NEUROPSICOLOGIA Os Métodos de Investigação
Sum ário <ul><li>Observações Clínicas </li></ul><ul><li>Técnicas Invasivas </li></ul><ul><li>Técnicas de Imagiologia Cereb...
Obs.  Clínicas
Técnicas Invasivas
 
Imagiologia Anatómica
TAC
IRM
Limites da TAC e IRM <ul><li>Os registos TAC e IRM:  </li></ul><ul><ul><li>Fornecem dados anatómicos </li></ul></ul><ul><u...
 
Imagiologia Fisiológica
Imagiologia Fisiológica
Imagiologia Fisiológica
Limitações da TEP <ul><li>Como tem de ser injectado material radioactivo, uma sessão de TEP não pode durar muito, não vá a...
Limitações da TEP <ul><li>As imagens do registo TEP mudam com demasiada lentidão para poderem captar eventos cerebrais que...
 
Imagiologia Funcional
Vantagens da IRMf <ul><li>Relativamente à TEP, a IRMf tem as seguintes vantagens: </li></ul><ul><ul><li>Recorre a sinais e...
Limitações da IRMf <ul><li>Sendo um excelente método de visualização do cérebro em actividade, não permite, no entanto, ac...
Limitações da IRMf <ul><li>A posição do indivíduo e o ruído gerado pela aparelhagem colocam-nos numa posição desconfortáve...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Métodos de Imagiologia Cerebral

3.889 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.889
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
47
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Métodos de Imagiologia Cerebral

  1. 1. NEUROPSICOLOGIA Os Métodos de Investigação
  2. 2. Sum ário <ul><li>Observações Clínicas </li></ul><ul><li>Técnicas Invasivas </li></ul><ul><li>Técnicas de Imagiologia Cerebral </li></ul><ul><ul><li>Anatómicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Fisiológicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Funcionais </li></ul></ul>
  3. 3. Obs. Clínicas
  4. 4. Técnicas Invasivas
  5. 6. Imagiologia Anatómica
  6. 7. TAC
  7. 8. IRM
  8. 9. Limites da TAC e IRM <ul><li>Os registos TAC e IRM: </li></ul><ul><ul><li>Fornecem dados anatómicos </li></ul></ul><ul><ul><li>Podem revelar estruturas cerebrais. </li></ul></ul><ul><li>No entanto, não permitem saber: </li></ul><ul><ul><li>Se essas estruturas estão ou não activas; </li></ul></ul><ul><ul><li>E se participam num determinado comportamento. </li></ul></ul>
  9. 11. Imagiologia Fisiológica
  10. 12. Imagiologia Fisiológica
  11. 13. Imagiologia Fisiológica
  12. 14. Limitações da TEP <ul><li>Como tem de ser injectado material radioactivo, uma sessão de TEP não pode durar muito, não vá acontecer que o paciente receba demasiada radiação. </li></ul><ul><li>O material radioactivo leva tempo a ser absorvido pelas células cerebrais activas e a ser removido depois. </li></ul>
  13. 15. Limitações da TEP <ul><li>As imagens do registo TEP mudam com demasiada lentidão para poderem captar eventos cerebrais que ocorrem com rapidez; </li></ul><ul><li>Não é possível colher registos de actividades cerebrais prolongadas no tempo </li></ul>
  14. 17. Imagiologia Funcional
  15. 18. Vantagens da IRMf <ul><li>Relativamente à TEP, a IRMf tem as seguintes vantagens: </li></ul><ul><ul><li>Recorre a sinais endógenos (nada é injectado no organismo) </li></ul></ul><ul><ul><li>A resolução espacial é muito boa </li></ul></ul><ul><ul><li>A resolução temporal, embora insuficiente em muitos casos, é melhor do que a da TEP </li></ul></ul>
  16. 19. Limitações da IRMf <ul><li>Sendo um excelente método de visualização do cérebro em actividade, não permite, no entanto, acompanhar detalhadamente a organização temporal das actividades cerebrais relacionadas com o desenvolvimento dos processos cognitivos. </li></ul><ul><li>Note-se ainda que os equipamentos implicados são excessivamente caros. </li></ul>
  17. 20. Limitações da IRMf <ul><li>A posição do indivíduo e o ruído gerado pela aparelhagem colocam-nos numa posição desconfortável. </li></ul><ul><li>O aparelho e o “túnel” constituem um grande empecilho para a realização dos protocolos experimentais. </li></ul>

×