Um Ser Chamado Angelina

513 visualizações

Publicada em

Um Ser Chamado Angelina

Publicada em: Espiritual, Turismo
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
513
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um Ser Chamado Angelina

  1. 1. Enquanto a maioria das pessoas prefere ignorar o que se passa do outro lado do abismo, existem aquelas que enxergam além, se preocupam, e tentam construir pontes. <br />E uma destas pessoas se chama Angelina,<br />‘pequeno anjo’ em italiano.<br />
  2. 2. O que leva uma jovem atriz a abdicar de todo conforto, e viajar meio mundo para aliviar com seu abraço um coração entristecido...?<br />
  3. 3. O garoto africano, de sete anos de idade, traumatizado pelos tantos conflitos tribais que já presenciou, vive excessivamente agitado, motivo pelo qual sua família o mantém amarrado o tempo todo. <br />Durante a visita, diante do carinho e do abraço, aquietou-se...<br />
  4. 4. Há sete anos envolvida em trabalhos humanitários, Angelina Jolie conta que durante os primeiros dois anos chorava continuamente durante as viagens. <br />Hoje, diz que aprendeu a controlar melhor o sentimento de desespero diante de tamanha miséria, e que busca meios que viabilizem uma solução para os tantos problemas encontrados.<br />
  5. 5. Como embaixadora da boa vontade das Nações Unidas, ela tem percorrido dezenas de países: <br /> Chade, Costa Rica, Índia, Paquistão, Líbano, Sudão, Tailândia, Sri Lanka, Tanzânia, Equador, Namíbia, Camboja, Serra Leoa, entre outros. <br />Na foto ao lado, em Nova Delhi, Índia, durante uma visita a crianças refugiadas afegãs. <br />A primeira pessoa a ser agraciada com o título de “Cidadã do Mundo”, conferido pelas Nações Unidas. <br />
  6. 6. “Eu não me sinto apenas americana, mas também cidadã do mundo.”<br />Ajudando a construir cabanas para refugiados, na Tanzânia.<br />
  7. 7. Angelina Jolie foi escolhida pela revista Time como a segunda mulher mais influente do globo.<br />Além de emprestar sua imagem, e doar seu tempo e dinheiro a refugiados e órfãos, ela procura levar a realidade que vivencia nas suas viagens até os líderes mundiais e governantes dos países ricos, propondo soluções e cobrando ações. <br />Segundo a reportagem da revista Time, doa um terço de seus rendimentos em prol das causas humanitárias. <br />
  8. 8. Chamar a atenção do mundo às causas humanitárias, envolvendo-se intensamente em cada projeto, também tem seus riscos.<br />Enquanto visitava Angola juntamente com a Unicef, após a guerra em 2002, foi contaminada gravemente pela malária, chegando a quase perder a audição.<br />Na época, ao comentar o episódio numa entrevista, afirmou: <br />
  9. 9. “Existem alguns riscos que são dignos de se correr, porém o medo de riscos é indesculpável. <br />Você tem que defender aquilo em que você acredita.”<br />
  10. 10. Numa outra entrevista, ela afirma que durante a adolescência era um tanto rebelde, e que não conseguia se imaginar constituindo família algum dia. Acrescenta que a oportunidade de colaborar para uma causa mais nobre mudou toda a sua maneira de enxergar a vida. <br />
  11. 11. “O que eu tenho feito tem me dado uma nova perspectiva e me levado a descobrir um outro mundo, de dor e medo. <br />Alcançar o próximo me conduziu a uma vida de significado”. <br />
  12. 12. Com Maddox, um de seus três filhos adotivos.<br />Certa vez, interrogada por um jornalista sobre as suas motivações humanitárias, respondeu: <br />"Gostaria que Maddox se recordasse de mim não apenas como uma atriz que atuou bem e que por isso ganhou prêmios, mas também como alguém que se preocupou com os outros e que fez, ou que pelo menos tentou, com que o mundo fosse melhor para os outros". <br />
  13. 13. Sexy sem ser vulgar, Angelina concentra a versatilidade do papel feminino contemporâneo. Suas mil faces não deixam espaço para a imagem certinha. É o novo tipo de celebridade. Enfim, uma heroína de carne e osso.<br />Dario Caldas, sociólogo<br />
  14. 14. Uma heroína com os olhos voltados para o mundo real, que ela tenta melhorar com compaixão e bravura. <br />Guerreira e frágil, a diva ambígua constrói, com um velho coração maternal, uma nova família multiracial.<br />Revista Veja<br />
  15. 15. As premiações, o Oscar e o Globo de Ouro que ela acumula, os filmes e os festivais... Tudo isso passará...<br />Porém, o amor, a solidariedade, a generosidade e a compaixão... São estes os bens eternos, que para sempre acompanharão aqueles que os manifestam...<br />
  16. 16. Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente. <br />Érico Veríssimo<br />
  17. 17. www.jarbascomputadores.blogspot.com<br />

×