustando com exigências. Às vezes o silêncio pode falar mais que muitas palavras. Aqui também vale o testemunho de vida que ajuda a pessoa a crer mais. Você tem buscado sabedoria para ganhar almas? Peça a Deus para te dar sabedoria na Palavra! 7- Não pesca em lugar errado: II Coríntios 10.16 Um pescador sabe onde pode pescar. Não vai a lugares proibidos nem em períodos proibidos. Também conhece o lugar apropriado para cada espécie. Além disso, nunca deve entrar em terreno privativo sem permissão para não furtar peixes em território alheio. Um bom evangelista não fica pregando para crentes. Não ‗pesca em aquário‘. Não fica procurando membros de outras igrejas. O verdadeiro evangelista sempre prega para pessoas que ainda não conhecem a Jesus. Você tem evangelizado pessoas sem Jesus? Evangelize pessoas que não conhecem Jesus! Seja um pescador de Almas! -CONCLUSÃO: A pescaria com anzol é como a evangelização pessoal. Você fisga uma pessoa de cada vez. Procure ter estas qualidades na evangelização: -PACIÊNCIA, espere que conseguirá; -CORAGEM, nunca tenha medo; -PERSEVERANÇA, tente sempre mais uma vez; -CONHECIMENTO, faça amizade com as pessoas; -NÃO TEM VERGONHA; enfrente a realidade; - SABEDORIA; seja sensível às oportunidades; -NÃO PESCA EM AQUÁRIO; prega para não cristãos.
  16. 16. As 3 ordens de Jesus Tema: MISSÃO Ouça: João 15.14 -Introdução: Você é amigo de Jesus? Ele disse que seus amigos O obedecem. Jesus nos mandou acima de tudo amar a Deus e ao próximo. Mas existem 3 ordens que mostram se amamos a Deus e ao nosso próximo. Estas ordenanças servem de parâmetro para nossas vidas quanto ao que devemos fazer. O que Jesus quer de mim? Vamos refletir sobre estas três ordens de Jesus e aprender se você já obedeceu estes mandamentos: 1- VINDE: Mateus 11.28 ―Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.‖ A primeira ordem de Jesus é para vir até Ele. Ele nos chama mesmos que estejamos cansados e sobrecarregados. O amor de Jesus é tão grande que aceita a pessoa como está para então restaurar sua vida. Quando viemos a Jesus nossa vida estava cheia de cansaço e sobrecarga, mas após receber Jesus somos aliviados com uma nova vida. Você já veio a Jesus? O que tem te impedido de vir a Jesus? Venha para Jesus como está que Ele transformará sua vida. 2- FICAI: Lucas 24.49 ―E eis que sobre vós envio a promessa do meu Pai: Ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.‖
  17. 17. O segundo imperativo do Mestre é ‗ficai‘. Onde? Em Jerusalém que é o lugar da casa de Deus. Este ‗ficai em Jerusalém‘ representa a necessidade que os discípulos tiveram de estar juntos em comunhão, de perseverar mesmo diante das tribulações e buscar o poder de Deus. Eles deveriam esperar e orar até que recebessem o poder do Espírito Santo. Nós precisamos aprender a ser perseverantes. Jesus diz para nós ficarmos, permanecermos em sua casa. Muitos vêem a Jesus, mas não conseguem continuar. Não criam raiz, pois seu coração está com pedras e espinhos (Mateus 13.20-22). Há pessoas que não conseguem ficar e permanecer por que na verdade ainda não vieram e não se converteram. Você tem sido perseverante? O que tem te impedido de permanecer na Igreja? Fique na presença de Deus mesmo diante das provações. Prevaleça! 3- IDE: Marcos 16.15 ―E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura.‖ Depois de VIR a Jesus e de FICAR em sua casa até receber o poder do Espírito Santo, o cristão deve IR. O ‗ide‘ de Jesus significa que devemos sair de onde estamos e não ficar parados apenas dentro da Igreja. Todos os cristãos são chamados para evangelizar e ganhar almas para Deus. Muitos não conseguem irpor que ainda não ficaram o suficiente para serem revestidos do poder de Deus. A palavra ‗ide‘ também pode ser traduzida por ‗indo‘[1], ou seja, enquanto você vai e por onde passa, pregue a mensagem do Evangelho. Você já foi pregar o Evangelho para alguém? O que tem te impedido de ir e evangelizar? Vá e pregue a Palavra de Deus por onde você for e a todas as pessoas que ver! Jesus te diz: Venha, fique e vá! -CONCLUSÃO: Mateus 28.18-20 Jesus prometeu estar conosco todos os dias em cada um destes três passos. Se você tem dificuldade de dar um destes passos, peça ajuda Dele. Para cada fase de nossa vida espiritual há um mandamento de Jesus: Se você ainda não aceitou a Jesus: VENHA! Se você já aceitou Jesus, mas ainda não recebeu o poder do Espírito Santo: FICAI!
  18. 18. Se você já está cheio do poder de Deus: IDE! O vir é nossa aceitação de Jesus como Senhor. O ficar é um ato de perseverança com Deus. O ir é o envio do Senhor que nos acompanha. Atletas de Cristo -Tema: VIDA CRISTÃ I Coríntios 9.24-26 -Introdução: O apóstolo Paulo estava num ambiente muito esportivo em Corinto onde havia um grande estádio e se disputavam torneios olímpicos. Por isso Paulo falou como o povo certamente entenderia comparando a vida de um cristão à de um atleta. Entrar em um jogo sem conhecer as regras é derrota certa. Por isso muitas pessoas fracassam espiritualmente, por que ignoram as disciplinas espirituais. Você é um atleta de Cristo? Vamos comparar algumas características de um bom atleta com o dever de um bom cristão: 1- Esforço: v.24 ―correi de tal maneira que o alcanceis‖ Todo atleta tem que se esforçar, treinar e conseguir o máximo de sua capacidade. Não pode ter preguiça. Tem que estar em forma para vencer. Precisa ter vontade. Se esforçar ao máximo. Esse esforço por mais cansativo que seja é um prazer para o jogador. Como cristãos precisamos nos esforçar também. Fazer o melhor para Deus. Dedicar nossa vida totalmente a Ele com prazer. Se amamos a Deus não achamos difícil servir a Ele. Você tem se esforçado para servir ao Senhor melhor? Esforce um pouco mais e faça o melhor para Jesus! 2- Disciplina: v.25 ―todo atleta em tudo se domina‖ Para estar preparado, um jogador precisa se dominar e conhecer sua capacidade aumentando seus limites. Essa disciplina é o que proporciona o desenvolvimento na hora da partida. Se o atleta não tiver uma rotina de treino ele não consegue vencer.
  19. 19. Assim também em nossa vida precisamos aprender a treinar sempre com disciplina para nos dominar e aperfeiçoar a cada dia. Se formos orar somente quando precisarmos de socorro de Deus, na hora do aperto não saberemos como fazer. As disciplinas espirituais são oração, leitura da Bíblia, culto, perdão, etc. Por isso é preciso treinar espiritualmente para as horas de luta. Você tem treinado sua vida espiritualmente ou está um pouco indisciplinado? Exerça disciplina espiritual e se prepare para vencer! 3- Meta: v.26 ―não sem meta‖ A motivação do atleta é vencer. Se começar o jogo pensando em perder não conseguirá vencer. Por isso a única coisa que passa na cabeça do jogador é marcar pontos e conseguir a vitória. Sua meta é vencer! Lutar sem meta é como se estivesse "desferindo golpes no ar" v.26. Nós cristãos também precisamos ter uma meta. Jesus nos disse:―Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.‖ (Mateus 24.13) então nossa meta deve ser a salvação. Deus quer nos dar uma vida vitoriosa e precisamos deixar todo pensamento de derrota para então sermos ―mais que vencedores, por meio daquele que nos amou‖ (Romanos 8.37). Qual é a sua meta espiritual? Você está buscando sua salvação? Tenha com objetivo sua vitória maior que é a vida eterna! Seja um atleta de Cristo! -CONCLUSÃO: Para concluir, vamos comparar Jesus e seus discípulos com um time. Jesus escalou um time de doze apóstolos, mas era ao mesmo tempo técnico, capitão e goleiro. Treinava, coordenava e defendia. Tiago e João eram laterais esquerda e direita, mas queriam ganhar destaque de seus amigos (Mateus 20.20,21) e não passavam a bola (Lucas 9.54). Tomé era o meio campo, mas era descrente e não acreditava que ia vencer fazendo o jogo ficar lento (João 20.25). Pedro era zagueiro, cometeu falta (João 18.10), negou e foi expulso (João 18.15-17). Judas era o atacante traiu o time e fez gol contra (João 18.2). Por fim Jesus teve que sair do gol, buscar a bola no meio do campo, defender o time sozinho e fazer o gol da vitória. Jesus nos chama para seu time e as regras do jogo são amar e perdoar. Ele quer te escalar numa posição: -zagueiro, precisa estar atento aos ataques do inimigo. atacante deve estar preparado para entrar no território diferente levando a mensagem de Deus. -lateral, é aquele que fica ao lado, porque ninguém pode ir sozinho, vai atrás da bola, coloca no meio do campo, ele sabe a hora de pegar a bola e dar para o time fazer o gol.
  20. 20. -meio-campo, ajuda, passa a bola para que outros peguem e façam o gol. No meio do campo da nossa vida, Deus nos dá pessoas que nos ajudam, para que possamos fazer o gol. -goleiro segura a bola, defende, trabalha para que o time contrário não faça gol, por isso somos chamados a defender a bola da nossa fé, somos chamados a defender quando vem o pecado. Qual a sua posição no time de Cristo? Deus quer te abençoar então como bom atleta espiritual, se esforce, tenha disciplina e a meta de vencer! A Pescaria da Vida Tema: CRESCIMENTO ESPIRITUAL Lucas 5.1-11 -Introdução:Falar de multiplicação gera grande interesse a todos. Sempre desejamos aumentar o que temos, somos e fazemos. Precisamos a cada dia se melhor. ‗Hoje sou melhor que ontem e amanhã quero ser melhor que hoje‘. Esse desejo de multiplicar deve se aplicar às áreas de nossa vida citadas pelo Apóstolo Paulo em I Tessalonicenses 5.23 como ―corpo, alma e espírito‖. Poderíamos dizer que temos em nós três camadas. A primeira é visível, o corpo que de cada pessoa é de um jeito. A segunda é um pouco visível, que é a alma, revela o temperamento, emoções, pensamos vontades e opiniões, mas podem ser guardados e não mostrados. A terceira camada é totalmente invisível, o espírito é a parte espiritual. Há pessoas que cuidam apenas do corpo e da alma e ficam ocas no profundo do seu ser. Deus quer nos tratar por inteiro: corpo, alma e espírito. Cuidamos do nosso corpo, primeira camada, nos alimentando, dormindo, descansando, fazendo exercícios, e outras necessidades físicas. A parte da alma ou psique é cuidada nutrindo nossas emoções e mente com distrações, lazer, conversas, relacionamentos e programas que gostamos. Já a parte espiritual só pode ser nutrida pelo Espírito Santo de Deus que traz a presença de Jesus para dentro da pessoa. Nada, nem o dinheiro, poder, fama e prazer podem preencher o íntimo de uma pessoa, somente Jesus. Como diz a conhecida frase: ‗dentro do ser humano há um buraco tão grande que cabe Jesus dentro‘. Por isso Jesus quer entrar em nossas vidas e diz ―Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo‖ (Apocalipse 3.20). Já o inimigo entra sem pedir permissão, ele arromba a porta por que é ladrão (João 10.10). O diabo quer diminuir as bênçãos de Deus em sua vida, mas Jesus quer multiplicar. Há pessoas que como Pedro, Tiago e João já estão conformados com a pouca pescaria e lavam suas redes para guardar após o primeiro fracasso (v.2). Não se conforme com a diminuição, ore e peça a Jesus para entrar em seu barco e fazer a multiplicação em sua vida. Você tem multiplicado ou diminuído?
  21. 21. Vamos refletir sobre a multiplicação em nossas vidas nestas áreas: 1- Multiplicação Material: v.1 Pedro e seus amigos estavam em busca do alimento e recursos para sustento de sua família. Os peixes serviam de alimento, eram vendidos e trocados por outros mantimentos. Mas naquele dia não haviam conseguido nada. Haviam tentado de tudo. Várias técnicas e instrumentos diferentes como redes e iscas, mas nada funcionou. Estavam com fome. Preocupados com o que levariam para casa. Mas quando Jesus entrou naquele barco e após pregar mandou que lançasse as redes à direita. Pedro tentou resistir, porém obedeceu. Algo milagroso aconteceu. Uma grande quantidade de peixes veio na rede e foi preciso de ajuda para puxar. Naquele dia eles tiveram alimento de sobra, pagaram contas, ajudaram pessoas e foi grande a prosperidade de suas famílias. Quando Jesus entra em nossas vidas é visível a multiplicação que faz em nós. Toda vez que Jesus se encontrava com o povo curava primeiramente o corpo físico das pessoas, perdoava seus pecados e depois dizia: ―tua fé te salvou‖ (expressão encontrada sete vezes no Novo Testamento: Mateus 9.22; Marcos 5.34; 10.52; Lucas 7.50; 8.48; 17.19; 18.42) operando então sua obra completa no corpo, a alma e espírito. A primeira camada que temos é o corpo físico. É o que vemos e procuramos de imediato em nossas vidas. Como devemos cuidar da parte material? Sendo disciplinados com respeito à saúde e equilibrados nos gastos financeiros são um bom começo. Muitas vezes estamos diminuindo na parte material e física, mas quando Jesus entra em nosso barco Ele opera uma grande multiplicação curando e prosperando nossas vidas. Peça a Jesus para multiplicar sua vida, basta que ele entre em seu barco. Não se conforme. Lave suas redes, purificando sua vida e se preparando para receber uma grande colheita. Deus quer multiplicar sua vida materialmente! 2- Multiplicação intecto-emocional: v.7 Se Pedro estivesse sozinho não daria conta de tanto peixe e perderia sua rede com tudo, pois não agüentaria puxar. Ele estava com seus companheiros Tiago e João e depois ainda chamou a outros para compartilhar a pesca maravilhosa. Neste evento Pedro se mostrou uma pessoa aberta para pessoas novas. Ele não se incomodou com a multidão na beirada da praia e ainda deu carona para Jesus, então desconhecido por ele. Naquele dia os amigos e sócios de Pedro se multiplicaram. Todos estavam na mesma situação, sozinhos e pobres. Voltaram para casa com alimento e muita alegria. Estavam unidos na pobreza e na prosperidade dispostos a dividir prejuízos e lucros.
  22. 22. Precisamos nutrir nossa Alma. O que é a alma? É uma forma de expressar quem é você, sua personalidade, emoções, caráter, temperamento, vontades e emoções. Também é conhecida como psique ou o psicológico humano. Como podemos multiplicar a alma? Crescendo a cada dia com novos conhecimentos, arejando a mente com novos conteúdos, novos lugares e novos relacionamentos. O apóstolo Paulo disse que nós temos a ―mente de Cristo‖ (I Coríntios 2.16) e que devemos nos transformar pela―renovação da vossa mente‖ (Romanos 12.2). Então devemos melhorar a cada dia renovando nossa alma com novas emoções e conhecimentos. Muitas pessoas ficam doentes fisicamente por causa de problemas psicológicos e emocionais. Cultivam artroses, artrites e gastrites como outros tipos de somatização ou sintomas de que a alma não está bem. Se esta segunda camada que é alma estiver mal, brotarão doenças na primeira camada que é o corpo. Os relacionamentos precisam ser bem cuidados para não ficarmos desgastados emocionalmente e intelectualmente. Precisamos cultivar amizades e corrigir erros ou concertar para não colecionar antipatizantes e inimigos. Para isso basta abrir mão de opiniões rígidas e ser mais maleável tratando as pessoas como gostaria de ser tratado (Mateus 7.12). Não cultive pensamentos e sentimentos ruins do passado. Perdoe. Peça perdão. Esqueça o que não é útil para sua edificação e prossiga avante. Isso é crescimento intelecto-emocional. Peça a Jesus para multiplicar seus amigos, melhorar seu temperamento e caráter, te ajudar a corrigir seus defeitos e maus hábitos. Aprenda coisas novas. Busque crescer em conhecimento da verdade que liberta (João 8.32) e ver novos horizontes. Não queira fazer tudo sozinho, compartilhe com pessoas. Jesus quer multiplicar seu intelecto-emocional! 3- Multiplicação Espiritual: v.8-10 A multidão estava seguindo Jesus com desejo de multiplicar suas vidas espiritualmente ao ouvir a Palavra de Deus (v.1). Pelo caminho, enquanto seguiam Jesus viram pessoas sendo multiplicadas no corpo através de curas, na alma através do ensino e também no espírito com as libertações e salvação de vidas. A multiplicação na vida espiritual de Pedro começou quando lava as redes (v.2) simbolizando a necessidade que temos de nos avaliar e nos limpar a cada dia. Depois quando Jesus entrou em seu barco (v.3) Já não estava mais sozinho e começou a ser alimentado espiritualmente com a pregação da Palavra de Deus. Quando Jesus mandou que lançasse as redes (v.4), aceitou com fé na Palavra de Jesus (v.5). Quando houve a pesca maravilhosa Pedro se confessou como pecador (v.8) e foi chamado por Jesus para ser pescador de homens (v.10) e abandonou tudo, mesmo a melhor pescaria de sua vida e foi seguir Jesus (v.11). Quando Pedro foi chamado para ‗pescar homens‖ ele cresceu espiritualmente, mas para isso foi preciso abandonar aquele barco cheio de peixes. Muitas vezes para crescer espiritualmente devemos nos desligar de coisas materiais, ser abnegado, renunciar muitas coisas para seguir crescendo espiritualmente com Jesus. Deixar aquele barco vazio e suas redes sujas seria fácil mas deixar aquela grande pescaria foi um ato de fé.
  23. 23. Como multiplicar espiritualmente? a) Novo Nascimento: Aceitando Jesus como Senhor de sua vida (João 3.8). b) Conversão: Se convertendo ao Senhor Jesus a cada dia, um processo que começa quando aceitamos Jesus e perdura por toda a vida. Converter é voltar-se para Deus deixando o mundo (Gálatas 2.20). c) Libertação: livrar-se de tudo que não é de Deus: vícios, maus hábitos e costumes mundanos (I João 3.8). d) Santificação: perder o desejo do pecado e ter vontade de viver espiritualmente (Hebreus 12.14). e) Plenitude do Espírito Santo: buscar os Dons Espirituais (I Coríntios 14.1) e os Frutos do Espírito Santo (Gálatas 5.22,23) para ser totalmente cheio do poder de Deus em sua vida. Peça a Jesus para multiplicar sua vida espiritualmente para você ficar cheio da Sua presença então você estará bem na sua alma e no seu corpo também, pois Jesus opera uma obra completa em seu viver. Jesus quer multiplicar sua vida espiritual! Deixe Jesus multiplicar sua vida! -CONCLUSÃO: ―sob a tua palavra lançarei as redes‖ v.5b Faça como Pedro aceite a Palavra de Deus em sua vida e veja uma grande multiplicação que nunca viu antes. Se for preciso Jesus cura e prospera sua vida te fazendo multiplicar materialmente. Se tiver problemas emocionais ou intelectuais, bem como de relacionamentos, Jesus multiplica sua alma e faz de você uma pessoa tratável que todos desejarão estar perto. Ao entrar em seu barco sua vida começa a crescer espiritualmente, ao ouvir a pregação da Palavra de Deus, obedecer às ordens de Jesus, confessar ser pecador, aceitar o chamado para pescar almas e abandonar tudo para multiplicar de maneira espiritual. Jesus quer multiplicar sua vida por inteiro: corpo, alma e espírito! Cinco pilares da Igreja -Tema: DOUTRINA IGREJA Mateus 16.18 -Introdução:No dia 31 de outubro de1517, Martinho Lutero afixou na porta da Catedral em Wittenberg 95 teses contra as os erros da igreja romana. Lutero estabeleceu cinco pontos de fé como base para a Igreja, conhecidos como cinco ‗sós‘. Quando foi pedido que Lutero se retratasse, ele disse:
  24. 24. ―A menos que eu seja convencido pelo testemunho das Escrituras ou pelo mais claro raciocínio; a menos que eu seja persuadido por meio das passagens que citei; a menos que assim submetam minha consciência pela Palavra de Deus, não posso retratar-me e não me retratarei, pois é perigoso a um cristão falar contra a consciência. Aqui permaneço, não posso fazer outra coisa; Deus me ajude. Amém‖. Quais são as bases de uma Igreja Verdadeira? Baseado na Reforma Protestante[i] e nos cinco fundamentos: 1. SOMENTE A BÍBLIA: ―Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra‖ (2 Timóteo 3.16-17). A Bíblia estava esquecida, chegando a ser proibida sua leitura pelo povo que só ouvia alguns trechos na missa em latim, de maneira que não compreendessem. Lutero gastou anos de sua vida traduzindo a Bíblia para a língua de seu povo, reuniu recursos possíveis e publicou a Bíblia para todos lerem. A Bíblia na mão é marca do cristão protestante. A leitura bíblica é o centro do culto de uma Igreja verdadeira. Não existe outra verdade acima da Bíblia. Ela é a Palavra de Deus! A única regra de fé e prática para a vida cristã é a Sagrada Escritura. Sua Igreja tem a Bíblia como única regra de fé e prática? Somente a Bíblia é a Palavra de Deus! 2. SOMENTE CRISTO: ―Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus‖ (1 Timóteo 2.5). No tempo de Lutero havia muitos santos e imagens na Igreja e o povo acreditava que para cada coisa devia pedir a um santo especial. De tantos personagens que havia na Igreja que a pessoa de Jesus Cristo ficava de lado e quase nada se sabia a seu respeito. Por isso Martinho Lutero protestou por uma Igreja cristocêntrica. Jesus é o centro da Igreja. Foi Cristo quem morreu para dar vida e levantar uma Igreja. Somente Jesus é o nome que salva todos que o invocam (Atos 4.12). A Igreja deve orar somente ao Pai em Nome de Jesus (João 14.1314). Um cristão verdadeiro acredita que somente Jesus salva e somente Ele é digno de receber nosso louvor e ouvir nossas orações. Não podemos confiar em homens, pois ―Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do SENHOR!‖(Jeremias 17.5). Nem mesmo um pastor poderoso ou cantor gospel famoso tem o poder que só Jesus tem ou merece a honra que só Ele merece. Por isso a Igreja Verdadeira deve estar firmada em Jesus e não em homens. Você e sua Igreja confiam somente em Jesus para Salvação? Somente Jesus pode salvar e ouvir sua oração!
  25. 25. 3. SOMENTE A GRAÇA: ―Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie‖ (Efésios 2.8-9). As indulgências eram cobranças que a igreja fazia como forma das pessoas pagarem por seus pecados. Lutero se revoltou contra isso ao ver o luxo das igrejas romanas e a pobreza do povo que juntava trocados para pagar em dinheiro pelo perdão de seus pecados e ainda tinham que cumprir penitências acreditando que por suas obras seriam salvos. Quando Lutero leu na Bíblia que Jesus com seu sangue apagou todos os nossos pecados e por sua graça somente nos perdoava sem necessidade algumas de obras, ele não aceitou e rasgou a bula papal que determinava o perdão para quem pagasse uma indulgência vendendo a salvação para quem tivesse o dinheiro para tirar um parente morto do purgatório. As obras não podem salvar ninguém. Boas obras são conseqüência de nossa salvação (Efésios 2.10), pois como servos de Deus somos capacitados pelo Espírito Santo a exercer misericórdia, revelando o Amor de Deus ao próximo. Um cristão verdadeiro depende da Graça de Deus para tudo (II Coríntios 12.7). Uma Igreja verdadeira proclama o perdão dos pecados gratuitamente por Jesus Cristo sem necessidade de pagar ou cumprir rituais com Jesus ordenou―de graça recebestes, de graça dai‖(Mateus 10.8). Sua Igreja proclama a Graça de Deus em tudo o que faz ou cobra pela bênção? Somente a Graça de Deus pode perdoar pecados! 4. SOMENTE A FÉ: ―O justo viverá pela fé‖ (Romanos 1.17). Num tempo em que as relíquias e objetos santos eram venerados, carregados em procissões e as multidões caminhavam em romaria em busca de uma experiência religiosa através de um contato com um lugar ou objeto sagrado, Lutero pregou que nada disso era necessário. A Bíblia define a Fé como ―a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem‖ (Hebreus 11.1) e que―sem fé é impossível agradar a Deus‖ (Hebreus 11.6). Baseado nisso Lutero determinou que não deveria reverenciar objetos visíveis e nem fazer uma grande caminhada para agradar a Deus. A fé é invisível (II Coríntios 5.7). Somente pela fé podemos receber a resposta a nossas orações. Um cristão de verdade vive pela fé, não pelo que é palpável e visível aos olhos humanos. A Igreja verdadeira ensina a exercer a fé sem necessidade de amuletos ou obras. No século XXI em meio ao capitalismo é muito comum as pessoas se apegarem a coisas e lugares. Por isso é um desafio pregar uma vê no que ninguém vê, mas―Bem-aventurados os que não viram e creram‖ (João 20.29). Você e sua Igreja vivem esta fé ou procuram coisas para acreditar? Somente pela Fé recebemos a Salvação e somos abençoados!
  26. 26. 5. SOMENTE A DEUS TODA GLÓRIA: ―Eu sou o SENHOR; este é o meu nome! Não darei a outro a minha glória nem a imagens o meu louvor‖ (Isaías 42.8). Muitos idólatras dizem que não estão adorando as imagens e que estas são apenas para lembrar a história da pessoa e suas obras. Engano! Como então conversam, cantam e fazem pedidos para a imagem? Essa é uma forma de adoração. Lutero não aceitou as centenas de imagens na igreja e os cultos prestados a pessoas que já haviam morrido. A Palavra de Deus declara que somente a Deus pertence a Glória, honra e louvor (Apocalipse 5.12). Jesus é o único digno de receber toda adoração! Jesus disse que um cristão verdadeiro presta toda glória somente a Deus e não recebe louvor pelos seus feitos (João5.44). Uma Igreja verdadeira não louva a homens, mas somente a Deus. O meio gospel precisa urgentemente se livrar do estrelismo que tem enriquecido cantores e iludido o povo de Deus com a dependência de um personagem famoso ou canções novas para adorar a Deus. Você sua Igreja têm adorado ao Senhor ou presta admiração para homens? A Deus somente toda a Glória! Como reconhecer uma igreja verdadeira? -CONCLUSÃO: ―Mas ainda que nós ou um anjo dos céus pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado!‖ (Gálatas 1.8). A Igreja ficou muito tempo distanciada da verdade e custou muito para ser restaurada. Hoje existem muitos tipos de igrejas e religiões ao ponto de confundir a cabeça das pessoas. Precisamos de discernimento para entender o que é certo e o que é errado. Por isso o apóstolo Paulo deixou bem claro quem nem mesmo uma manifestação sobrenatural como o aparecimento de um anjo com outro tipo de pregação diferente do evangelho, não deve ser aceita como verdade. Baseados nestes cinco princípios enumerados por Martinho Lutero podem saber se uma igreja ou cristão é verdadeiro. Também podemos refletir sobre a necessidade de uma nova reforma na Igreja Evangélica e retornar às nossas origens como uma Igreja Verdadeiramente Cristã. Os Cinco pilares da Igreja são: Somente a BÍBLIA é a Palavra de Deus! Somente a GRAÇA perdoa pecados! Somente a FÉ leva à Salvação! Somente CRISTO é o Salvador! Toda a GLÓRIA somente a Deus!
  27. 27. Pregações sobre a Igreja Estamos perto do dia da Reforma Protestante em 31/10 e sempre é bom refletir sobre o sentido da Igreja para confirmar o objetivo da mesma. Abaixo estão algumas mensagens que podem ser útil para ministrar quanto ao propósito de ser Igreja: Cinco pilares da Igreja (Reforma Protestante) Tirandoa morte dapanela Uma Igreja Missionária O Crescimento da Igreja A Edificação da Igreja A Igreja é... Avida cristã na Igreja Primitiva A Igreja que Deus quer A Igreja da última hora Quem équem na Igreja Preocupado com a Igreja UMA IGREJA MISSIONÁRIA As sete Igrejas O amor à Casa de Deus A Unidade Cristã Uma Igreja Espiritual
  28. 28. Uma Igreja Missionária -Tema: MISSÕES Atos 11.19-26 -Introdução: A Igreja de Jerusalém havia recebido o Espírito Santo que os impulsionou a pregar o evangelho para muitas nações em outras línguas no dia de Pentecostes. Mas depois disso, se fecharam para a evangelização dos gentios [povos descrentes] ficando só em torno de si mesma. Porém, quando aconteceu a perseguição a partir do martírio de Estêvão, eles foram dispersos e tiveram que sair de seu lugar (v.19). Somente assim, anunciaram o evangelho para outros povos. Quando os cristãos de Jerusalém começaram a evangelizar, descobriram que Deus já estava trabalhando entre os gentios e descobriram a Igreja de Antioquia que já era uma Igreja Missionária .20). Mandaram Barnabé para ir verificar se era uma igreja verdadeira e chegando ali descobriu uma igreja missionária abençoada (v.22). Esta igreja se tornou um centro missionário, como ponto estratégico para formar e enviar líderes. O próprio Barnabé e Saulo foram enviados como obreiros pela Igreja de Antioquia (Atos 13.1-3). Existem basicamente dois tipos de igrejas: a de programa e a missionária. Igreja de programas ou eventos Igreja Missionária -mantém tudo centralizado em torno de seus interesses -distribui seus obreiros para trabalhos evangelísticos e sociais de acordo com os
  29. 29. realizando grandes atividades. desafios. -Quando termina um programa, logo se iniciam os preparativos para o próximo. A igreja de evento, ‗é vento‘, ou seja, tudo é passageiro. -Nem sempre podem fazer grandes eventos porque estão muito ocupados visitando pessoas, evangelizando, discipulando novos convertidos e outras atividades. -As pessoas desta igreja têm cargos fixos e títulos honorários por seus feitos e nunca pensam em sair dali. -Os missionários desta igreja não precisam de cargos ou títulos para trabalhar como formiguinhas que nunca param. -Todos estão bem acomodados e satisfeitos com o que acontece. -Todos estão sempre incomodados ao ver vidas sem Jesus. -Ajunta muitas pessoas, mas não une o povo e quando vem um problema se dispersam. - Quando acontece um problema, mais ainda se unem buscando fortalecer um ao outro em comunhão. -Todos estão reunidos num ativismo constante procurando fazer melhor que o outro. -Sempre sensível aos desafios do povo, estão sempre prontos a servir sem precisar aparecer. -A força da igreja de eventos é a centrípeta, que puxa para dentro. -A força da Igreja Missionária é a centrífuga, que lança para fora. -Baseia-se na religiosidade. -Baseia-se na espiritualidade prática. -Valoriza coisas e fatos. -Valoriza vidas antes de tudo. Você prefere uma igreja de eventos ou uma Igreja Missionária? Vamos aprender com a Igreja de Antioquia, como ser uma igreja missionária: --> 1- Entregar tudo nas mãos de Deus: v.21 ―a mão do Senhor estava com eles, e muitos, crendo se converteram ao Senhor‖ A Igreja Missionária depende sempre das mãos de Deus. Vive em oração pedindo ao Senhor e crendo que ele é quem proporciona todas as coisas.
  30. 30. Já a Igreja de eventos, sempre busca méritos e procuram mostrar seus próprios feitos. A Igreja de Antioquia tinha êxito em tudo que fazia por que Deus era com eles. Quando carregamos algo que achamos pesado e ganhamos uma mãozinha, logo se torna mais leve. Assim, com ajuda da mão de Deus, tudo na igreja flui levemente. Mas quando é forçado pela vontade do homem, tudo acontece com dificuldade sendo pesado demais. Conte com a mão de Deus para tudo que fizer na igreja! 2- Depender da Graça de Deus: v.23ª ―vendo a graça de Deus, alegrou-se‖ Como será que Barnabé viu a Graça invisível de Deus? Certamente foi pela alegria daquele povo que chegou a contagiar ele mesmo. A Igreja Missionária vê em tudo a graça de Deus e sempre está cheia de alegria. Mesmo quando surgem problemas, percebem que são oportunidades da graça de Deus para vermos milagres e se alegra por isso. A igreja de eventos, entretanto, primeiro avalia os custos e dificuldades e com pesar enfrenta os desafios. A Igreja de Antioquia vivia na dependência da Graça Divina e por isso estavam sempre alegres. A Graça de Deus nos faz ver um ao outro sem preconceitos ou julgamentos, por isso o ambiente da igreja se torna mais leve e acolhedor. Todos podem sorrir e se abraçar sem ressentimento qualquer. Dependa da Graça de Deus e faça tudo com alegria na sua Igreja! 3- Ser perseverante: v.23b ―exortava a todos a que, com firmeza de coração permanecessem no Senhor‖ A primeira pregação de Barnabé para os irmãos de Antioquia foi sobre a necessidade de perseverança. Ele ficou tão impressionado que não queria que aquele momento acabasse. A Igreja Missionária é guerreira por natureza e não desiste fácil. Nada pode fazer essa igreja parar. São como um exército onde cada soldado sabe o seu posto e defende seu companheiro sabendo que disso depende a vitória de todos. Numa igreja de eventos, tudo é passageiro e após uma atividade vem outra sem se perceber o propósito do que está sendo feito. Qualquer obstáculo é motivo de parar. A Igreja de Antioquia era uma comunidade lutadora. A cada crise, mais firmes e unidos se tornavam. Um grande desafio para os dias atuais é a perseverança porque as pessoas têm ―ânimo dobre‖ (Tiago 1.8 e 4.8) e são inconstantes. Um dia querem uma coisa e depois outra. Por isso cada convertido deve pedir a Deus que firme o seu coração (Salmos 108.1) porque o Senhor―conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti‖ (Isaías 26.3).
  31. 31. Nunca pare na metade a obra que Deus colocou em suas mãos! 4- Cuidar do Testemunho: v.24ª ―porque era homem bom‖ Aqui o texto enfatiza o testemunho de Barnabé como ―homem bom‖, mas toda aquela igreja tinha um bom testemunho na comunidade. Uma Igreja Missionária mantém bom testemunho na sociedade. A liderança é exemplo para os novos convertidos. O pastor ou pastora sempre exorta suas ovelhas e disciplina quem precisa de correção para preservar o bom testemunho. A beleza dessa igreja não é o templo ou festas e sim a vida de seu povo. Já na igreja de eventos, desde que a pessoa contribua ou tenha talento para fazer algo bonito, não importa sua conduta lá fora. Essa igreja se interessa em mostrar coisas belas e grandes. A Igreja de Antioquia tinha um bom testemunho de pessoas que se convertiam e suas vidas eram transformadas pelo poder de Deus. Pediram orientação dos apóstolos sobre as questões da lei para não dar mal testemunho e por isso foi feito o concílio de Jerusalém (Atos 15.22-29). Para dar bom testemunho a Igreja precisa ser obediente a suas lideranças e sempre vigiar porque o mundo está de olho procurando um motivo para nos acusar. Para isso é necessários sempre pregar sobre moral e conduta ensinando o povo de Deus a testemunhar cada dia melhor. Vigie sempre o seu bom testemunho antes de qualquer coisa! 5- Buscar o poder do Espírito Santo e fé: v.24b ―cheio do Espírito Santo e de fé. E muita gente se uniu ao Senhor‖ Barnabé era um homem cheio do Espírito Santo e de fé. Também ali em Antioquia havia muitos irmãos e irmãs fervorosos. A Igreja Missionária é fervorosa ou cheia de fé. Sempre busca o Espírito Santo como funde de energia (dynamus) que fortalece os irmãos. Para ser cheia do Espírito Santo é preciso esvaziar de si mesmo. Por isso a Igreja missionária é composta de um povo humilde e fiel. Na igreja de eventos, as pessoas são cheias de opiniões e vontades. Cada um quer fazer uma coisa que gosta mais. Um irmão mostra que sabe mais que o outro e quer fazer melhor. A Igreja de Antioquia era cheia de fé porque pregava a Palavra de Deus que ensina a crer na verdade (João 8.32 e Romanos 10.17). Sua emoção maior era sentir o poder de Deus através de suas vidas. Quanto mais poderosa uma igreja, no sentido humano e terreno, mais carnal e sem o Espírito Santo esta igreja fica. Mas quando não tem nada e se coloca na dependência e direção do Espírito Santo, faz tudo pela fé sem temer. Busque o Espírito Santo e se encha de fé para fazer a missão!
  32. 32. 6- Aprender a Palavra: v.25b ―por todo um ano, ser reuniram naquela igreja e ensinaram numerosa multidão‖ Assim que conheceu a Igreja de Antioquia, Barnabé correu para encontrar Saulo e convidá-lo para ir doutrinar aquela comunidade na Palavra de Deus. Os irmãos de Antioquia estavam famintos por aprender mais das Escrituras. Uma Igreja Missionária ama ouvir e aprender a Palavra de Deus. Os cristãos estudam a Bíblia e ninguém se julga mais sábio do que o outro porque todos estão aprendendo juntos. A igreja de eventos sempre está ocupada demais para ter tempo de estudar a Bíblia. São tantas atividades que a pregação e ensino acabam ficando por último, mesmo que não percebam. Para a Igreja de Antioquia, aquele ano foi de muito aprendizado. Aproveitaram a presença do Apóstolo Paulo para aprender o máximo possível. Muitas pessoas vinham aprender do Evangelho com eles. O estudo bíblico é um desafio para os dias atuais, porque as pessoas são exigentes e vêm na igreja como um lugar de apresentações. Como se a religião fosse mais um setor de entretenimento como a TV, cinema, estádios, teatros e outros. Infelizmente, a Escola Dominical e cultos de Estudo Bíblico estão sendo desvalorizados em muitas igrejas. Muitos querem ouvir o que gostam e se enjoam das ‗historinhas‘ da Bíblia. O estudo das Escrituras exige tempo e esforço (João 5.39). A Palavra de Deus é a ferramenta para fazer a missão! 7- Honrar o nome de Cristão: v.26 ―em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez chamados cristãos‖ Os membros da Igreja de Antioquia falavam tanto de Jesus Cristo e se pareciam tanto com Ele, que as pessoas começaram a chama-los de ‗cristãos‘ com significado de pessoas de Cristo. A Igreja Missionária é verdadeiramente cristã. Uma comunidade Cristocêntrica, onde Jesus é o centro de tudo o que acontece. O único nome em evidência sempre é o nome de Jesus Cristo. A Igreja não é conhecida pelo templo bonito ou grandes eventos e sim porque as pessoas se parecem com Jesus. Na igreja de eventos o homem é o centro de tudo. Seus feitos e realizações estão sempre em evidência. O nome de Jesus começou a ser tão divulgado em Antioquia, que todos chamavam os irmãos da igreja de Cristãos. Foi a partir dali que o nome cristão se difundiu. A Palavra de Deus nos ensina que ―tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai‖ (Colossenses 3.17). Fazer algo em nome de uma pessoa significa que pertence a tal pessoa e é de acordo com sua vontade. Contudo, vemos a cada dia igrejas que passam a ser propriedade do fundador e ministérios ganham o nome do líder. Comunidades inteiras se fecham dentro de um círculo social ou familiar e não saem para pregar o evangelho de Jesus. A Igreja precisa ser mais cristã, agindo e fazendo tudo baseado no nome de Jesus.
  33. 33. Vamos ser uma Igreja Missionária! -CONCLUSÃO: Atos 13.1-3 A Igreja de Jerusalém desprezou sua vocação missionária e se fechou dentro de si. Já a Igreja de Antioquia, vivenciava a cada dia a missão anunciando o evangelho, enviando missionários e aceitando desafios como oportunidades de fazer a vontade de Deus. Com esta mensagem aprendemos a diferença entre ser uma igreja de eventos e uma Igreja Missionária. O que é mais fácil? Certamente ser de uma igreja de eventos onde nossas vontades serão satisfeitas. Para ser uma Igreja Missionária é preciso sair da zona de conforto e incomodar o povo para cumprir sua vocação missionária. Isso não é fácil. Deus quer que sua Igreja faça Missão!
  34. 34. O Crescimento da Igreja -Tema: SANTIFICAÇÃO Efésios 5.27 ―para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito‖ -Introdução: A Igreja primitiva crescia naturalmente. Se formos fazer uma estatística de seu crescimento veremos que o número de seguidores cristãos aumentava a cada instante chegando a um acréscimo de mais de mil por cento. Qual seria o segredo do crescimento desta igreja? Não há segredo, a Bíblia mostra que a Igreja crescia naturalmente. Veja alguns dados do crescimento da Igreja Primitiva: -12 discípulos (Mateus 10.1-4 / Lucas 9.1) -70 discípulos (Lucas 10.1) -120 discípulos (Atos 1.15) -3.000 batizados (Atos 2.41) -5.000 convertidos (Atos 4.4) -O número continua crescendo ao ponto de perder a conta (Atos 5.14) -Mais crescimento inclusive conversão de sacerdotes (Atos 6.1 e 7) -Cristãos se espalham devido à perseguição (Atos 8.1 e 4) -Muitas Igrejas fundadas (Atos 9.31) -Aldeias inteiras tornam-se cristãs (Atos 9.35) -Gentios se convertem a Cristo (Atos 13.48,49) -Igrejas erguidas na Ásia menor e Turquia (Atos 14.1-28) -Igrejas fundadas na Europa (Atos 16.5 e 11,12; 17.4) -Milhares de judeus tornam-se cristãos (Atos 21.20) -->
  35. 35. Além do crescimento numérico, podemos observar a expansão territorial do cristianismo, devido à dispersão dos cristãos perseguidos. Também se percebe que a qualidade e o comprometimento dos cristãos dispostos a morrer por sua fé foi uma força para este movimento que crescia cada vez mais, diante das dificuldades. Hoje se fala muito em estratégias para o crescimento da Igreja, mas as propostas são tantas que ficamos sem saber o que fazer. Existem igrejas que pregam o legalismo e crescem, outras o liberalismo e também crescem. Ainda há grupos que propõem sacrifícios e o povo obedece sempre crescendo, já outros não exigem nada e não conseguem crescer. Qual é o segredo para o crescimento da Igreja? Vamos refletir nas palavras de Efésios 5.27 e aprender sobre a importância da Santificação para o crescimento da Igreja: 1- Igreja GLORIOSA: A Igreja Primitiva era gloriosa apesar de toda pobreza e simplicidade. Sua glória era a própria Glória de Deus que se manifestava no meio deles. Hoje vemos muitas igrejas que se mostram ‗gloriosas‘ com templos luxuosos e aparatos tecnológicos [nada contra essas coisas], contudo a glória da Igreja não pode estar em outra coisa senão no poder de Deus que realiza maravilhas no meio de seu povo. Muitas igrejas não têm crescido por causa do orgulho e outras cresceram muito porque tiveram humildade no começo de seu ministério e Deus manifestou sua glória, mas com o tempo começam a se envaidecer e caem porque ―Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes‖ (Tiago 4.6). Sua igreja tem sido gloriosa no sentido humano ou espiritual? Deus quer uma Igreja cheia de sua Glória! 2- Igreja Sem MÁCULA: A Igreja primitiva era sem mácula, sujeira ou pecado. Mas e o caso de Ananias e Safira em Atos 5? Sim eles pecaram, mas a Igreja não aceitou o pecado e Deus os castigou. Algumas igrejas não crescem porque aceitam o pecado, ficam com medo de exortar o povo e não se prega santidade. Não existe força que possa vencer uma igreja, nem perseguição ou demônios, mas o pecado destrói igrejas de maneira desastrosa. O secularismo tem feito com que muitos líderes se conformem com o pecado, mas a Palavra de Deus nos ensina ―não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente‖ (Romanos 12.2). Mesmo que a Igreja seja formada por pessoas pecadoras, deve ensinar a santidade e pregar contra o pecado para esclarecer e libertar seu povo. A igreja deve acolher os pecadores com amor, mas ser radical contra o pecado. Não podemos nos conformar com o pecado para agradar as pessoas ou com medo de ofendê-las. Sua igreja tem se conformado com o pecado?
  36. 36. Deus quer uma Igreja sem mácula! 3- Igreja sem RUGA: A Igreja primitiva não tinha rugas porque era uma igreja nova. Mas com o tempo, muitas igrejas começaram a envelhecer perdendo a força e o vigor concedidos pelo poder do Espírito Santo. Uma Igreja sem rugas é sempre renovada por Deus ―porque as suas misericórdias não têm fim, renovam-se a cada manhã‖ (Lamentações 3.22,23). Mesmo que a igreja tenha muitos anos de existência, deve sempre buscar o renovo de Deus. O tradicionalismo tem ‗enrugado‘ muitas igrejas impedindo que sejam renovadas por Deus. Passam-se anos sem ganhar novas vidas para Jesus e os crentes já estão velhos de igreja sem mudança de vida. Devemos buscar o poder do Espírito Santo quem mantém o povo sempre forte e cheio de vigor espiritual. Buscar renovação não é querer somente novidade e sim que como Igreja ―também andemos nós em novidade de vida‖ (Romanos 6.4). Deste modo ganhamos novas vidas para Jesus e a Igreja se mantém sempre renovada. Sua igreja tem buscado renovação ou já está enrugada? Deus quer uma Igreja renovada pelo seu poder! 4- Igreja SANTA: A Igreja Primitiva era santificada pelo Espírito Santo. Uma comunidade movida pelo poder de Deus. O povo simples e humilde dependia tão somente da graça de Deus para vencer tudo. Consideravam que só tinham um problema que era vencer o pecado e ganhar vidas para Jesus. Uma Igreja Santa não é uma igreja legalista e cheia de rituais. A Igreja é santa quando combate o pecado e se ocupa na pregação do evangelho aos perdidos. Buscar ser santo não é ser arrogante ao dizer que não tem pecado porque se fizer isso estaria mentindo (I João 1.8), mas ao confessarmos os pecados e sempre buscar melhorar. Como Paulo que ensinou que ―não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus‖ (Filipenses 3.13,14). A santificação é algo que deve ser buscado todos os dias. Em nossa cultura brasileira, o conceito católico de santidade faz o povo pensar que ser santo é algo impossível ou irreal. Mas no conceito bíblico, o povo de Deus é ―santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo‖ (I Coríntios 1.2). É muito importante pregar e enfatizar a doutrina da santidade nos dias atuais. Sua Igreja tem pregado e buscado a Santificação? Deus quer uma Igreja que busque santidade!
  37. 37. 5- Igreja Sem DEFEITO: Dizer que a Igreja Primitiva era sem defeito parece algo relativo. Um grupo de pessoas incultas e cheias de dificuldades lutando por uma nova fé e sem saber exatamente o que fazer. Em Atos 15 descreve o primeiro concílio da Igreja onde discutem vários problemas, mas no fim chegaram a um consenso movido pelo Espírito Santo. Uma Igreja sem defeito não é uma igreja perfeita no sentido humano e sim um povo que almeja fazer a ‖boa, agradável e perfeita vontade de Deus‖ (Romanos 12.2). A Igreja é o ―corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo‖ (I Coríntios 12.27). Quando perdemos membros deste corpo, ou os membros estão divididos entre si, o corpo fica defeituoso. Muitas coisas têm deformado a Igreja cristã. Embora construímos templos suntuosos e tenhamos estruturas muito bem organizadas, muitos defeitos têm feito com que o Corpo de Cristo ande mancando. O maior defeito que tem prejudicado a Igreja é a injustiça movida por interesses humanos. As divisões e o individualismo têm prejudicado a obra de Deus. A estrutura organizacional da igreja deve ser bíblica e dirigida pelo Espírito Santo. Tudo deve ser feito de maneira a manter o povo unido em um só propósito. Ninguém precisa ser maior e sim devemos servir uns aos outros. Igreja sem defeito é íntegra e consciente de seus problemas lutando para vencer. Sua Igreja está dividida e mancando? Jesus quer seu corpo sem defeito! --> A Igreja precisa crescer! -CONCLUSÃO: A Igreja Primitiva cresceu muito enquanto sua Glória foi a presença de Cristo, não tendo mácula ou maldade lutando contra o pecado, sem rugas conservado sempre em novidade de vida para não envelhecer, santificada pelo Espírito Santo e sem defeito ou injustiças. Com o tempo, quando as igrejas começaram a buscar a glória para o homem ou para a denominação, começou a se conformar com o pecado, a igreja caiu no tradicionalismo, perdeu a ênfase na santidade e divisões começaram a prejudicar o corpo de Cristo. A partir de então a igreja deixou de crescer por causa desses problemas. O Corpo de Cristo é vivo e saudável, por isso cresce naturalmente trabalhando ativamente pelo seu crescimento. A Igreja que Jesus quer apresentar para Deus é ―gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito‖ (Efésios 5.27). O segredo para o crescimento da Igreja é a Santificação. Qualquer estratégia ou proposta de crescimento que seja baseada em dar toda glória a Deus e não aos homens, luta contra o pecado e a injustiça, mantém a igreja renovada, busca santidade e une o Corpo de Cristo, funciona. Qualquer método de crescimento que vise isto vai dar certo. Sua Igreja tem crescido?
  38. 38. Uma Igreja saudável cresce naturalmente! A Edificação da Igreja -Tema: COMUNHÃO igreja I Pedro 2.1-10 -Introdução: Neste texto o apóstolo fala da edificação da obra de Deus onde nós somos as ―pedras vivas‖(v.5). Várias coisas são necessárias para fazer uma construção, vamos comparar a construção com a edificação da Igreja. A obra tem 3 etapas: base, paredes e cobertura. Cada etapa tem 3 materiais básicos: ferragens, pedras e cimento; tijolos, areia e argila; e madeiras, telhas e pregos. Como se edifica a Igreja? Vamos comparar cada etapa e cada material com algo importante para a edificação da Igreja: 1ª etapa- BASE: v.1 Para a base é preciso fazer uma limpeza no terreno como diz o texto em (I Pedro 2.1 deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações ). Pedras: ficam no profundo do chão para dar firmeza e suportar o peso da construção. JESUS é a Pedra que devemos nos sustentar. A Igreja deve ser Cristocêntrica, Jesus deve ser o centro de tudo na Igreja. Ferragens: fazem a liga entre o cimento e as pedras para dar estabilidade e força a obra. Uma construção sem ferragens bem amarradas é fraca. A UNIÃO é o que dá força a Igreja e sustenta ela de pé. Cimento: é o material que faz a compactação de tudo. Onde o cimento passa fica forte e firme. Ele é poroso, mas ao contato com a água se solidifica. O AMOR é o que faz a Igreja ser sólida e firme.Cada um de nós somos fracos como o pó do cimento, mas em contato com a água da Palavra de Deus somos amassados como uma massa e ficamos firmes. A base não é parte mais difícil e menos visível da obra, mas é muito importante porque ela sustenta tudo, por isso a Igreja precisa ter JESUS, UNIÃO e AMOR. 2ª etapa- PAREDES: v.2 As paredes, é quando a construção começa a crescer. Depois de feita a base a construção rapidamente se evolui e ficamos animados. Para as paredes precisamos basicamente de:
  39. 39. Tijolos: os tijolos são blocos de barro que são colocados um sobre o outro. O barro é fraco, mas se bem amassado, preparado, seco e cozido fica forte. E juntos fazem grande diferença. Um tijolo sozinho não faz a construção. Quem escolhe onde colocar cada tijolo e em que posição intercalados é o pedreiro. Do mesmo modo nós devemos deHUMILDADE, porque somos frágeis como o barro, mas juntos somos preparados e colocados onde Deus quer nos usar. Areia: A areia é algo que é retirado dos rios e vai para as construções, está na parede de nossas casas. Um grão de areia é muito pequeno, mas um caminhão faz um montão enorme. Assim deve ser a nossa FÉ, embora muitas vezes pequena ela opera milagres gigantescos. Argila: é uma espécie de barro muito fino e limpo que faz a liga entre os materiais como areia e cimento. Através da argila, mateiais tão diferentes como a areia e o cimento são unidos para formar uma massa homogênea que cola os tijolos e faz o reboco. Assim deve ser oRESPEITO de um para com o outro na Igreja para entendermos as diferenças e aprender a ser mais carinhosos uns com os outros aprendendo a conviver juntos embora sejamos diferentes uns dos outros. Levantadas as paredes, a construção está vistosa e dá ânimo de continuar, por isso precisamos sempre de HUMILDADE, FE e RESPEITO. 3ª fase- COBERTURA: v.10 A cobertura é a parte final da obra, quando está perto de ser um abrigo pronto para nos receber. Para a cobertura precisamos basicamente de: Madeiras: As madeiras são apoiadas sobre as paredes e são montadas uma encaixando na outra para ficarem firmes e suportar o peso das telhas. As madeiras têm que ser boas e fortes, estar curadas e bem encaixadas para agüentar as tempestades que caem sobre as telhas aumentando o peso. Podemos comparar as madeiras com a necessidade de PERSEVERANÇA na Igreja. È preciso ser bem preparado e ajustado para agüentaras provações. Não e qualquer problemas que pode derrubar a comunidade, para isso deve estar bem interligada, um suportando o outro. Pregos: eles se tornam invisíveis porque entram na madeira, mas são importantíssimos senão tudo ficaria solto e cairia. Os pregos, embora não vistos são os responsáveis por firmar tudo. Assim precisamos daBIBLIA, através da pregação da Palavra de Deus que nos faz ficar firmes e preparados. Telhas: elas protegem contra o sol e a chuva, são montadas de forma inclinada como um quebra- cabeças uma sobre a outra para que não caiam e fique bem tampado. Se mal colocadas podem cair e fazer chover na casa. As telhas representam a FIDELIDADE da Igreja que não permite ter gretas que sejam como goteiras para perturbar nossa vida espiritual. Quem é fiel está bem protegido contra os perigos deste mundo, porque Deus é fiel. Assim como o telhado deve ser bem montado a Igreja deve ser bem equipada com PERSEVERANÇA, BÍBLIA e FIDELIDADE. Faça sua parte para edificar a Igreja! -CONCLUSÃO: v.9 Quando a pessoa esquece Jesus, perde a união,o amor pela Igreja, não é humilde, não tem fé, não respeita os irmãos, não é perseverante,não lê a Bíblia e não é fiel, a Igreja deixa de ser edificada e é destruída.
  40. 40. Deus tem um propósito par nós como Igreja, devemos estar bem certos disso e para exercemos nosso papel no Reino de Deus sendo edificados por Ele como pedras vivas de uma Edificação muito superior que é a Casa de Deus. Cada um tem um papel importante e nenhum destes ingredientes pode faltar. Por isso busque sempre a Jesus, estar unido na Igreja, AME a obra de Deus, seja humilde, tenha fé, respeite os irmãos em suas diferenças, seja perseverante, firme-se na Bíblia e seja fiel que a Igreja e sua vida serão edificados.
  41. 41. A Igreja é... -Tema: IGREJA João 5.1-8 -Introdução: Betesda significa ‗casa de misericórdia‘ e este tanque ficava perto da ‗porta das ovelhas‘. Isso nos ensina que ao entrarem as ovelhas para se refrescarem junto à fonte de águas vivas, experimentam a misericórdia de Deus e ao sair devem agir com misericórdia para com as pessoas. Misericórdia significa colocar o coração no lugar do coração da pessoa para sentir o que está sentindo. Betesda foi criada para ser um lugar de abrigo às pessoas necessitadas, mas com o tempo perdeu seu propósito, pois as pessoas doentes se acumularam naquele lugar que antes era um lugar de rápida passagem onde todos saíam curados. Muitas vezes a Igreja também é como Betesda, um lugar de misericórdia, onde as vidas vêm sedentas para buscar a Deus. Mas perde seu propósito com o tempo e as pessoas vão se acumulando sem receber a restauração que precisam. Como deve ser a Igreja? Vamos refletir sobre o propósito de ser Igreja comparando com o tanque de Betesda: --> 1- Lugar de CURA: v.1 e 3,4 Não um lugar apenas de festas e eventos sociais (v.1), mas um local onde vidas são curadas e restauradas por Deus. O primeiro versículo diz que estava havendo uma festa dos judeus, mas enquanto uns festejavam outros estavam enfermos e esquecidos ali em Betesda. A Igreja é um lugar de alegria! Mas é preciso saber o motivo desta alegria para não festejarmos sem motivos como os discípulos que se alegravam em vão e Jesus lhes disse ―Não obstante, alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e sim porque o vosso nome está arrolado nos céus‖ (Lucas 10.20). Precisamos nos alegrar pela salvação de almas por que ―de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende‖ (Lucas 15.10). Por outro lado a Igreja também é um lugar de chorar. ―Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram‖ (Romanos 12.15). Devemos chorar com as pessoas que sofrem e depois nos alegrar juntamente com sua libertação. Quando alguém chora acontece cura. O choro é um desabafo necessário para a dor. Betesda estava sendo um lugar de dor e sofrimento para muitas pessoas, mas naquele dia Jesus veio para trazer não uma alegria vazia como das pessoas que festejavam sem saber o porquê,
  42. 42. mas a alegria verdadeira que vem de Deus. Aquele homem que sofria há 38 anos foi curado e saiu dali alegre. A Igreja deve ser um lugar de refúgio para quem está triste. Quem entra triste sai alegre pela presença de Jesus. Quem chega enfermo na Igreja sai curado pelo poder de Deus. Aí há uma verdadeira festa que começa na terra e continua no céu. A Igreja tem sido um lugar de cura pra você? Não importa como você chega à Igreja, o importante é como você sai: restaurado! 2- Lugar de ESTENDER A MÃO: v.2 e 5-7 Não um lugar de ficarmos separados por pavilhões e status (v.2), mas um local onde um ajuda o outro. Em Betesda havia 5 pavilhões, que seriam como degraus onde as pessoas ficavam. Era o que conhecemos hoje como fila por ordem de chegada. Todos disputavam um lugar mais próximo do tanque para ter chance de entrar na água e ser curado. Havia um clima de competição. Cada um disputava com o outro. Ninguém estendia a mão para pessoas com mais dificuldades (v.7) por isso aquele homem ficou ali tantos anos esperando alguém que o ajudasse. A Igreja também muitas vezes fica como Betesda. Há degraus e pavilhões. Existem cargos e status que separam as pessoas. Uns se acham melhores que outros e mais pertos da bênção se esquecendo de estender a mão para seu irmão. Existem cristãos que usam seus cargos na Igreja como se fossem pavilhões. A única coisa que aquele homem precisava é de alguém que lhe estendesse a mão. Muitas vezes deve ter visto o anjo descer e mover as águas, mas não havia quem lhe estendesse a mão (v.7). Neste sentido a Igreja não deve ser assim. A Igreja deve ser um lugar onde um irmão não se acha melhor que o outro, onde um estende a mão ao seu próximo e o ajuda. A Igreja é um lugar de estender a mão! Nunca vá à Igreja para se achar melhor que outra pessoa, nem se esqueça de estender a mão para quem precisa. Olhe para seus irmãos não com olhar superior, mas em igualdade e amor. Jesus chegou diante daquele homem em pé de igualdade. Ele não subiu nos pavilhões. Foi humilde. Estendeu sua mão para ajudar aquela vida que tanto precisava de apoio. Aquele homem esperava um anjo que movesse a água, mas com uma só palavra de Jesus foi curado. Muitas pessoas matam com suas palavras ferinas. Cristãos e até pastores vivem amargurados por palavras dolorosas, mas Jesus com sua palavra é capaz de curar. Precisamos urgentemente em nossas igrejas, abrir mão dos pavilhões de status, estender a mão para nossos irmãos e falar palavras de cura como um bálsamo para os corações um do outro. Você tem estendido a mão para seus irmãos na Igreja ou mantém-se distante em algum pavilhão de status?
  43. 43. Chegue perto dos irmãos da Igreja, estenda a mão, abrace, demonstre amor e fale palavras que curam! 3- Lugar de trabalho: v.8 e 9 Não um lugar de disputas para ver quem chega primeiro (v.4) ou preocupar com legalismos (v.9). Os fariseus ficaram furiosos por que era sábado e o homem não podia trabalhar (v.10). Isso é legalismo. O home curado havia ficado muitos anos parado e não queria saber se era sábado, o importante é que foi curado! A primeira coisa que Jesus mandou aquele homem fazer foi trabalhar tomando o seu leito e indo para casa (v.8). Jesus não gosta de bagunça e sujeira. Aquele homem não poderia sair dali curado e deixar sua cama no meio do caminho, precisava levar seu leito e levar para sua casa. Isso é trabalhar. Um sintoma de cura, ou saúde, é o trabalho. Quem está bem tem condições de trabalhar. Quem está doente não consegue trabalhar. Isso mostra que a saúde espiritual de um cristão ou de uma igreja é revelada se a pessoa está servindo em algum ministério. Cristão que não trabalha é por que está doente espiritualmente. O legalismo nas Igrejas impede muitas pessoas de trabalhar servindo ao Senhor com seus dons por causa de regras que muitas vezes impedem ao invés de incentivar. A Igreja além de ser um lugar de cura e de estender a mão, é também um lugar de trabalhar servindo ao próximo. O cristão assim que é curado por Deus tem que começar a servir imediatamente. Chega de legalismos que impedem o trabalho na obra de Deus. Há muitos crentes que são curados por Jesus, mas não querem carregar seu leito. Por isso as igrejas de auditório estão cheias de pessoas que não querem servir. Trabalhar é necessário. É uma forma de testemunhar que estamos sãos e capacitados por Jesus para o serviço. Meu pai dizia que ‗quem não trabalha dá trabalho‘. Isso é verdade. Por isso que muitas igrejas estão cheias de legalismos e nada acontece. Pessoas que não trabalham são capazes de criticar. Deus não quer ninguém à toa na Igreja. Todo cristão deve ter um ministério. Você tem trabalhado na Igreja? Jesus te curou, trabalhe para Ele! Igreja é lugar de cura, de estender a mão e de trabalhar! -CONCLUSÃO: Aquele lugar que fora separado por Deus para operar milagres se tornou em um lugar de status, disputa e festas. Mas quando Jesus chegou se transformou em um lugar de cura, de estender a mão e trabalhar juntos.
  44. 44. Não podemos permitir que a Igreja perca seu propósito de curar vidas, de solidariedade e de trabalho para o Reino de Deus. Quando não há cura, há tristeza na Igreja. Quando não há um aperto de mão, existem diferenças entre os irmãos. Quando não há trabalho, reina o legalismo. Uma Igreja verdadeira transmite cura para os doentes, acolhida para os esquecidos e serviço para os salvos. Betesda foi transformada pela presença de Jesus. Assim a Igreja precisa ser renovada a cada dia pelo Espírito Santo para que ninguém fique doente, separados uns dos outros ou sem trabalhar na Seara do Senhor. Jesus já te curou? Você já estendeu a mão para alguém encontrar Jesus? Você já está trabalhando na obra de Deus! Jesus quer curar você para que estenda sua mão e trabalhe servindo ao seu próximo!
  45. 45. A vida cristã na Igreja Primitiva -Tema: IGREJA Atos 9.31 -Introdução: Quando olhamos para a Igreja Primitiva em Atos dos Apóstolos e vemos a igreja atual, ficamos impressionados com o quanto nos distanciamos de nossas origens. A Igreja Primitiva com todas as lutas e perseguições que enfrentava podia sempre dizer que ―tinha paz‖ e por isso ―crescia em número‖. Então precisamos a aprender a promover na Igreja um ambiente de paz para que então, como conseqüência ela cresça em número. Uma igreja adoecida por problemas do passado não tem paz para crescer! Isso nos leva a refletir: qual era o segredo da Igreja primitiva? Por que aquela Igreja tinha paz mesmo em meio à perseguições? Como a Igreja crescia sendo reprimida o tempo todo? Jesus disse que onde estiver nosso tesouro estaria nosso coração (Mateus 6.21). Onde estava o coração dos crentes primitivos e o que seria mais importante para eles? Como deve ser a Igreja? Vamos destacar três coisas importantes no livro de Atos dos Apóstolos e entender qual era o segredo da Igreja Primitiva: 1- A PALAVRA acompanhada da oração: A Palavra de Deus era o centro do culto, o assunto dos crentes e a paixão que viviam dia e noite orando e meditando com prazer nas Escrituras (Salmos 1.2). a) Perseverança na Palavra Atos 5.42: E todos os dias, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo. Estavam em torno das escrituras e todos os dias se reuniam para orar e aprender a Palavra de Deus. Além disso, o texto diz que elesperseveravam, ou venciam os obstáculos através da Palavra de Deus (2.42,43) crendo verdadeiramente nas verdades bíblicas. b) Objetivo comum de anunciar a Palavra Atos 4.20: pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos. Além de conhecer a Palavra, tinham um objetivo em comum que era pregar o Evangelho. Todos eram missionários, pregadores e todos testemunhavam a Obra de Deus em suas vidas.
  46. 46. c) A simplicidade na Pregação Atos 3.6: ―não possuo ouro nem prata, mas o que tenho isso te dou: em nome de Jesus Cristo Nazareno, levanta e anda‖ Atos 10.34: ―Deus não faz acepção de pessoas‖ Atos 16.31: ―crê no Senhor Jesus e serás salvo tu e tua casa‖ Podemos perceber nas orações e pregações dos apóstolos palavras simples e poderosas devido à fé que tinham. d) Discutiam seus problemas à luz da Palavra Atos 6.1-4: Ora, naqueles dias, multiplicando-se o número dos discípulos, houve murmuração dos helenistas contra os hebreus, porque as viúvas deles estavam sendo esquecidas na distribuição diária. Então, os doze convocaram a comunidade dos discípulos e disseram: Não é razoável que nós abandonemos a palavra de Deus para servir às mesas. Mas, irmãos, escolhei dentre vós sete homens de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria, aos quais encarregaremos deste serviço; e, quanto a nós, nos consagraremos à oração e ao ministério da palavra. Atos 16.6,7: E, percorrendo a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na Ásia, defrontando Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu. Atos 16.12,13: e dali, a Filipos, cidade da Macedônia, primeira do distrito e colônia. Nesta cidade, permanecemos alguns dias. No sábado, saímos da cidade para junto do rio, onde nos pareceu haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido. Antes de pensarmos nossas opiniões e as defendermos, precisamos saber qual é a opinião do Dono ou Cabeça da Igreja. Precisamos aprender a discutir nossos problemas à Luz da Palavra de Deus como os apóstolos fizeram ao escolher os diáconos para se manter dedicados ao estudo, oração ensino da Palavra e também o Concílio de Jerusalém foi momento de decidir o futuro da Igreja à luz da Palavra de Deus. A Palavra de Deus é o fundamento da Igreja! 2- A FÉ seguida de prática: A fé era uma conseqüência da Palavra por que ―a fé vem pelo ouvir e ouvir a pregação da Palavra de Deus‖ (Romanos 10.17). Os cristãos eram chamados ‗discípulos‘ devido ao estilo de vida que tinham (Atos 11.26; 13.52). a) Fé baseada numa experiência pessoal: Atos 1.3,4: A estes também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas provas incontestáveis, aparecendo-lhes durante quarenta dias e falando das coisas concernentes ao reino de Deus. E, comendo com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes.
  47. 47. Todos afirmaram que tiveram um encontro como salvador. Não falavam do que ouviram, mas do que experimentaram pessoalmente. b) Fé transformadora: Atos 19.18-20: Muitos dos que creram vieram confessando e denunciando publicamente as suas próprias obras. Também muitos dos que haviam praticado artes mágicas, reunindo os seus livros, os queimaram diante de todos. Calculados os seus preços, achou-se que montavam a cinqüenta mil denários.Assim, a palavra do Senhor crescia e prevalecia poderosamente. Como fruto da fé, vidas eram transformadas e se convertiam publicamente sem nenhuma vergonha. c) Fé comprometida com o próximo: Atos 4.32-35: Da multidão dos que creram era um o coração e a alma. Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía; tudo, porém, lhes era comum. Com grande poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça. Pois nenhum necessitado havia entre eles, porquanto os que possuíam terras ou casas, vendendo-as, traziam os valores correspondentes e depositavam aos pés dos apóstolos; então, se distribuía a qualquer um à medida que alguém tinha necessidade. Essa fé gerava uma ajuda mútua, companheirismo e compromisso com o próximo. d) Fé incondicional: Atos 14.22,23: fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a permanecer firmes na fé; e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus. E, promovendo-lhes, em cada igreja, a eleição de presbíteros, depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido. Criam na vontade soberana de Deus mesmo diante de problemas com o martírio de Estevão (7.54-60) e naufrágios como os de Paulo (21.9-11e 22.26). Também oravam por seus líderes e acreditavam que Deus os abençoava. A liderança pregava a Palavra e vivia a fé. A fé é o sustento da Igreja! 3- O PODER como fruto da fé na Palavra: Poderia fazer uma equação: PALAVRA + FÉ = PODER A Palavra alimenta a Fé e a Fé gera o Poder. O Poder é conseqüência a Fé na Palavra de Deus. Quem tem fé conhece o poder de Deus. a) Buscaram até receber poder Atos 2.1-4: Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre
  48. 48. cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem. Os que creram permaneciam na fé buscando a Palavra até receberem o poder. O início da Igreja foi marcado pelo recebimento do poder de Deus para pregar a Palavra (Atos 1.8). Todos receberam o poder, não havia distinção de uns mais espirituais do que outros. b) O poder do nome de Jesus Atos 4.9-12: visto que hoje somos interrogados a propósito do benefício feito a um homem enfermo e do modo por que foi curado, tomai conhecimento, vós todos e todo o povo de Israel, de que, em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem vós crucificastes, e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, sim, em seu nome é que este está curado perante vós. Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos. Os crentes tinham ciência de que não agiam por si mesmos, mas em nome de Jesus, fazendo sua vontade. c) O poder gera coragem Atos 4.27-31: porque verdadeiramente se ajuntaram nesta cidade contra o teu santo Servo Jesus, ao qual ungiste, Herodes e Pôncio Pilatos, com gentios e gente de Israel, para fazerem tudo o que a tua mão e o teu propósito predeterminaram; agora, Senhor, olha para as suas ameaças e concede aos teus servos que anunciem com toda a intrepidez a tua palavra, enquanto estendes a mão para fazer curas, sinais e prodígios por intermédio do nome do teu santo Servo Jesus. Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus. Os cristãos não tinham medo nem vergonha de enfrentar qualquer perigo. Com intrepidez pregavam a Palavra e Deus operava maravilhas. Muitas vezes Deus não age por que não temos coragem de falar em nome de Jesus. d) O poder da ressurreição Atos 4.33: Com grande poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça. A fé na ressurreição dos mortos era algo real e testemunhado pelos cristãos ao ponto de não terem medo de morrer por crerem que se preciso Deus os ressuscitaria. A maior manifestação do poder de Deus para eles era o de dar a vida e retorná-la. Pela fé no impossível ressuscitaram a Êutico (Atos 20.7-12) e a Dorcas (Atos 9.36-46). O poder que age sobre nós é o mesmo que ressuscitou a Jesus dentre os mortos. O homem poder dizer que cura através de remédios, mas não pode devolver a vida. Por isso pregavam tanta a ressurreição dos mortos na volta de Cristo. e) Poder de cura e milagres Atos 5.12-16: Muitos sinais e prodígios eram feitos entre o povo pelas mãos dos apóstolos. E costumavam todos reunir-se, de comum acordo, no Pórtico de Salomão. Mas, dos restantes, ninguém ousava ajuntar-se a eles; porém o povo lhes tributava grande admiração. E crescia mais e mais a multidão de crentes, tanto homens como mulheres, agregados ao Senhor, a ponto de levarem os enfermos até pelas ruas e os colocarem sobre leitos e macas, para que, ao passar

×