Processos industrias x impactos ambientais

3.246 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.246
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
169
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Processos industrias x impactos ambientais

  1. 1. Processos Industrias x Impactos Ambientais
  2. 2. PROCESSOS INDUSTRIAIS • A palavra processo tem origem no termo latim processus. O conceito refere-se à ação de andar para a frente (levar algo a cabo), procedimentos que visam atingir uma meta. • Na indústria, um processo industrial é o conjunto de operações necessárias para modificar as características das matérias-primas. De uma forma geral, para obter um determinado produto, são necessários diversos procedimentos individuais.
  3. 3. IMPACTO AMBIENTAL • Segundo a RESOLUÇÃO CONAMA Nº 001,de 1986, Impacto ambiental é qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam: • I - a saúde, a segurança e o bem-estar da população; • II - as atividades sociais e econômicas; • III - a biota; • IV - as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; • V - a qualidade dos recursos ambientais.
  4. 4. EXPLORAÇÃO E EXTRAÇÃO DO PETRÓLEO
  5. 5. IMPORTÂNCIA DO PETRÓLEO • É impossível viver hoje em dia sem petróleo. O petróleo é matéria-prima de muitos materiais, como, por exemplo, plásticos para saquinhos, enchimento de colchões, tintas, combustíveis, lubrificantes, solventes etc.
  6. 6. EXPLORAÇÃO E EXTRAÇÃO DO PETRÓLEO O petróleo é encontrado em bolsões profundos em terra firme e abaixo do fundo do mar. A exploração passa por três etapas principais: • Prospecção. • Perfuração. • Extração.
  7. 7. 1º PROSPECÇÃO: É a localização de bacias sedimentares por meio de análise detalhada do solo e do subsolo. • Imagens de satélites; • Gravímetro; • Magnetômetros; • Sniffers (farejadores); • Sismólogos ; • Ondas sísmicas;
  8. 8. SISMÓLOGOS :
  9. 9. ONDAS SÍSMICAS:
  10. 10. ONDAS SÍSMICAS:
  11. 11. ONDAS SÍSMICAS:
  12. 12. ONDAS SÍSMICAS:
  13. 13. 2º PERFURAÇÃO: • Marcação com coordenadas GPS; • Realiza-se a perfuração do solo(terra); • Profundidades de 800 a 6.000 metros(sondas de perfuração); • Mar (plataformas marítimas), torres de perfuração;
  14. 14. 3º EXTRAÇÃO: • Na terra, o petróleo é encontrado acima de água salgada e embaixo de uma camada gasosa em alta pressão. Assim, quando o poço é perfurado, o petróleo pode jorrar espontaneamente até a superfície em razão da pressão do gás. Quando essa pressão diminui é necessário o uso de equipamentos, como o “cavalo de pau”. Bombear o petróleo para a superfície. • Denso;
  15. 15. No mar, essa extração é mais difícil, sendo feita com: • Utilização de equipamentos especiais de perfuração ; • Extração por meio de bombas em plataformas e navios- sonda; Há varios tipos de plataformas para exploração de petróleo em alto-mar, veja as principais: EXTRAÇÃO MARÍTIMA:
  16. 16. Há vários tipos de plataformas para exploração de petróleo em alto- mar, veja as principais: PLATAFORMAS PARA EXPLORAÇÃO:
  17. 17. ACIDENTES E CONSEQUÊNCIAS
  18. 18. Plataforma Deepwater Horizon 2010-México 1
  19. 19. • Mais de 400 espécies em risco
  20. 20. • 34.000 pássaros contaminados
  21. 21. • Maré negra cobre 6.500 m²
  22. 22. 2Navio Volganeft 139 2007-Russía Foto em P&B de um navio afundando no mar negro
  23. 23. • Mais de 30.000 pássaros mortos
  24. 24. MILHARES DE PASSAROS NA COSTA RUSSA ESTÃO IMPEDIDOS DE VOAR • Milhares de pássaros na costa russa estão impedidos de voar. Na areia da praia, eles tentam bater as asas, mas não conseguem - suas penas estão emplastadas com uma espessa camada de óleo. Impossibilitadas de ganhar os céus, as aves acabam atacadas por cães selvagens.
  25. 25. • Derramamento cobriu 1.200 Km²
  26. 26. Petroleiro Prestige 2002-França3 Foto em P&B de um navio afundando perto da costa
  27. 27. • Poluição atingiu praias e encostas
  28. 28. CONSEQUÊNCIAS
  29. 29. Liberação de substâncias tóxicas 1
  30. 30. 2Bloqueio da luz solar
  31. 31. • Destruição dos seres fotossintetizantes
  32. 32. • Diminuição da temperatura da água
  33. 33. • Migração da vida marinha para áreas não afetadas
  34. 34. Proliferação de microorganismos3
  35. 35. • Escassez de Oxigênio
  36. 36. • Diminuição da fauna e flora
  37. 37. EXPLOTAÇÃO MINERAL
  38. 38. • Importância econômica • Alto investimento em tecnologia • Responsável por produtos de grande necessidade IMPORTÂNCIA DO MINÉRIO DE FERRO
  39. 39. FASES DA MINERAÇÃO • Pesquisa • -Prospecção • -Exploração • Lavra • -Desenvolvimento • -Lavra (Explotação) FASES DA MINERAÇÃO
  40. 40. SONDAGEMSONDAGEM
  41. 41. SONDAGEM – ASPECTOS E IMPACTOS • Medidas mitigadoras: Drenagem de água pluvial, compensação vegetal. • Supressão Vegetal – Afugentamento de fauna, perda de espécies arbóreas e favorecimento de processos erosivos. SONDAGEM: ASPECTOS E IMPACTOS
  42. 42. SONDAGEM – ASPECTOS E IMPACTOS • Medida mitigadora: Umectação de vias, manutenção preventiva periódica. • Abertura de Vias de Acesso – Emissão de particulado e ruído provenientes do maquinário que executa a movimentação de terra. SONDAGEM: ASPECTOS E IMPACTOS
  43. 43. LAVRA - DESENVOLVIMENTOLAVRA: DESENVOLVIMENTO
  44. 44. ABERTURA DE VIAS DE ACESSO • Para o desenvolvimento da mina primeiramente é realizado a abertura de vias de acesso aos locais onde serão implantados as infraestruturas necessárias à atividade. ABERTURA DE VIAS DE ACESSO
  45. 45. DRENAGEM PLUVIAL • O escoamento de águas pluviais é um dos maiores problemas para as estruturas de uma mineração. O sistema de drenagem é feito na berma do talude. DRENAGEM PLUVIAL
  46. 46. ÁGUA – UTILIZAÇÃO E ESCOAMENTO • Usa-se bacias, que além de reduzir a velocidade da água, retém sedimentos carreados. • Para evitar tais destruições, é importante realizar um eficiente projeto de drenagem. ÁGUA – UTILIZAÇÃO E ESCOAMENTO
  47. 47. LAVRA -LAVRA – EXPLOTAÇÃO MINERAL
  48. 48. EXPLOTAÇÃO – ASPECTOS E IMPACTOS • Supressão Vegetal – Causando erosão e afugentamento de fauna. • Movimentação de terra – Causando Emissão de particulado, ruído e destruição de habitat. • Transito de máquinas pesadas – Causando ruído, atropelamento de fauna e contaminação do solo. • Manutenção – Causando contaminação do solo por óleos e graxos. EXPLOTAÇÃO – ASPECTOS E IMPACTOS
  49. 49. EXPLOTAÇÃO – POSSÍVEIS DESASTRES • Detonação – Causando vibração, ruído e emissão de particulado. EXPLOTAÇÃO – POSSÍVEIS DESASTRES
  50. 50. EXPLOTAÇÃO – POSSÍVEIS DESASTRES • Rachaduras em residências do entorno, causando comprometimento da estrutura física das mesmas; • Abatimento do teto de cavidades formando dolinas de abatimento; • Medidas Mitigadoras: Plano de Fogo EXPLOTAÇÃO – POSSÍVEIS DESASTRES
  51. 51. DETONAÇÃO AGRESSIVADETONAÇÃO AGRESSIVA
  52. 52. DETONAÇÃO NÃO AGRESSIVADETONAÇÃO NÃO AGRESSIVA
  53. 53. PILHA DE ESTÉRILPILHA DE ESTÉRIL
  54. 54. PILHA DE ESTÉRIL – ASPECTOS E IMPACTOS • Formação da pilha – Emissão de material particulado e Assoreamento. PILHAS DE ESTÉRIL – ASPECTOS E IMPACTOS
  55. 55. PILHA DE ESTÉRIL – POSSÍVEIS DESASTRES • Deslizamento de terra PILHAS DE ESTÉRIL – POSSÍVEIS DESASTRES
  56. 56. OBRIGADO E UMA BOA NOITE!

×