Ec em ead rui

373 visualizações

Publicada em

Uso da EC em EaD

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ec em ead rui

  1. 1. Fundação Edson Queiroz Universidade de Fortaleza Núcleo de Educação a Distância – EAD Curso de Especialização em Docência em EAD Disciplina: História da Ead Professora: Vandalina Juliao C. De Alencar Tutora: Janete Batista Objetivo: Desenvolvimento de conteúdo, utilizando no mínimo duas mídias, caracterizadas no modelo “NOVAS MIDIAS”. Tema escolhido: A educação corporativa em EaD como fator de competitividade nas empresas 1- Justificativa para seleção do tema O tema escolhido, no caso a educação corporativa em EaD, vem de encontro às minhas necessidades acadêmicas e profissionais. Trabalho com prestação de serviço na área de projeto e fabricação mecânica. Também ministro aulas em empresas e observo a grande dificuldade de fornecer treinamento específico aos funcionários das empresas, principalmente pelo fator tempo. Fica difícil para as empresas liberarem seus funcionários no horário de trabalho para realizarem cursos e muitas vezes existe a impossibilidade de treinamento à noite ou aos sábados, contando ainda com o inconveniente do período de realização do curso. Logo, tenho pretenções de desenvolver cursos na modalidade EaD e contribuir para o aperfeiçoamento dos profissionais da área da mecânica e favorecer a competitividade das empresas. 2- Introdução É fato que as organizações necessitam vencer grandes desafios para sobreviverem. Como exemplo desses desafios tem-se: aumento da exigência dos consumidores, atualização tecnológica de produtos e processos e a concorrência. Para garantirem suas sobrevivências e vencerem os desafios citados, as organizações procuram ajustar suas estratégias competitivas focando suas políticas no treinamento de seus recursos humanos. As organizações vislumbram explorar o potencial de aprendizagem e a capacidade produtiva das pessoas, visando mudanças de comportamentos e atitudes bem como a aquisição de novas habilidades e conhecimentos. Tudo isso para maximizar o desempenho profissional de seus recursos humanos, favorecendo o aumento da produtividade e melhoria das relações interpessoais. Cavalcante(2004) citando Vergara (2000) comenta que as empresas precisam de pessoas motivadas para que o tão propalado binômio produtividade-qualidade aconteça.
  2. 2. 3- Treinamento nas organizações Segundo Boog (2001), citado por Pio (2005), a necessidade de treinamento em uma organização começa como uma resposta a uma necessidade ou a uma oportunidade em um ambiente organizacional. Realizar investimento para desenvolvimento de recursos humanos é fundamental para uma organização, favorece o desenvolvimento pessoal, prepara as pessoas para execução imediata de tarefas e aumenta a oportunidade para as pessoas. A consequências para as organizações é possuir profissionais motivados, comprometidos com a qualidade e com os processos, favorecendo a gestão e alcance de resultados. Para Pio(2007), a idéia de treinamento nos remete a algumas perguntas como o por que, em que, quem, como e quando treinar. Nesse sentido, é necessário realizar um diagnóstico das necessidades de treinamento e na sequência, uma programação de treinamento para atender às necessidades diagnosticadas. É importante saber que a execução de um treinamento deve focar inicialmente na integração das pessoas, dos aspectos operacionais e dos aspectos gerenciais. Para Boog (2001) citado por Pio(2007), a execução de um determinado treinamento deve levar em consideração os seguintes fatores: adequação do programa às necessidades da organização; qualidade do material didático; cooperação do pessoal de chefia; qualidade e preparo dos instrutores e a qualidade do pessoal a ser treinado. 3- Educação corporativa em EaD Uma das tarefas a serem realizadas para que um treinamento seja efetivado se refere ao planejamento, que consiste em definir seu objetivo e a abordagem necessária para a sua realização. Para Cavalcante(2004), citando Gil (2004), o planejamento é a escolha das técnicas a serem utilizadas no sentido de otimizar a aprendizagem, ou seja, alcançar o maior volume de aprendizagem com menor dispêndio de esforço, tempo e dinheiro. A figura 1 abaixo, apresenta o fluxo para o desenvolvimento de um treinamento. Nele observamos várias fases, cujo destaque para os objetivos desse trabalho se refere a fase 3, onde foca a escolha de métodos adequados à instrução. Nesse sentido pode-se destacar os métodos focados na aprendizagem presencial e os métodos focados na educação a distância. Nesse trabalho será apresentado somente as características da educação a distância como elemento que favorece a competitividade das empresas. Na educação a distância, representada pela sigla EaD, o processo de ensino ocorre na situação onde professores e estudantes estão separados espacial ou
  3. 3. temporalmente. A EaD tem muitas vantagens e vem crescendo bastante na educação corporativa, representada pela sigla EC, e ao que tudo indica, é a educação do futuro para a EC. Figura 1 – Fluxo de Treinamento. Fonte: CHIAVENATO, citado por Cavalcante (2004) O uso da EaD na EC vem crescendo devido à diminuição dos custos com a TI e também devido a uma série de vantagens, com destaque para: - economia de escala; - eliminação de barreiras geográficas; - flexibilidade de horário; - universalidade; - padronização do ensino; - personalização e individualização do conteúdo; - ritmo de treinamento definido pelo próprio aluno; - maior planejamento do ensino; - ensino é centrado no aluno, e não no professor; - possibilidade do alunos rever conteúdos inúmeras vezes. Além dessa vantagens, o que torna o EC com uso da EaD estratégico para as organizações estão apresentados no quadro 1 abaixo:
  4. 4. Quadro 1 – Expectativas para implantação do e-learning no Brasil Fonte: e-Learning Brasil (2005) citado por Brauer (2008) É fácil afirmar que o grande destaque do EC em EaD tem um dos fundamentos na rápida obsolescência das informações. A EC tem a necessidade da elaboração de um desenvolvimento contínuo de seus colaboradores, conforme afirma Brauer(2008) e que a tendência atual etá relacionada a customização, inovação e agilidade, cenário que favorece a implementação da EAD na EC. Referência: BRAUER, Marcus. Resistência à educação a distância na educação corporativa. Tese (doutorado) - Escola de Administração de Empresas de São Paulo, 2008. Orientador: Alberto Luiz Albertin. CAVALCANTE, André Murilo de Souza. Treinamento como ferramenta estratégica para o crescimento organizacional. Pós-graduação em Administração de Empresas – Univila, São Paulo, 2004. PIO, Cleuza. Treinamento e desenvolvimento de pessoas: dois lados da mesma moeda. Universidade Metodista de Piracicaba – Unimep, São Paulo, 2006 Disponível em: http://www.psicologia.com.pt/artigos/ver_opiniao.php. Acesso em 10 de Abril de 2010

×